PRERROGATIVA LEGÍTIMA OU “PECADOS” DO REI

Criada em 03 de outubro de 2011 - Última alteração em 15/11/13




PRERROGATIVA LEGÍTIMA DO REI OU PECADO DO REI??


PRERROGATIVAS DO REI OU AÇÕES DE UM TIRANO??




O povo escolhido por Jeová, sentindo insatisfeito em ter a Jeová como Rei, pediu um rei humano. Respeitando o livre-arbítrio do seu povo amado, Jeová lhes concedeu terem este desejo satisfeito.


Vejamos quando e como isto se deu: Eles revelaram sua rejeição a Jeová. (1 Samuel 8:4-5) 4 Reuniram-se então todos os anciãos de Israel e vieram a Samuel, a Ramá, 5 e disseram-lhe: “Eis que tu mesmo ficaste velho, mas os teus próprios filhos não têm andado nos teus caminhos. Agora, designa-nos deveras um rei para nos julgar, igual a todas as nações....


Jeová aceita o pedido do povo. (1 Samuel 8:7-8) 7 Jeová disse então a Samuel: “Escuta a voz do povo referente a tudo o que te dizem; pois, não é a ti que rejeitaram, mas é a mim que rejeitaram como rei sobre eles. 8 Conforme todos os seus feitos que praticaram desde o dia em que os fiz sair do Egito até o dia de hoje, continuamente me abandonando e servindo a outros deuses, assim estão também fazendo a ti.


Será que se tratava de uma aprovação ou tratava-se de permitir que seguissem este caminho??


A Tradução do Novo Mundo assim verte: (1 Samuel 8:9) 9 E agora escuta a sua voz. Somente o seguinte: deves adverti-los solenemente e tens de informá-los da prerrogativa legítima do rei que reinará sobre eles.”


A Tradução Brasileira assim verte: (1 Samuel 8:9) 9 Agora ouve a sua voz; contudo lhes declararás solenemente e lhes farás ver como se portará o rei que há de reinar sobre eles.


A Tradução Almeida revisada assim verte: (1 Samuel 8:9) 9 Agora, pois, ouve a sua voz, contudo lhes protestarás solenemente, e lhes declararás qual será o modo de agir do rei que houver de reinar sobre eles.


Qual seria a “prerrogativa legítima” do rei?? (1 Samuel 8:10-18) 10 Portanto, Samuel disse todas as palavras de Jeová ao povo que lhe pedia um rei. 11 E passou a dizer: “A seguinte será a prerrogativa legítima do rei que reinará sobre vós: Tomará os vossos filhos e os porá como seus nos seus carros e entre os seus cavaleiros, e alguns terão de correr na frente dos seus carros; 12 e a fim de designar para si chefes sobre mil e chefes sobre cinqüenta, e [alguns] para lavrarem POR ELE e para ceifarem a sua colheita, e para fazerem seus instrumentos de guerra e os petrechos de seus carros. 13 E tomará as vossas filhas para misturadoras de ungüento, e cozinheiras, e padeiras. 14 E os vossos campos, e os vossos vinhedos, e os vossos olivais, os melhores, ele tomará e realmente dará aos seus servos. 15 E tomará o décimo de vossos campos de sementeira e de vossos vinhedos, e ele certamente [os] dará aos seus oficiais da corte e aos seus servos. 16 E tomará os vossos servos e as vossas servas, e as vossas melhores manadas e os vossos jumentos, e terá de usá-los para a sua obra. 17 E tomará o décimo de vossos rebanhos e vós mesmos vos tornareis seus como servos. 18 E naquele dia certamente clamareis por causa do vosso rei que escolhestes para vós, mas Jeová não vos responderá naquele dia.”


Qual seria o comportamento do rei?? (1Samuel 8:10-18) 10 Referiu Samuel todas as palavras de Jeová ao povo que lhe havia pedido um rei, 11 e disse: Assim se portará o rei que há de reinar sobre vós: tomará vossos filhos e os porá nos seus carros e entre os seus cavaleiros, e eles correrão adiante dos seus carros; 12 e os constituirá capitães de mil e capitães de cinqüenta, e lavradores dos seus campos, e segadores das suas messes, e fabricantes das suas armas e dos seus carros. 13 Tomará vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras. 14 Tomará o melhor dos vossos campos, e das vossas vinhas, e dos vossos olivais, e dá-los-á aos seus servos. 15 Dizimará as vossas sementes e as vossas vinhas, para dar aos seus eunucos e aos seus servos. 16 Também tomará os vossos servos e as vossas servas, e os vossos melhores mancebos, e os vossos jumentos, e os empregará no seu trabalho. 17 Dizimará também os vossos rebanhos; e vós sereis seus servos. 18 Naquele dia vós lamentareis por causa do vosso rei, que vós mesmos escolhestes; e Jeová não vos responderá naquele dia.


Qual seria o modo de agir do rei?? (1 Samuel 8:10-18) 10 Referiu, pois, Samuel todas as palavras do Senhor ao povo, que lhe havia pedido um rei, 11 e disse: Este será o modo de agir do rei que houver de reinar sobre vós: tomará os vossos filhos, e os porá sobre os seus carros, e para serem seus cavaleiros, e para correrem adiante dos seus carros; 12 e os porá por chefes de mil e chefes de cinqüenta, para lavrarem os seus campos, fazerem as suas colheitas e fabricarem as suas armas de guerra e os petrechos de seus carros. 13 Tomará as vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras. 14 Tomará o melhor das vossas terras, das vossas vinhas e dos vossos elivais, e o dará aos seus servos. 15 Tomará e dízimo das vossas sementes e das vossas vinhas, para dar aos seus oficiais e aos seus servos. 16 Também os vossos servos e as vossas servas, e os vossos melhores mancebos, e os vossos jumentos tomará, e os empregará no seu trabalho. 17 Tomará o dízimo do vosso rebanho; e vós lhe servireis de escravos. 18 Então naquele dia clamareis por causa de vosso rei, que vós mesmos houverdes escolhido; mas o Senhor não vos ouvira.


Pessoas que agem desta forma são chamadas de déspotas.


Ele toma tudo aquilo que a sua alma almeja.


O que é um déspota??


Déspota – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: que ou o que exerce alguma forma de imposição ou autoritarismo.


déspota

adj.2g.s.2g. (1538) 1 que ou quem exerce autoridade arbitrária ou absoluta (diz-se de governante); tirano 1.1 que ou quem age tiranicamente, embora não detenha o poder absoluto (diz-se de governante) 2 p.ext. que emprega ou quem quer que empregue de autoridade tirânica para dominar 3 p.met. que ou o que revela caráter autoritário e tirânico 4 p.metf. que ou o que exerce alguma forma de imposição ou autoritarismo, em qualquer campo <o tempo é (um) déspota> n s.m. hist 5 imperador bizantino ou príncipe da casa imperial 5.1 príncipe vassalo (título honorífico ou de tratamento) 6 bispo ou patriarca da Igreja ortodoxa oriental 7 durante a Renascença italiana, príncipe hereditário ou chefe militar ² d. esclarecido hist aquele que governa segundo a doutrina do despotismo esclarecido ¤ etim gr. despótés,ou 'senhor absoluto, amo, déspota, tirano', através do lat.medv. despòta 'id.' ¤ sin/var como subst.: ver sinonímia de tirano


Aquele que impõe a sua vontade aos outros é um déspota.

Jeová perguntou: Vocês insistem em ter um déspota reinando sobre vós??

Eles responderam que, mesmo assim, eles queriam tal humano sobre si.


PRERROGATIVAEsta é a definição dada por certo dicionário (Houaiss):

prerrogativa Datação: sXV

substantivo feminino

1 Rubrica: história. Diacronismo: arqueologia verbal.

a tribo ou a centúria que votava primeiro

2 direito especial, inerente a um cargo ou profissão

Ex.: p. do Congresso, do presidente da República

3 privilégio ou vantagem que possuem os indivíduos de uma determinada classe ou espécie; apanágio, regalia

Exs.: ser oficial no exército tsarista era p. da nobreza

as p. dos diplomatas



LEGÍTIMOEsta é a definição dada por certo dicionário (Houaiss):

legítima Datação: 1619

substantivo feminino

1 Rubrica: termo jurídico.

porção da herança reservada por lei aos herdeiros necessários (ascendentes ou descendentes), e correspondente à metade dos bens do espólio

2 Rubrica: marnotagem.

uma das divisões da salina



Tratava-se de um direito legal?? Tratava-se de um direito garantido em lei?? Que lei garantia aos reis de Israel fazerem tais coisas com os súditos??

Usar e abusar do seu próximo é uma prerrogativa legítima??


Existe uma diferença enorme entre modo de agir do rei e prerrogativa legítima do rei, não existe?? Não são sinônimos. A Tradução do Novo Mundo define aquela forma de agir descrita a seguir como prerrogativas legítimas dos reis, quando na verdade, tais coisas SEMPRE foram vistas por Jeová como iniquidades, independente de quem as praticasse.


Será que Jeová estava estabelecendo aqui uma lei que assegurava ao rei agir desta forma?? Estava Jeová aprovando de forma antecipada estas ações como ações legais??

Estava Jeová mandando o rei agir desta forma?? Tratava-se de ações legítimas ou tratava-se de ações de um tirano???


As ações de tirano causam o clamor das vítimas.


TIRANOEsta é a definição dada por certo dicionário (Houaiss):

tirano

s.m. (sXIV) 1 aquele que usurpa o poder soberano de um Estado 2 governante injusto e cruel, que coloca sua vontade e sua autoridade acima das leis e da justiça 3 aquilo que tortura ou martiriza moralmente <o ciúme é o t. da razão> n adj.s.m. 4 que ou o que é tirânico, cruel, despótico <vício t.> <trata a mulher como t., não como marido> etim gr. túranos,ou 'soberano absoluto, déspota', pelo lat. tyránnus,i 'id.' sin/var como subst.: autocrata ou autócrata, déspota, ditador, dominador, opressor, tiranizador; como adj.s.m.: ver sinonímia de malvado e verdugo


Estava Jeová criando uma lei que legalizava as ações de um tirano??


O que falou Jeová ali, quando ainda não tinham rei, sobre o futuro, quando estivessem sob as ações de um rei humano?? Jeová falou: 18 E naquele dia certamente CLAMAREIS por causa do vosso rei que escolhestes para vós, mas Jeová não vos responderá naquele dia.”

Jeová afirmou: Vocês clamarão por causa da ação do rei, mas não lhes responderei.


Estava Jeová estabelecendo uma lei, lei esta que determinava a forma como o rei iria maltratar o povo?? Estava Jeová mandando que o rei maltratasse o povo?? Maltratar o povo era um direito legítimo do rei?? Toda esta desigualdade praticada pelo rei era algo legítimo, legitimado pelo próprio Jeová??


Todas as iniquidades praticadas contra o povo estavam sendo rotuladas de autênticos privilégios da casa real?? Estava Jeová legitimando tais privilégios reais??

Estava Jeová promovendo e aprovando a parcialidade que é característica primordial da existência de uma casa real??


Somente alguém que é um TIRANO é que pratica ações como estas que estão acima descritas, ações estas previstas pelo próprio Jeová como sendo as ações que os reis da nação de Israel praticariam contra seus próprios súditos.


O tempo foi passando e passando.

Séculos depois, Jeová volta a falar sobre o comportamento dos reis, dos pastores.

Será que Jeová passou a elogiar os reis, elogiar os pastores, por estes terem cumprido a lei, isto é, maltratado o povo??

Assim falou Jeová: (Ezequiel 34:1-10) 34 E continuou a vir a haver para mim a palavra de Jeová, dizendo: 2 “Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel. Profetiza, e tens de dizer-lhes, aos pastores: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Ai dos pastores de Israel, que foram tornar-se apascentadores de si mesmos! Não é ao rebanho que os pastores devem apascentar? 3 A gordura é o que comeis e com lã é que vestis a vós mesmos. Abateis o animal gordo. Não apascentais o próprio rebanho. 4 Não fortalecestes as adoentadas, e não curastes a doentia, e não pensastes a quebrada, e não trouxestes de volta a dispersada, e não procurastes a perdida, porém, MANTIVESTE-AS EM SUJEIÇÃO COM SEVERIDADE, SIM, COM TIRANIA. 5 E aos poucos foram espalhadas por não haver pastor, de modo que se tornaram alimento de toda fera do campo e continuaram a ser espalhadas. 6 Minhas ovelhas continuaram a perder-se em todos os montes e em todo morro alto; e minhas ovelhas foram espalhadas sobre a superfície inteira da terra, sem haver quem [as] buscasse e sem haver quem [as] procurasse. 7 “‘“Portanto, pastores, ouvi a palavra de Jeová: 8 ‘“Assim como vivo”, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová, “por certo, visto que as minhas ovelhas se tornaram algo a ser saqueado e minhas ovelhas continuaram a ser alimento para toda fera do campo, por não haver pastor, e meus pastores não buscaram as minhas ovelhas, mas os pastores continuaram a apascentar a si mesmos e não apascentaram as minhas próprias ovelhas”’, 9 por isso, pastores, ouvi a palavra de Jeová. 10 Assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Eis que sou contra os pastores, e certamente exigirei de volta as minhas ovelhas da sua mão e os farei cessar de apascentar as [minhas] ovelhas, e os pastores não mais se apascentarão a si mesmos; e vou livrar as minhas ovelhas da sua boca e elas não se tornarão alimento para eles.’”


O que vemos depois da leitura destas palavras de Jeová para Ezequiel?? Pastor, eu exigirei de volta as minhas ovelhas da tua mão. Tu as mantiveste em sujeição com severidade, sim, com tirania.

Não era esta uma prerrogativa legítima do pastor?? Não se tratava de um direito garantido em lei, lei esta dada pelo próprio Jeová??

Bem, o que Jeová revelou séculos depois??

Jeová revelou que não se tratava de lei dada por ele, antes, tratava-se de descrição do comportamento do rei humano. Tratava-se de um comportamento egoísta. Os pastores seriam humanos egoístas e o egoísmo deles os levariam a praticarem todas as maldades contra o povo, povo este que eles deviam cuidar.


Não há dúvida, tratava-se de ações de um TIRANO.


Neste momento da verdade, neste dia da verdade, o que mais falou Jeová em relação ao comportamento que deveria ter o maioral??

Assim falou Jeová sobre a real prerrogativa do maioral: (Ezequiel 45:7-8) 7 “‘E para o maioral haverá deste e daquele lado da contribuição sagrada e da propriedade da cidade, além da contribuição sagrada e além da propriedade da cidade, algo no lado ocidental para o oeste e algo do lado oriental para o leste. E o comprimento será exatamente como o de um dos quinhões, desde o termo ocidental até o termo oriental. 8 Quanto à terra, tornar-se-á sua como propriedade em Israel. E meus MAIORAIS não mais maltratarão meu povo, e darão a terra à casa de Israel com relação às suas tribos.’

Que mais falou Jeová sobre a prerrogativa do maioral?? (Ezequiel 45:16-17) 16 “‘No que se refere ao povo da terra, serão responsáveis por esta contribuição ao maioral em Israel. 17 E ao MAIORAL caberá [prover] os holocaustos, e a oferta de cereais, e a oferta de bebida durante as festividades, e durante as luas novas, e durante os sábados, durante todas as épocas festivas da casa de Israel. Será ele quem proverá a oferta pelo pecado, e a oferta de cereais, e o holocausto, e os sacrifícios de participação em comum, para se fazer expiação pela casa de Israel.’

Que outra prerrogativa foi dada por Jeová para o maioral?? (Ezequiel 46:1-3) 46Assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Quanto ao portão do pátio interno, que dá para o leste, deve continuar fechado pelos seis dias de trabalho e deve ser aberto no dia de sábado, e deve ser aberto no dia da lua nova. 2 E o MAIORAL tem de entrar pelo pórtico do portão, vindo de fora, e ficar de pé junto à ombreira do portão; e os sacerdotes têm de ofertar seu holocausto e seus sacrifícios de participação em comum, e ele tem de curvar-se sobre o limiar do portão e tem de sair, mas o portão mesmo não deve ser fechado até a noitinha. 3 E o povo da terra tem de curvar-se à entrada daquele portão, perante Jeová, nos sábados e nas luas novas.

Que outra prerrogativa foi dada por Jeová para o maioral?? (Ezequiel 46:12) 12 “‘E caso o maioral proveja como oferta voluntária um holocausto ou sacrifícios de participação em comum, como oferta voluntária a Jeová, deve-se-lhe abrir também o portão que dá para o leste, e ele tem de prover seu holocausto e seus sacrifícios de participação em comum assim como faz no dia de sábado. E tem de sair e tem de fechar-se o portão após a sua saída.


Que outras prerrogativas foram dadas por Jeová para o maioral?? (Ezequiel 46:16-18) 16 “Assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Caso o maioral dê uma dádiva a cada um dos seus filhos como sua herança, tornar-se-á ela propriedade dos seus próprios filhos. É uma propriedade por herança. 17 E caso dê uma dádiva de sua herança a um dos seus servos, então terá de tornar-se dele até o ano da liberdade; e terá de retornar ao maioral. Somente a sua herança — com respeito aos seus filhos — é que continuará a pertencer a eles mesmos. 18 E o MAIORAL não deve tomar nenhuma herança do povo de modo a forçá-los a abandonar a sua propriedade. É da sua própria propriedade que deve dar uma herança aos seus filhos, para que o meu povo não seja espalhado, cada um da sua propriedade.’”


Bem, estas sim eram as prerrogativas legítimas dos maiorais da casa de Israel. Jeová estabeleceu quais eram as prerrogativas legítimas que os pastores tinham.


Alguns séculos depois daquela descrição das ações dos reis, fornecida pelo Criador para seu mensageiro Samuel, o Criador passa agora a descrever outras ações, ações estas que, segundo Ele, os maiorais deviam fazer. Alguma destas ações agora estabelecidas por Jeová, através do mensageiro Ezequiel, revelam ser ações de um TIRANO?? Tratam-se de ações em BENEFÍCIO PRÓPRIO??


Praticar maldades contra o povo não eram direitos estabelecidos em lei dada por Jeová. Tais maldades eram pecados praticados contra o povo, contra as ovelhas que nem sequer a ele pertenciam. Eram os frutos da arrogância daquele que se tornava rei. As ovelhas eram de Jeová e ele foi colocado ali naquele cargo para cuidar das ovelhas que pertenciam a Jeová.


Apesar de Jeová prever para o povo sobre o comportamento egoísta dos reis humanos, mesmo assim o povo queria ter tais reis humanos sobre si. Ao final, séculos depois, Jeová passou a mostrar o que um pastor devia fazer.


Assim, Jeová, o rei que não é tirano, permitiu ao povo passar por esta experiência que eles tanto desejavam passar. Jeová, como legítimo rei da nação de Israel, podia impor a sua regência. Se Jeová impusesse a sua legítima regência, não estaria Ele desrespeitando o livre-arbítrio dos Seus súditos?? Sim, estaria.


Novamente, Jeová prova e comprova que não é um TIRANO. Novamente, Jeová prova e comprova que sempre respeita o LIVRE-ARBÍTRIO.


São as AÇÕES que determinam se uma pessoa qualquer é ou não um tirano. Nenhum humano deve ser idolatrado, nenhum.


Foi para Ezequiel que Jeová revelou quais seriam as novas atribuições da casa real de Davi. Nestas descrições de Jeová, Ele fala em que a casa real de Davi deixaria de praticar ações de iniquidades contra o povo.


Assim falou Jeová para Ezequiel:

(Ezequiel 45:7-9) 7 “‘E para o maioral haverá deste e daquele lado da contribuição sagrada e da propriedade da cidade, além da contribuição sagrada e além da propriedade da cidade, algo no lado ocidental para o oeste e algo do lado oriental para o leste. E o comprimento será exatamente como o de um dos quinhões, desde o termo ocidental até o termo oriental. 8 Quanto à terra, tornar-se-á sua como propriedade em Israel. E meus maiorais não mais maltratarão meu povo, e darão a terra à casa de Israel com relação às suas tribos.’ 9 Assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Já chega de vós, ó maiorais de Israel!’ “‘Removei a violência e a assolação, e praticai o próprio juízo e justiça. Retirai as vossas expropriações de cima do meu povo, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Ezequiel 45:7-9) 7 O que se der ao príncipe estará duma e da outra parte da santa oblação e da possessão da cidade, defronte da santa oblação e defronte da possessão da cidade, do lado ocidental para o ocidente e do lado oriental para o oriente; e de comprimento corresponderá a uma das porções desde o termo ocidental até o termo oriental. 8 Na terra lhe será um possessão em Israel; os meus príncipes não oprimirão mais o meu povo; mas distribuirão a terra pela casa de Israel segundo as suas tribos. 9 Assim diz o Senhor Jeová: Baste-vos, príncipes de Israel: cessai da violência e rapina, e executai juízo e justiça; tirai do meu povo as vossas exações, diz o Senhor Jeová.


Neste recomeço, a casa real de Davi estava no estado rebaixado de sua realeza, pois haviam sido rebaixados pelo próprio Jeová.

Mais detalhes sobre este rebaixamento da casa real de Davi e do que representava a casa de Davi para Jeová, poderá ser analisada em casa real de Davi



Topo desta página