QUE ESPÉCIE DE VÍTIMA MOSTROU SER JESUS??



Criada em 18 de junho de 2011 - Última alteração em 21/06/11







QUE ESPÉCIE DE VÍTIMA MOSTROU SER JESUS??





O que é uma vítima?? Assim descreve o dicionário a expressão “vítima”:

vítima
[Do lat. victima.]
Substantivo feminino.
1.
Homem ou animal imolado em holocausto aos deuses.
2.
Pessoa arbitrariamente condenada à morte, ou torturada, violentada:
 
as vítimas do nazismo.
3.
Pessoa sacrificada aos interesses ou paixões alheias.
4.
Pessoa ferida ou assassinada.
5.
Pessoa que sofre algum infortúnio, ou que sucumbe a uma desgraça, ou morre num acidente, epidemia, catástrofe, guerra, revolta, etc.
6.
Tudo quanto sofre qualquer dano.
7.
Jur. Sujeito passivo do ilícito penal; paciente.
8.
Jur. Pessoa contra quem se comete crime ou contravenção. [Cf. vitima, do v. vitimar.]

Vítima é toda e qualquer pessoa contra quem se comete um pecado.

Se alguém cometer um pecado contra mim, será que Jeová o perdoa?? Sim, Ele sempre perdoará àquele que cometer quaisquer pecados contra mim. Não sou eu a vítima?? O que Jeová espera de mim como vítima??

SEMPRE PERDOAR é uma DIRETRIZ do Pai Celestial para Si mesmo e para todas as Suas criaturas inteligentes ao se tornarem “vítimas”.

Se alguém cometer um pecado contra o Pai, será que Ele o perdoa?? Sim, o Pai Celestial SEMPRE PERDOA àquele que cometer quaisquer pecados contra Ele. Não é O Pai a vítima??

Se alguém cometer um pecado contra Jesus, Será que ele o perdoa?? Sim, Jesus, o Filho, SEMPRE PERDOA àquele que cometer quaisquer pecados contra ele. Não é Jesus a vítima??

O próprio Pai Celestial nos mandou-nos pedir a ele em oração: “Pai, perdoe-me assim como eu tenho perdoado”.

Se alguém cometer um pecado contra mim, o que devo fazer?? Devo imitar o Pai e devo imitar a Jesus, o Filho. “Eu e o Pai somos um”, afirmou Jesus.

Devo me tornar um filho que é a imagem e semelhança do Pai. Se eu imitar a Jesus, certamente mostrarei ser a imagem e semelhança do Pai.

Jesus afirmou: “Meu discípulo fará exatamente aquilo que eu fiz; eu sou o Modelo para eles imitarem”.

Jesus veio ao mundo para fazer a vontade do Pai, logo, todas às ações de Jesus revelavam ser o cumprimento da vontade do Pai. Fazer a vontade do Pai é copiar as ações de Jesus. Ter um pensamento e ter um sentimento diferente do de Jesus é não concordar com a vontade do Pai Celestial. Praticar ações opostas às ações de Jesus é estar em oposição à vontade do Pai Celestial.

Jesus seria vítima das palavras e das ações dos humanos. Que espécie de vítima seria Jesus??

O Pai Celestial tanto previu as atitudes dos humanos para com Jesus, como também previu a reação de Jesus às atitudes dos humanos.

O Pai Celestial providenciou para os humanos uma CONFISSÃO de pecados em relação àquele que Ele enviaria, isto é, em relação a Jesus. Vejamos parte desta CONFISSÃO: (Isaías 53:3-7) 3 Ele foi desprezado e evitado pelos homens, homem para ter dores e para conhecer doença. E era como se se ocultasse de nós a face. Foi desprezado e não o tivemos em conta. 4 Verdadeiramente, foram as nossas doenças que ele mesmo carregou; e quanto às nossas dores, ele as levou. Mas nós mesmos o considerávamos afligido, golpeado por Deus e atribulado. 5 Mas ele estava sendo traspassado pela nossa transgressão; estava sendo esmigalhado pelos nossos erros. O castigo intencionado para a nossa paz estava sobre ele, e por causa das suas feridas tem havido cura para nós. 6 Todos nós temos andado errantes quais ovelhas; viramo-nos cada um para o seu próprio caminho; e o próprio Jeová fez que o erro de todos nós atingisse aquele. 7 Viu-se apertado e deixou-se atribular; contudo, não abria a sua boca. Foi trazido qual ovídeo ao abate; e como a ovelha fica muda diante dos seus tosquiadores, tampouco ele abria a sua boca.

A tradução Brasileira de 1917 assim verte: (Isaías 53:3-7) 3 Era desprezado e rejeitado dos homens; um varão de dores, e que tinha experiência de enfermidades. Como um de quem os homens escondiam o rosto, era ele desprezado, e dele não fizemos caso. 4 Verdadeiramente foi ele quem tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos como aflito, ferido de Deus e oprimido. 5 Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos devia trazer a paz, caiu sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos nós sarados. 6 Todos nós temos andado desgarrados como ovelhas; temo-nos desviado cada um para o seu caminho; e Jeová fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós. 7 Ele foi oprimido, contudo humilhou-se a si mesmo, e não abriu a boca. Como o cordeiro que é levado ao matadouro, e como a ovelha que é muda diante dos que a tosquiam; assim não abriu ele a boca.

Em forma de confissão do humano, O Pai previu a reação destes humanos em relação a Jesus. Foi também prevista a reação de Jesus quando se tornasse vítima das palavras e das ações destes humanos. E assim se deu.

Que espécie de vítima esperava o Pai que Jesus se tornasse?? Como um ovídeo, como uma ovelha, como um cordeiro.

O que motivava as ações destes homens?? O que motivava as ações de Jesus??

Jesus afirmou: “Todas as minhas afirmações são REPETIÇÕES exatas das afirmações do Pai”.

Fazer a vontade do Pai é repetir as palavras de Jesus e copiar as ações de Jesus.

SEMPRE PERDOAR é estar repetindo a afirmação de Jesus e estar copiando as ações de Jesus. SEMPRE PERDOAR é fazer a vontade do Pai.

DEIXAR DE PERDOAR é não tornar-se a imagem e semelhança do Pai Celestial, pois o Pai Celestial SEMPRE PERDOA. Neste caso, assim como Jeová e Jesus, eu também, devo PERDOAR SEMPRE quaisquer pecados que cometam contra mim. Não sou eu a vítima?? É a vítima quem deve perdoar todas as ações de seu agressor.

Por que o Pai perdoa?? Porque Ele ama.

Por que o Filho perdoa?? Porque ele ama.

Por que o espírito santo não perdoa nenhum pecado, quando todos os demais perdoam todos os pecados??

Está o espírito santo impossibilitado de perdoar?? Será que espírito santo não é misericordioso??

Será que o espírito santo é o único que pode andar no sentido oposto aos sentimentos do Pai??

COMO poderá alguém praticar um pecado contra o espírito santo?? Decerto, poderia ser por afirmar que o espírito santo fez algo que ele não tenha feito, assim como também negar que ele tenha feito algo que ele realmente tenha feito.

Em relação ao espírito santo, assim falou Jesus: (Lucas 4:17-19) 17 Foi-lhe assim entregue o rolo do profeta Isaías, e ele abriu o rolo e achou o lugar onde estava escrito: 18 “O espírito de Jeová está sobre mim, porque me ungiu PARA declarar boas novas aos pobres, enviou-me PARA pregar livramento aos cativos e recuperação da vista aos cegos, PARA mandar embora os esmagados, com livramento, 19 PARA pregar o ano aceitável de Jeová.”. . .

A tradução Brasileira assim verte: (Lucas 4:17-19) 17 Foi-lhe entregue o livro do profeta Isaías e, abrindo-o, achou o lugar em que estava escrito: 18 O Espírito do Senhor está sobre mim, Pelo que me ungiu PARA anunciar boas novas aos pobres; Enviou-me PARA proclamar libertação aos cativos, E restauração da vista aos cegos, PARA pôr em liberdade os oprimidos, 19 E proclamar o ano aceitável do Senhor.

Ungiu – esta é a definição de certo dicionário:

ungir
[Do lat. ungere.]
Verbo transitivo direto.
1.
Untar com óleo ou com ungüento.
2.
Friccionar de leve com substância gorda ou untuosa; fomentar.
3.
Aplicar óleos consagrados a; dar unção a; sagrar:
"
Já ninguém .... incomoda o pároco chamando-o para confessar ou ungir um moribundo" (Brito Camacho, Quadros Alentejanos, p. 22).
4.
Dar posse a, por meio de unção; investir de autoridade por meio de unção, sagração, ou outra cerimônia que a confere:
 
Leão III ungiu Carlos Magno na Basílica de S. Pedro, no ano de 799.
5.
Dar a extrema-unção a:
"
Morre, tão deformada e tão magrinha, / Que a gente mal o corpo lhe adivinha / Por debaixo da roupa! // O padre vai-a ungindo" (Conde de Monsaraz, Musa Alentejana, pp. 189-190).
6.
Purificar, corrigir, melhorar:
 
ungir as mazelas morais da sociedade;
"
Unja-me o teu amor divino. / Tua mortal paixão me abrase" (Guimarães Passos, Horas Mortas, p. 62).
7.
Influenciar com palavras afetivas e insinuantes.
Verbo transitivo direto e indireto.
8.
Untar com substâncias aromáticas:
 
Ungiu a donzela com perfume de rosas.
Verbo transobjetivo.
9.
Investir (em autoridade ou dignidade); sagrar:
 
Segundo a teoria absolutista, Deus ungira os reis autoridade suprema.
Verbo pronominal.
10.
Friccionar o próprio corpo com substância oleosa. [Defect., segundo muitos, inconjugável na 1a pess. do sing. do pres. ind. e, pois, em todo o pres. subj.]

Ao ser batizado no Jordão, o espírito santo em forma corpórea apareceu sobre a cabeça de Jesus sendo visível aos presentes, que passaram a serem testemunhas daquele fato.

(Mateus 3:16-17) 16 Jesus, depois de ter sido batizado, saiu imediatamente da água; e eis que os céus se abriram e ele viu o espírito de Deus descendo sobre ele como pomba. 17 Eis que também houve uma voz dos céus, que disse: “Este é meu Filho, o amado, a quem tenho aprovado.”

A tradução Brasileira assim verte: (Mateus 3:16-17) 16 Batizado que foi Jesus, saiu logo da água; eis que se abriram os céus, e veio o Espírito de Deus descer como pomba e vir sobre ele; e uma voz dos céus disse: 17 Este é o meu Filho dileto, em quem me agrado.

(Marcos 1:9-11) 9 No decorrer daqueles dias, veio Jesus de Nazaré da Galiléia e foi batizado por João no Jordão. 10 E, subindo da água, viu imediatamente os céus serem partidos e o espírito descer como pomba sobre ele; 11 e uma voz saiu dos céus: “Tu és meu Filho, o amado; eu te tenho aprovado.”

A tradução Brasileira assim verte: (Marcos 1:9-11) 9 Naqueles dias Jesus veio de Nazaré da Galiléia, e por João foi batizado no Jordão: 10 Logo ao sair da água, viu os céus abrirem-se e o Espírito como pomba descer sobre ele; 11 e ouviu-se uma voz dos céus: Tu és o meu Filho dileto, em ti me agrado.

(Lucas 3:21-22) 21 Então, quando todo o povo fora batizado, Jesus também foi batizado, e, enquanto orava, abriu-se o céu 22 e desceu sobre ele o espírito santo, em forma corpórea, semelhante a uma pomba, e uma voz saiu do céu: “Tu és meu Filho, o amado; eu te tenho aprovado.”

A tradução Brasileira assim verte: (Lucas 3:31-22) 21 Quando todo o povo havia recebido o batismo, tendo sido Jesus também batizado e estando a orar, o céu abriu-se, 22 e o Espírito Santo desceu como pomba sobre ele em forma corpórea, e veio uma voz do céu: Tu és o meu Filho dileto, em ti me agrado.

(João 1:32-34) 32 João deu também testemunho, dizendo: “Observei o espírito descer como pomba do céu; e permaneceu sobre ele. 33 Até eu não o conhecia, mas o Mesmo que me enviou a batizar em água disse-me: ‘Sobre quem for que vires descer o espírito e permanecer, este é quem batiza em espírito santo.’ 34 E eu [o] vi e dei testemunho de que este é o Filho de Deus.”

A tradução Brasileira assim verte: (João 1:32-34) 32 João deu testemunho, dizendo: Vi o Espírito descer do céu como pomba, e permaneceu sobre ele. 33 Eu não o conhecia, mas o que me enviou a batizar com água, disse-me: Aquele sobre quem vires descer o Espírito e ficar sobre ele, esse é o que batiza com o Espírito Santo. 34 Eu tenho visto e testificado que ele é o Filho de Deus.

Embora os historiadores Mateus, Marcos, Lucas e João, não tivessem sido testemunhas deste fato ocorrido logo após o batismo de Jesus no rio Jordão, aquele que batizara Jesus, isto é, João Batista, este sim foi testemunha deste fato, assim como alguns humanos que estivessem ali naquele exato momento. O rio Jordão não tornou-se um rio especial por causa deste fato.

A partir daquele momento, PERDERIA Jesus o seu livre arbítrio, passando o espírito santo a assumir e COMANDAR as ações praticadas por Jesus??

Passaram os sentimentos de Jesus a serem COMANDADOS pelo espírito santo??

Passou o espírito santo a COMANDAR as ações de Jesus??

Tomaria o espírito santo DECISÕES no lugar de Jesus??

Jesus passou a ser um FANTOCHE??

Definição de fantoche:

fantoche
[Do fr. fantoche.]
Substantivo masculino.
1.
Boneco que tem a cabeça de massa de papel, ou de tecido de meia gessado, etc., mãos geralmente de feltro, e em cujo corpo, formado pela roupa, o operador esconde a mão que movimenta por meio do dedo indicador a cabeça, e com o polegar e o médio os braços. [Sin. (no N.E.): mamulengo.]
2.
Designação comum aos bonecos do teatro de fantoches, seja qual for a maneira por que são feitos ou movidos. [Sin.: boneco de engonço, bonifrate, marionete, títere e (bras.) briguela, mamulengo, mané-gostoso.]
3.
Fig. Pessoa incapaz de ação própria, que fala ou procede orientada ou comandada por outrem; boneco, bonifrate, palhaço, títere. [Cf. autômato (3).] ~ V. fantoches.

Fantoche é igual a uma pessoa que não tem ação própria, cujas palavras e ações são COMANDADAS por outrem.

Certamente, Jesus não era um fantoche. Ele continuava a comandar as suas ações.

Como é que o ser humano comanda as suas ações?? Não é através da vontade?? O que provoca a vontade no ser humano?? Não são os seus sentimentos?? O que provoca os sentimentos nos seres humanos?? Não são as informações armazenadas em sua mente?? Depois de armazenadas as informações e devidamente entendidas, não é o humano que decide se pratica ou não aquela vontade?? Ele continua com o seu livre arbítrio, não continua???

Neste caso, tomando Jesus conhecimento de qual é a vontade do Pai em relação aos diversos assuntos, ele, passando a entender esta vontade e concordando com os sentimentos do Pai, RESOLVEU adotar como sua, a mesma vontade externada e praticada pelo Pai. Ele tomou esta decisão de livre e espontânea vontade.

Estar ungido com o espírito santo não retira o livre arbítrio da pessoa ungida. A pessoa recebe o espírito QUE O HABILITARÁ a executar aquela função temporária PARA a qual ele foi designado.

A pessoa não possuía a habilidade ou poder para curar doentes, no entanto, o espírito santo o HABILITAVA a curar os doentes, passando assim a ser útil para outras pessoas.

A pessoa até então não falava e não entendia determinados idiomas, no entanto, passava a falar e entender tais idiomas, passando a ser útil para outras pessoas. Isto acontecia porque o espírito santo HABILITAVA aquela pessoa a falar e entender aqueles idiomas, PARA que este passasse a ser útil para outras pessoas.

O espírito santo dava ao ungido o PODER e a CAPACIDADE de fazer algo que sem o espírito santo, tal pessoa continuaria a não ter tal CAPACIDADE. A pessoa ungida é a pessoa que foi DESIGNADA PARA cumprir uma tarefa específica dada a ela pelo Pai.

(Atos 2:5-11) 5 Acontece que moravam em Jerusalém judeus, homens reverentes, de toda nação das debaixo do céu. 6 Assim, ao ocorrer este som, a multidão ajuntou-se e estava desnorteada, porque cada um os ouvia falar no seu próprio idioma. 7 Deveras, ficaram assombrados e começaram a perguntar-se, dizendo: “Pois quê! não são galileus todos estes que estão falando? 8 E, no entanto, como é que ouvimos cada um de nós o seu próprio idioma em que nascemos? 9 Partos, e medos, e elamitas, e os habitantes de Mesopotâmia, e Judéia, e Capadócia, Ponto e [o distrito da] Ásia, 10 e Frígia, e Panfília, Egito e as partes da Líbia, do lado de Cirene, e os residentes temporários de Roma, tanto judeus como prosélitos, 11 cretenses e árabes, nós os ouvimos falar em nossas línguas sobre as coisas magníficas de Deus.”

A tradução Brasileira assim verte: (Atos 2:5-11) 5 Habitavam em Jerusalém judeus, homens religiosos, de todas as nações debaixo do céu; 6 quando se ouviu este ruído, ajuntou-se ali a multidão e ficou pasmada, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua. 7 Estavam atônitos e maravilhavam-se, perguntando: Não são galileus todos estes que estão falando? 8 Como os ouvimos falar cada um na língua de nosso nascimento, 9 partos, medas e elamitas, e os que habitam a Mesopotâmia, a Judéia e a Capadócia, o Ponto e a Ásia, 10 a Frígia, a Panfília, o Egito e as partes da Líbia próximas a Cirene, e forasteiros romanos, sendo uns judeus e outros prosélitos, 11 cretenses e árabes; como é que os ouvimos falar em nossas línguas as grandezas de Deus?

Pudemos perceber que o espírito santo HABILITAVA o humano a realizar uma tarefa para a qual este humano não tinha qualquer habilitação anterior. Pudemos perceber que o espírito santo CAPACITAVA aquele humano a realizar algo para o qual este humano não tinha até então a capacidade de realizar, e que sem o espírito santo, tal pessoa jamais conseguiria realizar.

No entanto, o espírito santo NÃO MODIFICAVA os gostos pessoais e a personalidade daquele que foi ungido.

Assim, se Jesus “sempre” perdoava, se Jesus “sempre” era humilde, se Jesus “sempre” amava, se Jesus “sempre” era obediente, se Jesus “sempre” falava a verdade, etc., era como consequência de sua personalidade e não por qualquer influência do espírito santo. Todas estas ações de Jesus eram frutos dos sentimentos que existiam em Jesus. Os sentimentos se alojam no coração e as ações são uma consequência da condição do coração.



A verdade saída da boca de Jesus foi: O homem bom traz pra fora aquilo que é bom e o homem iníquo traz pra fora aquilo que é iníquo. (Mateus 15:18-20) 18 No entanto, as coisas procedentes da boca SAEM do coração, e estas coisas aviltam o homem. 19 Por exemplo, DO CORAÇÃO VÊM raciocínios iníquos, assassínios, adultérios, fornicações, ladroagens, falsos testemunhos, blasfêmias. 20 Estas são as coisas que aviltam o homem; mas tomar uma refeição sem lavar as mãos não é o que avilta o homem.”

A tradução Brasileira assim verte: (Mateus 15:18-20) 18 Mas tudo o que sai da boca, vem do coração, e isto contamina o homem. 19 Pois do coração procedem maus pensamentos, homicídios, adultérios, fornicações, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias. 20 Estas coisas são as que contaminam o homem; porém o comer sem lavar as mãos não o contamina.



A palavra falada por Jesus é sempre verdade. Ele falou mais: Todas as coisas iníquas saem de dentro do homem, saem de dentro do coração do homem. (Marcos 7:17-23) 17 Então, tendo entrado numa casa, afastado da multidão, seus discípulos começaram a interrogá-lo a respeito da ilustração. 18 De modo que lhes disse: “Estais vós também sem percepção, iguais a eles? Não percebeis que nada de fora que passe para dentro dum homem pode aviltá-lo, 19 visto que passa, não para dentro do [seu] coração, mas para os [seus] intestinos, e sai para o esgoto?” Assim declarou limpos todos os alimentos. 20 Outrossim, ele disse: “O que sai do homem é o que avilta o homem; 21 pois, de dentro, dos corações dos homens, saem raciocínios prejudiciais: fornicações, ladroagens, assassínios, 22 adultérios, cobiças, atos de iniqüidade, fraude, conduta desenfreada e um olho invejoso, blasfêmia, soberba, irracionalidade. 23 TODAS ESTAS COISAS INÍQUAS SAEM DE DENTRO e aviltam o homem.”

A tradução Brasileira assim verte: (Marcos 7:17-23) 17 Tendo deixado a multidão, entrou em casa, e pediam-lhe seus discípulos a explicação da parábola. 18 Ele respondeu: Assim também vós não entendeis? Não compreendeis que tudo o que está fora do homem, entrando nele, não pode contaminá-lo, 19 porque não entra no coração, mas no ventre, e é lançado no lugar escuso? Isto disse, purificando todos os alimentos. 20 Continuou: O que sai do homem, isso é o que o contamina. 21 Pois de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, as fornicações, os furtos, os homicídios, os adultérios, 22 as avarezas, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba e a loucura: 23 todas estas más coisas procedem de dentro e contaminam o homem.

O homem iníquo também pode praticar ações bondosas – esta verdade também foi afirmada por Jesus: (Mateus 7:11) 11 Portanto, se vós, embora iníquos, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais o vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem!

A tradução Brasileira assim verte: (Mateus 7:11) 11 Ora se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai que está nos céus, dará boas coisas aos que lhas pedirem?



A ação iníqua praticada pelo humano é fruto do que existe dentro do coração do humano. As ações boas praticadas por este humano também procedem de dentro, também procedem do coração deste humano.

Assim ficou bem claro que tanto as ações dos humanos contra Jesus, como a reação de Jesus a estas ações eram provenientes de dentro de cada um deles, eram provenientes do coração de cada um deles.

Também ficou bem claro que se um ungido qualquer cometer uma iniquidade com o poder que recebeu, esta iniquidade é proveniente do seu coração, pois o espírito santo não o impedirá de cometer uma iniquidade. O livre arbítrio deste humano continuará a ser respeitado pelo Criador. O espírito santo não o forçará a ser um humano obediente. Lembra-se do profeta sem nome, aquele que foi enviado por Jeová para proferir uma informação para o rei das dez tribos de nome Jeroboão?? O espírito santo não o forçou a ser obediente a palavra de Jeová para ele quanto a não comer pão no território das dez tribos. Ele deixou-se enganar por outro profeta e foi morto por um leão.

Lembra-se de Davi?? O espírito santo não o impediu de fazer uma contagem ilegal do povo, assim como o espírito santo não o impediu de cometer adultério com Bate-Seba e não o impediu de conspirar e mandar matar Urias, o hitita, marido de Bate-Seba.

Voltando às ações praticadas pelos humanos contra o Cordeiro e à ação praticada pelo Cordeiro, temos: Do coração iníquo saiu a iniquidade e de um coração bom saiu a misericórdia.

Quando o estavam matando, que reação teve O Cordeiro?? Que reação teve a Vítima?? (Lucas 23:33-35) . . .E quando chegaram ao lugar chamado Caveira, pregaram-no numa estaca, e assim também os malfeitores, um à sua direita e outro à sua esquerda. 34 [[Mas Jesus estava dizendo: Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo.”]] Outrossim, para distribuírem as roupas dele, lançaram sortes. 35 E o povo parava, olhando. Mas os governantes escarneciam, dizendo: “A outros ele salvou; salve-se a si mesmo, se este é o Cristo de Deus, o Escolhido.”

A tradução Brasileira assim verte: (Lucas 23:33-35) 33 Quando chegaram ao lugar chamado Calvário, ali o crucificaram a ele, e também aos malfeitores, um à direita, e outro à esquerda. 34 Disse Jesus: Pai, perdoa-lhes; pois não sabem o que fazem. Então repartindo as vestes dele, deitaram sortes sobre elas. 35 O povo estava ali presenciando tudo. As autoridades zombavam dele, dizendo: Aos outros salvou; salve-se a si mesmo, se é o Cristo de Deus, seu escolhido.

O que seria normal para aqueles governantes?? Que Jesus, tendo o poder, usasse tal poder para salvar-se e vingar-se das palavras e das ações sofridas. Isto era o que todos tinham feito até então. Contrariando a todos os humanos ali presentes, Jesus deixou-se matar e ainda perdoou àqueles que o matavam e escarneciam dele.

Bem, esta foi a reação de Jesus como poderosa vítima. Ele não só perdoou a todos aqueles homens, como pediu ao Pai para também perdoar-lhes.

Porque esta poderosa vítima agiu desta INÉDITA forma?? Obedecendo ao mandamento do Pai em relação às vitimas. E qual é o mandamento?? Jesus havia revelado qual era o mandamento que ele iria obedecer. Assim havia falado Jesus: (Mateus 5:38-39) 38 “Ouvistes que se disse: ‘Olho por olho e dente por dente.’ 39 No entanto, eu vos digo: Não resistais àquele que é iníquo; mas, a quem te esbofetear a face direita, oferece-lhe também a outra.

A tradução Brasileira assim verte: (Mateus 5:38-39) 38 Tendes ouvido que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. 39 Eu, porém, vos digo: Não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te dá na face direita, volta-lhe também a outra;

O que significava isto?? Isto significava que a vítima não devia guardar ressentimento e que devia perdoar toda e qualquer ofensa feita contra ela.

Esta era a VONTADE do Pai para a vítima?? Sim, era. Jesus estava mostrando até onde a vítima devia ir para obedecer à vontade do Pai.

DESDE QUANDO?? Foi somente depois de Jesus?? Não, foi DESDE SEMPRE.



O Pai já havia declarado a Sua vontade para Moisés: (Levítico 19:18) 18 “‘NÃO DEVES TOMAR VINGANÇA nem ter ressentimento contra os filhos do teu povo; e tens de amar o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou Jeová.

A tradução Brasileira assim verte:  (Levítico 19:18) 18 NÃO TE VINGARÁS nem guardarás ira contra os filhos do teu povo, mas amarás o teu próximo como a ti mesmo: eu sou Jeová.



Alguma dúvida?? O Pai Celestial falou para Moisés: “Você que é vítima, NÃO RETRIBUA o mal que recebeste”.



Vingar – esta é a definição do dicionário:

vingar
[Do lat. vindicare, por via popular.]
Verbo transitivo direto.
1.
Tirar desforço ou desforra de; desforrar, desafrontar:
 
Soube vingar a honra ultrajada;
"
decidiram ir ao encontro do imã de Zeila, impelidos mais que tudo pela tenção raivosa de vingar a morte do Gama e dos outros portugueses." (Aquilino Ribeiro, Portugueses das Sete Partidas, p. 135).
2.
Causar a punição de; castigar, punir:
 
A justiça vinga os crimes.
3.
Promover a reparação de; reparar:
 
Cumpre vingar os agravos.
4.
Chegar a; atingir, galgar:
"
Eis do Tingui, porém, vingo a montanha! / Eis, de seu alto, abaixo o olhar agora" (Alberto de Oliveira, Poesias, 3a série, p. 245).
5.
Ultrapassar, vencer, transpor (uma distância).
6.
Conseguir, lograr:
 
Vingou reparar a falta.
7.
Vencer, dominar, subjugar.
8.
Lutar por; defender, sustentar.
Verbo transitivo direto e indireto.
9.
Indenizar, compensar, galardoar; consolar:
 
As vitórias futuras nos vingarão da derrota sofrida.
Verbo intransitivo.
10.
Lograr bom êxito; sair a contento:
 
A empreitada vingou.
11.
Chegar à maturidade:
 
As crias vingaram.
12.
Prosperar, medrar, crescer:
 
As flores vingaram.
13.
Acontecer, realizar-se, efetuar-se.
Verbo transitivo circunstancial.
14.
Atingir, alcançar, chegar:
 
O alpinista vingou ao cume da montanha.
15.
Vingar (5):
 
vingara oito andares, quando o elevador parou.
Verbo pronominal.
16.
Tirar vingança de ofensa recebida, ou de algo que é como uma ofensa; desforrar-se, desforçar-se, despicar-se:
 
Não descansará enquanto não se vingar da derrota;
"
Em O 'Alienista', vinga-se Machado dos cultivadores da linguagem enfática, fazendo Simão Bacamarte metê-los na 'Casa Verde'." (Maria Nazaré Lins Soares, Machado de Assis e a Análise da Expressão, p. 13).
17.
Declarar-se satisfeito, dar-se por contente. [Conjug.: v. largar.]

Jesus mostrou de forma prática qual é a vontade do Pai Celestial para a vítima, cumprindo-a.

Você concorda com Jesus ou concorda com Moisés??

MOISÉS AFIRMOU QUE A VÍTIMA TINHA DE RETRIBUIR O MAL RECEBIDO. Será que as palavras de Moisés revelavam a “vontade” do Pai para ser praticada pelo humano?? Será que o Pai também agia assim como Moisés mandou o povo agir??

Quando Jesus nasceu como humano, todos os adoradores do Pai obedeciam a que mandamento?? Obedeciam a um mandamento 100% oposto ao mandamento obedecido por Jesus.

As ações daqueles humanos contra Jesus eram frutos dos sentimentos que aqueles humanos sentiam por Jesus, pois toda ação é precedida e comandada por um sentimento. As ações destes homens contra Jesus eram ações de inimigos; eles agiram como inimigos de Jesus.

As ações de Jesus em relação a estes inimigos também eram precedidas e comandadas por sentimentos. Neste caso, que sentimento tinha Jesus por seus inimigos, isto é, pessoas que o viam e que o tratavam como inimigo??

Que DIRETRIZ obedecia Jesus?? O exemplo de quem seguia Jesus?? A quem Jesus copiava como Modelo?? As palavras de Jesus no sermão do monte foram estas: (Mateus 5:43-48) 43 “Ouvistes que se disse: ‘Tens de amar o teu próximo e odiar o teu inimigo.’ 44 No entanto, eu vos digo: Continuai a amar os vossos inimigos e a orar pelos que vos perseguem; 45 para que mostreis ser filhos de vosso Pai, que está nos céus, visto que ele faz o seu sol levantar-se sobre iníquos e sobre bons, e faz chover sobre justos e sobre injustos. 46 Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem também a mesma coisa os cobradores de impostos? 47 E, se cumprimentardes somente os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não fazem também a mesma coisa as pessoas das nações? 48 Concordemente, tendes de ser perfeitos, assim como o vosso Pai celestial é perfeito.

A tradução Brasileira assim verte: (Mateus 5:43-48) 43 Tendes ouvido que foi dito: Amarás o teu próximo e aborrecerás o teu inimigo. 44 Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem, 45 PARA QUE VOS TORNEIS FILHOS de vosso Pai que está nos céus, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e vir chuvas sobre justos e injustos. 46 Pois se amardes aos que vos amam, que recompensa tendes? não fazem os publicanos também o mesmo? 47 Se saudardes somente aos vossos irmãos, que fazeis de especial? não fazem os gentios também o mesmo? 48 Sede vós, pois, perfeitos, como vosso Pai celestial é perfeito.



Jesus afirmou que o humano tinha de CONTINUAR A AMAR O SEU INIMIGO, para que este mostrasse ser filho do Pai Celestial. O Pai Celestial CONTINUA A AMAR O SEU INIMIGO.

A afirmação de Jesus foi que, para ser visto como um filho, o humano precisa FAZER as mesmas coisas que são feitas pelo Pai.

Os discípulos de Moisés, obedecendo a diretriz dada por Moisés, odiavam os seus inimigos e praticavam ações de ódio contra os seus inimigos. Eram diretrizes 100% opostas.

Assim, de forma oposta, ao estar sendo morto pelos seus inimigos, Jesus obedeceu a DIRETRIZ dada a ele pelo Pai. Ele continuou amando os seus inimigos e orou ao Pai em favor destes que o matavam.

De quem você é discípulo?? A quem você deve imitar??

O discípulo faz aquilo que seu Mestre fez.

Para que servirão as palavras e as ações de Jesus para nós?? Em relação àquela geração dos dias de Ezequiel, assim falou o Pai Celestial para Ezequiel: (Ezequiel 33:30-32) 30 “E quanto a ti, ó filho do homem, os filhos do teu povo estão falando uns aos outros a teu respeito junto às paredes e nas entradas das casas, e um falou ao outro, cada um ao seu irmão, dizendo: ‘Vinde, por favor, e ouçamos qual é a palavra procedente de Jeová.’ 31 E eles entrarão [chegando] a ti, como a entrada do povo, e se assentarão diante de ti como o meu povo; e certamente ouvirão as tuas palavras, mas não as porão em prática, porque com a sua boca expressam desejos sensuais [e] seu coração vai atrás de seu lucro injusto. 32 E eis que tu és para eles como uma canção de amores sensuais, como alguém com voz bonita e que toca bem um instrumento de cordas. E certamente ouvirão as tuas palavras, MAS NÃO HÁ QUEM AS PONHA EM PRÁTICA.

A tradução Brasileira assim verte: (Ezequiel 33:30-32) 30 Quanto a ti, filho do homem, os filhos do teu povo falam de ti junto às paredes e nas portas das casas, e dizem uns para os outros: Vinde, rogo-vos, e ouvi qual seja a palavra que procede de Jeová. 31 Eles vêm ter contigo como se ajunta o povo, e se assentam diante de ti como o meu povo, e ouvem as tuas palavras, porém não as põem por obra; pois com a sua boca professam muito amor, mas o seu coração segue a sua ganância. 32 Eis que tu és para eles como uma canção mui linda do que tem uma voz agradável; porque eles ouvem as tuas palavras, porém não as põem por obra.

O discípulo de Jesus não deve agir desta forma.

 

 

 

 

Topo desta página