NÃO ACEITAMOS COMO SENDO VERDADE

 Alterada em 19/01/09







JESUS FALOU PARA NÓS: VÓS SOIS INÍQUOS. MAS NÃO ACEITAMOS COMO VERDADE.

Eu escolhi vocês, não foram vocês que me escolheram > (João 15:16) 16 VÓS NÃO ME ESCOLHESTES, MAS EU ESCOLHI A VÓS, e eu vos designei para prosseguirdes e persistirdes em dar fruto, e que o vosso fruto permaneça; a fim de que, não importa o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dê.

 

Não vim chamar os justos. Eu escolhi vocês porque vocês são pecadores > (Marcos 2:17) 17 Ao ouvir isso, Jesus disse-lhes: “Os fortes não precisam de médico, mas sim os enfermos. NÃO VIM CHAMAR OS QUE SÃO JUSTOS, MAS PECADORES.”  >> Nenhum dos discípulos de Jesus eram considerados por Jesus como sendo justos; não foram escolhidos por serem justos. Jesus só escolheu pecadores. Também aos olhos dos sacerdotes, dos fariseus e outros, os discípulos de Jesus eram "pecadores". 

Vim buscar e salvar o que estava perdido > (Lucas 19:9-10)9 A isto Jesus disse-lhe: “Neste dia entrou a salvação nesta casa, porque ele também é filho de Abraão. 10 POIS O FILHO DO HOMEM VEIO BUSCAR E SALVAR O QUE ESTAVA PERDIDO.Não vim escolher os bons; vim salvar o que estava perdido, o que estava perdido.

Vocês são vistos por outros humanos, como pessoas amaldiçoadas > (João 7:47-49) 47 Os fariseus responderam, por sua vez: “Será que também vós fostes desencaminhados? 48 Será que um só dos governantes ou dos fariseus depositou fé nele? 49 MAS ESTA MULTIDÃO, QUE NÃO SABE A LEI, SÃO PESSOAS AMALDIÇOADAS.”. . .

Jesus afirmou: Vocês são iníquos > (Lucas 11:11-13) 11 Deveras, qual é o pai entre vós que, se o seu filho lhe pedir um peixe, lhe entregará uma serpente em vez de um peixe? 12 Ou, se lhe pedir um ovo, lhe entregará um escorpião? 13 Portanto, SE VÓS, EMBORA INÍQUOS, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais o Pai, no céu, dará espírito santo aos que lhe pedirem!”  >> Vocês são iníquos que fazem algumas coisas boas; vocês são iníquos que praticam certa medida de justiça.

Jesus fez esta afirmação acima para seus discípulos > (Lucas 11:1) . . .Então, na ocasião em que estava em certo lugar orando, quando parou, disse-lhe CERTO DOS SEUS DISCÍPULOS:Senhor, ensina-nos a orar, assim como também João ensinou aos seus discípulos.” (Lucas 11:5) 5 AINDA MAIS, DISSE-LHES: “Quem de vós terá um amigo e irá a ele à meia-noite, e lhe dirá: ‘Amigo, empresta-me três pães. . .

 

Poderia algum dos discípulos de Jesus, incluindo os apóstolos, ouvintes desta supostamente grave acusação, dizer que Jesus havia se enganado nesta afirmação??

Instrutor, nós não somos iníquos, ou ainda, Instrutor, eu não sou iníquo pois fui escolhido para ser apóstolo - poderia um dos ouvintes de Jesus fazer tais afirmações??

Quando Jesus não estivesse mais presente, se os discípulos   afirmassem que não eram iníquos, o que estariam afirmando em relação a Jesus??

Estariam afirmando que Jesus era iníquo; estariam afirmando que Jesus era um mentiroso.

Qualquer um dos discípulos de Jesus que afirme não ser iníquo estará chamando Jesus de mentiroso, de iníquo.

 

VOCÊS NÃO TÊM UM BOM CORAÇÃO - Aquele que tem um bom coração, não comete atos iníquos, afirmou Jesus: (Mateus 15:18-20) 18 No entanto, AS COISAS PROCEDENTES DA BOCA SAEM DO CORAÇÃO, e estas coisas aviltam o homem. 19 Por exemplo, DO CORAÇÃO vêm raciocínios iníquos, assassínios, adultérios, fornicações, ladroagens, falsos testemunhos, blasfêmias. 20 Estas são as coisas que aviltam o homem; mas tomar uma refeição sem lavar as mãos não é o que avilta o homem."

(Lucas 6:45) 45 O homem BOM, do bom tesouro do seu coração, TRAZ PARA FORA O BOM, mas o homem INÍQUO, do seu [tesouro] iníquo, TRAZ PARA FORA O QUE É INÍQUO; pois é da abundância do coração que a sua boca fala.

Até mesmo o falar equivocadamente qualquer palavra que venha a atribuir iniquidade a quem é Santo, é uma iniquidade, um pecado, uma blasfêmia. Jeová, Jesus e o espírito santo são imaculados, santos, isentos de pecado.

O pecado é fruto de um coração iníquo. O pecado ocorre primeiro no coração. "Desejar" a mulher a ponto de ter paixão por ela, já é pecado. "Desejar" a morte de qualquer humano também é pecar. "Sentir-se" superior a qualquer humano vivo ou morto, também é pecar.

 

 Escribas e fariseus também tinham uma certa medida de justiça. Vossa justiça tem de ser maior do que a dos escribas e fariseus > (Mateus 5:20) 20 Pois eu vos digo que, SE A VOSSA JUSTIÇA NÃO ABUNDAR MAIS DO QUE  A DOS ESCRIBAS E FARISEUS, de modo algum entrareis no reino dos céus.

A alma que pecar – ela é que morrerá

O que é um pecador? É aquele que está condenado a morte por ter cometido qualquer um dos pecados. O pecado acontece primeiro no coração, para depois, somente depois, ser materializado em uma palavra ou uma ação visível . Uma sentença que o pecador não tem qualquer condição de reverter por si próprio. Jesus veio salvar o que estava perdido.

 

Escravo do pecado >(João 8:34) 34 Jesus respondeu-lhes: "Digo-vos em toda a verdade: Todo praticante do pecado é ESCRAVO do pecado.

Jesus mostrou ser isento de pecado, logo, fazer qualquer coisa que Jesus não ensinou e não fez é praticar o pecado.

 

O homem com um péssimo currículo era visto por Jesus como o mais justo > (Lucas 18:9-14) 9 Mas, ele contou a seguinte ilustração também a alguns que confiavam em si mesmos como sendo justos e que consideravam os demais como nada: 10 “Dois homens subiram ao templo para orar, um sendo fariseu e o outro cobrador de impostos. 11 O fariseu estava em pé e começou a orar as seguintes coisas no seu íntimo: ‘Ó Deus, agradeço-te que não sou como o resto dos homens , extorsores, injustos, adúlteros, ou mesmo como este cobrador de impostos. 12 Jejuo duas vezes por semana, dou o décimo de todas as coisas que adquiro.’ 13 O cobrador de impostos, porém, estando em pé à distância, não estava nem disposto a levantar os olhos para o céu, mas batia no peito, dizendo: ‘Ó Deus, sê clemente para comigo pecador.’ 14 DIGO-VOS: ESTE HOMEM DESCEU PARA SUA CASA PROVADO MAIS JUSTO DO QUE AQUELE HOMEM; porque todo o que se enaltecer será humilhado, mas quem se humilhar será enaltecido.”

O crasso pecador era mais justo do que aquele que tinha um bom currículo - uma afirmação que saiu da boca de Jesus. Logo, é uma verdade irrefutável.

Um currículo cheio de boas obras e um currículo cheio de iniquidades. Porque Jesus considerou como MAIS JUSTO o homem com um currículo cheio de iniquidades? Ele mesmo responde: (Lucas 16:14-15) 14 Ora, os fariseus, que eram amantes do dinheiro, estavam escutando todas estas coisas, e começaram a escarnecer dele. 15 Conseqüentemente, ele lhes disse: “Vós sois os que  VOS DECLARAIS justos perante os homens, mas Deus conhece os vossos corações; PORQUE AQUILO QUE É ALTIVO ENTRE OS HOMENS É UMA COISA REPUGNANTE À VISTA DE DEUS.

 Aquele lá é iníquo por causa das más obras que pratica, mas eu não sou iníquo por causa das boas obras que pratico - assim acusa aquele que se declara justo; é assim que este se enaltece em relação a seus SEMELHANTES, seus iguais. 

O humano com tal currículo de boas obras não é superior a qualquer outro humano, pois ELE TAMBÉM ESTÁ CONDENADO A MORTE; ele continua condenado a morte; ele continua sendo um pecador. Ele continua sendo escravo do pecado. PARA TODO E QUALQUER PECADO, A SENTENÇA É ÚNICA, É A MESMA, É A MORTE. O soberbo, o altivo, este é repugnante aos olhos de Jeová; esta é a condição da alma que se sente e/ou se declara justa diante de outros humanos, é uma coisa repugnante.

Não precisa declarar. Basta sentir-se no íntimo, superior a outros humanos conhecidos ou desconhecidos, vivos ou mortos; basta nos acharmos mais justos ou menos iníquos que quaisquer outros humanos e já nos enquadramos na "coisa repugnante " à vista de Deus.

 

PORQUE NENHUNS DOS DISCÍPULOS DE JESUS SE CONSIDERAM OU SE JULGAM COMO INÍQUOS, QUANDO O PRÓPRIO JESUS AFIRMOU: VÓS SOIS INÍQUOS??

NÓS CONSIDERAMOS OU JULGAMOS A OUTROS COMO SENDO INÍQUOS, ENQUANTO NOS JULGAMOS OU NOS CONSIDERAMOS COMO JUSTOS??

CONSIDERAMOS-NOS MELHORES DO QUE OUTROS HUMANOS? CONSIDERAMOS-NOS SUPERIORES A ELES POR CAUSA DE NOSSOS CURRÍCULOS OU NOSSA MEDIDA DE JUSTIÇA??

COMO JEOVÁ VÊ OS ALTIVOS ENTRE OS HOMENS? Como coisas repugnantes.

Alguns poderiam pensar que ter um excelente currículo de justiça torna mais desculpável um pecado, no entanto, Jeová assim se pronunciou: (Ezequiel 33:12-13) 12 “E quanto a ti, ó filho do homem, dize aos filhos do teu povo: ‘Nem a justiça do justo o livrará no dia da sua revolta. Mas, no que se refere à iniqüidade do iníquo, não se fará que tropece por causa dela no dia em que recuar da sua iniqüidade. TAMPOUCO PODERÁ FICAR VIVO AQUELE QUE TIVER JUSTIÇA, POR CAUSA DELA, NO DIA EM QUE PECAR. 13 Quando eu disser ao justo: “Positivamente continuarás vivendo”, e ele mesmo realmente confiar na sua própria justiça e fizer injustiça, todos os seus próprios atos justos não serão lembrados, mas, PELA SUA INJUSTIÇA QUE FEZ — POR ESTA É QUE MORRERÁ.

Não importa quanta justiça tenha, não importa o tamanho do seu currículo de justiça, se pecar, um único pecado, seja lá qual for o pecado, morrerá pelo único pecado que cometeu.

Aceitemos como verdade as palavras de Jesus e reconheçamos que somos iníquos.

Não estar consciente de estar praticando determinado pecado não retira de nós o pecado cometido e a punição por ele. Para Jeová, somos culpados de pecado: (Levítico 5:17-19) 17 "E se uma alma pecar por fazer uma de todas as coisas que Jeová manda que não se façam, embora não o soubesse, ainda assim ele ficou culpado e terá de responder pelo seu erro. 18 E ele tem de trazer ao sacerdote um carneiro sadio do rebanho, segundo o valor calculado, como oferta pela culpa; e o sacerdote tem de fazer expiação por ele, pelo engano que cometeu sem querer, embora ele mesmo não o soubesse, e assim lhe tem de ser perdoado. 19 É uma oferta pela culpa. Tornou-se positivamente culpado para com Jeová."

 

Entendamos a mente de Jeová e não sejamos como os antepassados que encontraram erro nas afirmações imparciais de Jeová. Assim falou Jeová: (Ezequiel 33:14-20) 14 "‘E quando eu disser ao iníquo: "Positivamente morrerás", e ele realmente recuar do seu pecado e praticar o juízo e a justiça, 15 [e] o iníquo restituir a própria coisa penhorada e devolver as próprias coisas roubadas, andando realmente nos próprios estatutos da vida por não fazer injustiça, positivamente continuará vivendo. Não morrerá. 16 Nenhum dos seus pecados com que pecou será lembrado contra ele. Juízo e justiça é o que praticou. Ele positivamente continuará vivendo.’ 17 "E os filhos do teu povo disseram: ‘O caminho de Jeová não é acertado’ , mas, no que se refere a eles, é o caminho deles que não é acertado. 18 "Quando o justo recuar da sua justiça e realmente fizer injustiça, então terá de morrer por tais [atos]. 19 E quando o iníquo recuar da sua iniqüidade e realmente praticar o juízo e a justiça, será por causa deles que ele mesmo continuará vivendo. 20 "E vós dissestes: ‘O caminho de Jeová não é acertado .’ Será segundo o caminho de cada um de vós que vos julgarei, ó casa de Israel."


Jeová afirma: Vou tratar com a mesma imparcialidade, tanto o justo que passar a praticar iniquidade como o iníquo que passar a praticar justiça, pois o meu interesse não é a morte do iníquo. Meu objetivo é que o iníquo retorne de seu caminho e passe a ser justo e que o justo continue a ser justo todo o tempo. Ser justo é não praticar nenhum ato de iniquidade, nenhum ato, nenhum, todo o tempo. Vocês  conseguem manter-se sem pecar, sem cometer iniquidade?? Se vocês não conseguem, então vocês estão sob a penalidade de morte, mas, deveriam ficar felizes por Eu abrir e manter aberta a possibilidade de vocês continuarem a viver, mesmo sem merecerem. Serei imparcial, pois vou esquecer os pecados praticados, exatamente assim como vou esquecer a justiça praticada. O currículo só de coisas boas será rasgado e queimado, assim como o currículo de coisas iníquas também será rasgado e queimado. Não há dois pesos e duas medidas.

Os que praticavam certa medida de justiça, supervalorizavam seus atos de justiça enquanto minimizavam seus atos de iniquidade. Os que praticavam certa medida de justiça supervalorizavam os atos de iniquidade dos outros enquanto minimizavam os atos de justiça feito por outros. Os que praticavam certa medida de justiça queriam que seus atos de justiça fossem reconhecidos e valorizados pelo Criador. Por isso afirmaram: O caminho de Jeová não é acertado.

Não sejamos como nossos antepassados. Reconheçamos que somos iníquos e que Jeová está usando de Misericórdia para com os iníquos, e isso todo o tempo. Não supervalorizemos as obras de justiça que viermos a praticar. Tampouco nos comparemos com outros humanos. Se quisermos nos comparar com  alguém, então nos comparemos com Jesus.
Porque afrontamos a palavra saída da boca de Jesus??

 

Quanto às obras de justiça que viermos a praticar, devemos nos sentir sobre elas, exatamente assim como Jesus disse para nos sentirmos: (Lucas 17:9-10) 9 Será que ele sentirá gratidão pelo escravo porque ele fez as coisas determinadas? 10 Assim também vós, quando tiverdes feito todas as coisas que vos foram determinadas, dizei: ‘SOMOS ESCRAVOS IMPRESTÁVEIS.  O QUE TEMOS FEITO É O QUE DEVÍAMOS FAZER. . .

 

 Topo desta página