MARAVILHOSA RECOMPENSA PARA O INÍQUO??

Que recompensa reservou Jeová para o pior dos iníquos?






Atualizada em 13/11/07

O Todo Sábio e Amoroso Criador certamente reservou um futuro que beneficiará a este "pior dos iníquos".

Jeová já havia expressado desde o monte Sinai, que seu povo violaria seu pacto, rejeitaria suas decisões judiciais e abominaria seus estatutos, mas, que Ele não os exterminaria, antes, se lembraria do pacto dos antepassados, Abraão, Isaque e Jacó, para o benefício do povo. O Todo Sábio Criador providenciou uma testemunha contra seu povo escolhido, que durasse várias gerações - um cântico , composto pelo próprio Jeová. Deuteronômio 32: 1- 43

Seriam punidos até mesmo com a antecipada ida para o Seol, a parte mais baixa, mas que seriam perdoados de todos os erros, todos os pecados. Todos os seus erros seriam expiados.

Entretanto, ainda há algo mais, algo que o Criador havia sabiamente reservado. As sábias palavras que saíram da boca de Jeová foram: (Ezequiel 16:53-63) 53 “‘E eu vou recolher os seus cativos, os cativos de Sodoma e das suas aldeias dependentes, e os cativos de Samaria e das suas aldeias dependentes; vou recolher também os teus cativos no seu meio, 54 para que carregues a tua humilhação; e terás de sentir-te humilhada em vista de tudo o que fizeste, sendo que tu as consolaste. 55 E tuas próprias irmãs, Sodoma e suas aldeias dependentes, retornarão ao seu estado anterior, e Samaria e suas aldeias dependentes retornarão ao seu estado anterior, e tu mesma e tuas aldeias dependentes retornareis ao vosso estado anterior. 56 E Sodoma, tua irmã, não se mostrou algo digno de se ouvir tua boca [mencionar] no dia do teu orgulho, 57 antes que a tua própria maldade chegasse a ser exposta, assim como no tempo do vitupério das filhas da Síria e de todas ao redor dela, as filhas dos filisteus, as que te menosprezam, por todos os lados. 58 A tua conduta desenfreada e as tuas coisas detestáveis, tu mesma terás de carregá-las, é a pronunciação de Jeová.” 59 “Pois assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Também terei de fazer contigo assim como tu fizeste, porque desprezaste o juramento, violando [meu] pacto. 60 E eu, eu mesmo, terei de lembrar-me do meu pacto contigo nos dias da tua mocidade e terei de estabelecer para ti um pacto de duração indefinida. 61 E certamente te lembrarás dos teus caminhos e te sentirás humilhada ao acolheres as tuas irmãs, as mais velhas do que tu bem como as mais moças do que tu, e eu hei de dá-las a ti por filhas, mas não devido ao teu pacto.’ 62 “‘E eu, eu mesmo, vou estabelecer contigo o meu pacto; e terás de saber que eu sou Jeová, 63 para te lembrares e realmente te envergonhares, e para que não mais venhas a ter razão para abrir a boca por causa da tua humilhação, quando eu fizer expiação por ti, por tudo o que fizeste’ , é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.”

Humilhação. Vergonha por causa da exposição ao seu passado tão iníquo, pois apesar de ter sido ensinada pelo próprio Criador, o que suas iníquas irmãs não haviam sido, fizeram suas iníquas irmãs parecer justas. Além do mais, haviam se enaltecido em relação às suas irmãs, olhando-as como nada e classificando-as e julgando-as como iníquas merecedoras da destruição eterna. E agora que caiu o pano, agora que foi desmascarada pelo próprio Criador como a pior das iníquas , o que dizer à suas irmãs, companheiras de iniquidade? Além do mais, o Todo-Sábio Criador ainda lhes diz: acolherás suas irmãs e terei de dá-las a ti como filhas , segundo o meu pacto.

Humilhação como esta também foi prevista pelas palavras saídas da boca de Jesus, que assim profetizou : (Mateus 12:41-42) 41 Homens de Nínive se levantarão no julgamento com esta geração e a condenarão; porque eles se arrependeram com o que Jonas pregou, mas, eis que algo maior do que Jonas está aqui. 42 A rainha do sul será levantada no julgamento com esta geração e a condenará; porque ela veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão, mas, eis que algo maior do que Salomão está aqui.

(Mateus 11:20-24) 20 Principiou então a censurar as cidades nas quais se realizaram a maioria das suas obras poderosas, porque não se arrependeram: 21 "Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque se tivessem ocorrido em Tiro e Sídon as obras poderosas que ocorreram em vós, há muito se teriam arrependido em saco e cinzas. 22 Conseqüentemente, eu vos digo: No Dia do Juízo será mais suportável para Tiro e Sídon do que para vós. 23 E tu, Cafarnaum, serás por acaso enaltecida ao céu? Até o Hades descerás; porque, se as obras poderosas que ocorreram em ti tivessem ocorrido em Sodoma, ela teria permanecido até o dia de hoje. 24 Conseqüentemente, eu vos digo: No Dia do Juízo será mais suportável para a terra de Sodoma do que para ti."

Serão levantados juntos, havendo cobrança e condenação para esta orgulhosa iníqua, que terá a partir de então a ter a função de mãe, função esta dada pelo próprio Todo Sábio Criador. Sem sombra de dúvida, uma grande humilhação, pois assim falou Jesus: >>> "Aquele que se enaltecer será humilhado."

Jeová descreve assim o seu relacionamento com Efraim (Samaria): (Jeremias 31:20) 20 “É Efraim para mim um filho precioso ou um menino tratado com mimo? Pois, ao ponto de eu falar contra ele, sem falta me lembrarei dele ainda mais . Por isso é que as minhas entranhas ficaram turbulentas por ele . Decididamente terei piedade dele”, é a pronunciação de Jeová.

Seu povo, um iníquo povo, Jeová trata como um "filho precioso ", que precisa de punição para crescer e se tornar sábio e o Criador não abre mão da punição: (Êxodo 34:6-7) 6 E Jeová ia passando diante da sua face e declarando: “Jeová, Jeová, Deus misericordioso e clemente, vagaroso em irar-se e abundante em benevolência e em verdade, 7 preservando a benevolência para com milhares, perdoando o erro, e a transgressão, e o pecado, mas de modo algum isentará da punição, trazendo punição pelo erro dos pais sobre os filhos e sobre os netos, sobre a terceira geração e sobre a quarta geração.”

Minhas entranhas ficaram turbulentas - estas palavras que revelam grande amor por quem está sendo punido, também foram dirigidas a outros povos iníquos. Assim falou o próprio Jeova para seu iníquo filho Moabe: (Isaías 16:9-11) 9 Por isso é que chorarei com o choro de Jázer pela vide de Sibma. Com as minhas lágrimas te encharcarei, ó Hésbon, e Eleale, porque decaiu até mesmo a exclamação por teu verão e por tua colheita. 10 E tiraram-se do pomar a alegria e o júbilo; e nos vinhedos não há gritos de júbilo, não se brada. O pisador não pisa nenhum vinho no lagar. Eu fiz cessar a exclamação. 11 Por isso é que as minhas próprias entranhas estão turbulentas qual harpa mesmo por Moabe, e o meu íntimo, por Quir-Haresete.

Ratificando seu terno sentimento por filhos iníquos, assim falou Jeová através de Jeremias sobre seu filho Moabe: (Jeremias 48:29-31) 29 "Ouvimos [falar] do orgulho de Moabe — ele é muito altivo — de sua soberba, e de seu orgulho, e de sua altivez, e do enaltecimento do seu coração." 30 "‘Eu mesmo conhecia a sua fúria’, é a pronunciação de Jeová, ‘e não ficará assim; seu palavreado oco — realmente não [o] farão exatamente assim. 31 Por isso é que uivarei sobre Moabe e clamarei por todo o Moabe. Gemer-se-á pelos homens de Quir-Heres.

Que mais fará este Pai por seus filhos iníquos, além de sentir-se tão condoído? (Jeremias 48:46-47) 46 "‘Ai de ti, ó Moabe! Pereceu o povo de Quemós. Porque teus filhos foram levados como cativos e tuas filhas como cativas. 47 E eu vou recolher os cativos de Moabe na parte final dos dias’, é a pronunciação de Jeová.Até este ponto vai o julgamento de Moabe.’"

(Jeremias 49:5-6) 5 "‘Eis que trago sobre ti uma coisa pavorosa’, é a pronunciação do Soberano Senhor, Jeová dos exércitos, ‘de todos os ao teu redor. E vós haveis de ser dispersos, cada um na sua própria direção, e não haverá quem reúna os fugitivos.’" 6 "Mas depois recolherei os cativos dos filhos de Amom’, é a pronunciação de Jeová. . .

(Jeremias 49:37-39) 37 "E vou desbaratar os elamitas diante dos seus inimigos e diante dos que procuram a sua alma; e vou trazer sobre eles uma calamidade, minha ira ardente", é a pronunciação de Jeová. "E vou enviar atrás deles a espada até que eu os tenha exterminado." 38 "E eu vou colocar meu trono em Elão e vou destruir dali o rei e os príncipes", é a pronunciação de Jeová. 39 "E certamente acontecerá na parte final dos dias que recolherei os cativos de Elão", é a pronunciação de Jeová.

De forma coerente, o Criador afirma que todos os seus iníquos filhos serão recolhidos do cativeiro, "na parte final dos dias". Jesus, o filho sábio, obviamente repetiu as palavras do Pai, quando profetizou o "levantamento no Dia do Juízo" dos homens de Nínive, da rainha do sul, de Sodoma, de Tiro e Sídom, todos estes juntos com aquela iníqua geração, que embora o tenha visto e ouvido, não obedeceram. Acompanhando o mesmo raciocínio do Pai, profetizou Jesus a mesma humilhante condenação do "meu servo a quem escolhi", por parte de outros filhos iníquos.  Serão levantados do Seol ou Hades.

Certamente, aquela humilhação será de grande benefício para estes filhos humilhados, assim como também para seus irmãos que, obviamente, aprenderão desta lição. Quem se enaltecer será humilhado e quem se humilhar será enaltecido, profetizou Jesus, o Filho Sábio.

Topo desta página