JEOVÁ ESTÁ USANDO JUSTIÇA OU MISERICÓRDIA??

 

Inserida em 25/02/08 - Modificada em 22/10/12 às 22 : 08




RECOMPENSA POR FIDELIDADE – MÉRITO OU

MISERICÓRDIA PARA COM OS INFIÉIS?

JEOVÁ RESPONDE


 

(mi.se.ri.cór.di:a)

sf.

  Sentimento de dor e solidariedade causado pela miséria alheia ; COMPAIXÃO; DÓ . [ + de, (para) com, para, por: Que Ele tenha misericórdia de vós; misericórdia (para) com as crianças de rua; um pouco de misericórdia para os insensatos; tende misericórdia pelos que não vêem a luz.]

  Perdão, clemência, indulgência.   [ + de, (para) com, para, por.]



São sinônimos de Misericórdia > clemência, comiseração, compaixão, dó, indulgência, pena, piedade.

Já que Seu nome significa “Mostrarei Ser”, Ele mostra na “prática” para nós, os seus alunos, o que é “Ser Misericordioso”, o que é Ser Clemente, o que é “Ser Amoroso”, o que é “Ser Imparcial”, o que é “Ser Fiel”. A definição de cada uma destas coisas está na personalidade do Criador, a quem devemos imitar. Como Jeová é aquele que nos ensina tudo, vamos ver "NELE" o que é ser misericordioso ou usar de misericórdia.



Vou tratá-los com misericórdia (613-591) - (Ezequiel 39:25) 25 “Portanto, assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘É agora que trarei de volta os cativos de Jacó e realmente terei misericórdia de TODA a casa de Israel; e vou mostrar devoção exclusiva ao meu santo nome.



Para que tipo de pessoas usaria Jeová de Misericórdia? Para com os FIÉIS, com os MERECEDORES? Ou será que foi para com os pecadores, para com os infiéis, para com os que praticavam atos de iniqüidade, para com os INÍQUOS?

 

 É por causa da infidelidade deles que a terra ficará sem eles: (Ezequiel 15:8) 8 “‘E eu vou fazer da terra um baldio desolado, por terem agido com INFIDELIDADE , é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.”

Infiéis - (Ezequiel 39:26-29) 26 E terão levado a sua humilhação e toda a sua INFIDELIDADE com que agiram para comigo, ao morarem sobre o seu solo em segurança, sem que alguém [os] faça tremer. 27 Quando eu os trouxer de volta dentre os povos e realmente os reunir das terras dos seus inimigos, também vou santificar-me entre eles perante os olhos de muitas nações.’ 28 “‘E terão de saber que eu sou Jeová, seu Deus, quando eu os enviar ao exílio nas nações e realmente os reunir sobre o seu solo, de modo que lá não deixarei restar mais nenhum deles. 29 E não mais esconderei deles a minha face, porque vou derramar meu espírito sobre a casa de Israel’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.” O que "merecem" os infiéis?

Infiéis com coração de pedra - (Ezequiel 36:22-28) 22 “Portanto, dize à casa de Israel: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: Não é por vós que eu faço [isso], ó casa de Israel, mas por meu santo nome que tendes profanado entre as nações nas quais entrastes.”’ 23 ‘E hei de santificar meu grande nome que tem sido profanado entre as nações, que tendes profanado no meio delas; e as nações terão de saber que eu sou Jeová’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová, ‘quando eu for santificado entre vós diante dos seus olhos. 24 E vou tirar-vos dentre as nações e reunir-vos dentre todas as terras, e vou fazer-vos chegar ao vosso solo. 25 E vou aspergir-vos com água limpa e vós vos tornareis limpos; purificar-vos-ei de todas as vossas impurezas e de todos os vossos ídolos sórdidos. 26 E vou dar-vos um coração novo, e porei no vosso íntimo um espírito novo, e vou remover da vossa carne o coração de pedra e dar-vos um coração de carne. 27 E porei meu espírito no vosso íntimo, e vou agir de modo a que andeis nos meus regulamentos, e guardareis as minhas decisões judiciais e realmente as cumprireis. 28 E haveis de morar na terra que dei aos vossos antepassados, e tereis de tornar-vos meu povo e eu mesmo me tornarei o vosso Deus.’ Não havia "mérito" do povo infiel. Vocês não merecem o que Eu vou fazer.

 

Ouçamos o ponto de vista de Jeová quanto a esta questão de MERECER que Jeová faça algo de bom: (Isaías 65:1-5) 65 "Deixei-me buscar por aqueles que não perguntaram [por mim]. Deixei-me achar por aqueles que não me tinham procurado. Eu disse: ‘Eis-me aqui, eis-me aqui!’ a uma nação que não invocava o meu nome. 2 "O dia inteiro estendi as minhas mãos para um POVO OBSTINADO, os que andam no caminho que não é bom, atrás dos seus pensamentos; 3 o POVO [QUE SE COMPÕE] DOS QUE DE CONTÍNUO ME OFENDEM DIRETAMENTE À MINHA FACE, sacrificando nos jardins e fazendo fumaça sacrificial sobre os tijolos, 4 sentando-se entre as sepulturas, que também passam a noite nas guaritas das sentinelas, comendo carne de porco, havendo nos seus vasos até mesmo caldo de coisas imundas; 5 os que dizem: ‘Fica onde estás. Não te aproximes de mim, pois eu certamente te transmitirei santidade.’ Estes são fumaça nas minhas narinas, um fogo ardendo o dia inteiro.

Não perguntaram por mim, não me tinham procurado, não invocava o meu nome, povo obstinado - que mérito existe neste povo para ser amado por Jeová??

 

 


> Não é por vós que eu faço isso. (Ezequiel 36:31-32) 31 E forçosamente haveis de lembrar-vos dos vossos maus caminhos e das vossas ações que não eram boas, e forçosamente tereis aversão à vossa própria pessoa por causa dos vossos erros e por causa das vossas coisas detestáveis. 32 Não é por vós que faço [isso], é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová, ‘seja isso sabido por vós. Envergonhai-vos e senti-vos humilhados por causa dos vossos caminhos, ó casa de Israel.’

Haveis de lembrar-vos de vossos caminhos e vossas ações que não eram boas, logo, não seriam exterminados. Havia um futuro já definido para os punidos.

 Há algum mérito em quem pratica coisas detestáveis? Onde está o elogio? Não se diz ao fiel: “envergonhai-vos e senti-vos humilhados”.

> Infidelidade duradoura (647-580) - (Jeremias 8:5-7) 5 Por que é que este povo, Jerusalém, É INFIEL com infidelidade duradoura? Agarraram-se à ardileza; negaram-se a voltar. 6 Prestei atenção e estive escutando. Não era correto como falavam. NÃO HAVIA HOMEM QUE SE ARREPENDESSE de sua maldade, dizendo: ‘Que é que eu fiz?’ Cada um retorna ao proceder popular, qual cavalo que se arroja à batalha. 7 Até mesmo a cegonha nos céus — ela conhece bem seus tempos designados; e a rola, e o andorinhão, e o bulbul — eles observam bem o tempo da entrada de cada um. Quanto ao meu povo, porém, não vieram a conhecer o julgamento de Jeová.”’

Não havia homem - onde está o grupo de fiéis??

Um povo que não se arrependia de sua maldade. Todo o povo (não havia homem que se arrependesse de sua maldade) era infiel. O que “merece” o infiel?

> Não reconhecia próprio erro - (Jeremias 2:35-37) 35 “Mas tu dizes: ‘Permaneci inocente. Decerto, a sua ira recuou de mim.’ “Eis que entro numa controvérsia contigo por dizeres: ‘NÃO PEQUEI.’ 36 Por que tratas como muito insignificante a mudança do teu caminho? Também do Egito te envergonharás, assim como te envergonhaste da Assíria. 37 Também por esta causa sairás com as tuas mãos sobre a cabeça, porque Jeová rejeitou os objetos da tua confiança e não terás êxito com eles.”

Era realmente um povo cego. Sequer percebiam onde erravam. Confrontavam a posição de Jeová  por dizerem: “Não pequei”. Jeová estava punindo e o povo afirmando que era inocente.

> Foram ao exílio - como “punição” por infidelidade, não como prêmio por fidelidade - (Ezequiel 39:21-24) 21 “‘E eu vou pôr a minha glória entre as nações; e todas as nações terão de ver meu julgamento que executei e minha mão que coloquei entre eles. 22 E os da casa de Israel terão de saber que eu sou Jeová, seu Deus, daquele dia em diante. 23 E as nações terão de saber que foi por causa de seu erro que eles, os da casa de Israel, foram ao exílio, pelo fato de que SE COMPORTARAM DE MODO INFIEL para comigo , de modo que escondi deles a minha face e os entreguei na mão dos seus adversários, e eles foram caindo, todos eles, à espada. 24 Fiz com eles segundo a sua impureza e segundo as suas transgressões, e continuei a esconder deles a minha face.’ 25 “Portanto, assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘É agora que trarei de volta os cativos de Jacó e realmente TEREI MISERICÓRDIA de toda a casa de Israel ; e vou mostrar devoção exclusiva ao meu santo nome. Quando Eu abençoar meu povo outra vez, por trazer de volta os cativos, as nações saberão que eles foram ao exílio por causa do erro deles. Vou ter misericórdia de “todos” eles.

> Confessarão o erro, confessarão a infidelidade (1512) - (Levítico 26:40) 40 E certamente confessarão seu próprio erro e o erro de seus pais na sua infidelidade, quando se comportaram de modo INFIEL para comigo, sim, mesmo quando andaram em oposição a mim. Jeová previu no Sinai que seu povo confessaria a infidelidade. O que “mereceo infiel?

> Os que retornaram de Babilônia TAMBÉM eram infiéis (537-467) - (Esdras 9:1-2) 9 E assim que se acabou com estas coisas, aproximaram-se a mim os príncipes, dizendo: “O povo de Israel, e os sacerdotes, e os levitas não se separaram dos povos das terras no que se refere às suas coisas detestáveis, a saber, dos cananeus, dos hititas, dos perizeus, dos jebuseus, dos amonitas, dos moabitas, dos egípcios e dos amorreus. 2 Pois aceitaram algumas das suas filhas para si e para os seus filhos; e eles, a DESCENDÊNCIA SANTA, ficaram misturados com os povos das terras, e a mão dos príncipes e dos delegados governantes mostrou estar na dianteira NESTA INFIDELIDADE.”

A “descendência santa” mostrou-se infiel. Como pode um povo ser “infiel” e continuar a ser “santo”? O que “merece” o infiel?

> Os que retornaram do exílio confessaram sua infidelidade -   (Esdras 10:1-2) 10 Ora, assim que Esdras tinha orado e feito confissão, enquanto chorava e jazia prostrado diante da casa do [verdadeiro] Deus, reuniram-se a ele os de Israel, uma congregação muito grande, homens e mulheres, e crianças, porque o povo havia chorado muito. 2 Então respondeu Secanias, filho de Jeiel, dos filhos de Elão, e disse a Esdras: “Nós é que agimos de MODO INFIEL contra o nosso Deus, de modo que demos morada a esposas estrangeiras dos povos da terra. Todavia, há agora uma esperança para Israel neste respeito. (Esdras 10:5-6) 5 Então se levantou Esdras e fez os chefes dos sacerdotes, os levitas e todo o povo fazer um juramento, de proceder segundo esta palavra. Por conseguinte, fizeram o juramento. 6 Esdras levantou-se então de diante da casa do [verdadeiro] Deus e foi ao refeitório de Jeoanã, filho de Eliasibe. Embora fosse para lá, não comeu pão nem bebeu água, porque pranteava a INFIDELIDADE do povo exilado.

Os do povo choraram muito e confessaram sua infidelidade. A penalidade por ser infiel é a morte. Ser infiel é ser iníquo. O infiel “merece” a morte.


A HISTÓRIA DE ISRAEL CONTADA POR JEOVÁ;

MISERICÓRDIA PARA COM OS INFIÉIS


 


Agora, ouçamos a história de Israel contada por Jeová  a um grupo de remanescentes da tribo de Judá, já expulsos da "terra" e que estavam exilados em Babilônia.

(Ezequiel 20:1-44) 20 Sucedeu então, no sétimo ano, no quinto [mês], no décimo [dia] do mês, [que] entraram homens dos idosos de Israel para consultar a Jeová, e eles passaram a assentar-se na minha frente. 2 Então veio a haver para mim a palavra de Jeová, dizendo: 3 “Filho do homem, fala com os idosos de Israel, e tens de dizer-lhes: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “É para consultar a mim que estais chegando? ‘Assim como vivo, não serei consultado por vós’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.”’ 4 “Julgá-los-ás tu? Julgá-los-ás tu, ó filho do homem? Faze-os saber as coisas detestáveis dos seus antepassados. 5 E tens de dizer-lhes: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “No dia em que escolhi Israel, passei também a levantar a minha mão [em juramento] à descendência da casa de Jacó e a dar-me a conhecer a eles na terra do Egito. Sim, passei a levantar a minha mão [em juramento] a eles, dizendo: ‘Eu sou Jeová, vosso Deus.’ 6 Naquele dia levantei a minha mão [em juramento] a eles de fazê-los sair da terra do Egito para uma terra que espiei para eles, uma [terra] que manava leite e mel. Era o ornato de todas as terras. 7 E prossegui, dizendo-lhes: ‘Lançai fora, cada um de vós, as coisas repugnantes dos seus olhos, e não vos avilteis com os ídolos sórdidos do Egito. Eu sou Jeová, vosso Deus.’ 8 “‘“E eles começaram a rebelar-se contra mim e não quiseram escutar-me. As coisas repugnantes dos seus olhos eles não lançaram fora, individualmente, e não abandonaram os ídolos sórdidos do Egito, de modo que prometi derramar sobre eles o meu furor, a fim de levar a cabo a minha ira contra eles no meio da terra do Egito . 9 E eu prossegui, agindo em prol do meu próprio nome , para que não fosse profanado perante os olhos das nações entre as quais estavam, porque eu me dera a conhecer a eles perante os seus olhos, fazendo-os sair da terra do Egito. 10 POR ISSO os fiz sair da terra do Egito e os levei ao ermo. 11 “‘“E passei a dar-lhes os meus estatutos; e dei-lhes a conhecer as minhas decisões judiciais, para que o homem que continuar a cumpri-las também continue a viver por meio delas. 12 E também lhes dei os meus sábados, para se tornarem um sinal entre mim e eles, para que soubessem que sou eu, Jeová, quem os santifica. 13 “‘“Mas eles, [os] da casa de Israel, rebelaram-se contra mim no ermo. Não andaram nos meus estatutos e rejeitaram as minhas decisões judiciais, por meio das quais, continuando a cumpri-las o homem, também continuará a viver. E profanaram muitíssimo os meus sábados, de modo que prometi derramar sobre eles meu furor no ermo, a fim de exterminá-los. 14 Mas agi em prol do meu próprio nome , para que não fosse profanado perante os olhos das nações, diante de cujos olhos eu os fizera sair. 15 E eu mesmo também levantei a minha mão [em juramento] a eles no ermo, de não levá-los à terra que eu [lhes] dera, uma [terra] que manava leite e mel, (ela é o ornato de todas as terras,) 16 visto que rejeitaram as minhas próprias decisões judiciais; e quanto aos meus estatutos, não andaram neles, e profanaram meus sábados, porque seu coração ia atrás dos seus ídolos sórdidos. 17 “‘“E meu olho começou a ter dó deles [para me impedir] de arruiná-los, e não os exterminei no ermo. 18 E passei a dizer aos filhos deles no ermo: ‘Não andeis nos regulamentos dos vossos antepassados, e não guardeis os seus julgamentos, e não vos avilteis com os seus ídolos sórdidos. 19 Eu sou Jeová, vosso Deus. Andai nos meus próprios estatutos e guardai as minhas próprias decisões judiciais e cumpri-as. 20 E santificai os meus próprios sábados, e eles terão de servir como sinal entre mim e vós, [para] saberdes que eu sou Jeová, vosso Deus.’ 21 “‘“E os filhos começaram a rebelar-se contra mim. Não andaram nos meus estatutos, e não guardaram as minhas decisões judiciais por cumpri-las, por meio das quais, continuando a cumpri-las o homem, também continuará a viver. Profanaram meus sábados. De modo que prometi derramar sobre eles o meu furor, a fim de levar a cabo a minha ira contra eles no ermo. 22 E retirei a minha mão e fui agir em prol do meu próprio nome , para que não fosse profanado perante os olhos das nações, diante de cujos olhos eu os fizera sair. 23 Também, eu mesmo levantei a minha mão [em juramento] a eles no ermo, de espalhá-los entre as nações e de dispersá-los entre as terras, 24 visto que não cumpriram as minhas próprias decisões judiciais, e rejeitaram os meus próprios estatutos, e profanaram os meus próprios sábados, e seus olhos mostraram estar atrás dos ídolos sórdidos dos seus antepassados. 25 E eu mesmo também os deixei ter regulamentos que não eram bons e decisões judiciais pelas quais não podiam manter-se vivos. 26 E fui deixá-los ficar aviltados pelas suas dádivas, quando fizeram cada criança que abria a madre passar pelo [fogo], a fim de fazê-los desolados, para que soubessem que eu sou Jeová.”’ 27 “Portanto, fala à casa de Israel, ó filho do homem, e tens de dizer-lhes: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Ainda neste respeito vossos antepassados falaram de mim de modo ultrajante, agindo contra mim com INFIDELIDADE. 28 E passei a fazê-los entrar na terra a respeito da qual eu levantara a minha mão [em juramento] de dá-la a eles. Quando chegaram a ver todo morro alto e toda árvore ramosa, então começaram a sacrificar ali os seus sacrifícios, e a dar ali as suas ofertas ofensivas, e a apresentar ali os seus cheiros repousantes, e a derramar ali as suas ofertas de bebida. 29 Por isso eu lhes disse: ‘Que significa o alto ao qual estais chegando, que deva ser chamado pelo nome de Alto até o dia de hoje?’”’ 30 “Portanto, dize à casa de Israel: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Vós vos aviltais segundo o procedimento dos vossos antepassados, e estais indo atrás das suas coisas repugnantes em relações imorais? 31 E ao elevardes as vossas dádivas, fazendo os vossos filhos passar pelo fogo, estais aviltando a vós mesmos por todos os vossos ídolos sórdidos até o dia de hoje? Ao mesmo tempo, hei de ser consultado por vós, ó casa de Israel?”’ “‘Assim como vivo’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová, ‘não vou ser consultado por vós. 32 E aquilo que está subindo no vosso espírito positivamente não acontecerá, VISTO QUE DIZEIS: “Tornemo-nos iguais às nações, iguais às famílias das terras, ministrando à madeira e à pedra.”’” 33 “‘Assim como vivo’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová, ‘será com mão forte, e com braço estendido, e com furor derramado que vou reinar sobre vós. 34 E vou fazer-vos sair dentre os povos e vou reunir-vos das terras às quais fostes espalhados com mão forte, e com braço estendido, e com furor derramado. 35 E vou fazer-vos entrar no ermo dos povos e pôr-me em julgamento convosco ali, face a face. 36 “‘Assim como me pus em julgamento com os vossos antepassados no ermo da terra do Egito, assim me porei em julgamento convosco’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová. 37 ‘E vou fazer-vos passar sob a vara e vou fazer-vos entrar no compromisso do pacto. 38 E vou eliminar de vós os revoltosos e os transgressores contra mim, porque os farei sair da terra da sua residência como forasteiros, mas não chegarão ao solo de Israel; e tereis de saber que eu sou Jeová.’ 39 “E vós, ó casa de Israel, assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Ide servir, cada um de vós aos seus próprios ídolos sórdidos. E depois, se não me escutardes, não mais profanareis então o meu santo nome com as vossas dádivas e com os vossos ídolos sórdidos.’ 40 “‘Pois, no meu santo monte, no monte da altura de Israel’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová, ‘ali é que me servirá toda a casa de Israel, na sua inteireza, no país. Ali é que terei prazer neles, e ali é que exigirei as vossas contribuições e as primícias das vossas apresentações em todas as coisas sagradas. 41 Terei prazer em vós por causa do cheiro repousante, quando eu vos fizer sair dentre os povos e realmente vos reunir das terras às quais fostes espalhados, e eu vou ser santificado em vós perante os olhos das nações.’ 42 “‘E tereis de saber que eu sou Jeová, quando eu vos fizer chegar ao solo de Israel, à terra a respeito da qual levantei a minha mão [em juramento] de dá-la aos vossos antepassados. 43 E certamente vos lembrareis ali dos vossos caminhos e de todas as vossas ações com que vos aviltastes, e tereis realmente aversão às vossas próprias faces por causa de todas as vossas coisas más que fizestes. 44 E tereis de saber que eu sou Jeová, quando eu tomar ação contra vós por causa do meu nome , não segundo os vossos caminhos maus ou as vossas ações corruptas, ó casa de Israel’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.”

Por várias ocasiões, VÁRIAS GERAÇÕES DIFERENTES, eu estive para exterminar o meu povo que escolhi, entretanto, não os exterminei por causa do meu nome, para que não fosse profanado diante das testemunhas (olhos das nações). Tive dó (misericórdia) deles, por isso não os exterminei no ermo (não houve merecimento deles). Apesar dos antepassados serem infiéis, Eu os trouxe à terra que mana leite e mel. Vós vos aviltais segundo o procedimento dos vossos antepassados, logo, também sois infiéis. Continuarei punindo esta geração por causa do meu nome e embora vós agora estejais no exílio, como prometi antecipadamente, não os exterminarei, assim como não exterminei os vossos antepassados, pois outra geração de vós voltará à mesma terra que mana leite e mel. Os que voltarem se lembrarão dos seus maus caminhos e se sentirão envergonhados. E continuarei tomando ação contra vós e contra as gerações futuras, não segundo os vossos maus caminhos, pois também não os exterminarei por causa do meu nome , para que não seja profanado perante os olhos das nações, que são testemunhas desta relação. Mesmo que vocês queiram ir embora definitivamente, isto não acontecerá, pois depois de certo tempo, vou buscá-los e levá-los de volta à terra que mana leite e mel, e certamente tereis vergonha de vossas ações passadas.

PARA AQUELE QUE SE CONSIDERAVA SANTO E FIEL, TAIS PALAVRAS REPRESENTAVAM UMA GRANDE HUMILHAÇÃO. NO ENTANTO, O POVO NÃO ACHAVA SER TÃO GRAVE ASSIM.



Não agi com os vossos antepassados de acordo com o que eles mereciam, segundo as ações ruins deles, não estou agindo com vocês de acordo com o que vocês merecem, segundo as ações ruins de vocês, tampouco agirei com os teus descendentes de acordo com o merecimento das ações deles. Continuarei agindo por causa do meu nome. Continuarei agindo com Misericórdia.

É esta uma relação de plena “justiça” para com os merecedores? Esta é uma relação MERITÓRIA?? Muito pelo contrário, pois nas palavras saídas da boca de Jeová, havia uma relação de Misericórdia para com os iníquos, seu povo iníquo.  Além disso, um grupo de fiéis não diria no coração (sentir o desejo de) que queria ser como as outras nações: : “Tornemo-nos iguais às nações, iguais às famílias das terras, ministrando à madeira e à pedra.

Extermínio > Foi o que Jeová causou em Sodoma, por interromper de forma completa a continuidade de gerações, não deixando nenhum sobrevivente, em face da iniqüidade praticada. Jeová mostrou na pratica o que é extermínio.

O Criador estava sendo fiel a sua promessa feita no monte Sinai. Assim falou Jeová no Sinai (1512) : (Levítico 26:43-45) . . .. 44 E apesar de tudo isso , enquanto continuarem na terra dos seus inimigos, certamente não os rejeitarei, nem os abominarei a ponto de exterminá-los, para violar meu pacto com eles; pois eu sou Jeová, seu Deus. 45 E vou lembrar-me, em seu benefício, do pacto dos antecessores que fiz sair da terra do Egito sob os olhares das nações, para mostrar-me seu Deus. Eu sou Jeová.’” Embora eu vá puni-los, não os abominarei a ponto de exterminá-los. Eu fiz um pacto com os antecessores deles tendo as nações como testemunhas e vou cumprir o pacto feito, mostrando-me ser Deus para eles, sendo benevolente para com a milésima geração.

No cântico "composto e dado por Jeová" para o povo, cântico este que servia de "testemunha" contra este mesmo povo, mais uma vez, Jeová garantiu não exterminar o povo. Assim falou o Criador (1473) : (Deuteronômio 32:26-27) 26 Eu devia ter dito:Dispersá-los-ei, Vou fazer cessar a menção deles entre os mortais, 27 Se não fosse que eu temesse um vexame da parte do inimigo, Que seus adversários o entendessem mal, Que dissessem: “Nossa mão se mostrou superior, E não foi Jeová quem realizou tudo isso.” Fazer cessar a menção deles entre os mortais significa o extermínio deste povo. Jeová lembrava-lhes diariamente e a todo momento que não os exterminaria.

Eu devia ter dito”, era isso o que mereciam, entretanto, se eu os exterminar não haverá lição para benefício deles.

No exílio em Babilônia, Daniel admite e reconhece a sua infidelidade e sua iniqüidade. (Daniel 9:4-14) 4 E comecei a orar a Jeová, meu Deus, e a fazer confissão e a dizer: “Ai! Jeová, o [verdadeiro] Deus, o Grande e o Atemorizante, que guarda o pacto e a benevolência para com os que o amam e para com os que guardam os seus mandamentos, 5 pecamos e cometemos faltas, e agimos iniquamente, e nos rebelamos; e houve um DESVIO  dos teus mandamentos e das tuas decisões judiciais. 6 E não escutamos os teus servos, os profetas, que falaram em teu nome aos nossos reis, nossos príncipes e nossos antepassados, e a todo o povo da terra.7 A ti, ó Jeová, pertence a justiça, mas a nós a vergonha da face, assim como no dia de hoje, aos homens de Judá, e aos habitantes de Jerusalém, e a todos os de Israel, os de perto e os de longe, em todas as terras às quais os dispersaste por causa da sua infidelidade com que agiram contra ti. 8 “Ó Jeová, a vergonha da face é nossa, de nossos reis, de nossos príncipes e de nossos antepassados, porque pecamos contra ti. 9  A Jeová, nosso Deus, pertencem as MISERICÓRDIAS e os atos de PERDÃO, pois nós nos rebelamos contra ele. 10 E não obedecemos à voz de Jeová, nosso Deus, por andarmos nas suas leis que ele pôs perante nós pela mão de seus servos, os profetas. 11 E todos os que são de Israel infringiram a tua lei, e houve um desvio por não se obedecer à tua voz, de modo que derramaste sobre nós a maldição e o juramento escrito na lei de Moisés, o servo do [verdadeiro] Deus, pois pecamos contra Ele. 12 E ele passou a cumprir as suas palavras que falou contra nós e contra os nossos juízes que nos julgavam, trazendo sobre nós grande calamidade, tal como não se causara sob todos os céus assim como se causara em Jerusalém. 13 Assim como está escrito na lei de Moisés, toda esta calamidade — ela veio sobre nós, e não abrandamos a face de Jeová, nosso Deus, recuando de nosso erro e mostrando perspicácia quanto a tua veracidade. 14 “E Jeová se manteve alerta para com a calamidade e finalmente a trouxe sobre nós, porque Jeová, nosso Deus, é justo em todos os seus trabalhos que fez; e nós não obedecemos à sua voz.

Daniel não fala em “eles agiram iniquamente”; Daniel fala em NÓS, nossa iniqüidade, nossa rebeldia, nosso pecado, fala que Jeová trouxe a calamidade sobre NÓS. Afinal, não estava Daniel no exílio em Babilônia, prestando serviço obrigatório? Ele reconhecia sua iniqüidade. Reconhecia que estava sendo "merecidamente punido" por sua pessoal iniquidade. Jeová é justo em ter cumprido o que prometeu, afirmou Daniel. Achava-se Daniel um homem justo? Como poderia? Suas palavras revelam o que ele achava sobre si mesmo.

 

A PALAVRA DE JEOVÁ SE CUMPRE NA ÍNTEGRA - A GERAÇÃO SEGUINTE OU  "DESCENDÊNCIA" DE ISRAEL FEZ CONFISSÃO DE SEUS PRÓPRIOS ERROS E DOS ERROS DE SEUS PAIS. (Neemias 9:1-3) 9 E no vigésimo quarto dia deste mês, OS FILHOS DE ISRAEL se ajuntaram com jejum, e com serapilheira, e com terra sobre si. 2 E A DESCENDÊNCIA DE ISRAEL passou a separar-se de todos os estrangeiros, e a ficar de pé e a FAZER CONFISSÃO DE SEUS PRÓPRIOS PECADOS E DOS ERROS DE SEUS PAIS. 3 Então se levantaram no seu lugar e leram alto do livro da lei de Jeová, seu Deus, por uma quarta parte do dia; e por uma quarta parte FAZIAM CONFISSÃO e se curvavam diante de Jeová, seu Deus.

ELES CONTINUARAM A "CONFISSÃO" COM AS SEGUINTES PALAVRAS: (Neemias 9:9-31)9 "Portanto, viste a tribulação de nossos antepassados no Egito e ouviste seu clamor junto ao Mar Vermelho.10 Deste então sinais e milagres contra Faraó e todos os seus servos, e todo o povo da sua terra, pois sabias que agiram presunçosamente contra ti; e passaste a fazer para ti um nome como no dia de hoje.11 E partiste o mar diante deles, de modo que passaram pelo meio do mar em terra seca; e aos seus perseguidores lançaste nas profundidades como uma pedra em águas potentes.12 E guiaste-os de dia por uma coluna de nuvem e de noite por uma coluna de fogo, para iluminar-lhes o caminho em que deviam andar.13 E desceste sobre o monte Sinai e falaste com eles desde o céu, e prosseguiste a dar-lhes decisões judiciais retas e leis de verdade, regulamentos e mandamentos bons.14 E deste-lhes a conhecer teu santo sábado e ordenaste-lhes mandamentos, e regulamentos, e uma lei, por intermédio de Moisés, teu servo.15 E deste-lhes pão desde o céu para a sua fome e fizeste-lhes sair águas do rochedo para a sua sede, e prosseguiste, dizendo-lhes que entrassem e se apossassem da terra a respeito da qual ergueste tua mão [em juramento] de dá-la a eles.16 "E eles mesmos, sim, nossos antepassados, AGIRAM PRESUNÇOSAMENTE e passaram a endurecer sua cerviz, e não escutaram teus mandamentos.17 Negaram-se, pois, a escutar e não se lembraram dos teus atos maravilhosos que realizaste com eles, mas endureceram a sua cerviz e DESIGNARAM UM CABEÇA PARA RETORNAR À SUA SERVIDÃO NO EGITO. Tu, porém, és um Deus de atos de perdão, clemente e MISERICORDIOSO, vagaroso em irar-se e abundante em benevolência, e não os abandonaste.18 Sim, quando fizeram para si a estátua fundida dum bezerro e começaram a dizer: ‘Este é o teu Deus que te fez subir do Egito’, e passaram a cometer grandes atos de desrespeito,19 tu, sim, tu, na tua abundante MISERICÓRDIA, não os abandonaste no ermo. A própria coluna de nuvem não se afastou de cima deles de dia, para guiá-los no caminho, nem a coluna de fogo de noite, para iluminar-lhes o caminho em que deviam andar. 20 E deste-lhes o teu bom espírito para fazê-los circunspetos, e não negaste teu maná à sua boca, e deste-lhes água para a sua sede. 21 E por quarenta anos lhes proveste alimento no ermo. Não careceram de nada. Seus próprios mantos não se gastaram e os próprios pés deles não ficaram inchados. 22 "E passaste a dar-lhes reinos e povos, e a repartir estes pedaço por pedaço; de modo que tomaram posse da terra de Síon, sim, da terra do rei de Hésbon, e da terra de Ogue, rei de Basã. 23 E fizeste seus filhos tantos quantas as estrelas dos céus. Então os levaste à terra de que prometeste aos seus antepassados que entrariam [nela] para tomar posse. 24 De modo que seus filhos entraram e tomaram posse da terra, e passaste a subjugar diante deles os habitantes do país, os cananeus, e a entregá-los na sua mão, mesmo os seus reis e os povos da terra, para que fizessem com eles segundo o seu bel-prazer. 25 E foram capturar cidades fortificadas e solo gordo, e tomar posse de casas cheias de todas as coisas boas, de cisternas escavadas, de vinhedos e de olivais, e de árvores para alimento em abundância, e começaram a comer, e a fartar-se, e a engordar, e a deleitar-se na tua grande bondade. 26 "Todavia, FICARAM DESOBEDIENTES E REBELARAM-SE CONTRA TI, e persistiram em lançar a tua lei atrás das suas costas, e mataram os teus próprios profetas que testificaram contra eles para trazê-los de volta a ti; e eles prosseguiram cometendo atos de grande desrespeito. 27 POR CAUSA DISSO os entregaste na mão dos seus adversários, os quais lhes causavam aflição; mas no tempo da sua aflição clamavam a ti e tu mesmo os ouvias desde os próprios céus; e segundo a tua ABUNDANTE MISERICÓRDIA lhes davas salvadores que os salvavam da mão dos seus adversários. 28 "Mas assim que tinham descanso, VOLTAVAM A FAZER O QUE ERA MAU diante de ti, e tu os abandonavas na mão de seus inimigos, os quais os espezinhavam. Então retornavam e clamavam por socorro, e tu mesmo ouvias desde os próprios céus e os livravas de acordo com a tua ABUNDANTE MISERICÓRDIA, vez após vez. 29 Embora testificasses contra eles, a fim de trazê-los de volta à tua lei, eles mesmos AGIRAM ATÉ MESMO PRESUNÇOSAMENTE e não escutaram os teus mandamentos; e pecaram contra as tuas próprias decisões judiciais, as quais, praticando-as o homem, ele também tem de viver por meio delas. E persistiram em dar um ombro obstinado e endureceram a sua cerviz, e não escutaram. 30 Mas tu foste indulgente para com eles por muitos anos e continuaste a testificar contra eles por teu espírito, por intermédio dos teus profetas, e eles não deram ouvidos. Por fim os entregaste na mão dos povos das terras. 31 E tu, na tua ABUNDANTE MISERICÓRDIA, não os exterminaste nem os abandonaste; pois ÉS um Deus clemente e MISERICORDIOSO.. . .

RECONHECERAM OS ERROS DOS ANTEPASSADOS. E QUANTO AOS ERROS DELES MESMOS?? TAMBÉM PASSARAM A "CONFESSAR" ASSIM: (Neemias 9:32-33) 32 "E agora, ó nosso Deus, o Deus grande, poderoso e atemorizante, guardando o pacto e a benevolência, não deixes parecer pouco diante de ti toda a dificuldade que achou a nós, a nossos reis, a nossos príncipes, e a nossos sacerdotes, e a nossos profetas, e a nossos antepassados, e a todo o teu povo, desde os dias dos reis da Assíria até o dia de hoje. 33 E tu és justo no que se refere a tudo o que veio sobre nós, pois agiste fielmente, MAS NÓS FOMOS OS QUE AGIMOS DE MODO INÍQUO. . .

FINALMENTE RECONHECIAM TODOS OS SEUS ERROS, RECONHECIAM QUE MERECIAM O EXTERMÍNIO E RECONHECIAM QUE JEOVÁ SIM, ESTE É ABUNDANTE EM MISERICÓRDIA.

ONDE ESTAVAM OS FIÉIS, OS QUE MERECIAM RETORNAR POR SEREM OBEDIENTES A JEOVÁ?? ONDE ESTAVA A "RELAÇÃO MERITÓRIA"??



Assim ilustrou Jesus: (Mateus 18:21-35) 21 Pedro aproximou-se então e disse-lhe: Senhor, quantas vezes há de pecar contra mim o meu irmão e eu lhe hei de perdoar? Até sete vezes?” 22 Jesus disse-lhe: “Eu não te digo: Até sete vezes, mas: Até setenta e sete vezes. 23 “É por isso que o reino dos céus se tem tornado semelhante a um homem, um rei, que queria ajustar contas com os seus escravos. 24 Quando começou a ajustá-las, trouxeram-lhe um homem que lhe devia dez mil talentos [= 60.000.000 de denários]. 25 Mas, porque não tinha os meios de pagar [isso] de volta, seu amo mandou que ele, e a esposa dele, e os filhos dele, e todas as coisas que tivesse, fossem vendidos e fosse feito o pagamento. 26 Por isso, o escravo prostrou-se e começou a prestar-lhe homenagem, dizendo: ‘Tem paciência comigo, e eu te pagarei tudo de volta.’ 27 Penalizado, por causa disso, o amo daquele escravo deixou-o ir e cancelou a sua dívida. 28 Mas aquele escravo saiu e achou um dos seus co-escravos, que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, começou a estrangulá-lo, dizendo: ‘Paga de volta o que deves.’ 29 Por isso, seu co-escravo prostrou-se e começou a suplicar-lhe, dizendo: ‘Tem paciência comigo, e eu te pagarei de volta.’ 30 No entanto, ele não estava disposto, mas foi e mandou lançá-lo na prisão, até que pagasse de volta o que devia. 31 Portanto, quando seus co-escravos viram o que tinha acontecido, ficaram muito contristados, e foram e esclareceram ao seu amo tudo o que tinha acontecido. 32 O amo dele convocou-o então e disse-lhe: ‘Escravo iníquo, EU te CANCELEI toda aquela dívida, quando me suplicaste. 33 Não devias tu, por tua vez, ter tido MISERICÓRDIA do teu co-escravo, assim como EU também tive MISERICÓRDIA de ti?’ 34 Com isso, seu amo, furioso, entregou-o aos carcereiros, até que pagasse de volta tudo o que devia. 35 Do mesmo modo lidará também convosco o meu Pai celestial, se não perdoardes de coração cada um ao seu irmão.”

A ilustração é sobre o perdão. CANCELAR a dívida significa perdoar. Cancelar a dívida é usar de misericórdia.  Não foi especificado um valor a ser pago antes do cancelamento. As palavras do amo foram: eu tive misericórdia de ti por CANCELAR tua dívida, não devias tu ter tido misericórdia de seu co-escravo por CANCELAR a dívida dele? O cancelamento da dívida se deu por exclusiva misericórdia. E novamente Jesus destaca que o perdoar é um ato que sai de dentro do coração. Sim, perdoar é um ato de amor, perdoar é um ato de misericórdia, têm de nascer no coração. A definição de CANCELAR é dada segundo certo dicionário: ELIMINAR, CONSIDERAR NULO OU SEM VALOR,...

(can.ce. lar)

v.td.
  1  Riscar ou excluir (o que está escrito) para que fique sem efeito ; ELIMINAR: Cancelou os desenhos malfeitos.
  2  Considerar nulo ou sem valor : Cancelou o cheque com o valor errado.
  3  Suprimir, cortar (o que se vinha dando ou fornecendo). : cancelar privilégios.



Jeová afirmou: Vou tratá-los com misericórdia (+-732) - (Isaías 54:4-8) 4 Não tenhas medo, pois não serás envergonhada; e não te sintas humilhada, pois não ficarás desapontada. Porque te esquecerás até mesmo da vergonha do teu tempo de juventude e não te lembrarás mais do vitupério da tua contínua viuvez.” 5 “Pois o Grandioso que te fez é teu dono marital, cujo nome é Jeová dos exércitos; e o Santo de Israel é teu Resgatador. Será chamado de Deus de toda a terra. 6 Porque Jeová te chamou como se fosses uma esposa completamente abandonada e de espírito magoado, e como esposa do tempo da mocidade, que então foi rejeitada”, disse o teu Deus. 7 “Por um pequeno instante te abandonei completamente, mas com grandes misericórdias te reunirei. 8 Numa onda de indignação escondi de ti a minha face apenas por um instante, mas vou ter misericórdia de ti com benevolência por tempo indefinido, disse teu Resgatador, Jeová.

(+-745) (Oséias 2:17-23) 17 “‘E vou remover de sua boca os nomes das imagens de Baal e não serão mais lembradas pelo seu nome. 18 E naquele dia certamente concluirei para eles um pacto em conexão com o animal selvático do campo, e com a criatura voadora dos céus, e com a coisa rastejante do solo, e quebrarei o arco e a espada, e a guerra, [eliminando-os] do país, e vou fazer que se deitem em segurança. 19 E vou tomar-te por noiva por tempo indefinido e vou tomar-te por noiva em justiça, e em juízo, e em benevolência, e em misericórdias . 20 E vou tomar-te por noiva em fidelidade; e certamente conhecerás a Jeová.’ 21 “‘E naquele dia terá de acontecer que responderei’, é a pronunciação de Jeová, ‘responderei aos céus, e eles, da sua parte, responderão à terra; 22 e a terra, da sua parte, responderá ao cereal, e ao vinho doce, e ao azeite; e eles, da sua parte, responderão a Jezreel [‘Deus semeará’]. 23 E certamente a semearei como semente para mim na terra, e vou ter misericórdia para com aquela com que não se teve misericórdia, e vou dizer aos que não são meu povo: “Tu és meu povo”; e eles, da sua parte, dirão: “[Tu és] meu Deus.”’”

Misericórdia para com outros iníquos além de Israel - (Jeremias 12:14-15) 14 Assim disse Jeová contra todos os meus MAUS VIZINHOS que tocam na propriedade hereditária que fiz que meu povo, sim, Israel, possuísse: “Eis que os desarraígo do seu solo; e desarraigarei a casa de Judá do meio deles. 15 E terá de acontecer que, depois de eu os desarraigar, hei de ter DE NOVO misericórdia COM ELES e vou trazê-los de volta, CADA UM à sua propriedade hereditária e CADA UM à sua terra.”

Vou perdoá-los, (tornar nulos os seus erros) tratá-los com tanta bondade, que as nações ficarão apavorados por causa de tanta bondade - (Jeremias 33:7-9) 7 E vou trazer de volta os cativos de Judá e os cativos de Israel, e vou edificá-los assim como no princípio. 8 E eu vou purificá-los de todo o seu erro com que pecaram contra mim e vou perdoar-lhes TODOS os erros com que pecaram contra mim e com que transgrediram contra mim. 9 E ela certamente se tornará para mim um nome de exultação, louvor e beleza para com todas as nações da terra, que ouvirão [falar] de toda a bondade que eu lhes faço. E certamente ficarão apavorados e agitados por causa de toda a bondade e por causa de toda a paz que faço [vir] a ela.’”

Vou trazer de volta os cativos de Judá (Jerusalém) e os cativos de Israel (Samaria). Vou perdoar (futuro) TODOS os erros com que já pecaram (passado) contra mim. Jeová não levou em conta, perdoou “TODOS” os pecados praticados por Judá e por Israel. Foram mais iníquos que todos os povos ao redor, mas teriam todos os erros perdoados por Jeová. Tanta bondade assim é para deixar todos os povos apavorados.

Jeová não fala em justiça. Jeová não fala em relacionamento meritório. Não se fala em MERECER receber o perdão. Jeová fala em misericórdia, em bondade, em perdão e em punição. Exatamente assim Jeová se apresentou a Moisés (1512) : (Êxodo 34:6-7) 6 E Jeová ia passando diante da sua face e declarando: “Jeová, Jeová, Deus misericordioso e clemente , vagaroso em irar-se e abundante em benevolência e em verdade, 7 preservando a benevolência para com milhares, perdoando o erro, e a transgressão, e o pecado, mas de modo algum isentará da punição, trazendo punição pelo erro dos pais sobre os filhos e sobre os netos, sobre a terceira geração e sobre a quarta geração.” (Êxodo 33:17-19) 17 E Jeová prosseguiu, dizendo a Moisés: “Farei também esta coisa de que falaste, porque tens achado favor aos meus olhos e eu te conheço por nome.” 18 A isso ele disse: “Por favor, faze-me ver a tua glória.” 19 Mas ele disse: “Eu mesmo farei toda a MINHA BONDADE passar diante da tua face e vou declarar diante de ti o nome de Jeová; e vou favorecer ao que eu favorecer e vou ter misericórdia de quem eu tiver misericórdia.”


 


Jeová passou a favorecer seu povo Israel, mas, de que forma? Primeiro, assim falou Jeová a seu povo: (Ezequiel 5:5-6) 5 "Assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Esta é Jerusalém. Coloquei-a no meio das nações, com terras ao seu redor. 6 E ela passou a comportar-se rebeldemente contra as minhas decisões judiciais, EM INIQÜIDADE MAIOR DO QUE AS NAÇÕES, e contra os meus estatutos, mais do que as terras ao seu redor, pois rejeitaram as minhas decisões judiciais, e quanto aos meus estatutos, não andaram neles.’ - Meu povo é o mais iníquo entre os povos. Entretanto, mesmo merecendo a exterminação por sua EXCESSIVA iniqüidade, não os exterminarei. Exterminarei outros povos, mas não farei isso com Israel.  

Embora fosse o único povo ensinado por Jeová, mostraram ser o MAIS TUMULTUOSO entre todos os povos iníquos ao redor. Vergonhoso, muito vergonhoso PARA QUEM SE ACHAVA POVO SANTO. Continuou falando Jeová: (Ezequiel 5:7-9) 7 "Portanto, assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Visto que fostes MAIS tumultuosos DO QUE as nações ao vosso redor, não andastes nos meus estatutos e não executastes as minhas decisões judiciais — mas, porventura não agistes segundo as decisões judiciais das nações ao vosso redor? — 8 portanto, assim disse o Soberano Senhor Jeová: "Eis que sou contra ti, [ó cidade,] sim, eu, e vou executar no teu meio decisões judiciais aos olhos das nações. 9 E vou fazer em ti o que não fiz e como não mais farei, por causa de todas as tuas coisas detestáveis.

Exterminarei outros povos, mas meu povo,... Jeremias 30:11-15) 11 "Pois eu estou contigo", é a pronunciação de Jeová, "para te salvar; mas FAREI UMA EXTERMINAÇÃO ENTRE TODAS AS NAÇÕES às quais te espalhei. ENTRETANTO, NO QUE SE REFERE A TI, NÃO FAREI NENHUMA EXTERMINAÇÃO. E terei de corrigir-te no grau correto, visto que de modo algum te deixarei impune." 12 Pois assim disse Jeová: "Não há cura para o teu quebrantamento. Teu golpe é crônico. 13 Não há quem pleiteie a tua causa, para a [tua] úlcera. NÃO HÁ MEIO DE CURA, NEM RESTABELECIMENTO PARA TI. 14 Todos os que te amavam intensamente são os que se esqueceram de ti. Não é a ti que estão buscando. Pois, golpeei-te com o golpe dum inimigo, com o castigo de alguém cruel, por causa da abundância do teu erro; teus pecados tornaram-se numerosos. 15 Por que clamas por causa do teu quebrantamento? Tua dor é incurável por causa da abundância do teu erro; teus pecados tornaram-se numerosos. EU TE FIZ ESTAS COISAS A TI.

Ratificando, Jeová diz: exterminarei outros povos, mas meu povo,...  (Jeremias 46:26-28) 26 "‘E vou entregá-los na mão dos que procuram a sua alma, e na mão de Nabucodorosor, rei de Babilônia, e na mão dos seus servos; e depois se residirá nela como nos dias de outrora’, é a pronunciação de Jeová. 27 "‘E quanto a ti, não tenhas medo, ó meu servo Jacó, e não fiques aterrorizado, ó Israel. Pois eis que te salvo do longínquo e a tua descendência da terra do seu cativeiro. E Jacó há de retornar e ter sossego, e estar despreocupado, e sem que alguém cause tremor. 28 No que se refere a ti, não tenhas medo, ó meu servo Jacó’, é a pronunciação de Jeová, ‘pois eu estou contigo. PORQUE FAREI UMA EXTERMINAÇÃO ENTRE TODAS AS NAÇÕES ÀS QUAIS TE DISPERSEI, MAS CONTIGO NÃO FAREI NENHUMA EXTERMINAÇÃO. Todavia, terei de castigar-te no devido grau e de modo algum te deixarei impune.’"



Jeová revela que seu povo escolhido é mais iníquo que todos os povos ao redor, que exterminará alguns destes povos ao redor e que não exterminará seu povo. Justiça?? Onde está a justiça??? Onde está a fidelidade do povo??? Onde está o "merecimento" para não ser exterminado???

Através de seu porta voz Isaías assim falou Jeová: (Isaías 65:8-12) 8 Assim disse Jeová: "Do mesmo modo como o vinho novo se acha no cacho e alguém tem de dizer: ‘Não o arruínes, porque há uma bênção nele, ASSIM FAREI POR CAUSA DOS MEUS SERVOS, PARA NÃO ARRUINAR A TODOS. 9 E eu vou fazer sair de Jacó uma DESCENDÊNCIA e de Judá o possuidor hereditário dos meus montes; e meus escolhidos terão de tomar posse dela e meus próprios servos residirão ali. 10 E Sarom terá de tornar-se pastagem para ovelhas e a baixada de Acor, um lugar de repouso para o gado vacum, para meu povo que me terá buscado. 11 "Mas vós sois os que ABANDONAIS a Jeová, os que vos ESQUECEIS do meu santo monte, os que pondes em ordem uma mesa para o deus da Boa Sorte e os que estais enchendo vinho misturado para o deus do Destino. 12 E eu vou destinar-vos à espada e todos vós vos dobrareis para serdes abatidos; visto que eu chamei, mas vós não respondestes; falei, mas vós não escutastes; e continuastes a fazer o que era mau aos meus olhos e escolhestes a coisa de que não me agradei."

Onde estava o mérito do povo para não ser exterminado por Jeová?? Os "servos" que não foram arruinados, onde estava o mérito? Onde estava a fidelidade dos sobreviventes?? Os sobreviventes, OS QUE ESCAPARAM DA ESPADA, foram a base para a formação de uma descendência, uma nova geração. E A GERAÇÃO seguinte, onde está a fidelidade destes??

POR MAIS UMA VEZ, JEOVÁ REJEITOU UMA DAS GERAÇÃO DE "JACÓ" E PERMITIU QUE OUTRA GERAÇÃO SEGUINTE DELE FICASSE DE PÉ PERANTE JEOVÁ. FAZER "JUSTIÇA" SERIA SINÔNIMO DE FAZER UMA "EXTERMINAÇÃO" DE JACÓ TAL QUAL A DE SODOMA.

 

Onde há misericórdia, abundância de benevolência, vagarosidade em irar-se, perdão e punição não pode haver “justiça”. Onde estiver a "justiça" não pode estar estas outras coisas. Se há misericórdia e perdão é porque se abriu mão da justiça. Ademais, se o filho até a quarta geração poderá sofrer punição pelo erro cometido pelo pai, onde está a “justiça” neste relacionamento? O pai erra e o filho recebe a punição devida ao pai. Cada alma deverá ser punida apenas pelos seus próprios erros ou recompensada pela sua justiça praticada. Agir de forma diferente disso é fugir da “justiça”. No caso de um julgamento definitivo "no filho" pelo erro do pai, seria injustiça, seria iniqüidade. A palavra “mereceestá intimamente ligada a “justiça, mas não está ligada nem a misericórdia, nem ao perdão. Para não haver parcialidade, geralmente é uma lei que define o que a alma merece, por fazer isto ou aquilo. ? A Lei tem de ser aplicada a todos, sem abrir excessões.

O povo que Eu escolhi tratarei com tamanha misericórdia, no entanto, o povo que Eu não escolhi tratarei de forma diferente, tratarei de forma meritória. Agiria assim o Santo Deus Jeová. Humanos podem atribuir tal iniqüidade a Jeová, no entanto, todos os caminhos de Jeová são justiça, Deus de fidelidade e sem injustiça, justo e reto é Ele.

A regra de justiça é simples e direta: “a alma que pecar – ela é que morrerá”.

Outra regra de justiça que foi válida entre os israelitas é: “dente por dente e olho por olho”.

As regras de justiça são simples, claras, diretas e imparciais. Rico ou pobre, bonito ou feio, forte ou fraco, rei ou plebeu, velho ou moço, homem ou mulher, amigo, servo (escravo) amante de Jeová ou inimigo de Jeová, sábio ou ignorante, humano ou anjo, a justiça é a mesma para qualquer um. TODOS são iguais perante a lei.

Quanto a Parcialidade, assim falou o próprio Jeová (1512): (Levítico 19:15) 15 "‘Não deveis fazer injustiça no julgamento. Não deves tratar com parcialidade ao de condição humilde e NÃO DEVES DAR PREFERÊNCIA à pessoa do grande. Com justiça deves julgar o teu colega.

Exigiria Jeová uma coisa de seu povo e faria outra exatamente oposta??? Agir com parcialidade é praticar a Injustiça, é praticar a Iniqüidade. NÃO É JEOVÁ O NOSSO PROFESSOR?? NÃO É JEOVÁ O NOSSO PONTO DE REFERÊNCIA?? NÃO É JEOVÁ O NOSSO EXEMPLO??

 

Voltando ao tema inicial, não há como refutar que Jeová não estava usando de justiça com o povo escolhido. Segundo as palavras saídas da própria boca de Jeová, Ele estava usando de Misericórdia, muita Misericórdia para com um filho muito iníquo e que tinha como testemunha outros povos iníquos. Se este relacionamento estivesse baseado na justiça, Jeová certamente teria dado a Israel o mesmo tratamento dado a Sodoma, ou seja, o extermínio, não havendo descendência.

O próprio Jeová disse: “tomei e vou continuar tomando ação contra meu povo, não segundo as ações iníquas do povo”. Só esta declaração de Jeová deveria ser suficiente para notarmos que a Misericórdia está substituindo a Justiça neste trato de Jeová com humanos. Tratamento meritório está em franca oposição ao tratamento misericordioso. A presença da Misericórdia anula automaticamente a presença do Mérito, da recompensa meritória.


RELACIONAMENTO ENTRE UM PAI E O SEU FILHO AMADO




Que relacionamento é este em que existe Misericórdia, Clemência, Benevolência, Vagarosidade em irar-se e Punição pelo erro?
Deixemos que o próprio Jeová responda. Estas são as palavras saídas da boca de Jeová sobre seu sentimento ao punir Efraim (Samaria) : (Jeremias 31:20) 20  “É Efraim para mim um FILHO precioso ou um MENINO tratado com mimo? Pois, ao ponto de eu falar contra ele, sem falta me lembrarei dele ainda mais. Por isso é que as minhas entranhas ficaram turbulentas por ele. Decididamente terei piedade dele”, é a pronunciação de Jeová. Estas palavras são realmente muito fortes, revelam um sentimento muito forte da parte de Jeová por um precioso filho punido por infidelidade: "Pois, ao ponto de eu falar contra ele, sem falta me lembrarei dele ainda mais".  "Decididamente terei piedade dele".
Ainda no Egito, assim falou Jeová: (Êxodo 4:21-23) 21 E Jeová prosseguiu, dizendo a Moisés: “Depois de teres ido e voltado ao Egito, vê que realmente realizes diante de Faraó todos os milagres que pus na tua mão. Quanto a mim, deixarei o coração dele ficar obstinado; e ele não mandará o povo embora. 22 E tens de dizer a Faraó: ‘Assim disse Jeová: “Israel é meu FILHO, meu primogênito. 23 E eu te digo: Manda embora meu filho, para que me sirva. Mas, caso te negues a mandá-lo embora, eis que mato teu filho, teu primogênito.”’”

Filho - confirmadamente era uma relação pai e filho e somente em uma relação pai e filho existe punição acompanhada de perdão. O objetivo do pai é ensinar; é que o filho se torne sábio. 

 

E quanto a Sodoma?

O que Jeová fala a respeito dela? Sua remoção é definitiva ou não? Volte à página inicial e consulte todos os diversos links sobre Sodoma e fique deslumbrado com este Deus Maravilhosamente Sábio. Fique assutado com tanta Bondade. Comprove que Jeová é Misericordioso. Aprenda o que é ser MISERICORDIOSO. "Mostrarei Ser" nos ensina o que é Ser Misericordioso.


 


DE QUE MODO JEOVÁ ATRAI AS PESSOAS - QUE TIPO DE PESSOAS RESOLVE JEOVÁ ATRAIR??


Para que tipo de pessoas falava Jeová estas palavras?? (Jeremias 31:2-6) 2 Assim disse Jeová: “O povo composto dos SOBREVIVENTES DA ESPADA achou favor no ermo, quando Israel andava para obter seu repouso.” 3 De longe apareceu-me o próprio Jeová, [dizendo:] “E EU TE AMEI com um AMOR POR TEMPO INDEFINIDO. Por isso é que TE ATRAÍ COM BENEVOLÊNCIA. 4 Ainda te reedificarei e serás realmente reedificada, ó virgem de Israel. Ainda te ataviarás com os teus pandeiros e realmente sairás na dança dos que estão rindo. 5 Ainda plantarás vinhedos nos montes de Samaria. Os plantadores certamente plantarão e principiarão a usá-los. 6 Pois há um dia em que as sentinelas na região montanhosa de Efraim realmente clamarão: ‘Levantai-vos, homens, e subamos a Sião, a Jeová, nosso Deus.’”

"E EU TE AMEI COM UM AMOR ETERNO". Não estava Jeová punindo estas pessoas a quem falava através de Jeremias, com a morte através da espada, da fome, da peste, das feras da terra ou com o exílio em outras nações??? Benevolência se tem para com os errantes. Não eram estes os "sobreviventes da espada"??

Anos antes, através de Isaías, o próprio Jeová já havia falado a seu iníquo povo: (Isaías 54:7-8) 7 “Por um pequeno instante te abandonei completamente, mas com GRANDES MISERICÓRDIAS te reunirei. 8 Numa onda de indignação escondi de ti a minha face apenas por um instante, mas VOU TER MISERICÓRDIA DE TI COM BENEVOLÊNCIA por tempo indefinido”, disse teu Resgatador, Jeová.

Não estava Jeová punindo Efraim (Samaria), com uma promessa de também punir Jerusalém por suas iniqüidades??? Misericórdia se tem para com os errantes.

(João 6:41-47) 41 Os judeus começaram, portanto, a resmungar contra ele, porque dissera: “Eu sou o pão que desceu do céu”; 42 e começaram a dizer: “Não é este Jesus, filho de José, cujo pai e mãe conhecemos? Como é que ele diz agora: ‘Eu desci do céu’?” 43 Em resposta, Jesus disse-lhes: “Parai de resmungar entre vós. 44 Ninguém pode vir a mim, A MENOS QUE O PAI, que me enviou, O ATRAIA; e eu o ressuscitarei no último dia. 45 Está escrito nos Profetas: ‘E todos eles serão ensinados por Jeová.’ TODO AQUELE QUE DO PAI OUVIU E APRENDEU VEM A MIM. 46 Não é que algum homem tenha visto o Pai, exceto aquele que é de Deus; este tem visto o Pai. 47 Eu vos digo em toda a verdade: Quem crê, tem vida eterna.

OUVIR E APRENDER DE JEOVÁ CONDUZ A JESUS.

E como é que o Pai atrai os iníquos???? Aplicando justiça ou aplicando benevolência???

O próprio Jeová já respondeu como é que ele atrai seus iníquos filhos.

Entretanto, ouçamos outras palavras "saídas da boca" de Jeová e saibamos o que Ele é: (Isaías 45:22-25) 22 "Virai-vos para mim e sede salvos, todos vós [nos] confins da terra; pois eu sou Deus, e não há outro. 23 Jurei por mim mesmo — da minha própria boca saiu a palavra em justiça, de modo que não retornará — que diante de mim se dobrará todo joelho, jurará toda língua, 24 dizendo: ‘Seguramente há plena justiça e força em Jeová. TODOS OS QUE SE ACALORAM CONTRA ELE VIRÃO DIRETAMENTE A ELE E FICARÃO ENVERGONHADOS. 25 Toda a descendência de Israel mostrar-se-á direita em Jeová e jactar-se-á.’" 

Jeová não fala em exterminar os que se acaloram contra Ele, antes, Jeová fala que tais virão diretamente a Ele e ficarão envergonhados. Por que ficarão envergonhados? Porque Jeová é bom. Ficarão envergonhados por serem tratados com misericórdia, apesar da rebeldia.

Ratifica Jeová que Ele espera que seu povo escolhido fique envergonhado por suas más ações contra Ele, falando agora através de seu porta-voz Sofonias: (Sofonias 2:1) 2 Ajuntai-vos, sim, ajuntai, ó nação que não empalideces de VERGONHA. (Sofonias 2:4) 4 Pois, no que se refere a Gaza, tornar-se-á uma [cidade] abandonada; e Ascalom há de ser um baldio desolado. Quanto a Asdode, expulsá-la-ão ao meio-dia; e quanto a Ecrom, será desarraigada. (Sofonias 3:1-5) 3 Ai daquela que se rebela e que se polui, a cidade opressiva! 2 Ela não escutou a voz; não aceitou a disciplina. Não confiou em Jeová. Ela não se chegou ao seu Deus. 3 Seus príncipes no meio dela eram leões bramidores. Seus juízes eram lobos da noitinha que não roíam [ossos] até à manhã. 4 Seus profetas eram insolentes, homens de traição. Os próprios sacerdotes dela profanavam o que era santo; faziam violência à lei. 5 Jeová era justo no meio dela; não fazia injustiça. Manhã após manhã ele dava a sua própria decisão judicial. De dia não se mostrava carente. Mas o injusto não conhecia VERGONHA.
Que descrição impressionante!! Não escutou a voz, embora Jeová tenha falado continuamente. Foi disciplinado, mas não aceitou a disciplina. Todos cometiam injustiça. Nenhum deles conhecia a vergonha. Tinham a Jeová por seu Deus.

Continua Jeová descrevendo o povo escolhido para com quem Ele estava usando de Misericórdia, agora através de seu porta-voz Isaías: (Isaías 1:2-9) 2 Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, ó terra, porque o próprio Jeová falou: “Criei e eduquei filhos, mas eles mesmos se revoltaram contra mim. 3 O touro conhece bem o seu comprador, e o jumento, a manjedoura de seu dono; o próprio Israel não conheceu, meu próprio povo não se comportou com entendimento.” 4 Ai da nação pecadora, povo carregado de erro, descendência malfeitora, filhos ruinosos! Abandonaram a Jeová, trataram o Santo de Israel com desrespeito, deram para trás. 5 Onde é que seríeis golpeados ainda mais, visto que acrescentais ainda mais revolta? A cabeça inteira está numa condição doentia e o coração inteiro está débil. 6 Desde a sola do pé até a cabeça não há nele nenhum ponto são. Ferimentos e contusões, e vergões novos — não foram espremidos nem pensados, nem houve qualquer amolecimento com óleo. 7 Vossa terra é uma desolação, vossas cidades estão queimadas com fogo; vosso solo — estranhos o consomem bem na vossa frente, e a desolação é como um derrubamento por estranhos. 8 E a filha de Sião ficou sobrando como uma barraca no vinhedo, como um rancho de vigia no pepinal, como uma cidade bloqueada. 9 SE O PRÓPRIO JEOVÁ DOS EXÉRCITOS NÃO NOS TIVESSE DEIXADO SOBRAR uns poucos sobreviventes, nós nos teríamos tornado como Sodoma, teríamos sido semelhantes à própria Gomorra.

Jeová continua afirmando que seu povo escolhido e ensinado não conhecia a vergonha, agora através do porta-voz Jeremias: (Jeremias 6:15) 15 Acaso se envergonharam de terem feito algo detestável? Em primeiro lugar, eles positivamente não sentem vergonha alguma; em segundo lugar, não chegaram a saber nem mesmo como sentir-se humilhados. Por isso cairão entre os que estão caindo; tropeçarão no tempo em que eu terei de ajustar contas com eles”, disse Jeová.
Muitos, muitos motivos para se envergonharem. O que fará Jeová para que estes finalmente se sintam envergonhados??

JERUSALÉM, habitada pelas tribos de Judá e Levi, que foi classificada POR JEOVÁ como a mais iníqua entre todos os povos, inclusive Sodoma, receberia a "EXPIAÇÃO DE TODOS OS PECADOS", todos os pecados, todos os pecados. A mais iníqua que Sodoma receberia o "expiação" de todos os seus pecados. Um ato executado pelo próprio Jeová. Quando EU fizer expiação, EU fizer, falou Jeová.  

Assim Jeová tratará os iníquos infiéis: (Ezequiel 16:62-63) 62 "‘E eu, eu mesmo, vou estabelecer contigo o meu pacto; e terás de saber que eu sou Jeová, 63 para te lembrares e realmente te envergonhares, e para que não mais venhas a ter razão para abrir a boca por causa da tua humilhação, QUANDO EU FIZER EXPIAÇÃO POR TI, POR TUDO O QUE FIZESTE’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová." 

O que exige Jeová ANTES de fazer expiação por todos os pecados do seu mais iníquo filho?? NADA.

 Jeová fará EXPIAÇÃO por "todos" os pecados. Vejamos um exemplo real em que Jeová fez expiação pelos pecados de um humano: (Isaías 6:5-7) 5 E eu passei a dizer: "Ai de mim! Pois, a bem dizer, fui silenciado, porque sou homem de lábios impuros e moro no meio de um povo de lábios impuros; pois os meus olhos viram o próprio Rei, Jeová dos exércitos!" 6 Em vista disso voou para mim um dos serafins, e na sua mão havia uma brasa viva que ele tirara do altar com uma tenaz. 7 E ele passou a tocar-me a boca e a dizer: "EIS QUE ISTO TOCOU OS TEUS LÁBIOS, E TEU ERRO SUMIU E O PRÓPRIO PECADO ESTÁ EXPIADO."

Isaías não tinha como pagar pelos seus pecados. Expiar foi igual a FAZER SUMIR o próprio pecado, um ato unilateral do próprio Jeová.

QUE FORMA MARAVILHOSA DE ATRAIR!!!! USAR PERDÃO  E  MISERICÓRDIA.

DIA 10 DO MES DE TISRI (ETANIM) - O DIA NACIONAL DA EXPIAÇÃO. Todo ano, neste dia especial, Jeová fazia sumir TODOS os pecados do seu povo. Perdoar é um ato unilateral. Assim ordenou o próprio Jeová: (Levítico 16:29-31) 29 "E isso vos tem de servir de estatuto por tempo indefinido: No sétimo mês, no décimo [dia] do mês, deveis atribular as vossas almas, e não deveis fazer obra alguma, quer o natural quer o residente forasteiro que reside no vosso meio. 30 Pois neste dia se fará expiação por vós, PARA DECLARAR-VOS LIMPOS. Sereis limpos de TODOS os vossos pecados perante Jeová. 31 É um sábado de completo repouso para vós, e tendes de atribular as vossas almas. É um estatuto por tempo indefinido.

Expiar foi igual a FAZER LIMPO de "todos" os pecados. QUEM OS LIMPAVA?? Era Jeová, aquele que fora ofendido, quem fazia sumir os pecados; Jeová  os limpava ou os declarava como limpos perante seus olhos. OS PERDOADOS NÃO TINHAM COMO PAGAR SUAS DÍVIDAS. O PECADO É PAGO COM A MORTE; TODO E QUALQUER ÚNICO PECADO É PAGO COM A MORTE. A ALMA QUE PECAR -  ELA É QUE MORRERÁ.

QUEM É QUE TORNAVA O POVO LIMPO OU PURO?? JEOVÁ RESPONDE:  (Ezequiel 20:12) 12 E também lhes dei os meus sábados, para se tornarem um sinal entre mim e eles, para que soubessem que SOU EU, JEOVÁ, QUEM OS SANTIFICA. 

Jesus também nos ensina como SE ATRAI, por dizer: (Lucas 7:41-45) 41 “Dois homens eram devedores de certo credor; um devia quinhentos denários, mas o outro, cinqüenta. 42 Quando não tinham com que [lhe] pagar de volta, perdoou liberalmente a ambos. Portanto, QUAL DELES O AMARÁ "MAIS"?43 Em resposta, Simão disse: “Suponho que seja AQUELE A QUEM PERDOOU LIBERALMENTE "MAIS".” Disse-lhe ele: “Julgaste corretamente.” 44 Com isso se voltou para a mulher e disse a Simão: “Observas esta mulher? Entrei na tua casa; tu não me deste água para os meus pés. Mas esta mulher molhou os meus pés com as suas lágrimas e os enxugou com os seus cabelos. 45 Tu não me deste nenhum beijo; mas esta mulher, desde a hora em que entrei, não deixou de beijar ternamente os meus pés.

O OFENDIDO PERDOOU liberalmente àqueles que NÃO TINHAM COMO PAGAR SUAS DÍVIDAS. ESTA MISERICÓRDIA GERARIA ALGO NOS OFENSORES. Como atraiu Jesus aos iníquos? Usando justiça ou usando de misericórdia? Os errantes sempre eram tratados com misericórdia por Jesus.

PERDOOU LIBERALMENTE, ISTO É, NÃO CONDICIONOU O PERDÃO A QUALQUER AÇÃO DO OFENSOR.

 

É EXATAMENTE A NÃO COBRANÇA DE NADA POR PARTE DO OFENDIDO QUE GERARÁ SENTIMENTO NO OFENSOR.

NÃO PODEMOS MINIMIZAR O ATO DE AMOR DE JEOVÁ. É ESTE ATO DE AMOR ABNEGADO QUE PRODUZIRÁ AMOR. O ATO DE AMOR DE JEOVÁ É UMA SEMENTE.

O PERDÃO, UM ATO DE MISERICÓRDIA QUE GERA UMA SEMENTE DE AMOR DO OFENSOR PELO OFENDIDO. 

Se alguém impuser uma "CONDIÇÃO" PARA PERDOAR alguém, na verdade este alguém está exigindo e buscando uma devida compensação, um preço de redenção mesmo que mínimo, pelo mal sofrido. Trata-se de uma troca imposta pelo ofendido. A troca do perdão pelo cumprimento de uma condição exigida.

Se o ofensor CUMPRIR A EXIGÊNCIA imposta pelo ofendido, este ofensor passa a ter "DIREITO" AO PERDÃO. Neste caso, o perdão não é um ato de Misericórdia. Neste caso está havendo uma troca da "EXIGÊNCIA" pelo PERDÃO.

Um ofensor da lei, depois de cumprir sua pena na cadeia, tem de ser libertado dela, passa a ter DIREITO à liberdade. Libertá-lo nesta condição não é um ato de Misericórdia.

Manter o ofensor na cadeia depois do cumprimento da pena passa a ser uma injustiça contra ele. Isto significa que o ofendido não saciou o seu desejo de "vingança" ou "compensação pelo pecado".

O ofensor pagou pelo seu perdão; houve uma quitação da dívida. Isto, obrigatoriamente, não gera um relacionamento amoroso.

 

O que ocorre quando se usa o perdão altruísta, aquele que não se paga nada para obtê-lo, o perdão não condicionado a absolutamente nada, o perdão incondicional??

 

Ao usar de benevolência e misericórdia, perdoando de forma altruísta, o Criador atrai os iníquos filhos. Quanto mais benevolência e misericórdia se demonstram para com uma pessoa, esta amará mais e mais a este que usou de misericórdia.

Quanto maior a dívida perdoada, maior será a atração do perdoado em relação ao perdoador, aquele que foi ofendido. Certamente haverá uma forte relação.

Quanto mais pecados tiver o ofensor, maior será a quantidade de Amor  usada pelo ofendido em favor deste ofensor. E de acordo com a mente do sábio Jesus, o amor do ofensor pelo ofendido também será grande.

BENEVOLÊNCIA É UM ATO QUE SÓ É PRATICADO POR QUEM AMA. JEOVÁ NOS ATRAI COM O SEU AMOR.  OS FILHOS SÃO ATRAÍDOS PELO AMOR DO PAI E RESPONDEM COM AMOR.

O filho precisa “perceber” o ato amoroso do pai. O perdoado precisa perceber o cancelamento da dívida, o perdão. Assim, podemos concluir que o perdão incondicional, a benevolência e a misericórdia SEMPRE ANTECEDEM a reação de atração do iníquo ao ofendido. A benevolência, a misericórdia e o perdão incondicional, depois de percebidos ou sentidos, “desencadeiam” o sentimento de FORTE atração do devedor àquele que praticou a misericórdia.

A PLENA JUSTIÇA PROVOCA O "MEDO" NO FILHO. O "MEDO" NÃO É UMA BOA MOTIVAÇÃO PARA OBEDECER AO PAI. QUANDO PERDER O "MEDO", O FILHO CERTAMENTE IRÁ DESOBEDECER. Apesar de avisados de antemão de que violariam o pacto, o povo violou o pacto. O medo das punições previstas não os impediu de violarem o pacto. Nem mesmo terem visto Efraim (Samaria) sofrer punição impediu que Jerusalém agisse ainda mais iniquamente que Samaria.

Estas foram as palavras saídas da boca de Jeová: (Jeremias 3:6-8) 6 E Jeová passou a dizer-me nos dias de Josias, o rei: “‘Viste o que fez a infiel Israel? Ela anda sobre todo monte alto e debaixo de toda árvore frondosa, para ali cometer prostituição. 7 E depois de ela fazer todas estas coisas, eu continuava a dizer que devia voltar a mim, mas ela não voltou; e Judá olhava para a sua própria irmã traiçoeira. 8 Quando cheguei a ver isso, pela própria razão de que a infiel Israel cometera adultério, mandei-a embora e passei a dar-lhe um certificado de seu pleno divórcio, contudo, a traiçoeira Judá, sua irmã, NÃO FICOU COM MEDO, mas ela mesma também começou a ir e a cometer prostituição.

Anos antes, Jeová já havia afirmado o que faria com este "servo tão iníquo": (Isaías 49:3) 3 E prosseguiu, dizendo-me: "Tu és meu servo, ó Israel, TU ÉS AQUELE EM QUEM MOSTRAREI A MINHA BELEZA."

Não se fala em extermínio por tamanha iniquidade, antes, fala-se de um futuro excelente. Quem proporciona misericordiosamente este futuro é o próprio Jeová. JEOVÁ REVELARÁ A BELEZA DE SUA PERSONALIDADE neste relacionamento com seu iníquo filho.

 

Ao perceberem e usufruírem a misericórdia de Jeová, todos os iníquos sentirão uma infinitamente grande atração por Jeová, o Deus de Amor.

Falando a seu povo iníquo, Jeová deixou claro que "eles, os iníquos, na parte final dos dias (no futuro) perceberiam, compreenderiam tanto as suas reações iníquas como também os atos de Jeová:   (Jeremias 23:19-20) 19 Eis que certamente sairá o vendaval de Jeová, o próprio furor, sim, uma tormenta rodopiante. Rodopiará sobre a cabeça dos iníquos. 20 A ira de Jeová não recuará até que ele tenha executado e até que tenha realizado as idéias de seu coração. NA PARTE FINAL DOS DIAS DAREIS A ISSO VOSSA CONSIDERAÇÃO COM COMPREENSÃO. 


APÓSTOLOS ESCOLHIDOS - TRATAMENTO MERITÓRIO OU MISERICÓRDIA DE JESUS??

 

Jesus estabelece um pacto bilateral com seus apóstolos, uma regra meritória, onde "B" é uma coisa boa, uma boa recompensa por um comportamento "A" dos apóstolos e "D" é uma coisa prejudicial recebida como mérito por um comportamento "C" dos apóstolos.

Assim estabeleceu Jesus tal pacto com seus apóstolos: (Mateus 10:32-33) 32 "Todo aquele, pois, que CONFESSAR perante os homens estar em união comigo, EU TAMBÉM CONFESSAREI perante meu Pai, que está nos céus, estar em união com ele; 33 mas aquele que ME REPUDIAR perante os homens, EU TAMBÉM O REPUDIAREI perante meu Pai, que está nos céus.

Um pacto simples de boa recompensa por mérito e má recompensa por demérito. Jesus retribuiria aos apóstolos aquilo que recebesse deles.

 

Jesus ainda avisa no dia - "esta noite, todos vós tropeçareis em conexão comigo": (Mateus 26:30-35) 30 Por fim, depois de cantarem louvores, saíram para o Monte das Oliveiras. 31 Jesus disse-lhes então: "ESTA NOITE, TODOS VÓS TROPEÇAREIS EM CONEXÃO COMIGO, pois está escrito: ‘Golpearei o pastor, e as ovelhas do rebanho ficarão espalhadas.’ 32 Mas, depois de eu ter sido levantado, irei adiante de vós para a Galiléia." 33 Mas Pedro, em resposta, disse-lhe: "Ainda que todos os outros tropecem em conexão contigo, eu nunca tropeçarei!" 34 Jesus disse-lhe: "Deveras, eu te digo: Esta noite, antes de cantar o galo, repudiar-me-ás três vezes." 35 Pedro disse-lhe: "Mesmo que eu tenha de morrer contigo, de modo algum te repudiarei." Todos os outros discípulos disseram também a mesma coisa.

Mesmo que tenhamos de morrer contigo, de modo algum te repudiaremos, afirmaram os apóstolos.

 

No entanto, os apóstolos fizeram a coisa "C" e Jesus, cumprindo o pacto teria de retribuir-lhes o mesmo tratamento.

Embora por demérito merecessem ser repudiados por Jesus perante o Pai, o que fez Jesus??

Jesus não levou em conta e ainda afirmou no mesmo diálogo: Mas, depois de eu ter sido levantado, irei adiante de vós para a Galiléia.

Este perdão de Jesus se deu por MÉRITO dos apóstolos ou por MISERICÓRDIA de Jesus??

Certamente foi um ato de Misericórdia para com não merecedores. Eles mereciam receber o que foi acordado antes, receber o mesmo tratamento dado a Jesus, mereciam "D". 

"D" > Jesus repudia apóstolos perante o Pai.

 

Jesus comprovou que o Perdão é um ato de Misericórdia dado a quem NÃO MERECE. Jesus também não condicionou seu perdão aos apóstolos a nenhuma prévia atitude dos apóstolos ofensores, para saber se eram merecedores de perdão. O perdão de Jesus, assim como o de Jeová, foi um ato unilateral do ofendido para o benefício do ofensor.

 



Você trabalhou 10 horas por dia durante uma semana e em condições totalmente adversas, enquanto seu visinho nada fez durante esta mesma  semana. Você o chamou para ir trabalhar e ele não estava disposto a  ir, tendo um comportamento desdenhoso e agressivo. Agora que você adquiriu comida para duas semanas, você passa na porta dele e VÊ que lhe falta alimento. O que lhe dirá?? "Se não trabalhou tampouco coma"?? Está nas suas mãos fazer "este tipo de justiça" ou ser misericordioso. Faça o que ele não merece, seja misericordioso. Não dar da comida que você trabalhou muito para obter é satisfazer a justiça, ser justo?? Será que deixá-lo morrer de fome é satisfazer a justiça??? Deixá-lo morrer de fome é dar a ele a "justa retribuição" , dente por dente??? Certamente, é ir bem além disso. NÃO PARTILHAR O TEU PÃO É UMA INIQÜIDADE. TAMBÉM SIGNIFICARIA  "NÃO PERDOAR O PRÓXIMO".

A palavra saída da boca de Jeová é:  (Isaías 58:6-11) 6 "NÃO É ESTE O JEJUM QUE ESCOLHI? Soltar os grilhões da iniqüidade, desatar as brochas da canga e deixar ir livres os esmagados, e que rompais toda canga? 7 Não é PARTILHARES O TEU PÃO AO FAMINTO e introduzires na [tua] casa pessoas atribuladas, sem lar? Que, caso vejas alguém nu, tu o tenhas de cobrir, e que não te ocultes da tua própria carne? 8 "Neste caso romperia a tua luz como a alva; e rapidamente surgiria para ti o restabelecimento. E certamente andaria diante de ti a tua justiça; a própria glória de Jeová seria a tua retaguarda. 9 Neste caso chamarias e o próprio Jeová te responderia; clamarias por ajuda e ele diria: ‘Eis-me aqui!’ "Se removeres do teu meio a canga, o apontar com o dedo e falar o que é prejudicial, 10 E CONCEDERES AO FAMINTO O TEU PRÓPRIO [DESEJO DA] ALMA E FARTARES A ALMA ATRIBULADA, então certamente raiará a tua luz mesmo na escuridão e as tuas trevas serão como o meio-dia. 11 E Jeová forçosamente te guiará constantemente e fartará a tua alma mesmo numa terra abrasada e revigorará os próprios ossos teus; e terás de tornar-te igual a um jardim bem regado e como nascente de água, cujas águas não mentem.

 

Ora, ora, do ponto de vista de Jeová, não partilhar o pão com o "faminto", não fartar uma "alma" atribulada é visto como uma iniqüidade. Não se manda perguntar o motivo da alma estar faminta. NÃO SE CONDICIONA "o partilhar" a absolutamente nada.  PARTILHE O TEU PÃO COM "O FAMINTO", é isto que alegra a Jeová. Dê à "vida" o seu real valor, o mesmo valor que Jeová atribui a ela. Para Jeová, "partilhar teu próprio pão AO FAMINTO" é um ato de justiça. É ver o "próximo" como um igual. FAMINTO é todo aquele (qualquer um) que estiver com fome, bom ou mau, amigo ou inimigo, conhecido ou desconhecido. FAMINTO não tem nacionalidade, sexo, condição social, condição espiritual, etc.. (Ezequiel 18:5-9) 5 "‘E no que se refere ao homem, se ele veio a ser justo e tem praticado o juízo e a justiça; 6 se não comeu nos montes e não elevou seus olhos para os ídolos sórdidos da casa de Israel, e não aviltou a esposa de seu companheiro, e não se chegou a uma mulher na sua impureza; 7 e se não maltratou a nenhum homem; se restituiu o penhor tomado pela dívida; se não arrebatou nada em roubo; SE DEU O SEU PRÓPRIO PÃO AO FAMINTO e cobriu com roupa ao que estava nu; 8 se não deu nada em troca de juros e não tomou usura; se retirou sua mão da injustiça; se praticou a verdadeira justiça entre homem e homem; 9 se tem andado nos meus estatutos e tem guardado as minhas decisões judiciais para praticar a verdade, ELE É JUSTO. Ele positivamente continuará a viver’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.

NOVAMENTE, JEOVÁ DEIXA BEM CLARO QUE "FAMINTO" NÃO TEM NACIONALIDADE; FAMINTO NÃO TEM CONDIÇÃO MORAL.

 

Além de proporcionar a continuidade de uma "vida", certamente gerará um sentimento de amor àquele que foi misericordioso. Certamente, uma grande amizade surgiria a partir deste ato de misericórdia.

Entretanto, nada disso seria possível se apenas fosse exigida esta "suposta" regra de justiça: "Não trabalhou, tampouco coma".

Agora, o que dizer desta mesma situação com referência ao  "alimento espiritual"????? A "misericórdia" é a mesma e também deverá ser praticada de forma incondicional.

 

Jeová é Misericordioso e nos atrai com sua Misericórdia.


SE ELE ESTÁ SENDO PUNIDO POR JEOVÁ, QUE SENTIMENTO DEVO TER POR ELE??

Se eu fui um iníquo,  se fui mais iníquo que todos os povos ao redor. Fui punido por Jeová, e Ele me aplicou punição usando Babilônia. Agora que Jeová decidiu vingar-se do procedimento mau de Babilônia para comigo, qual deve ser minha reação ao saber disso e ao ver a punição de Babilônia, dada também por Jeová??

Que reação espera de mim, o Criador????

Assim falou Jeová a Babilônia, aquela que Ele usou para punir seu iníquo "servo que escolhi", seu iníquo povo: (Isaías 47:5-7) 5 Senta-te silenciosa e entra na escuridão, ó filha dos caldeus; pois não mais terás a experiência de pessoas te chamarem de Senhora de Reinos. 6 Fiquei indignado com o meu povo. Profanei a minha herança e passei a entregá-los na tua mão. Tu não lhes mostraste MISERICÓRDIAS. Fizeste muito pesado o teu jugo sobre o homem idoso. 7 E continuavas a dizer: “Mostrarei ser Senhora por tempo indefinido, para sempre.” Não fixaste estas coisas no coração; não te lembraste do final do assunto.
Não estavam estes iníquos judeus sendo punidos por Jeová???


Em uma situação parecida assim falou o Criador a Edom:
(Obadias 8-16) 8 Não será naquele dia?" é a pronunciação de Jeová. "E eu hei de destruir os sábios dentre Edom e o discernimento dentre a região montanhosa de Esaú. 9 E teus poderosos hão de ficar aterrorizados, ó Temã, visto que cada um será decepado da região montanhosa de Esaú, por causa duma matança. 10 Por causa da VIOLÊNCIA [feita] ao teu irmão Jacó cobrir-te-á a vergonha e terás de ser decepado por tempo indefinido. 11 No dia em que ficaste parado de lado, no dia em que estranhos levaram ao cativeiro a sua força militar e [quando] até estrangeiros entraram pelo seu portão e lançaram sortes sobre Jerusalém, TU TAMBÉM ERAS COMO UM DELES. 12 "E não devias ter contemplado o espetáculo no dia de teu irmão, no dia do seu infortúnio; e NÃO TE DEVIAS TER ALEGRADO sobre os filhos de Judá no dia de seu perecimento; e NÃO DEVIAS TER UMA BOCA GRANDE no dia da [sua] aflição. 13 Não devias ter entrado pelo portão do meu povo no dia do seu desastre. Tu, sim, tu não devias ter espreitado a sua calamidade no dia do seu desastre; e não devias ter estendido a mão sobre a sua riqueza no dia do seu desastre. 14 E não devias ter ficado de pé na bifurcação dos caminhos para decepar-lhe os fugitivos; e não devias ter entregue os seus sobreviventes no dia da aflição. 15 Pois está próximo o dia de Jeová contra todas as nações. Assim como fizeste, será feito a ti. Tua espécie de tratamento retornará sobre a tua própria cabeça. 16 Pois assim como vós bebestes sobre o meu santo monte, estarão bebendo continuamente todas as nações. E certamente beberão, e engolirão, e ficarão como se nunca tivessem existido.

Afinal, não eram inimigos??? Não é esta uma típica reação entre inimigos??? Não estavam os judeus sendo punidos por Jeová por tamanha iniqüidade??

Em uma  situação parecida, assim falou o Criador a Edom: (Ezequiel 25:12-14) 12 “Assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Visto que Edom AGIU, TOMADO DE VINGANÇA da casa de Judá , e eles continuam a proceder extensivamente em erro e a vingar-se deles, 13 por isso, assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Vou também estender a minha mão contra Edom e decepar dele homem e animal doméstico, e vou fazer dele um lugar devastado, desde Temã até Dedã. À espada é que cairão. 14 ‘E eu vou trazer minha vingança sobre Edom pela mão do meu povo de Israel; e terão de fazer em Edom segundo a minha ira e segundo o meu furor; e terão de conhecer a minha vingança’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.”’
Afinal, não eram inimigos??? Não é esta uma típica reação entre inimigos???


Em uma situação parecida, assim falou o Criador aos Filisteus:
(Ezequiel 25:15-17) 15 “Assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Visto que os filisteus AGIRAM COM VINGANÇA e foram vingar-se com vingança, COM MENOSPREZO NA ALMA, para arruinar, com inimizade de duração indefinida, 16 por isso, assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Eis que estendo a minha mão contra os filisteus, e vou decepar os queretitas e destruir o resto da costa marítima. 17 E vou executar neles grandes atos de vingança, com furiosas repreensões; e terão de saber que eu sou Jeová, quando eu trouxer sobre eles a minha vingança.”’. . .
Afinal, não eram inimigos??? Não é esta uma típica reação entre inimigos???

O QUE ESPERAVA JEOVÁ DE TODOS OS SEUS FILHOS?? ESPERAVA QUE HOUVESSE MISERICÓRDIA, QUE DEMONSTRASSEM MISERICÓRDIA, QUE HOUVESSE PERDÃO.

As palavras do sábio Eliú foram: (Jó 36:15-21) 15 Ele socorrerá o atribulado na sua tribulação E destapará seu ouvido na opressão. 16 E certamente te engodará [para longe] da boca da aflição! Um lugar mais amplo, não o aperto, haverá em seu lugar, E o consolo da tua mesa será cheio de gordura. 17 Certamente serás enchido com a sentença judicial contra o iníquo; A sentença judicial e o juízo é que segurarão. 18 Pois [cuida de] que o furor não te engode a bater palmas [por despeito], E não te deixes desencaminhar por um grande resgate. 19 Terá efeito teu clamor por ajuda? Não, nem na aflição Todos os [teus] poderosos esforços. 20 Não fiques suspirando pela noite, Para que os povos retrocedam [de] onde estão. 21 Guarda-te de não te virares para o que é prejudicial , Pois escolheste isso em vez de tribulação.

Todas as nações acima mencionadas pelo próprio Jeová, ao notarem seus inimigos ("semelhantes" inimigos) recebendo uma severa punição, revelaram sua CONTÍNUA inimizade através de palavras e de atos, DESEJANDO a morte deles ou se aproveitando da morte deles alegremente ou ainda extravasando sua inimizade por matá-los quando estes estavam em fuga de outros inimigos. Entretanto, não era esta a reação esperada por Jeová.  

Alegrar-se com o infortúnio daquele que se comportou todo o tempo como seu inimigo REPRESENTA SATISFAZER UM DESEJO DO CORAÇÃO. É exatamente igual a estar participando em causar o infortúnio daquele. TAIS COISAS PROCEDEM DE UM CORAÇÃO INÍQUO. Assim falou Jesus: (Mateus 12:34-35) 34 Descendência de víboras, como podeis falar coisas boas quando sois iníquos? Pois é da abundância do coração que a boca fala. 35 O HOMEM BOM, DO SEU BOM TESOURO, ENVIA COISAS BOAS, AO PASSO QUE O HOMEM INÍQUO, DO SEU TESOURO INÍQUO, ENVIA COISAS INÍQUAS.

Jeová esperava que houvesse MISERICÓRDIA para com os que estavam sendo merecidamente punidos. Para Jeová, DESEJAR A MORTE, seja lá de quem for, seja lá qual for o motivo, é um pecado. Desejar a morte é o mesmo que assassinar. Todo pecado é grave e todo pecado é punido com a morte.
 

O que sentia Jeová pelos MERECIDAMENTE punidos??   Em relação a seu iníquo filho Efraim (Samaria), a palavra que saiu da boca de Jeová responde: (Jeremias 31:20) 20 "É Efraim para mim um filho precioso ou um menino tratado com mimo? Pois, ao ponto de eu falar contra ele, sem falta me lembrarei dele ainda mais. Por isso é que as MINHAS ENTRANHAS ficaram turbulentas por ele. Decididamente terei piedade dele", é a pronunciação de Jeová.

Que mais afirmou Jeová em relação a Seu sentimento por aqueles que Ele estava punindo Judá (Jerusalém)??

(Jeremias 13:17) 17 E se não ouvirdes [isto], minha alma chorará em esconderijos, por causa de orgulho, e positivamente deitará lágrimas; e meus olhos verterão lágrimas, porque a grei de Jeová terá sido levada cativa.



Assim verte a Tradução Brasileira:

(Jeremias 13:17) 17 Mas se o não ouvirdes, chorará em segredo a minha alma por causa da vossa soberba; os meus olhos chorarão amargamente e se desfarão em lágrimas, porque o rebanho de Jeová será levado cativo.



Mesmo na hora da punição??? Na hora da punição, tinha Jeová tal sentimento??

Em relação a seu iníquo filho Moabe, a palavra que saiu da boca de Jeová responde: (Isaías 16:9-11) 9 Por isso é que CHORAREI com o choro de Jázer pela vide de Sibma. Com as MINHAS LÁGRIMAS te encharcarei, ó Hésbon, e Eleale, porque decaiu até mesmo a exclamação por teu verão e por tua colheita. 10 E tiraram-se do pomar a alegria e o júbilo; e nos vinhedos não há gritos de júbilo, não se brada. O pisador não pisa nenhum vinho no lagar. Eu fiz cessar a exclamação. 11 Por isso é que as MINHAS PRÓPRIAS ENTRANHAS estão turbulentas qual harpa mesmo por Moabe, e o MEU ÍNTIMO, por Quir-Haresete.  

Mesmo na hora da punição??? Na hora da punição, tinha Jeová tal sentimento??

Jeová ratifica seu SENTIMENTO em relação ao estado punido de seu iníquo filho Moabe: (Jeremias 48:34-37) 34 "‘Desde o clamor em Hésbon até Eleale, até Jaaz, deram vazão à sua voz, desde Zoar até Horonaim, até Eglate-Selisaia; porque até mesmo as próprias águas de Ninrim tornar-se-ão meras desolações. 35 E eu vou fazer cessar em Moabe’, é a pronunciação de Jeová, ‘aquele que leva uma oferta para cima ao alto e aquele que faz fumaça sacrificial ao seu deus. 36 Por isso é que o MEU PRÓPRIO CORAÇÃO FICARÁ TURBULENTO pelo próprio Moabe, igual a flautas; e MEU PRÓPRIO CORAÇÃO FICARÁ TURBULENTO pelos homens de Quir-Heres, igual a flautas. Por isso é que certamente perecerá a própria abundância que ele produziu. 37 Porque sobre toda cabeça há calvície e toda barba está cortada. Em todas as mãos há cortes e sobre os quadris há serapilheira!’"

Mesmo na hora da punição??? Na hora da punição, tinha Jeová tal sentimento??

Sabendo do sentimento paterno de Jeová nestas ocasiões de punição, passamos assim a entender o motivo de Jeová esperar que os humanos sentissem MISERICÓRDIA até mesmo quando vissem outros humanos (seus irmãos) sendo severamente punidos. É um momento para se sentir piedade, apenas piedade, pelo estado de sofrimento do semelhante, além do encerramento de muitas vidas. Quem tem um coração de pedra, certamente não sentirá misericórdia. Certamente se alegrará com a morte do iníquo. Não estará obedecendo ao segundo e último mandamento: "Amar ao próximo COMO a ti mesmo".

JESUS NOS ENSINA: (Mateus 23:23) 23 "Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque dais o décimo da hortelã, e do endro, e do cominho, mas desconsiderastes OS ASSUNTOS MAIS IMPORTANTES DA LEI, a saber, a JUSTIÇA, a MISERICÓRDIA e a FIDELIDADE. Estas eram as coisas obrigatórias a fazer, sem, contudo, desconsiderar as outras.

MISERICÓRDIA – ESTA É UMA COISA OBRIGATÓRIA A SENTIR E A PRATICAR. MISERICÓRDIA - NÃO SAI DE UM CORAÇÃO DE PEDRA.

Todos nós seres humanos somos vítimas do mesmo mal. Todos nós somos escravos do pecado. A justa regra divina diz sobre nós: "A alma que pecar - ela é que morrerá. O Criador espera que tenhamos Misericórdia uns pelos outros, inclusive no momento da merecida punição.


É POSSÍVEL PRODUZIR ALGO "PURO" DAQUILO QUE É "IMPURO"?

Este é o objetivo do Criador. As palavras que saem da boca de Jeová têm este objetivo nobre. Suas palavras são: (Jeremias 15:19) 19 Portanto, assim disse Jeová: "Se voltares, então te trarei de volta. Estarás de pé diante de mim. E SE PRODUZIRES  DE COISAS SEM VALOR AQUILO QUE É PRECIOSO, TORNAS-TE-ÁS COMO A MINHA PRÓPRIA BOCA.. Eles é que voltarão a ti, mas tu mesmo não voltarás a eles."

Da boca de Jesus saíram estas palavras: (Lucas 19:10) 10 Pois o Filho do homem veio buscar e salvar O QUE ESTAVA PERDIDO."

As palavras que saem da boca de Jeová tem como objetivo CURAR a todos nós, ou seja, PRODUZIR de coisas sem valor AQUILO que é precioso. Atualmente, NÓS somos as coisas sem valor. Seremos "aquilo" que é precioso.

A nossa doença crônica é o EGOÍSMO. Não merecemos o bom que receberemos e não queremos que outros que também não merecem, o recebam.

São palavras de nosso irmão João: "Quem não AMAR não chegou a conhecer a Deus, porque Deus é AMOR".

Topo desta página