FICAR FURIOSO – PECADO INVISÍVEL AOS OLHOS HUMANOS

Criada em 04 de agosto de 2012 Última alteração em 05/08/12 às 17 : 35



FICAR FURIOSO É PECADO??

 

Palavras de Jesus no “sermão do monte”: Continuar furioso é tão pecado quanto assassinar; continuar furioso é tão pecado quanto matar.

Estas são as palavras: (Mateus 5:21-22) 21 Ouvistes que se disse aos dos tempos antigos: ‘Não deves assassinar; mas quem cometer um assassínio terá de prestar contas ao tribunal de justiça.’ 22 No entanto, digo-vos que todo aquele que continuar furioso com seu irmão terá de prestar contas ao tribunal de justiça; mas, quem se dirigir a seu irmão com uma palavra imprópria de desprezo terá de prestar contas ao Supremo Tribunal; ao passo que quem disser: ‘Tolo desprezível!’, estará sujeito à Geena ardente.

Assim verte a Tradução Almeida: (Mateus 5:21-22) 21 Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; e, Quem matar será réu de juízo. 22 Eu, porém, vos digo que todo aquele que se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e quem disser a seu irmão: Raca, será réu diante do sinédrio; e quem lhe disser: Tolo, será réu do fogo do inferno.

Assim verte a Tradução Brasileira: (Mateus 5:21-22) 21 Tendes ouvido que foi dito aos antigos: Não matarás; e: Quem matar, estará sujeito a julgamento. 22 Mas eu vos digo que todo aquele que se ira contra seu irmão, estará sujeito a julgamento; e quem chamar a seu irmão: Raca, estará sujeito ao julgamento do sinédrio; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito à geena de fogo.

Aquele que continuar furioso, aquele que se encolerizar ou aquele que se ira, assemelha-se àquele que matou o seu irmão, àquele que assassinou o seu irmão.

Bem, estas palavras definem que continuar furioso, se encolerizar ou se irar com o seu irmão já é um pecado.

Trata-se de uma informação dada por Jesus para nós humanos. Devemos concordar com ela ou devemos resistir e discordar dela??

Para ficar mais claro, analisemos esta outra informação dada por Jesus. Ele afirmou: Aquele que continuar a olhar para uma mulher a ponto de sentir paixão por ela, já cometeu adultério com ela, isto é, já cometeu o pecado no coração.

Estas foram as palavras: (Mateus 5:27-28) 27 Ouvistes que se disse: ‘Não deves cometer adultério.’ 28 Mas eu vos digo que todo aquele que persiste em olhar para uma mulher, a ponto de ter paixão por ela, já cometeu no coração adultério com ela.

Assim verte a Tradução Almeida: (Mateus 5:27-28) 27 Ouvistes que foi dito: Não adulterarás. 28 Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.

Assim verte a Tradução Brasileira: (Mateus 5:27-28) 27 Tendes ouvido que foi dito: Não adulterarás. 28 Eu, porém, vos digo que todo o que põe seus olhos em uma mulher, para a cobiçar, já no seu coração adulterou com ela.

A informação dada por Jesus é clara: O pecado ocorre no coração, pois mesmo antes de ser visivelmente percebido pelo humano, o pecado já aconteceu no coração.

O adultério não é uma ação física e que necessita de duas pessoas?? Esta é uma pergunta lógica que poderia ter sido feita a Jesus. Não podemos esquecer que Jesus estava trazendo novas informações. Novas informações explicam coisas velhas e trazem consigo novas perguntas.

Já no seu coração cometeu adultério com ela, muito embora a ação física ainda não tenha acontecido.

Já houve adultério – esta foi a informação repassada ao humano por Jesus.

Já houve o pecado – esta foi a informação de Jesus.

O que isto significa??

Isto significa que o sentimento já é um pecado.

A cobiça é um sentimento. A cobiça é invisível. Onde se aloja a cobiça??

Vejamos esta outra informação dada por Jesus: (Marcos 7:20-23) 20 Outrossim, ele disse: “O que sai do homem é o que avilta o homem; 21 pois, de dentro, dos corações dos homens, saem raciocínios prejudiciais: fornicações, ladroagens, assassínios, 22 adultérios, cobiças, atos de iniqüidade, fraude, conduta desenfreada e um olho invejoso, blasfêmia, soberba, irracionalidade. 23 Todas estas coisas iníquas saem de dentro e aviltam o homem.”

Assim verte a Tradução Almeida: (Marcos 7:20-23) 20 E prosseguiu: O que sai do homem , isso é que o contamina. 21 Pois é do interior, do coração dos homens, que procedem os maus pensamentos, as prostituições, os furtos, os homicídios, os adultérios, 22 a cobiça, as maldades, o dolo, a libertinagem, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a insensatez; 23 todas estas más coisas procedem de dentro e contaminam o homem.

A cobiça se aloja no coração, assim como todos os demais sentimentos. São coisas invisíveis que se alojam em um local invisível.

Vamos a um exemplo clássico em que Jeová revelou para um humano que o pecado já estava em seu coração.

Assim falou Jeová para Caim antes deste matar o seu irmão Abel: (Gênesis 4:6-7) 6 Então Jeová disse a Caim: “Por que se acendeu a tua ira e por que descaiu o teu semblante? 7 Se te voltares para fazer o bem, não haverá enaltecimento? Mas, se não te voltares para fazer o bem, há o pecado agachado à entrada e tem desejo ardente de ti; e conseguirás tu dominá-lo?”

Assim verte a Tradução Almeida: (Gênesis 4:6-7) 6 Então o Senhor perguntou a Caim: Por que te iraste? e por que está descaído o teu semblante? 7 Porventura se procederes bem, não se há de levantar o teu semblante? e se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves dominar.

Assim verte a Tradução Brasileira: (Gênesis 4:6-7) 6 Perguntou-lhe Jeová: Porque andas tu irado? e por que te descaiu o semblante? 7 Porventura se procederes bem, não terás levantado o teu semblante? e, se não procederes bem, o pecado jaz à porta; a ti será o seu desejo, mas tu dominarás sobre ele.

Caim encontrou um motivo válido para se irar com o seu irmão Abel. A ação contra o seu irmão foi fruto do sentimento que permaneceu no seu coração. Caim não conseguiu dominar a sua ira. O pecado estava parado à porta e depois tornou-se visível para os humanos.

Confirmando tratar-se do pecado já existir no coração antes de se tornar visível ao humano, as palavras de Jesus foram: mas, quem se dirigir a seu irmão com uma palavra imprópria de desprezo terá de prestar contas ao Supremo Tribunal; ao passo que quem disser: ‘Tolo desprezível!’, estará sujeito à Geena ardente.

Alguém poderia questionar: É só uma palavra.

Realmente é apenas uma palavra, no entanto, todas as nossas palavras e todas as nossas ações são consequências dos sentimentos já existentes em nossos corações. Estas palavras de Jesus deixam isto bem claro. (Mateus 15:18-20) 18 No entanto, as coisas procedentes da boca saem do coração, e estas coisas aviltam o homem. 19 Por exemplo, do coração vêm raciocínios iníquos, assassínios, adultérios, fornicações, ladroagens, falsos testemunhos, blasfêmias. 20 Estas são as coisas que aviltam o homem; mas tomar uma refeição sem lavar as mãos não é o que avilta o homem.”

Assim verte a Tradução Almeida: (Mateus 15:18-20) 18 Mas o que sai da boca procede do coração; e é isso o que contamina o homem. 19 Porque do coração procedem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. 20 São estas as coisas que contaminam o homem; mas o comer sem lavar as mãos, isso não o contamina.

Esta outra informação de Jesus é bem esclarecedora: (Mateus 12:34) 34 Descendência de víboras, como podeis falar coisas boas quando sois iníquos? Pois é da abundância do coração que a boca fala.

Assim verte a Tradução Almeida: (Mateus 12:34) 34 Raça de víboras! como podeis vós falar coisas boas, sendo maus? pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.

O que sai da boca?? Não é a palavra aquilo que sai da boca??

O que é uma palavra de desprezo?? Trata-se de uma palavra que seja fruto do sentimento de desprezo. Todos os sentimentos se alojam no coração. Se o coração está cheio do sentimento desprezo, as palavras saídas pela boca serão palavras de desprezo.

O que é uma palavra de rancor?? Trata-se de uma palavra que seja fruto do sentimento de rancor.

O que é uma palavra de superioridade?? Trata-se de uma palavra que seja fruto do sentimento de superioridade.

Que tal um exemplo de palavra de superioridade?? Jesus mostrou um exemplo: e quem chamar a seu irmão: Raca, estará sujeito ao julgamento do sinédrio; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito à geena de fogo.

Aquele que se sente superior ao seu irmão o chamará de “raca”.

RACAEsta é a definição dada por certo dicionário (Houaiss):

raca     Datação: sXIV

n adjetivo de dois gêneros e substantivo de dois gêneros

Uso: pejorativo.

diz-se de ou pessoa sem importância, insignificante, idiota

Trata-se de uma palavra que rebaixa e humilha àquele a que é dirigida.

Aos olhos de quem fala, esta pessoa é uma pessoa sem importância, insignificante, logo, ele se sente superior a esta pessoa, ele a vê de cima para baixo. Qual é o sentimento existente no coração de quem chama alguém de raca?? O sentimento de superioridade.

As informações de Jesus são esclarecedoras, não são?? Realmente, a boca fala da abundância do sentimento existente no coração.

Confirma-se que tal sentimento é um pecado, confirma-se que apenas o sentimento já é um pecado.

O sentimento de superioridade sem a palavra de superioridade já é um pecado??

Esta outra informação de Jesus deixa isto bem claro: (Lucas 18:9-14) 9 Mas, ele contou a seguinte ilustração também a alguns que confiavam em si mesmos como sendo justos e que consideravam os demais como nada: 10 Dois homens subiram ao templo para orar, um sendo fariseu e o outro cobrador de impostos. 11 O fariseu estava em pé e começou a orar as seguintes coisas no seu íntimo:Ó Deus, agradeço-te que não sou como o resto dos homens, extorsores, injustos, adúlteros, ou mesmo como este cobrador de impostos. 12 Jejuo duas vezes por semana, dou o décimo de todas as coisas que adquiro.’ 13 O cobrador de impostos, porém, estando em pé à distância, não estava nem disposto a levantar os olhos para o céu, mas batia no peito, dizendo: ‘Ó Deus, sê clemente para comigo pecador.’ 14 Digo-vos: Este homem desceu para sua casa provado mais justo do que aquele homem; porque todo o que se enaltecer será humilhado, mas quem se humilhar será enaltecido.”

Assim verte a Tradução Almeida: (Lucas 18:9-14) 9 Propôs também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: 10 Dois homens subiram ao templo para orar; um fariseu, e o outro publicano. 11 O fariseu, de pé, assim orava consigo mesmo: ó Deus, graças te dou que não sou como os demais homens, roubadores, injustos, adúlteros, nem ainda com este publicano. 12 Jejuo duas vezes na semana, e dou o dízimo de tudo quanto ganho. 13 Mas o publicano, estando em pé de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: ó Deus, sê propício a mim, o pecador! 14 Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que a si mesmo se exaltar será humilhado; mas o que a si mesmo se humilhar será exaltado.

Ficou bem claro que o sentimento de superioridade é um pecado mesmo sem haver a pronúncia audível de tal palavra de superioridade, pois este fariseu não externou a sua palavra de superioridade para os ouvintes humanos. No entanto, ele sentia-se superior. De dentro deste humano só poderiam sair palavras e ações próprias do sentimento de superioridade.

Confirma-se que o sentimento mesmo sem a expressão audível já é um pecado.

Bem, e agora, o que fazer??

Deixar-me convencer por esta informação dada por Jesus, admitir que já exista pecado e buscar o que fazer para remover os sentimentos que Jeová nos revela serem pecados.

E depois que eu encontrar um motivo suficientemente válido para me irar com meu irmão, o que devo fazer.

Note que este sentimento põe a vida em risco, pois quando externado pode tirar uma vida. Dependendo da informação existente em minha mente, eu posso até achar aquele motivo plenamente válido.

No entanto, não existe motivo plenamente válido para que um humano tire a vida de outro humano. Então o que fazer para não sentir-me irado com meu irmão??

Pratique este mandamento obedecido por Jesus: (Mateus 5:38-39) 38 Ouvistes que se disse: ‘Olho por olho e dente por dente.’ 39 No entanto, eu vos digo: Não resistais àquele que é iníquo; mas, a quem te esbofetear a face direita, oferece-lhe também a outra.

Assim verte a Tradução Almeida: (Mateus 5:38-39) 38 Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. 39 Eu, porém, vos digo que não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra;

Obedecendo a este mandamento eu nunca vou encontrar um motivo plenamente válido para permanecer irado com meu irmão, qualquer irmão. Não havendo o sentimento não haverá nenhuma palavra e nenhuma ação de ira contra meu irmão.

PERDÃO – ESTE É O REMÉDIO.

O perdão é fruto de um sentimento. O perdão é um fruto do amor.

Neste caso eu devo praticar este mandamento também praticado por Jesus. (Mateus 22:35-40) 35 E um deles, versado na Lei, perguntou para prová-lo: 36 Instrutor, qual é o maior mandamento na Lei?” 37 Disse-lhe: “‘Tens de amar a Jeová, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua mente.’ 38 Este é o maior e primeiro mandamento. 39 O segundo, semelhante a este, é: ‘Tens de amar o teu próximo como a ti mesmo.’ 40 Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.”

Assim verte a Tradução Almeida: (Mateus 22:35-40) 35 e um deles, doutor da lei, para o experimentar, interrogou-o, dizendo: 36 Mestre, qual é o grande mandamento na lei? 37 Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. 38 Este é o grande e primeiro mandamento. 39 E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. 40 Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.

Jesus nos informou que toda a lei depende destes dois mandamentos e os dois mandamentos iniciam com o mesmo verbo, o verbo amar.

Neste caso, eu devo encher o meu coração de amor. Neste caso é amor a Jeová e amor ao próximo. No caso do amor ao próximo, deve ser amar ao próximo como a mim mesmo. Trata-se de um amor que sempre visa o bem e nunca visa o mal.

Aquele que ama, não fica irado por um bebe ficar chorando na hora que ele deseja dormir, antes, ele fica muito preocupado e ansioso para encontrar o motivo do bebe não parar de chorar. Aquele que ama, age assim.

 

 

 

 

 

 

 

Assim verte a



Topo desta página