CENTO E QUARENTA E QUATRO MIL PRIMÍCIAS

Criada em 01 de dezembro de 2013 Última modificação em 19/03/16




CENTO E QUARENTA QUATRO MIL “PRIMÍCIAS”. Primícias de que?? De onde seriam retirados como primícias??

Cento e quarenta e quatro mil, um número real?? Quem são estes?? Um número ilimitado de reis sacerdotes ou um número determinado de reis sacerdotes?? Como reinam, sobre quem eles reinam e quando começam a reinar estes reis sacerdotes??


Assim verte a Tradução Brasileira


(Apocalipse 7:1-8) 1 Depois disto vi quatro anjos em pé aos quatro cantos da terra, segurando os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre ela, nem sobre o mar, nem sobre árvore alguma. 2 Vi outro anjo levantar-se da parte do nascimento do sol, tendo o selo do Deus vivo. Ele clamou com uma grande voz aos quatro anjos, a quem fora dado que fizessem dano à terra e ao mar, 3 dizendo: Não façais dano à terra, nem ao mar, nem às árvores antes de termos selado os servos de nosso Deus nas suas testas. 4 Ouvi o número dos que foram com selo assinalados, cento e quarenta e quatro mil, assinalados de todas as tribos dos filhos de Israel: 5 Da tribo de Judá foram assinalados doze mil; Da tribo de Rúben, doze mil; Da tribo de Gade, doze mil; 6 Da tribo de Aser, doze mil; Da tribo de Naftali, doze mil; Da tribo de Manassés, doze mil; 7 Da tribo de Simeão, doze mil; Da tribo de Levi, doze mil; Da tribo de Issacar, doze mil; 8 Da tribo de Zebulom, doze mil; Da tribo de José, doze mil; Da tribo de Benjamim foram assinaladas doze mil.

Assim verte a Edição Pastoral

(Apocalipse 7:1-8) 1 Depois disso vi quatro Anjos, um em cada canto da terra. Eles seguravam os quatro ventos da terra. Assim, o vento não podia soprar na terra, nem no mar, nem nas árvores. 2 Vi também outro Anjo que vinha do Oriente, trazendo o selo do Deus vivo. Ele gritou em alta voz aos quatro Anjos, que tinham sido encarregados de fazer mal à terra e ao mar: 3 Não prejudiquem a terra, nem o mar, nem as árvores! Primeiro vamos marcar a fronte dos servos do nosso Deus. 4 Ouvi então o número dos que receberam a marca: cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos do povo de Israel. 5 Foram marcados doze mil da tribo de Judá; doze mil da tribo de Rúben; doze mil da tribo de Gad; 6 doze mil da tribo de Aser; doze mil da tribo de Neftali; doze mil da tribo de Manassés; 7 doze mil da tribo de Simeão; doze mil da tribo de Levi; doze mil da tribo de Issacar; 8 doze mil da tribo de Zabulon; doze mil da tribo de José; doze mil da tribo de Benjamim.

Que condição antecedia a marcação destes homens em suas testas??

Selavam a si próprios ou eram selados por alguém??

Humanos selavam outros humanos??

Quem é que fazia tal selagem??

Qual a origem destes 144.000 selados em suas testas??

Receberam um selo em suas testas.

A origem destes selados é bem definida.

De todas as tribos dos filhos de Israel.

Quem era Israel??

Quais são os nomes dos doze filhos de Israel (Jacó)??

Que mais se fala a respeito destes 144.000 selados??

Assim verte a Tradução Brasileira:

(Apocalipse 14:1-4) 1 Olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil que tinham escrito o nome dele e o nome de seu Pai sobre as suas testas. 2 Ouvi uma voz do céu como a voz de muitas águas, e como a voz de um grande trovão; e a voz que ouvi era como de harpistas, que tocavam nas suas harpas. 3 Cantavam um novo cântico diante do trono e diante das quatro criaturas viventes e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra. 4 Estes são os que não se contaminaram com mulheres, porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes foram comprados dentre os homens para serem as primícias para Deus e para o Cordeiro.

Assim verte a Edição Pastoral:

(Apocalipse 14:1-4) 1 Depois disso, tive esta visão: o Cordeiro estava de pé sobre o monte Sião. Com ele, os cento e quarenta e quatro mil que traziam afronte marcada com o nome dele e o nome do seu Pai. 2 Ouvi uma voz que vinha do céu; parecia o barulho de águas torrenciais e o estrondo de um forte trovão. O barulho que ouvi era como o som de músicos tocando harpa. 3 Estavam diante do trono, dos quatro Seres vivos e dos Anciãos e cantavam um cântico novo. Era um cântico que ninguém podia aprender; só os cento e quarenta e quatro mi marcados que foram resgatados da terra. 4 São os que não se contaminaram com mulheres; são virgens. Eles seguem o Cordeiro aonde quer que ele vá. Foram resgatados do meio dos homens e foram os primeiros a serem oferecidos a Deus e ao Cordeiro.

Antes da colheita das primícias, é necessário e indispensável haver uma coisa.

Sabes o que é??

Isso mesmo. É necessário haver uma semeadura.

É necessário que alguém lance sementes no solo. As sementes germinarão, produzirão novas árvores, que por sua vez produzirão uma primeira safra.

Quem semeou a semente??

Onde semeou as suas sementes??

Deixemos que o semeador das sementes nos responda.

(Mateus 13:3-9) 3 Disse-lhes então muitas coisas por meio de ilustrações, dizendo: “Eis que um semeador saiu a semear; 4 e, ao passo que semeava, algumas [sementes] caíram à beira da estrada, e vieram as aves e as comeram. 5 Outras caíram em lugares pedregosos, onde não tinham muito solo, e brotaram imediatamente, por não terem profundidade de solo. 6 Mas, ao se levantar o sol, ficaram queimadas, e, por não terem raiz, murcharam. 7 Outras, também, caíram entre os espinhos, e os espinhos cresceram e as sufocaram. 8 Ainda outras caíram em solo excelente e começaram a dar fruto, esta cem vezes mais, aquela sessenta vezes mais, outra trinta vezes mais. 9 Escute aquele que tem ouvidos.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 13:3-9) 3 Muitas coisas lhes falou em parábolas, dizendo: O semeador saiu a semear. 4 Quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e comeram-na. 5 Outra parte caiu nos lugares pedregosos, onde não havia muita terra; logo nasceu, porque a terra não era profunda, 6 e tendo saído o sol, queimou-se; e porque não tinha raiz, secou-se. 7 Outra caiu entre os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram. 8 Outra caiu na boa terra e dava fruto, havendo grãos que rendiam cem, outros sessenta, outros trinta por um. 9 Quem tem ouvidos, ouça.

Agora deixemos que o semeador explique do que ele estava falando.

(Mateus 13:18-23) 18 Escutai, então, a ilustração do homem que semeou. 19 Quando alguém ouve a palavra do reino, mas não a entende, vem o iníquo e arrebata o que foi semeado no seu coração; este é o semeado à beira da estrada. 20 Quanto ao semeado nos lugares pedregosos, este é o que ouve a palavra e a aceita imediatamente com alegria. 21 Contudo, ele não tem raiz em si mesmo, mas continua por algum tempo, e depois de ter surgido tribulação ou perseguição, por causa da palavra, logo tropeça. 22 Quanto ao semeado entre os espinhos, este é o que ouve a palavra, mas as ansiedades deste sistema de coisas e o poder enganoso das riquezas sufocam a palavra, e ele se torna infrutífero. 23 Quanto ao semeado em solo excelente, este é o que ouve a palavra e a entende, que realmente dá fruto e produz, este cem vezes mais, aquele sessenta vezes mais, outro trinta vezes mais....


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 13:18-23) 18 Ouvi, pois, vós a parábola do semeador. 19 Quando alguém ouve a palavra do reino e não a entende, vem o maligno e tira o que tem sido semeado no seu coração: este é o que foi semeado à beira do caminho. 20 O que foi semeado nos lugares pedregosos, é quem ouve a palavra e logo a recebe com alegria; 21 mas não tem em si raiz, antes é de pouca duração; e sobrevindo tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza. 22 O que foi semeado entre os espinhos, é quem ouve a palavra, mas os cuidados do mundo e a sedução das riquezas abafam a palavra, e ela fica infrutífera. 23 O que foi semeado na boa terra, é quem ouve a palavra e a entende, e verdadeiramente dá fruto, produzindo a cento, a sessenta e a trinta por um.

Bem, já sabemos que o semeador era Jesus.

Sabemos que ele estava semeando palavras (informações) nos corações dos que ouviam.

Sabemos que havia necessidade de tempo e de correto entendimento das informações dadas por Jesus para que os frutos pudessem aparecer. Sabemos também que haveriam muitas intempéries neste semear. Sabemos que a condição do coração, ou seja, do solo, era imprescindível para que houvesse o crescimento da árvore e a produção de frutos segundo a sua espécie. Também sabemos sobre a importância do “tempo” em todo este processo.

Onde estava Jesus semeando a sua semente (informação)??

(Mateus 15:24) 24 Em resposta, ele disse: “Não fui enviado a ninguém senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 15:24) 24 Mas Jesus respondeu: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.

Bem, o semeador Jesus foi enviado para semear sua semente, somente para a casa de Israel.

De forma paralela, foi exatamente a mesma coisa que o Pai havia feito com a mesma casa de Israel. Assim disse o Pai:

(Amós 3:1-2) 3Ouvi esta palavra que Jeová falou a vosso respeito, ó filhos de Israel, concernente à família inteira que fiz subir da terra do Egito, dizendo: 2 Somente a vós vos conheci dentre todas as famílias do solo. Por isso ajustarei contas convosco por todos os vossos erros.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Amós 03:1-2) 1 Ouvi esta palavra que Jeová falou contra vós, filhos de Israel, contra a família toda que fiz subir da terra do Egito: 2 De todas as famílias da terra só a vós vos tenho conhecido; portanto visitarei sobre vós todas as vossas iniqüidades.

O Pai IHVH também só havia semeado Suas sementes (informações) exclusivamente para a casa de Israel. Em face disso, onde é que o Pai esperava colher os frutos do seu semear??

Poderia ser em algum outro lugar exceto na casa de Israel?? Poderia ser em outro grupo de humanos, a não ser os descendentes de Jacó, ou seja, de todas as doze tribos da casa de Israel??

Isto é uma coisa óbvia, e o Pai deixou isso bem claro com Sua informação ao mensageiro Amós.

De forma paralela, Jesus, aquele que só fazia o que o Pai já havia feito e só falava o que o Pai já havia falado, também semeou as sementes criadas pelo Pai, exclusivamente nos humanos descendentes dos doze filhos de Jacó.

Sendo plenamente coerente, Jesus estava fazendo aquilo que o Pai já havia feito.

Sendo plenamente coerente, o que mais disse Jesus aos seus discípulos??

(Mateus 10:5-6) 5 A estes doze enviou Jesus, dando-lhes as seguintes ordens: “Não vos desvieis para a estrada das nações, e não entreis em cidade samaritana; 6 mas, ide antes continuamente às ovelhas perdidas da casa de Israel.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 10:5-6) 5 A estes doze enviou Jesus, dando-lhes estas instruções: Não ireis aos gentios, nem entrareis nas cidades dos samaritanos; 6 mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel.

Não há nenhuma dúvida.

Qual foi o primeiro lugar onde a semente do semeador Jesus foi semeada??

Somente aos descendentes da casa de Israel (Jacó). Estes foram os primeiros a ouvir. Deveriam ser os primeiros a apresentar frutos.

Não há como negar que estes homens eram as primícias a darem frutos.

Estes homens estavam em pé sobre o monte Sião.

Qual é o local geográfico do Monte Sião??

Eles são as primícias. Podendo ser corretamente chamados de “os primeiros”. Os primeiros a serem oferecidos a Deus e ao cordeiro.

Eles foram os primeiros?? Eles são as primícias??

Sim.

Primícias – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: primeiras coisas de uma série; começos; prelúdios.

primícias

s.f.pl. (1209) 1 primeiras coisas de uma série; começos, prelúdios 1.1 os primeiros frutos colhidos 1.2 os primeiros animais nascidos num rebanho 1.3 primeiros lucros 1.4 primeiros livros escritos 1.5 primeiras emoções e sentimentos etim lat. primitìae,árum 'parte primeira dos despojos oferecida a uma divindade'


Eram os primeiros de que?? Eram as primícias de que??

Não era únicos de uma espécie. Tratava-se de um “grupo inicial”.

Os primeiros a serem oferecidos a Deus e ao Cordeiro Jesus.

Poderia ser chamado de um grupo de entrada, no sentido de introdução.

Foram comprados, foram resgatados para serem as primícias. Repetindo, para serem as primícias, para serem os primeiros.

Jeová já havia chamado a atenção do seu povo sobre “primícias” e o povo já estava acostumado com o uso da palavra primícias, no pleno sentido dado pelo Pai.

(2 Crônicas 31:4-6) 4 Ainda mais, ele disse ao povo, aos habitantes de Jerusalém, que dessem a porção pertencente aos sacerdotes e aos levitas, para que estes pudessem aderir estritamente à lei de Jeová. 5 E assim que se divulgou a palavra, os filhos de Israel aumentaram as primícias do cereal, do vinho novo e do azeite, e do mel, e de todos os produtos do campo, e trouxeram abundantemente o décimo de tudo. 6 E os filhos de Israel e de Judá que moravam nas cidades de Judá, sim, estes mesmos [trouxeram] o décimo do gado vacum e das ovelhas, e o décimo das coisas sagradas, as coisas santificadas a Jeová, seu Deus. Trouxeram-nas e assim deram montes sobre montes...


Assim verte a Tradução Brasileira:

(2 Crônicas 31:4-6) 4 Ordenou além disso ao povo que morava em Jerusalém que desse a porção pertencente aos sacerdotes e aos levitas, para que se pudessem entregar à lei de Jeová. 5 Logo que esta ordem se divulgou, os filhos de Israel deram em abundância as primícias de trigo, mosto, azeite, mel e de toda a novidade do campo; e trouxeram em abundância o dízimo de tudo. 6 Os filhos de Israel e de Judá, que moravam nas cidades de Judá, trouxeram também o dízimo de bois e de ovelhas, e o dízimo de coisas dedicadas que foram consagradas a Jeová, seu Deus, e depositaram-nas em montões.

Primícias – termo usado na reconstrução do templo de Jerusalém.

Na reconstrução do templo também é destacado o uso de primícias.

(Neemias 10:34-37) 34 Também lançamos sortes sobre o suprimento de lenha que os sacerdotes, os levitas e o povo deviam trazer à casa de nosso Deus, segundo a casa de nossos antepassados, nos tempos marcados, de ano em ano, para ser queimada sobre o altar de Jeová, nosso Deus, de acordo com o que está escrito na lei; 35 e para trazer os primeiros frutos maduros de nosso solo e os primeiros frutos maduros de todos os frutos de toda sorte de árvore, de ano em ano, à casa de Jeová; 36 e os primogênitos de nossos filhos e de nossos animais domésticos, de acordo com o que está escrito na lei, e os primogênitos de nossas manadas e de nossos rebanhos, para [os] trazer à casa de nosso Deus, aos sacerdotes que ministravam na casa de nosso Deus. 37 Também as primícias da nossa massa de farinha, e as nossas contribuições, e os frutos de toda sorte de árvore, vinho novo e azeite devíamos trazer aos sacerdotes, aos refeitórios da casa de nosso Deus, também o décimo [proveniente] de nosso solo, aos levitas, visto que eles, os levitas, são os que recebem um décimo em todas as nossas cidades agrícolas.

Assim verte a Tradução Brasileira:

(Neemias 10:34-37) 34 Nós, os sacerdotes, os levitas e o povo deitamos sortes acerca da oferta da lenha, para que, segundo as nossas famílias, e tempos determinados de ano em ano, fosse levada à casa do nosso Deus, para se queimar sobre o altar de Jeová, nosso Deus, como está escrito na lei; 35 e para que trouxéssemos todos os anos à casa de Jeová as primícias da nossa terra, e as primícias de todos os frutos de toda a sorte de árvores; 36 para que trouxéssemos à casa do nosso Deus os primogênitos de nossos filhos e dos nossos gados, como está escrito na lei, e os primogênitos das nossas manadas e dos nossos rebanhos, aos sacerdotes que ministram na casa do nosso Deus;

Primeiros frutos maduros, primícias da massa de farinha, as primícias de todos os frutos de toda sorte de árvore.

O que isto revela em relação a primícia??

Que não se trata de nenhum mérito daquele que foi escolhido, afinal de contas, entre os frutos, algum deve ser o primeiro; entre os animais, algum deles deve ser o primogênito; entre os humanos, alguém deve ser o primogênito. Esta é uma imutável lei imposta a todas as coisas. O que ocorre depois do primeiro?? Ora, vem o segundo, o terceiro, o quarto, etc..

Será que o primeiro é também o mais importante??

O que o princípio da “igualdade” define em uma questão como esta??

Será que deixa de existir igualdade pelo fato de haver primeiro, segundo terceiro, etc,.??

O que a imparcialidade determina em um caso como este?? Determina a mesma coisa em relação a todos os casos. Independente das circunstâncias, todos são iguais. Dentro do princípio da imparcialidade, todos têm o mesmíssimo valor, independente do ponto na linha do tempo.

Em relação ao primeiro, assim falou Jeová:

(Êxodo 13:1-2) 13 E Jeová falou mais a Moisés, dizendo: 2 Santifica para mim todo primogênito macho que abrir cada madre, entre os filhos de Israel, entre homens e animais. É meu.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Êxodo 13:1-2) 1 Disse Jeová a Moisés: 2 Santifica-me todos os primogênitos, todo o que abre a madre de sua mãe entre os filhos de Israel, assim de homens como de animais; é meu.

Jeová falou ainda mais:

(Números 3:11-13) 11 E Jeová continuou a falar a Moisés, dizendo: 12 Quanto a mim, eis que deveras tomo os levitas dentre os filhos de Israel em lugar de todos os primogênitos dos filhos de Israel, que abrem a madre; e os levitas têm de tornar-se meus. 13 Pois todo primogênito é meu. No dia em que golpeei todo primogênito na terra do Egito santifiquei para mim todo primogênito em Israel, desde o homem até o animal. Devem tornar-se meus. Eu sou Jeová.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Números 3:11-13) 11 Disse mais Jeová a Moisés: 12 Eu, eis que eu tenho tomado os levitas dentre os filhos de Israel em lugar de todo o primogênito que abre a madre entre os filhos de Israel, e os levitas serão meus; 13 pois todos os primogênitos são meus. No dia em que feri todos os primogênitos na terra do Egito consagrei para mim a todos os primogênitos em Israel, desde o homem até o animal; serão meus: eu sou Jeová.

Foi desta forma que Jeová definiu ser Dele todos os primogênitos. No caso da casa de Israel, toda primícia pertence a Jeová.

Eles deveriam se lembrar disso e saber o significado disso.

No caso destes 144.000 homens das tribos dos filhos de Jacó, eles estavam sendo marcados como primogênitos para Deus e para o Cordeiro, quais primogênitos que abriam a madre.

Assim, vem a seguinte pergunta: Que real importância existe em ser o primeiro?? Que importância real existe em ser o primogênito??

Diante de Jeová, aquele que é a IMPARCIALIDADE em pessoa, não representa absolutamente nada. Dentro do conceito da imparcialidade, não existem pessoas especiais, não existem pessoas com tratamento e posições sociais em relação às demais.

No entanto, o conceito humano é bem diferente.

No conceito humano, o primogênito é algo especial. No conceito humano, o primogênito está acima dos demais que nascem depois dele. Em face disto, o ser humano exalta o primogênito como o mais importante que os demais. O ser humano exalta a si próprio pelo fato de ser o primogênito?? Sim.

O humano passa assim a exaltar àquele que é primeiro em detrimento dos demais, atribuindo-lhe mais glória, mais honra, mais louvor, mais importância e mais valor, pelo simples fato dele ser o “primeiro”.

Desta forma, o humano revela a sua total PARCIALIDADE.



O que ficou bem claro em relação às primícias??

A primícia faz parte de um conjunto grande, no entanto é a primeira parte a ser selecionada deste grupo. O que isto quer dizer em relação a primícia selecionada?? Nada, absolutamente nada.

Não se trata da parte mais destacada, mais bela, mais perfeita, mais merecedora... Trata-se apenas da primeira parte selecionada. Há a necessidade que haja um primeiro. Na linha do tempo, a primícia é a primeira parte a ser selecionada.

No caso dos 144.000, eles foram os primeiros retirados dentre toda a humanidade, ou seja, entre os filhos da humanidade.

No entanto, a que “grupo” pertenciam estes 144.000 primogênitos da humanidade?? Não pertenciam ao grupo de humanos conhecidos como “os descendentes de Jacó”?? Não era o único grupo no qual o semeador Jesus fez o seu semear?? Até aquele momento, não eram os únicos a receber a ação da semeadura?? Não eram o primeiro solo a ser semeado pelo semeador??

Ora, como o próprio nome diz e a lógica determina, SEMPRE HÁ o depois do primeiro.

Existe uma enorme diferença entre “primeiro” e “único”.

Este primeiro grupo foi retirado de onde?? De onde foi retirada esta “primícia”??

Havia o grupo dos circuncisos e o grupo dos incircuncisos. Esta “primícia” foi retirada do grupo dos circuncisos ou do grupo dos incircuncisos??

Jeová já havia escolhido um povo como “primícia” para Ele. Tratava-se dos descendentes de Jacó. Jeová estava pactuado exclusivamente com os descendentes de Jacó, ou seja, com as doze tribos dos filhos de Jacó.

As “primícias” seriam retiradas do grupo dos circuncisos, isto é, dos descendentes de Jacó, ou do grupo dos incircuncisos, ou seja, os gentios??

As “primícias” seriam retiradas simultaneamente dos dois grupos??

Os descendentes de Jacó se sentiam especiais por serem os “primeiros”, na verdade, achavam-se os únicos escolhidos dentre a humanidade, sentiam-se únicos. Por fazerem parte do grupo dos circuncisos, tais escolhidos desprezavam os demais humanos, como se estes fizessem parte de uma classe inferior de humanos. Desta forma, estavam revelando o seu conceito de parcialidade. Eles presumiam que Jeová também tivesse esta mesma maneira de pensar e agir.

Eles eram os primogênitos dentre a humanidade, e no entanto, presumiam ser os filhos únicos. Mesmo quando se viam como primogênitos, viam-se com direitos especiais de uma primogenitura, direitos estes, criados pelos próprios humanos.

Meu primogênito.

O que Jeová via em relação à casa de Israel??

(Êxodo 4:20-23) 20 Moisés tomou então sua esposa e seus filhos, e os fez montar num jumento, e passou a voltar à terra do Egito. Além disso, Moisés tomou na sua mão o bastão do [verdadeiro] Deus. 21 E Jeová prosseguiu, dizendo a Moisés: “Depois de teres ido e voltado ao Egito, vê que realmente realizes diante de Faraó todos os milagres que pus na tua mão. Quanto a mim, deixarei o coração dele ficar obstinado; e ele não mandará o povo embora. 22 E tens de dizer a Faraó: ‘Assim disse Jeová: Israel é meu filho, meu primogênito. 23 E eu te digo: Manda embora meu filho, para que me sirva. Mas, caso te negues a mandá-lo embora, eis que mato teu filho, teu primogênito.”’”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Êxodo 4:20-23) 20 Tomou, pois, Moisés a sua mulher e a seus filhos; fê-los montar num jumento, e voltou para a terra do Egito. Moisés levava na sua mão a vara de Deus. 21 Disse Jeová a Moisés: Quando te tornares ao Egito, vê que faças diante de Faraó todas as maravilhas que te hei posto na mão; mas eu endurecerei o seu coração, e ele não deixará ir o povo. 22 Dirás a Faraó: Assim diz Jeová: Israel é meu filho, meu primogênito. 23 Eu te disse: Deixa ir meu filho, para que ele me sirva; mas tu recusaste deixá-lo ir: eis que eu matarei a teu filho, teu primogênito.

A afirmação de Jeová é bem clara:

Israel é meu filho primogênito.

(Jeremias 31:7-9) 7 Pois assim disse Jeová: “Gritai alto a Jacó, com alegria, e gritai estridentemente à cabeça das nações. Publicai-o. Dai louvor e dizei: ‘Salva teu povo, ó Jeová, o restante de Israel.’ 8 Eis que os trago da terra do norte e vou reuni-los das partes mais remotas da terra. Entre eles haverá o cego e o coxo, a mulher grávida e a parturiente, todos juntos. Retornarão para cá como grande congregação. 9 Virão com choro, e eu os trarei com os [seus] rogos de favor. Fá-los-ei andar a vales de torrente de água, num caminho direito em que não se fará que tropecem. Porque eu me tornei Pai para Israel; e quanto a Efraim, ele é meu primogênito.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Jeremias 31:7-9) 7 Pois assim diz Jeová: Cantai sobre Jacó com alegria, e exultai sobre a cabeça das nações; publicai, louvai e dizei: Salva, Jeová, ao teu povo, o resto de Israel. 8 Eis que os trarei da terra boreal, e os congregarei dos últimos confins da terra, e juntamente com eles o cego, o coxo, a mulher grávida e a que está do parto: voltarão para aqui uma grande companhia. 9 Com choro virão, e com súplicas os levarei; guiá-los-ei aos ribeiros de águas por um caminho plano, em que não tropeçarão. Pois tornei-me pai de Israel, e Efraim é o meu primogênito.

Realmente, não há qualquer dúvida, Jeová vê Israel como o Seu filho primogênito.

Quando foi que Jeová começou tal escolha Dele??

(Gênesis 12:1-3) 12 E Jeová passou a dizer a Abrão: “Sai da tua terra, e da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que te mostrarei; 2 e farei de ti uma grande nação e te abençoarei, e hei de engrandecer o teu nome; e mostra-te uma bênção. 3 E hei de abençoar os que te abençoarem e amaldiçoarei aquele que invocar o mal sobre ti, e todas as famílias do solo certamente abençoarão a si mesmas por meio de ti.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Gênesis 12:1-3) 1 Ora disse Jeová a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai para a terra que te mostrarei; 2 farei de ti uma grande nação, e te abençoarei e engrandecerei o teu nome. Sê tu uma bênção: 3 abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei aquele que te amaldiçoar; por meio de ti serão benditas todas as famílias da terra.

Será que Jeová acompanhava o sentimento humano quanto a exaltação do primogênito?? Será que Jeová também considerava o primogênito como sendo o filho especial??

Eu escolhi a ti e eu farei de ti uma grande nação e engrandecerei o teu nome, e por meio de ti, todas as famílias da terra serão benditas.

Onde existe exclusividade nesta escolha do Pai??

Jeová foi bem claro. Neste momento de escolha, Jeová deixou bem clara a Sua referência a “todas as famílias da terra”.

Jeová afirmou: “Por meio de ti serão abençoadas todas as famílias da terra”.

Não existia nenhuma exclusividade naquela escolha feita por Jeová, isto Ele fez questão de deixar bem claro. O que existia?? Existia um trabalho a longo prazo no filho escolhido, objetivando tornar benditas todas as famílias da terra. Durante certo tempo eles eram os únicos pactuados com Jeová, pois durante um certo tempo só há o primeiro. No entanto, desde o início Jeová havia avisado sobre o benefício a todos os demais filhos.

O escolhido podia pensar de forma diferente, no entanto, o que Jeová falou é bem claro.

(Gênesis 22:15-18) 15 E o anjo de Jeová passou a chamar Abraão pela segunda vez, desde os céus, 16 e a dizer: “‘Juro deveras por mim mesmo’, é a pronunciação de Jeová, ‘que, pelo fato de que fizeste esta coisa e não me negaste teu filho, teu único, 17 seguramente te abençoarei e seguramente multiplicarei o teu descendente como as estrelas dos céus e como os grãos de areia que há à beira do mar; e teu descendente tomará posse do portão dos seus inimigos. 18 E todas as nações da terra hão de abençoar a si mesmas por meio de teu descendente, pelo fato de que escutaste a minha voz.’”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Gênesis 22:15-18) 15 Então bradou desde o céu o anjo do Senhor a Abraão pela segunda vez, 16 e disse: Por mim mesmo jurei, diz Jeová, porque fizeste isto e não me negaste teu filho, 17 que deveras te abençoarei e multiplicarei a tua descendência como as estrelas do céu e como a areia que está na praia do mar. Ela possuirá a porta dos seus inimigos, 18 e por tua semente se abençoarão todas as nações da terra: porque obedeceste à minha voz.

Por meio de Isaque, o descendente de Abraão, todas as nações da terra seriam abençoadas.

Onde existe exclusividade deste filho escolhido?? Não há nenhuma exclusividade.

Desta vez, Jeová confirma suas palavras para Isaque.

(Gênesis 26:1-6) 26 Sobreveio então uma fome ao país, além da primeira fome que ocorreu nos dias de Abraão, de modo que Isaque se dirigiu a Abimeleque, rei dos filisteus, a Gerar. 2 Jeová apareceu-lhe então e disse: “Não desças ao Egito. Reside na terra que te designo. 3 Reside nesta terra como forasteiro, e eu continuarei contigo e te abençoarei, porque darei todas estas terras a ti e à tua descendência, e vou cumprir a declaração juramentada que fiz a Abraão, teu pai: 4 E vou multiplicar a tua descendência como as estrelas dos céus e vou dar à tua descendência todas estas terras; e todas as nações da terra certamente abençoarão a si mesmas por meio de tua descendência’, 5 devido ao fato de que Abraão escutou a minha voz e continuou a cuidar das suas obrigações para comigo, minhas ordens, meus estatutos e minhas leis.” 6 Isaque ficou assim morando em Gerar.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Gênesis 26:1-6) 1 Sobreveio à terra uma fome, além da primeira que veio nos dias de Abraão. E foi Isaque a Gerar ter com Abimeleque, rei dos filisteus. 2 Apareceu-lhe Jeová e disse: Não desças ao Egito. Habita na terra que eu te disser; 3 peregrina nesta terra, e serei contigo e te abençoarei; pois a ti e à tua semente darei todas estas terras, e confirmarei o juramento que fiz a teu pai Abraão. 4 Multiplicarei a tua semente como as estrelas do céu, e lhe darei todas estas terras. Por tua semente se abençoarão todas as nações da terra, 5 porque Abraão escutou a minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis. 6 Isaque, pois, habitou em Gerar.

Desta vez, Jeová confirma Sua palavra para Jacó:

(Gênesis 28:10-15) 10 E Jacó seguiu caminho desde Berseba e dirigiu-se a Harã. 11 Com o tempo atingiu certo lugar e se preparou para pernoitar ali, visto que o sol já se tinha posto. Tomou, pois, uma das pedras do lugar e a pôs como apoio para a sua cabeça, e deitou-se naquele lugar. 12 E começou a sonhar, e eis que havia uma escada posta na terra e seu topo tocava nos céus; e eis que anjos de Deus subiam e desciam por ela. 13 E eis que Jeová estava parado acima dela e passou a dizer: “Eu sou Jeová, o Deus de Abraão, teu pai, e o Deus de Isaque. A terra em que estás deitado, eu vou dá-la a ti e à tua descendência. 14 E tua descendência há de tornar-se como as partículas de pó da terra, e tu te hás de espalhar para o oeste, e para o leste, e para o norte, e para o sul, e todas as famílias do solo hão de abençoar a si mesmas por meio de ti e por meio de tua descendência. 15 E eis que estou contigo e vou guardar-te em todo o caminho em que andares, e vou retornar-te a este solo, porque não te abandonarei até que eu tenha realmente feito o que te falei.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Gênesis 28:10-15) 10 Jacó partiu de Berseba e foi para Harã. 11 Tendo chegado a um certo lugar, ali passou a noite, porque o sol já se havia posto; tomando uma das pedras do lugar e pondo-a debaixo de sua cabeça, deitou-se naquele lugar para dormir. 12 Sonhou, e eis posta sobre a terra uma escada, cujo topo chegava ao céu; os anjos de Deus subiam e desciam por ela. 13 Perto dele estava Jeová, que disse: Eu sou Jeová, Deus de teu pai Abraão, e Deus de Isaque. A terra em que estás deitado ta darei a ti e à tua posteridade; 14 a tua posteridade será como o pó da terra, e te dilatarás para o Ocidente, e para o Oriente, para o Norte e para o Sul. Por ti e por tua descendência serão benditas todas as famílias da terra. 15 Eis que estou contigo e te guardarei por onde quer que fores e te reconduzirei para esta terra; porque não te abandonarei até ter eu cumprido aquilo de que te hei falado.

Jeová tinha um propósito bem definido em Sua mente. A linha do tempo comprovava a continuidade do Seu propósito.

Jeová garante a continuidade do Seu propósito: “Porque não te abandonarei até que Eu tenha realmente feito o que te falei”.

Centenas de anos depois, Jeová revela não ter mudado Seus planos.

(Jeremias 4:1-2) 4Se voltares, ó Israel”, é a pronunciação de Jeová, “podes voltar a mim mesmo. E se tirares as tuas coisas repugnantes por minha causa, então não andarás como fugitivo. 2 E [se] certamente jurares: ‘Por Jeová que vive em verdade, em juízo e em justiça!’ então é realmente nele que as nações abençoarão a si mesmas e se jactarão.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Jeremias 4:1-2) 1 Se voltares, Israel, diz Jeová, voltarás para mim; se tirares de diante da minha face as tuas abominações, não serás removido. 2 Se jurares em verdade, em juízo e em justiça: Pela vida de Jeová; então nele se bendirão as nações, e nele se glorificarão.

As nações e todas as famílias da terra – Não existe nenhuma palavra da parte de Jeová que defina exclusividade para aquele que foi escolhido por Ele.

De que grupo de humanos foi retirado esta “primícia”??

De que grupo de humanos foram retirados os 144.000 humanos selados??

Ouvi o número dos que foram com selo assinalados, cento e quarenta e quatro mil, assinalados de todas as “tribos dos filhos de Israel”.

Ouvi então o número dos que receberam a marca: cento e quarenta e quatro mil, de todas as “tribos do povo de Israel”.

Todas as famílias da terra ou todos os filhos de Jacó??

Foram retirados das tribos dos filhos de Israel. Quem era Israel?? Jacó, filho de Isaque. Seu nome foi mudado pelo próprio Jeová de Jacó para Israel.

(Gênesis 32:25-28) 25 Quando viu que não tinha prevalecido contra ele, então lhe tocou na concavidade da articulação da coxa; e a concavidade da articulação da coxa de Jacó deslocou-se enquanto se engalfinhava com ele. 26 Depois disse: “Deixa-me ir, pois já subiu a alva.” A isso ele disse: “Não te deixo ir, a menos que primeiro me abençoes.” 27 Disse-lhe, pois: “Qual é teu nome?” a que ele disse: “Jacó.” 28 Disse então: Não serás mais chamado pelo nome de Jacó, mas, sim, Israel, pois contendeste com Deus e com homens, de modo que por fim prevaleceste.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Gênesis 32:25-28) 25 Quando este viu que não podia com ele, tocou-lhe a juntura da coxa; e deslocou-se a juntura da coxa de Jacó, enquanto lutava com o homem. 26 Disse este: Deixa-me ir, porque vem rompendo o dia. Respondeu Jacó: Não te deixarei ir, se me não abençoares. 27 Perguntou-lhe, pois: Qual é o teu nome? Respondeu: Jacó. 28 Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mais Israel; porque tens perseverado com Deus e com os homens, e prevaleceste.

Será que ainda resta alguma dúvida quanto a quem era “Israel”??

Era uma pessoa.

Foi Jeová quem lhe trocou o nome. O nome Israel refletia a personalidade daquele a quem Jeová deu este nome.

(Gênesis 35:9-11) 9 Deus apareceu então mais uma vez a Jacó durante a sua vinda de Padã-Arã e o abençoou. 10 E Deus prosseguiu, dizendo-lhe: “Teu nome é Jacó. Não mais hás de ser chamado pelo nome de Jacó, mas Israel virá a ser o teu nome.” E começou a chamá-lo pelo nome de Israel. 11 E Deus disse-lhe ainda mais: “Eu sou o Deus Todo-poderoso. Sê fecundo e torna-te muitos. De ti procederão nações e uma congregação de nações, e dos teus lombos sairão reis.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Gênesis 35:9-11) 9 Apareceu Deus a Jacó outra vez, quando voltou de Padã-Arã, e o abençoou. 10 Disse-lhe Deus: O teu nome é Jacó. Não te chamarás mais Jacó, porém o teu nome será Israel. E chamou-lhe Israel. 11 Disse-lhe mais: Eu sou Deus Todo-poderoso; frutifica e multiplica-te. Uma nação e uma multidão de nações sairão de ti, e reis procederão dos teus lombos.

Por que o nome Israel??

(Oséias 12:2-5) 2 E Jeová tem uma causa jurídica contra Judá, sim, para fazer um ajuste de contas com Jacó segundo os seus caminhos; pagar-lhe-á de volta segundo as suas ações. 3 No ventre agarrou seu irmão pelo calcanhar e com a sua energia dinâmica contendeu com Deus. 4 E continuou a contender com um anjo e gradualmente prevaleceu. Chorou para implorar favor para si mesmo.” Ele foi encontrá-lo em Betel e ali começou a falar conosco. 5 E Jeová, o Deus dos exércitos, Jeová é sua recordação.


Assim verte a Tradução Almeida:

(Oseias 12:2-5) 2 O Senhor também com Judá tem contenda, e castigará a Jacó segundo os seus caminhos; segundo as suas obras o recompensará. 3 No ventre pegou do calcanhar de seu irmão; e na sua idade varonil lutou com Deus. 4 Lutou com o anjo, e prevaleceu; chorou, e lhe fez súplicas. Em Betel o achou, e ali falou Deus com ele; 5 sim, o Senhor, o Deus dos exércitos; o Senhor e o seu nome.

O nome Israel refletia os caminhos e as obras de Jacó

Todas as “tribos dos filhos” de Israel.

Quais eram as “tribos dos filhos” de Israel??

Quantas eram as “tribos dos filhos” de Israel??

Quantos eram os filhos de Jacó??

Quem eram os “filhos” de Israel??

Ora, não foi deixada nenhuma dúvida em relação a este fato.

Jeová fez questão de que se fizesse registrar os nomes destes humanos que deram origem às tribos, definindo assim, de forma bem transparente a origem destes 144.000 homens que foram chamados de primícias e que haviam recebido um selo como marcação. Tratava-se de “discípulos de Jesus” que estavam sendo selados como primícias dentre as tribos dos filhos de Israel.

Da tribo de Judá foram assinalados doze mil; Da tribo de Rúben, doze mil; Da tribo de Gade, doze mil; 6 Da tribo de Aser, doze mil; Da tribo de Naftali, doze mil; Da tribo de Manassés, doze mil; 7 Da tribo de Simeão, doze mil; Da tribo de Levi, doze mil; Da tribo de Issacar, doze mil; 8 Da tribo de Zebulom, doze mil; Da tribo de José, doze mil; Da tribo de Benjamim foram assinaladas doze mil.

Da tribo de fulano; da tribo de fulano; da tribo de fulano.....

Ficou bem definido que os primeiros a receberem o selo qual marcação seriam os humanos pertencentes às doze tribos dos filhos de Jacó.

Sendo Israel (Jacó) o filho primogênito, quem eram os outros “filhos”??

De que região da terra eram estes homens??

Olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil que tinham escrito o nome dele e o nome de seu Pai sobre as suas testas.

Onde estes homens estavam?? Estavam no monte Sião, ou seja, na cidade de Davi, também chamada de Jerusalém.

Durante um período de tempo definido pelo próprio Jeová, de que único lugar estes “homens” deviam ser marcados??

Mesmo depois da morte de Jesus, durante certo tempo, havia um relacionamento “exclusivo” com as doze tribos dos filhos de Jacó, relacionamento este que deveria produzir os frutos esperados pelo Pai IHVH.

(Mateus 10:5-7) 5 A estes doze enviou Jesus, dando-lhes as seguintes ordens: “Não vos desvieis para a estrada das nações, e não entreis em cidade samaritana; 6 mas, ide antes continuamente às ovelhas perdidas da casa de Israel. 7 Ao irdes, pregai, dizendo: ‘O reino dos céus se tem aproximado....


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 10:5-7) 5 A estes doze enviou Jesus, dando-lhes estas instruções: Não ireis aos gentios, nem entrareis nas cidades dos samaritanos; 6 mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel. 7 Pondo-vos a caminho, pregai que está próximo o reino dos céus.

Do ano 29 EC até o ano 36 EC somente as ovelhas perdidas da casa de Israel (filhos de Jacó) estavam sendo marcadas (seladas). Somente eles podiam cantar este cântico. Foi o próprio Jeová quem assim o definiu.

A casa de Israel não tinha conhecimento de até quando eles deveriam obedecer a este mandamento dado por Jesus. Para a casa de Israel não haveria qualquer mudança em relação a este mandamento, afinal de contas, eles se consideravam os filhos únicos, ou seja, os abençoados, enquanto que os gentios eram os amaldiçoados.

(Daniel 9:26-27) 26 E depois das sessenta e duas semanas [o] Messias será decepado, sem ter nada para si mesmo. “E a cidade e o lugar santo serão arruinados pelo povo de um líder que há de vir. E o fim disso será pela inundação. E até [o] fim haverá guerra; o que foi determinado são desolações. 27 E ele terá de manter em vigor [o] pacto para com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferenda. “E sobre a asa de coisas repugnantes haverá um causando desolação; e até a exterminação derramar-se-á a coisa determinada também sobre aquele que jaz desolado.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Daniel 9:26-27) 26 Depois de sessenta e duas semanas será exterminado o ungido, e não terá nada; e o povo do príncipe que há de vir, destruirá a cidade e o santuário; ele acabará num dilúvio, e até o fim haverá guerra; desolações são determinadas. 27 Ele fará uma firme aliança com muitos por uma semana; na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; sobre a asa das abominações virá o assolador; e até a consumação, que é determinada, será derramada ira sobre o assolador.

Do ano 29 EC até o ano 36 EC (sete anos, ou uma semana) foi feito uma firme aliança com muitos. Exatamente uma semana, assim como o Pai havia definido. Durante esta semana não deviam ir aos gentios. No entanto, se um gentio viesse até os doze, não devia ser tratado com desdém. Devia ser informado que o seu tempo ainda não havia chegado, no entanto, se necessitassem de uma cura, tal cura poderia ser feita de acordo com a bondade daquele que tivesse o poder.

Durante este tempo, os demais filhos continuariam esperando Jeová definir o que deveria ser feito. Cabe ao filho ficar esperando o tempo marcado pelo Pai para cada um dos acontecimentos existentes em Sua mente.

Por deliberação de Jeová, o que ocorreu neste ano de 36 EC?? Será que o fato ocorrido foi o pedido de algum humano pertencente a casa de Israel, o filho primogênito??

Até o ano 36 EC o filho primogênito de Jeová (casa de Jacó) se considerava o filho único, apesar do Pai não lhe ter dito nada disso, muito pelo contrário.

Por serem os escolhidos e abençoados, aos olhos da casa de Jacó (o filho primogênito de Jeová), os incircuncisos das nações eram pessoas rejeitadas e amaldiçoadas, enquanto eles eram as pessoas escolhidas e abençoadas.

Até o ano 36 EC todos os apóstolos de Jesus e todos os demais discípulos de Jesus, estavam fazendo questão de obedecer ao pedido de Jesus de não se desviar para as nações (gentios) e não entrar em cidade samaritana. Eles tinham orgulho em não se desviar para as estradas das nações gentias. Neste ínterim pessoas estavam aderindo aos ensinos de Jesus. Os selados precisavam ser discípulos de Jesus, afinal de contas, tinham o nome de Jesus escrito em suas testas.

Até o ano 36 EC, o que pensavam e sentiam estes discípulos de Jesus em relação aos gentios??

Será que viam os gentios como seus irmãos ou será que consideravam como pessoas rejeitadas e amaldiçoadas em face das palavras restritivas de Jesus??

Esperavam ardentemente o tempo em que os gentios seriam convidados a participarem do pacto para um reino??

Os apóstolos e discípulos de Jesus presumiram ser os exclusivos súditos do reino de Deus. Eles presumiam estarem dentro do reino e todos os demais estarem do lado de fora “como” amaldiçoados por Jeová. Até o ano 36 EC, os discípulos de Jesus viam os gentios como amaldiçoados “por Jeová” e os tratavam como amaldiçoados.

No entanto, o próprio Jesus já lhes avisado (para aquela geração) sobre a chegada e entrada das pessoas das nações no reino de Deus:

(Lucas 13:29-30) 29 Outrossim, pessoas virão das regiões orientais e das ocidentais, e do norte e do sul, e se recostarão à mesa no reino de Deus. 30 E, eis que há os que são últimos, que serão primeiros, e há os que são primeiros, que serão últimos.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Lucas 13:29-30) 29 Muitos virão do oriente e do ocidente, do norte e do sul, e hão de sentar-se à mesa no reino de Deus. 30 Últimos há que serão primeiros, e primeiros que serão últimos.

Jesus também deixou bem claro que muitos gentios (pessoas das nações) entrariam no reino de Deus, na frente dos primeiros escolhidos, ou seja, da casa de Jacó, chamado pelo próprio Jeová de “filho primogênito”.

Ora, o desprezo dos da casa de Jacó pelos gentios (inclusive os apóstolos) era algo do qual eles sentiam orgulho. Não se misturavam com os gentios PORQUE viam os gentios como amaldiçoados por Jeová. Não entravam nas casas dos gentios. Por quê?? Para não se contaminarem.

Para não se contaminarem??

Sim, é isto mesmo, para não se contaminarem.

Os apóstolos faziam isto?? Sim, faziam. Este era o “sentimento” dos apóstolos em relação aos gentios incircuncisos, ou seja, as pessoas de outras nações que não fossem descendentes de Jacó.

Neste caso, o que os gentios eram aos seus olhos??

Pessoas contaminadas. Pessoas que podiam contaminá-los com sua sujeira.

Até então só havia discípulos de Jesus oriundos das doze tribos dos filhos de Israel, ou seja, dos doze filhos de Jacó.

O que aconteceu no ano 36 EC, que contrariava toda a expectativa e sentimentos dos apóstolos e discípulos de Jesus, pertencentes à casa dos filhos de Israel, a casa escolhida e abençoada??

Um dos apóstolos diretamente envolvido nestes sentimentos em relação aos gentios foi chamado para ser testemunha de algo que ele não sonhava ser possível de acontecer.

Quem o chamou??

O próprio Jeová.

O que ocorreu??

(Atos 10:1-2) 10 Havia então em Cesaréia certo homem de nome Cornélio, oficial do exército do chamado destacamento italiano, 2 homem devoto e que temia a Deus, junto com toda a sua família, e ele fazia muitas dádivas de misericórdia ao povo e fazia continuamente súplica a Deus....


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Atos 10:1-2) 1 Um homem em Cesaréia, por nome Cornélio, centurião de uma coorte chamada italiana, 2 piedoso e temente a Deus com toda a sua casa, e que fazia muitas esmolas ao povo e de contínuo orava a Deus,

Um oficial do exército romano.

Do ano 29 EC até o ano 36 EC, como se sentiam os primeiros chamados a participarem do reino em relação àqueles que até então ainda não tinham sido convidados??

Será que havia o sentimento de superioridade?? Será que havia soberba nos primeiros selados?? Será que havia palavras de desprezo dos selados em relação aos ATÉ ENTÃO não convidados??

Será que viam os gentios como desprezíveis??

Desprezível – Esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: merecedor de desprezo, abjeto, vil.

desprezível

adj.2g. (sXIV) 1 m.q. desprezável 2 merecedor de desprezo; abjeto, vil, vergonhoso ¤ etim desprezo + -i- + vel ¤ sin/var ver sinonímia de canalha e despiciendo ¤ ant respeitável


Uma pessoa vil.

Vil – Esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: tem pouco valor, não presta, reles, ordinário; que inspira desprezo.

vil

adj.2g. (sXIII) 1 que tem pouco valor, não presta; reles, ordinário <pessoa v.> <objeto v.> <comércio de mercadorias v.> 2 que custa pouco; que se compra por preço baixo <parecia ouro, mas era um metal v.> 3 que inspira desprezo, não tem dignidade; abjeto, desprezível, indigno, infame <v. traidor> 4 que tem pouca importância; insignificante, humilde, medíocre, miserável <num palácio ou num v. casebre, todos são irmãos> n s.2g. 5 pessoa desprezível, repugnante, infame ¤ etim lat. vílis,e 'que é de baixo preço, barato' ¤ sin/var ver sinonímia de canalha ¤ ant nobre


Como será que Pedro via os gentios??

Será que Pedro iria voluntariamente na casa deste homem, falar com ele sobre o reino dos céus??

Não estava Pedro “obedecendo” ao que Jesus lhe havia pedido de não se desviar para os gentios e nem para cidades samaritanas??

De forma “orgulhosa” eles se empenhavam em obedecer a este mandamento, presumindo serem filhos únicos.

O que aconteceu??

Depois de receber uma nova informação dada por um anjo, Pedro foi até a casa de Cornélio, entrou nela e começou a conversar com tal gentio.

É óbvio que não foi uma iniciativa de Pedro, pois este mandamento dado por Jesus, de não se desviar para os gentios, ele fazia questão de obedecer.

Como se sentiam Pedro e seus acompanhantes, todos fazendo parte das “tribos dos filhos de Israel”??

O que disse Pedro ao entrar na casa e encontrar tantos gentios reunidos??

(Atos 10:24-29) 24 No dia seguinte entrou em Cesaréia. Cornélio, naturalmente, esperava-os e havia reunido seus parentes e amigos íntimos. 25 Quando Pedro entrou, Cornélio foi ao seu encontro, prostrou-se aos pés dele e prestou-lhe homenagem. 26 Mas Pedro ergueu-o, dizendo: “Levanta-te; eu mesmo também sou homem.” 27 E, conversando com ele, entrou e achou muitas pessoas reunidas, 28 e disse-lhes: “Vós bem sabeis quão ilícito é para um judeu juntar-se ou chegar-se a um homem de outra raça; contudo, Deus mostrou-me que eu não chamasse nenhum homem de aviltado ou impuro. 29 Por isso vim, realmente sem objeção, quando fui chamado. Portanto, indago a razão pela qual me mandastes chamar.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Atos 10:24-29) 24 No outro dia entrou em Cesaréia. Cornélio estava esperando por eles, tendo reunido seus parentes e amigos íntimos. 25 Quando Pedro ia a entrar, veio Cornélio recebê-lo e, prostrando-se-lhe aos pés, adorou-o. 26 Mas Pedro ergueu-o, dizendo: Levanta-te, que eu também sou homem. 27 Falando com ele, entrou e achou muitos reunidos, 28 e disse-lhes: Vós bem sabeis que é proibido a um judeu ajuntar-se ou chegar-se a um de outra nação; todavia Deus mostrou-me que a ninguém chamasse impuro ou imundo; 29 por isso, sem objeção, vim logo que fui chamado. Pergunto, pois, por que razão me mandaste chamar?

É ilícito??

É proibido??

É contra a nossa lei??

Ora, os judeus chamavam os de outra raça de aviltados, imundos e impuros??

Sim, chamavam.

Imundo – Esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: cuja falta de asseio e sujeira provocam repugnância; muito sujo; porco; moralmente baixo, ignóbil, torpe.

imundo

adj. (1532) 1 cuja falta de asseio e sujeira provocam repugnância; muito sujo; porco <ruas i.> 2 que revolta a consciência; moralmente baixo; ignóbil, torpe <comportamento i.> 3 que não respeita as regras do decoro, da decência; indecente, licencioso <um livro i., um filme i.> ¤ etim lat. immúndus,a,um 'sujo, impuro' ¤ sin/var ver sinonímia de canalha e sujo ¤ ant ver antonímia de sujo ¤ hom imundo(fl.imundar); imunda(f.) / imunda(fl.imundar)


Aviltado – Esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: que perdeu o valor, desonrado.

aviltado

adj. (sXIII) que se aviltou 1 envilecido, desonrado 2 que foi humilhado, rebaixado 3 que perdeu o valor; desvalorizado ¤ etim part. de aviltar


Aviltar – Esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss:

aviltar

v. (sXIII) 1 t.d. e pron. tornar(-se) vil, indigno; envilecer(-se), desonrar(-se) <o excesso de poder avilta os fracos> <aviltou-se com a ambição sem limites> 2 t.d. e pron. submeter(-se) a vexames; rebaixar(-se), humilhar(-se) <vinga-se dos desafetos aviltando-os em público> <avilta-se não reagindo a agressões> 3 t.d. baixar o preço de <a concorrência estrangeira aviltou o vinho nacional> ¤ gram a respeito da conj. deste verbo, ver -iltar ¤ etim lat. vilìto,as,ávi,átum,áre 'menosprezar, desonrar, tornar vil', com a- protético ¤ sin/var abaixar, acanalhar, achincalhar, degradar, depreciar, desacreditar, deslustrar, desonrar, desprezar, detratar, diminuir, envilecer, enxovalhar, humilhar, infamar, macular, manchar, menosprezar, perverter, rebaixar, vilipendiar, viltar ¤ ant aplaudir, apreciar, aprovar, condecorar, considerar, decantar, dignificar, distinguir, elogiar, enaltecer, engrandecer, enobrecer, estimar, exaltar, glorificar, honrar, louvar, prezar, realçar, respeitar, reverenciar, sublimar, valorizar




Toda a casa de Israel, incluindo os apóstolos, sentiam repúdio por gentios incircuncisos??

Sim, sentiam.

A boca fala daquilo que o coração está cheio.

O que disse Pedro??

contudo, Deus mostrou-me que eu não chamasse nenhum homem de aviltado ou impuro.

todavia Deus mostrou-me que a ninguém chamasse impuro ou imundo;

Tratava-se de uma descrição inocente de um apóstolo de Jesus sobre seus sentimentos, palavras e ações em relação aos gentios. Tratava-se de uma realidade dele, apóstolo, em relação a outros humanos que não fossem parte do grupo deles (descendentes de Jacó).

Tratava-se do sentimento de superioridade em relação a outros humanos?? Sim.

Será que Jesus acompanhava este sentimento dos já discípulos dele em relação às pessoas das nações??

Bem, se Jesus tivesse os mesmos sentimentos, ele jamais escolheria ou permitiria que pessoas das nações se tornassem seus discípulos, juntando-se assim à casa de Jacó em um mesmo aprisco.

O que Jesus havia falado sobre este sentimento em relação a outras pessoas??

(Mateus 5:21-22) 21 Ouvistes que se disse aos dos tempos antigos: ‘Não deves assassinar; mas quem cometer um assassínio terá de prestar contas ao tribunal de justiça.’ 22 No entanto, digo-vos que todo aquele que continuar furioso com seu irmão terá de prestar contas ao tribunal de justiça; mas, quem se dirigir a seu irmão com uma palavra imprópria de desprezo terá de prestar contas ao Supremo Tribunal; ao passo que quem disser: ‘Tolo desprezível!’, estará sujeito à Geena ardente.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 5:21-22) 21 Tendes ouvido que foi dito aos antigos: Não matarás; e: Quem matar, estará sujeito a julgamento. 22 Mas eu vos digo que todo aquele que se ira contra seu irmão, estará sujeito a julgamento; e quem chamar a seu irmão: Raca, estará sujeito ao julgamento do sinédrio; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito à geena de fogo.

Raca – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: pessoa sem importância; insignificante

raca

adj.2g.s.2g. (sXIV) pej. diz-se de ou pessoa sem importância, insignificante, idiota ¤ etim orig. semítica, prov. der. do heb. rek 'vazio, oco' ¤ sin/var ver sinonímia de tolo \ô\ ¤ ant ver antonímia de tolo \ô\


Aos olhos dos da casa de Israel, os incircuncisos eram pessoas sem importância, pessoas insignificantes. Será que havia alguma dúvida em relação a isto??

O histórico não deixa qualquer dúvida.

As palavras de Jesus em relação a este sentimento tão arraigado pela casa de Israel em relação aos incircuncisos eram inéditas para aqueles adoradores de Jeová. Eles não levaram em consideração estas palavras de Jesus, pois permaneciam com seus sentimentos de superioridade em relação às pessoas das nações.

Pedro e os demais discípulos de Jesus não se viam como sujeitos à geena de fogo por seus sentimentos e palavras em relação aos gentios.

Uma outra pergunta: Será que só a partir daquele momento é que não mais deveriam chamar o gentio de impuro e imundo, ou será que isto era pecado deste sempre??

Ao estar ali com aqueles impuros ou imundos gentios, que surpresa teve Pedro e alguns dos demais pertencentes à casa de Israel, que eram de Jope??

(Atos 10:44-48) 44 Enquanto Pedro ainda falava sobre estes assuntos, caiu o espírito santo sobre todos os que ouviam a palavra. 45 E os fiéis que tinham vindo com Pedro, que eram dos circuncisos, ficaram pasmados, porque a dádiva gratuita do espírito santo estava sendo derramada também sobre pessoas das nações. 46 Pois, ouviam-nos falar em línguas e magnificar a Deus. Pedro respondeu então: 47 Pode alguém proibir a água, de modo que estes não sejam batizados, sendo que receberam o espírito santo assim como nós?” 48 Com isso mandou que fossem batizados no nome de Jesus Cristo. Solicitaram-lhe, então, que permanecesse alguns dias.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Atos 10:44-48) 44 Enquanto Pedro ainda falava estas coisas, desceu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra. 45 Admiraram-se todos os crentes que eram da circuncisão, quantos vieram com Pedro, porque também sobre os gentios foi derramado o dom do Espírito Santo; 46 pois os ouviam falar outras línguas e engrandecer a Deus. Então perguntou Pedro: 47 Porventura pode alguém negar a água, para que não sejam batizados estes, que receberam o Espírito Santo como nós? 48 E ordenou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Então lhe rogaram que se demorasse ali alguns dias.

O historiador nos conta o que ocorreu: “Desceu espírito santo sobre gentios e as testemunhas que faziam parte do grupo dos circuncisos ficaram pasmados/admirados”.

Estava acontecendo algo improvável para a mente daquela geração dos escolhidos.

Deus estava tratando o gentio da mesma forma como tratava o circunciso??

Não há nenhuma diferença entre nós e eles?? Deus não os têm como impuros e aviltados?? Deus está dando a eles o mesmo tratamento que dá a nós?? Eles também estão sendo chamados para serem discípulos de Jesus??

Será que não havia nada de errado nisto??

Aquele que sentia verdadeiro desprezo pelo gentio, estava agora diante de um grande problema pessoal. Ele via o gentio como raca.

Como reagiram alguns humanos pertencentes ao grupo do filho primogênito de Jeová, isto é, os judeus (pertencentes à casa de Jacó)??

O historiado continua nos contando:

(Atos 11:1-3) 11 Ora, os apóstolos e os irmãos que estavam na Judéia ouviram que pessoas das nações também receberam a palavra de Deus. 2 De modo que, quando Pedro subiu a Jerusalém, os [patrocinadores] da circuncisão começaram a contender com ele, 3 dizendo que ele tinha ido à casa de homens incircuncisos e havia comido com eles.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Atos 11:1-3) 1 Os apóstolos e os irmãos que estavam na Judéia, souberam que também os gentios haviam recebido a palavra de Deus. 2 Quando Pedro subiu a Jerusalém, disputavam com ele os que eram da circuncisão, dizendo: 3 Entraste em casa de homens incircuncisos, e comeste com eles.

De forma muito natural, esta foi a reação de um grupo que considerava o outro grupo como indignos de sua companhia, chamando à responsabilidade aquele que havia deixado de obedecer ao costume, tido por eles como uma lei. Tratava-se de algo sério. Para Pedro e os demais discípulos de Jesus, misturar-se com gentios era um pecado. Entrar na casa de um gentio e tomar uma refeição com ele era algo digno de plena repreensão, pois segundo eles, se tratava de um pecado.

Afinal de contas, isto era realmente um pecado contra Jeová?? Será que a partir daquele momento é tal ação deixaria de ser pecado?? Ou será que isto nunca tinha sido pecado??

Os abençoados da casa de Jacó (o primogênito de Jeová) viam os demais como amaldiçoados por Jeová. O filho primogênito estava revelando para todo mundo o seu sentimento em relação aos demais filhos de Seu Pai. Não há como negar a existência do sentimento de superioridade em relação ao gentio. Não há como negar o desprezo que sentiam por todos os demais povos, ou seja, os gentios, os incircuncisos.

Desta forma, fica assim bem claro que os primeiros a serem selados como discípulos de jesus, realmente eram apenas pessoas pertencentes à casa de Jacó, o filho primogênito de Jeová.

Até o ano 36 EC, somente existia marcação em pessoas oriundas da casa de Jacó, exatamente como descrito na revelação a João. Somente os da casa de Jacó estavam sendo selados. Eram os primeiros a serem selados. Eram as primícias.

O Pai também revelou uma plena igualdade no número dos selados entre as tribos dos filhos de Jacó. O Pai definiu um número de 12.000 selados de cada uma das doze tribos, deixando bem claro que não havia nenhuma tribo superior às demais.

Este formaram um número de 144.000 pessoas marcadas. Estes eram exclusivamente originários da casa de Jacó, o primogênito de Jeová. Estes foram chamados de “primícias”. Eram os “primeiros”. Ora, se eram os primeiros, outros também seriam selados.

Por serem primícias, eram especiais em relação aos demais?? Eram discípulos diferentes em relação aos discípulos gentios??

Por serem primícias receberiam o direito da primogenitura?? Receberiam algo que os demais não receberiam?? Será que Jeová os via e os tratava como especias em relação aos demais?? Será que Jeová acompanhava este sentimento e costume humano??

Algo estava acontecendo durante a marcação desta primícia.

O que estava acontecendo??

Depois disto vi quatro anjos em pé aos quatro cantos da terra, segurando os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre ela, nem sobre o mar, nem sobre árvore alguma. 2 Vi outro anjo levantar-se da parte do nascimento do sol, tendo o selo do Deus vivo. Ele clamou com uma grande voz aos quatro anjos, a quem fora dado que fizessem dano à terra e ao mar, 3 dizendo: Não façais dano à terra, nem ao mar, nem às árvores antes de termos selado os servos de nosso Deus nas suas testas.

Os ventos estavam sendo seguros. Estes ventos trariam a calamidade sobre a terra.

Esta condição era idêntica à situação que antecedeu a destruição de Jerusalém pelos babilônios no provável ano de 607 AEC.

Assim foi revelado ao profeta Ezequiel o que estava acontecendo no mundo invisível:

(Ezequiel 9:1-7) 9 E ele passou a clamar em alta voz aos meus ouvidos, dizendo: “Cheguem-se os que fixam sua atenção na cidade, cada um com a sua arma na mão para arruinar!” 2 E eis que vieram seis homens da direção do portão superior que dá para o norte, cada um com a sua arma maçadora na mão; e havia entre eles um homem vestido de linho, com um tinteiro de secretário sobre os quadris, e eles passaram a entrar e a ficar de pé junto ao altar de cobre. 3 E no que se referia à glória do Deus de Israel, foi retirada de cima dos querubins sobre os quais viera a estar [e levada] para o limiar da casa, e ele começou a chamar o homem vestido de linho, sobre cujos quadris havia o tinteiro de secretário. 4 E Jeová prosseguiu, dizendo-lhe: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e tens de marcar com um sinal as testas dos homens que suspiram e gemem por causa de todas as coisas detestáveis que se fazem no meio dela.5 E àqueles [outros] ele disse aos meus ouvidos: “Passai pela cidade, atrás dele, e golpeai. Não deixeis o vosso olho ter dó e não tenhais compaixão. 6 Deveis matar o idoso, o jovem, e a virgem, e a criancinha, e as mulheres — para a ruína. Mas não vos aproximeis de nenhum homem em quem haja o sinal, e deveis principiar desde o meu santuário.” De modo que principiaram com os homens idosos que estavam diante da casa. 7 E ele lhes disse mais: “Aviltai a casa e enchei de mortos os pátios. Saí!” E eles saíram e golpearam na cidade.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Ezequiel 9:1-7) 1 Ele me gritou aos ouvidos em alta voz, dizendo: Chegai vós os que estais encarregados da cidade, cada um com as suas armas destruidoras na mão. 2 Do caminho da porta superior, que olha para o norte, eis que vinham seis homens, cada um com seu instrumento de matança na mão; e no meio deles um homem vestido de linho, tendo um tinteiro de escrevente à sua cintura. Entraram e puseram-se junto ao altar de cobre. 3 A glória do Deus de Israel tinha-se removido de cima do querubim, sobre o qual estava, para a entrada da casa; e chamou ao homem vestido de linho, que tinha o tinteiro de escrevente à sua cintura. 4 Disse-lhe Jeová: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal as testas dos homens que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se fazem no meio dela. 5 Aos outros disse ele, ouvindo-o eu: Passai pela cidade após ele, e feri. Não poupem os vossos olhos, nem mostreis piedade: 6 matai o velho, o moço e a donzela, meninos e mulheres, até os exterminardes; porém não vos chegueis a qualquer homem sobre quem estiver o sinal. Começai pelo meu santuário. Então começaram pelos anciãos que estavam diante da casa. 7 Ele disse-lhes: Profanai a casa, e enchei de mortos os átrios; saí. Saíram e entraram na cidade.

Que situação era esta??

A cidade estava prestes a ser arruinada por determinação de Jeová. Estava se aproximando uma calamidade sobre aquela terra.

Antes da ação de arruinar a cidade, haveria uma marcação na testa dos homens que sofriam em face das coisas detestáveis que eram feitas dentro da cidade, com a plena aprovação dos sacerdotes, dos profetas, da casa real e da grande maioria do povo.

O Pai falou para Isaías sobre este acontecimento:

(Isaías 37:32) 32 Pois, de Jerusalém sairá um restante, e os que escapam, do monte Sião. O próprio zelo de Jeová dos exércitos fará isso.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Isaías 37:32) 32 Pois de Jerusalém sairá um resto, e do monte de Sião os que escaparam. O zelo de Jeová dos exércitos fará isto.

O Pai falou para o Seu mensageiro Joel sobre este acontecimento:

(Joel 2:30-32) 30 “E vou dar portentos nos céus e na terra: sangue e fogo, e colunas de fumaça. 31 O próprio sol será transformado em escuridão e a lua em sangue, antes de chegar o grande e atemorizante dia de Jeová. 32 E terá de acontecer que todo aquele que invocar o nome de Jeová salvar-se-á; pois no monte Sião e em Jerusalém virão a estar os que escaparam, assim como Jeová disse, e entre os sobreviventes que Jeová está chamando.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Joel 2:30-32) 30 Mostrarei prodígios nos céus e na terra, sangue e fogo e colunas de fumo. 31 O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia de Jeová. 32 Acontecerá que todo aquele que invocar o nome de Jeová será libertado; pois no monte de Sião e em Jerusalém estarão os que escaparem, como disse Jeová, e entre os sobreviventes aqueles que Jeová chamar.

O Pai estava informando o que aconteceria em Jerusalém e no monte Sião, o local geográfico onde ficava Jerusalém e o templo.

Pouco antes do ano 70 EC, o ano da segunda destruição de Jerusalém, a cidade encontrava-se na mesma condição de uma inescapável destruição. As condições existentes na cidade eram idênticas ou piores às existentes naquela Jerusalém de 607 AEC (ano presumível da destruição do templo em Jerusalém).

De forma idêntica, também estava sendo feita uma marcação na testa de pessoas que discordavam do que estava acontecendo ali.

A marcação destes humanos precedia a morte de muitas pessoas e da cidade ser destruída logo depois. A calamidade se aproximava daquela cidade e de toda a terra ao redor.

O que ocorreu?? A casa foi profanada e foram mortos os que se encontravam na casa, ou seja, os sacerdotes e levitas que ali prestavam o seu serviço.

O que aconteceu depois da selagem das primícias??

E depois disto, o que ocorreu?? Depois da marcação destes descendentes naturais de Jacó, o que ocorreu??

(Revelação 7:9-10) 9 Depois destas coisas eu vi, e, eis uma grande multidão, que nenhum homem podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, trajados de compridas vestes brancas; e havia palmas nas suas mãos. 10 E gritavam com voz alta, dizendo: “[Devemos] a salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Apocalipse 7:9-10) 9 Depois destas coisas olhei, e eis uma grande multidão que ninguém podia contar, de toda a nação e de todas as tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono e diante do Cordeiro, cobertos de vestiduras brancas com palmas nas mãos; 10 e clamavam com uma grande voz: Salvação a nosso Deus que está sentado sobre o trono, e ao Cordeiro.

Um número contável de 144.000 em contraste com uma incontável multidão de pessoas.

O que Jesus havia falado sobre os “escolhidos” serem ajuntados??

Será que as palavras de Jesus nos revelam um local específico e pessoas específicas??

(Mateus 24:29-35) 29 Imediatamente depois da tribulação daqueles dias, o sol ficará escurecido, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e os poderes dos céus serão abalados. 30 Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as tribos da terra se baterão então em lamento, e verão o Filho do homem vir nas nuvens do céu, com poder e grande glória. 31 E enviará os seus anjos com grande som de trombeta, e eles ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma extremidade dos céus até à outra extremidade deles. 32 Aprendei, pois, da figueira o seguinte ponto, como ilustração: Assim que os seus ramos novos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que o verão está próximo. 33 Do mesmo modo, também, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo às portas. 34 Deveras, eu vos digo que esta geração de modo algum passará até que todas estas coisas ocorram. 35 Céu e terra passarão, mas as minhas palavras de modo algum passarão.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 24:29-35) 29 Logo depois da tribulação daqueles dias o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do céu e as potestades dos céus serão abaladas. 30 Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as tribos da terra se hão de lamentar, e verão o Filho do homem vir sobre as nuvens do céu com poder e grande glória. 31 Ele enviará os seus anjos com grande trombeta, os quais ajuntarão os escolhidos dos quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus. 32 Aprendei esta parábola tirada da figueira: quando os seus ramos já estiverem tenros e brotarem folhas, sabeis que está próximo o verão; 33 assim também vós, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. 34 Em verdade vos digo que não passará esta geração, sem que todas estas coisas se cumpram. 35 Passará o céu e a terra, mas não passarão as minhas palavras.

Segundo as palavras de Jesus, quando os escolhidos seriam ajuntados?? Será que ocorreria em um futuro longínquo em relação ao momento em que ele estava falando??

As palavras de Jesus foram claras:

Esta geraçãode modo algum passará até que todas estas coisas ocorram.



não passará “esta geração, sem que todas estas coisas se cumpram.

Que “geração” era esta??

(Mateus 12:38-40) 38 Respondendo-lhe então alguns escribas e fariseus, disseram: “Instrutor, queremos ver um sinal da tua parte.” 39 Em resposta, disse-lhes: “Uma geração iníqua e adúltera persiste em buscar um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, exceto o sinal de Jonas, o profeta. 40 Porque, assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do enorme peixe, assim estará também o Filho do homem três dias e três noites no coração da terra.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 12:38-40) Então alguns escribas e fariseus disseram: Mestre, queremos ver algum milagre feito por ti. 39 Ele, porém, replicou: Uma geração má e adúltera pede um sinal; e nenhum sinal se lhe dará, senão o do profeta Jonas. 40 Pois assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim o Filho do homem estará três dias e três noites no coração da terra.

Tratava-se da geração da qual Jesus fazia parte como humano. Esta geração que me viu fazer todas as coisas que fiz, que testemunhou a minha existência humana e que me ouviu falar todas as palavras que falei.

Jesus falou mais em outra ocasião: “esta geração”.

(Marcos 8:10-12) 10 E ele entrou imediatamente no barco, com seus discípulos, e chegou às regiões de Dalmanuta. 11 Ali saíram os fariseus e começaram a discutir com ele, buscando [obter] dele um sinal do céu, para o porem à prova. 12 Ele gemeu então profundamente com seu espírito e disse: “Por que busca esta geração um sinal? Deveras, eu digo: Nenhum sinal será dado a esta geração.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Marcos 8:10-12) 10 Depois Jesus os despediu, e entrando logo na barca com seus discípulos, dirigiu-se para o território de Dalmanuta. 11 Saíram os fariseus e começaram a discutir com ele, procurando obter dele um sinal do céu, para o experimentarem. 12 Ele, dando um profundo suspiro em seu espírito, disse: Por que pede esta geração um sinal? em verdade vos digo que a esta geração nenhum sinal será dado.

Em outra ocasião, Jesus revela qual era a geração: “nesta geração”.

(Marcos 8:38) 38 Porque todo aquele que ficar envergonhado de mim e das minhas palavras, nesta geração adúltera e pecaminosa, deste o Filho do homem também se envergonhará, quando chegar na glória de seu Pai, com os santos anjos.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Marcos 8:38) 38 Porque se alguém nesta geração adúltera e pecadora se envergonhar de mim e das minhas palavras, também dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos.

Tudo ocorreria com aquela geração. Aquela geração da casa de Israel. Aquela geração adúltera e pecaminosa com a qual Jesus estava convivendo estava prestes a enfrentar uma grande calamidade que culminaria com a completa destruição da cidade de Jerusalém e do templo nela. Daquela geração é que sairia discípulos de Jesus, pessoas marcadas na testa.

De forma plenamente coerente, Jesus fala sobre aquela geração com quem ele estava convivendo.

(Lucas 11:47-51) 47 Ai de vós, porque construís os túmulos memoriais dos profetas, mas os vossos antepassados os mataram! 48 Vós, certamente, sois testemunhas das ações de vossos antepassados, contudo, consentis nelas, porque estes mataram os profetas, mas vós construís [os seus túmulos]. 49 Por esta razão, a sabedoria de Deus também disse: ‘Eu lhes enviarei profetas e apóstolos, e eles matarão e perseguirão a alguns deles, 50 para que o sangue de todos os profetas, derramado desde a fundação do mundo, seja exigido desta geração, 51 desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e a casa.’ Sim, eu vos digo, será exigido desta geração.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Lucas 11:47-51) 47 Ai de vós! porque erigis os túmulos dos profetas que vossos pais mataram. 48 Assim dais testemunho e consentis nas obras de vossos pais, porque eles os mataram, e vós lhes erigis os túmulos. 49 Por isso também disse a sabedoria de Deus: Enviar-lhes-ei profetas e apóstolos, e a alguns deles matarão e a outros perseguirão, 50 para que a esta geração se peça contas do sangue de todos os profetas, derramado desde a fundação do mundo, 51 desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o santuário; sim, eu vos digo que se pedirá contas a esta geração.

Aquela geração passaria por uma grande tribulação, direcionada a ela pelo próprio Jeová. Exatamente como na precedente Jerusalém de 607 AEC (ano presumível), também haveria pessoas seladas em suas testas e também haveria a destruição da cidade e do templo depois de tudo o que havia de sobrevir sobre aquela geração.

O que mais falou Jesus sobre o que aconteceria àquela geração em relação aos selados?? Será que a selagem seria algo visível??

(Mateus 24:36-42) 36 Acerca daquele dia e daquela hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente o Pai. 37 Pois assim como eram os dias de Noé, assim será a presença do Filho do homem. 38 Porque assim como eles eram naqueles dias antes do dilúvio, comendo e bebendo, os homens casando-se e as mulheres sendo dadas em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, 39 e não fizeram caso, até que veio o dilúvio e os varreu a todos, assim será a presença do Filho do homem. 40 Dois homens estarão então no campo: um será levado junto e o outro será abandonado; 41 duas mulheres estarão moendo no moinho manual: uma será levada junto e a outra será abandonada. 42 Portanto, mantende-vos vigilantes, porque não sabeis em que dia virá o vosso Senhor.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 24:36-42) 36 Mas daquele dia e daquela hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão só o Pai. 37 Pois assim como foi nos dias de Noé, assim será a vinda do Filho do homem. 38 Pois assim como naqueles dias antes do dilúvio comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, 39 e não o perceberam senão quando veio o dilúvio, e os levou a todos; assim será também a vinda do Filho do homem. 40 Naquele dia de dois homens que estiverem no campo, um será tomado e o outro será deixado; 41 de duas mulheres que estiverem moendo em um moinho, uma será tomada e a outra será deixada. 42 Portanto vigiai, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor;

Os selados não restariam reunidos em um prédio, em uma praça, em um monte, em uma sinagoga, em uma igreja ou em qualquer outro lugar, aguardando a chegada de Jesus.

Não haveria qualquer sinal visível ao humano quanto a se uma pessoa era selada ou não.

Seria impossível ao humano reconhecer um outro como tendo sido selado ou não.

As palavras de Jesus foram bem claras àqueles que estavam sendo selados:

Dois homens estarão então no campo: um será levado junto e o outro será abandonado; 41 duas mulheres estarão moendo no moinho manual: uma será levada junto e a outra será abandonada.

Naquele dia de dois homens que estiverem no campo, um será tomado e o outro será deixado; 41 de duas mulheres que estiverem moendo em um moinho, uma será tomada e a outra será deixada.

Será que o simples fato de afirmar ser um discípulo de Jesus já representava que tal pessoa havia sido selada??

Não estava Jesus falando com os seus próprios discípulos??

Que palavras falou Jesus para seus próprios discípulos??

Portanto, mantende-vos vigilantes, porque não sabeis em que dia virá o vosso Senhor.


Portanto vigiai, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor;

Percebemos que ser um discípulo de Jesus não representava nada de especial em relação a esta selagem.

Os discípulos estavam sendo avisados de que eles mesmos seriam pegos de surpresa.

(Mateus 24:43-44) 43 Mas, sabei isto, que, se o dono de casa tivesse sabido em que vigília viria o ladrão, teria ficado acordado e não teria permitido que a sua casa fosse arrombada. 44 Por esta razão, vós também mostrai-vos prontos, porque o Filho do homem vem numa hora em que não pensais.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 24:43-44) 43 mas considerai que se o dono da casa tivesse sabido a que hora da noite havia de vir o ladrão, teria vigiado e não haveria deixado arrombar a sua casa. 44 Por isso estai vós também apercebidos; porque a hora que não pensais, virá o Filho do homem.

Estas palavras de Jesus revelam ser assustadoras em face de que ele estava falando com os seus próprios discípulos. Jesus afirmou para eles: “O Filho do homem vem em uma hora em que não pensais”.

O que esta “vinda” representaria para aquele discípulo individual??

Isto é o que estava em jogo.

Antes de fazer tal afirmação, o que mais já havia falado Jesus??

(Mateus 24:23-28) 23 Então, se alguém vos disser: ‘Eis aqui está o Cristo!’, ou: ‘Ali!’, não o acrediteis. 24 Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios, a fim de desencaminhar, se possível, até mesmo os escolhidos. 25 Eis que eu vos avisei de antemão. 26 Portanto, se vos disserem: ‘Eis que ele está no deserto!’, não saiais; ‘eis que ele está nos aposentos interiores!’, não o acrediteis. 27 Pois, assim como o relâmpago sai das regiões orientais e brilha sobre as regiões ocidentais, assim será a presença do Filho do homem. 28 Onde estiver o cadáver, ali se ajuntarão as águias.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 24:23-28) 23 Então se alguém vos disser: Eis aqui o Cristo! ou: Ei-lo ali! não acrediteis; 24 porque se hão de levantar falsos cristos e falsos profetas, e mostrarão tais sinais e milagres que, se fora possível, enganariam até os escolhidos. 25 Vede que de antemão vo-lo tenho declarado. 26 Se, pois, vos disserem: Ei-lo que está no deserto! não saiais: Ei-lo no interior da casa! não acrediteis; 27 porque assim como o relâmpago sai do oriente, e se mostra até o ocidente, assim será a vinda do Filho do homem. 28 Onde estiver o cadáver, aí se juntarão os corvos.

As circunstâncias seriam provadoras. As circunstâncias se mostrariam enganosas. As circunstâncias seriam uma prova para os discípulos na forma individual. Jesus os estava avisando antecipadamente sobre o que passariam. Exatamente neste ambiente inconstante e provador é que haveria a marcação dos selados.

Será que algum destes cento e quarenta e quatro mil selados dentre os doze filhos de Jacó poderia estar vivo no nosso dia a dia??

Nenhum deles conseguiu sobreviver, todos morreram.

Que outra diferença básica havia??

Enquanto as primícias eram oriundas exclusivamente da casa de Jacó, isto é, dos circuncisos, a grande multidão era proveniente de todas as nações da terra, podendo incluir pessoas circuncisas.

Estas pessoas eram oriundas do outro aprisco, um aprisco que foi anexado por Jeová àquele velho aprisco da casa de Jacó. Tratava-se de um aprisco muito maior, pois as ovelhas estavam espalhadas nos demais povos gentios.

O que estava havendo??

Estava havendo a unificação dos apriscos...

Não se tratava de um projeto humano.

Tratava-se do projeto de Jeová sendo revelado ao humano.

Onde estavam todos estes homens que formavam uma incontável multidão?? Eles também estavam em pé diante do trono e diante do Cordeiro.

O anjo continuou falando a respeito da procedência destas ovelhas e sobre o local onde elas se encontravam.

(Revelação 7:14-17) 14 Eu lhe disse assim imediatamente: “Meu senhor, és tu quem sabes.” E ele me disse: “Estes são os que saem da grande tribulação, e lavaram as suas vestes compridas e as embranqueceram no sangue do Cordeiro. 15 É por isso que estão diante do trono de Deus; e prestam-lhe serviço sagrado, dia e noite, no seu templo; e O que está sentado no trono estenderá sobre eles a sua tenda. 16 Não terão mais fome, nem terão mais sede, nem se abaterá sobre eles o sol, nem calor abrasador, 17 porque o Cordeiro, que está no meio do trono, os pastoreará e os guiará a fontes de águas da vida. E Deus enxugará toda lágrima dos olhos deles.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Apocalipse 7:14-17) 14 Respondi-lhe: Meu Senhor, tu o sabes. Disse-me ele: Estes são os que vêm da grande tribulação, lavaram as suas vestiduras e as embranqueceram no sangue do Cordeiro. 15 Por isso estão diante do trono de Deus, e o adoram dia e noite no seu santuário; e o que está sentado sobre o trono estenderá o seu tabernáculo sobre eles. 16 Eles não terão fome, nem sede nunca jamais; nem cairá sobre eles o sol, nem calor algum, 17 porque o Cordeiro que está no meio do trono os pastoreará e os conduzirá às fontes da água da vida, e Deus enxugará toda a lágrima dos olhos deles.

Assim verte a Tradução Almeida:

(Apocalipse 7:14-17) 14 Respondi-lhe: Meu Senhor, tu sabes. Disse-me ele: Estes são os que vêm da grande tribulação, e levaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro. 15 Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que está assentado sobre o trono estenderá o seu tabernáculo sobre eles. 16 Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem cairá sobre eles o sol, nem calor algum; 17 porque o Cordeiro que está no meio, diante do trono, os apascentará e os conduzirá às fontes das águas da vida; e Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima.

Assim reza a Edição Pastoral:

(Apocalipse 7:14-17) 14 Eu respondi: Não sei não, Senhor! O Senhor é quem sabe!» Ele então me explicou: São os que vêm chegando da grande tribulação. Eles lavaram e alvejaram suas roupas no sangue do Cordeiro. 15 É por isso que ficam diante do trono de Deus, servindo a ele dia e noite em seu Templo. Aquele que está sentado no trono estenderá sua tenda sobre eles. 16 Nunca mais terão fome, nem sede; nunca mais serão queimados pelo sol, nem pelo calor ardente. 17 Pois o Cordeiro que está no meio do trono será o pastor deles; vai conduzi-los até às fontes de água da vida. E Deus lhes enxugará toda lágrima dos olhos.



De onde haviam saído tais pessoas??

Onde se daria esta grande tribulação??

O que disse o anjo??

A cidade de Jerusalém passou por uma “segunda grande tribulação”, o que acarretou na segunda destruição da cidade e do templo.

Onde estavam estes que escaparam da grande tribulação??

Estavam no templo de Deus; prestavam serviço sagrado a Deus, no templo de Deus, no santuário de Deus. Será que era um atrevimento destes gentios estarem dentro do templo de Deus??

Pessoas de todas as nações prestando serviço sagrado no templo de Jeová?? Ora, havia incircuncisos dentro do templo de Deus??

Desde quando isto era permitido?? Será os judeus permitiam tal coisa?? O que diriam os sacerdotes e os levitas em Jerusalém??

Aquele que estava sentado no trono toma a iniciativa de estender a Sua tenda (tabernáculo) sobre esta incontável multidão. Do ponto de vista de Jeová não havia qualquer atrevimento. Era algo que Ele mesmo havia mandado ser feito, afinal, o templo era Dele. Foi Ele mesmo quem chamou os gentios para perto Dele, tão perto quanto estavam os da casa de Israel. O Pai havia retirado a parede de separação e o incircunciso estava sendo convidado a estar diante do tabernáculo de Jeová.

Que mensagem havia Jeová falado para Isaías em relação aos incircuncisos??

(Isaías 56:1-7) 56 Assim disse Jeová: “Guardai o juízo e fazei o que é justo. Pois a minha salvação está prestes a chegar e a minha justiça a ser revelada. 2 Feliz o homem mortal que fizer isso, e o filho da humanidade que se agarrar a isso, guardando o sábado, para não o profanar, e guardando a sua mão, para não fazer nenhuma espécie de maldade. 3 E não diga o estrangeiro que se juntou a Jeová: ‘Sem dúvida, Jeová me separará de seu povo.’ Nem diga o eunuco: ‘Eis que sou uma árvore seca.’” 4 Pois assim disse Jeová aos eunucos que guardam os meus sábados e que escolheram aquilo de que me agradei, e que se agarram ao meu pacto: 5 Até mesmo vou dar-lhes na minha casa e dentro das minhas muralhas um monumento e um nome, algo melhor do que filhos e filhas. Dar-lhes-ei um nome por tempo indefinido, um que não será decepado. 6 E os estrangeiros que se juntaram a Jeová para ministrar-lhe e para amar o nome de Jeová, a fim de se tornarem servos seus, todos os que guardam o sábado para não o profanarem e que se agarram ao meu pacto, 7 eu também vou trazer ao meu santo monte e fazê-los alegrar-se dentro da minha casa de oração. Seus holocaustos e seus sacrifícios serão para aceitação sobre o meu altar. Pois a minha própria casa será chamada mesmo de casa de oração para todos os povos.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Isaías 56: 1-7) 1 Assim diz Jeová: Guardai o juízo, e fazei justiça; pois a minha salvação está prestes a vir, e a minha justiça prestes a se manifestar. 2 Feliz é o homem que faz isto e o filho do homem que lança mão disto: que guarda o sábado para não o profanar, e guarda as suas mãos para não praticar mal algum. 3 Não diga o estrangeiro que se uniu a Jeová: Certamente Jeová me separará do seu povo; não diga o eunuco: Eis que sou uma árvore seca. 4 Pois assim diz Jeová a respeito dos eunucos que guardam os seus sábados, e escolhem as coisas em que me agrado, e abraçam a minha aliança: 5 Dar-lhes-ei na minha casa e dentro dos meus muros um memorial e um nome melhor do que o de filhos e filhas; dar-lhes-ei um nome sempiterno, que não se apagará. 6 Também os estrangeiros que se unem a Jeová, para o servirem, e amarem o nome de Jeová, a fim de que lhe sejam servos, sim todos os que guardam o sábado, para que não o profanem, e abraçam a minha aliança; 7 a estes os levarei ao meu santo monte, e os alegrarei na minha casa de oração. Os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos sobre o meu altar, porque a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos.

Jeová revelou para Isaías que não discriminava os incircuncisos, assim como fazia o povo escolhido. Jeová deixou bem claro o Seu sentimento pelos incircuncisos.

Ó incircuncisos, vejam, Eu não tenho aversão por vós.

O Pai celestial, o Dono do templo havia dado permissão para o incircunciso entrar no Seu templo.

E quanto àqueles que já serviam naquele templo por séculos?? Será que aceitariam esta invasão de gentios no templo de Jeová?? Como é que os primeiros viam estes últimos??

Um só rebanho e um só pastor??

(João 10:16) 16 E tenho outras ovelhas, que não são deste aprisco; a estas também tenho de trazer, e elas escutarão a minha voz e se tornarão um só rebanho, um só pastor.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(João 10:16) 16 Tenho também outras ovelhas que não são deste aprisco, estas também é necessário que eu as traga; elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um pastor.

Quem seria o pastor de todas as ovelhas?? Jesus, obviamente. O Cordeiro que está no meio to trono será o pastor deles; vai conduzi-los até as fontes de água da vida. Jesus fazia isto alegremente, e para ele não havia diferença entre as ovelhas.

A imparcialidade está ligada ao Pai. Este é um dos Seus sete espíritos. Todos são tratados igualmente. Embora haja filhos que desejem ser tratados de forma especial, o Pai não acompanha os sentimentos de Seus filhos.

O filho primogênito de Jeová (Jacó) sentia-se filho único e tratava os demais irmãos com desprezo e desdém, vendo-os até mesmo como ex-filhos.

A ilustração contada por Jesus, aquela chamada de filho pródigo, revela o acontecido com a casa de Israel (primogênito abençoado) e os gentios.

Vejamos outra vez esta incrível ilustração contada por Jesus:

(Lucas 15:11-32) 11 Ele disse então: “Certo homem tinha dois filhos. 12 E o mais jovem deles disse a seu pai: ‘Pai, dá-me a parte dos bens que me cabe.’ Dividiu então os seus meios de vida entre eles. 13 Mais tarde, não muitos dias depois, o filho mais jovem ajuntou todas as coisas e viajou para fora, a um país distante, e ali esbanjou os seus bens por levar uma vida devassa. 14 Quando já tinha gasto tudo, ocorreu uma fome severa em todo aquele país, e ele principiou a passar necessidade. 15 Ele até mesmo foi e se agregou a um dos cidadãos daquele país, e este o enviou aos seus campos para pastar porcos. 16 E costumava desejar saciar-se das alfarrobas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava [nada]. 17 Quando caiu em si, disse: ‘Quantos empregados de meu pai têm abundância de pão, enquanto eu pereço aqui de fome! 18 Levantar-me-ei e viajarei para meu pai e lhe direi: ‘Pai, pequei contra o céu e contra ti. 19 Não sou mais digno de ser chamado teu filho. Faze de mim um dos teus empregados.”’ 20 Levantou-se assim e foi ter com seu pai. Enquanto ainda estava longe, seu pai o avistou e teve pena, e correu e lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou ternamente. 21 O filho disse-lhe então: ‘Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho. Faze de mim um dos teus empregados.’ 22 Mas o pai disse aos seus escravos: ‘Ligeiro! Trazei uma veste comprida, a melhor, vesti-o com ela, e ponde-lhe um anel na mão e sandálias nos pés. 23 E trazei o novilho cevado e abatei-o, e comamos e alegremo-nos, 24 porque este meu filho estava morto, e voltou a viver; estava perdido, mas foi achado.’ E principiaram a regalar-se. 25 Ora, o filho mais velho dele estava no campo; e quando chegou e se aproximou da casa, ouviu um concerto de música e dança. 26 De modo que chamou a si um dos servos e indagou o significado destas coisas. 27 Este lhe disse: ‘Chegou teu irmão, e teu pai abateu o novilho cevado, porque o recebeu de volta em boa saúde.’ 28 Mas ele ficou furioso e não quis entrar. Saiu então seu pai e começou a suplicar-lhe. 29 Em resposta, ele disse ao seu pai: ‘Eis que trabalhei tantos anos como escravo para ti, e nunca, nem uma única vez, transgredi o teu mandamento, contudo, nunca, nem uma única vez, me deste um cabritinho para alegrar-me com os meus amigos. 30 Mas, assim que chegou este teu filho, que consumiu com as meretrizes o teu meio de vida, abates para ele o novilho cevado.’ 31 Disse-lhe então: ‘Filho, tu sempre estiveste comigo e todas as minhas coisas são tuas; 32 mas nós simplesmente tivemos de nos regalar e alegrar, porque este teu irmão estava morto, e voltou a viver, e estava perdido, mas foi achado.’”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Lucas 15:11-32) 11 Continuou: Um homem tinha dois filhos. 12 Disse o mais moço a seu pai: Meu pai, dá-me a parte dos bens que me toca. Ele repartiu os seus haveres entre ambos. 13 Poucos dias depois o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu, partiu para um país longínquo, e lá dissipou todos os seus bens, vivendo dissolutamente. 14 Depois de ter consumido tudo, sobreveio àquele país uma grande fome, e ele começou a passar necessidades. 15 Foi encostar-se a um dos cidadãos daquele país, e este o mandou para os seus campos guardar porcos. 16 Ali desejava ele fartar-se das alfarrobas que os porcos comiam, mas ninguém lhas dava. 17 Caindo, porém, em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm pão com fartura, e eu aqui estou morrendo de fome! 18 Levantar-me-ei, irei a meu pai e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e diante de ti: 19 já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus jornaleiros. 20 Levantando-se, foi para seu pai. Estando ele ainda longe, seu pai viu-o e teve compaixão dele e, correndo, o abraçou e beijou. 21 Disse-lhe o filho: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho. 22 O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei-me depressa a melhor roupa e vesti-lha, e ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; 23 trazei também o novilho cevado, matai-o, comamos e regozijemo-nos, 24 porque este meu filho era morto e reviveu, estava perdido e se achou. E começaram a regozijar-se. 25 Seu filho mais velho estava no campo; quando voltou e foi chegando à casa, ouviu a música e a dança: 26 e chamando um dos criados, perguntou-lhe que era aquilo. 27 Este lhe respondeu: Chegou teu irmão, e teu pai mandou matar o novilho cevado, porque o recuperou com saúde. 28 Ele se indignou, e não queria entrar; e saindo seu pai, procurava conciliá-lo. 29 Mas ele respondeu a seu pai: Há tantos anos que te sirvo, sem jamais transgredir uma ordem tua, e nunca me deste um cabrito para eu me regozijar com os meus amigos; 30 mas quando veio este teu filho, que gastou os teus bens com meretrizes, tu mandaste matar para ele o novilho cevado. 31 Replicou-lhe o pai: Filho, tu sempre estás comigo, e tudo o que é meu é teu; 32 entretanto cumpria regozijarmo-nos e alegrarmo-nos, porque este teu irmão era morto e reviveu, estava perdido e se achou.

O Pai tem dois filhos. O primogênito está na casa do Pai, enquanto o filho mais jovem está longe e vivendo sua vida segundo o seu livre-arbítrio. O filho mais jovem vive uma forma de vida que o deixa aviltado. O seu irmão mais velho (primogênito) o vê como aviltado. O filho primogênito já tem o seu próprio sentimento pelo seu irmão mais jovem, vendo-o até mesmo como um ex-irmão sem qualquer chance de voltar ao convívio com o Pai.

Quando o filho primogênito finalmente percebe o amor do Pai pelo seu aviltado irmão, ele fica com raiva.

Ora, o filho primogênito deve respeitar o sentimento de seu Pai por seu irmão mais jovem, não deve??

No ano 36 EC o filho primogênito (Jacó) descobre de forma definitiva que não é filho único. O filho mais velho também ficará sabendo que o seu irmão mais jovem, ou seja, aquele que foi chamado depois, também recebe do Pai os mesmos sentimentos que ele, como primogênito, recebeu do Pai. O filho primogênito descobrirá que o tamanho do amor do Pai pelo filho mais jovem é tão grande quanto o amor que o Pai lhe tem. Igualdade plena em relação a Seus filhos, é o que provêm do Pai.

O filho primogênito descobrirá que existe plena igualdade entre ele e todos os seus irmãos mais jovens. O filho primogênito fica decepcionado, pois ele esperava um tratamento diferenciado.

Toda a grande multidão de filhos estão diante do trono de Deus e estão dentro do templo de Deus, e Deus estende sua tenda sobre eles.

O Cordeiro Jesus os pastoreará. Esta grande multidão de gentios será pastoreada pelo mesmo pastor que pastoreia os 144.000 que foram os primeiros a serem marcados. Juntos, gentios e a casa de Jacó, já formam um único rebanho. Não há dois rebanhos separados geograficamente, em que um rebanho será formado de ovelhas humanas invisíveis e um outro formado por um rebanho de ovelhas humanas visíveis, formadas de carne e sangue.

Esta ilustração de Jesus sobre o filho pródigo é incrivelmente reveladora.

Seria feito um mal à terra, ao mar e às árvores. Antes deste mal ser feito, deveria acontecer a selagem de uma primícia. Os quatro anjos estavam segurando os quatro ventos. A terra seria assolada pelos quatro ventos. Foi pedido um tempo para o início de tal assolação. Durante este tempo haveria a selagem de 144.000 pessoas que viviam naquela terra, ou seja, onde residia a casa de Jacó. Os selados pertenciam à casa de Jacó, aquele cujo Pai chamou de primogênito e aquele cujo Pai trocou o nome de Jacó para Israel.

A primícia estava reunida no monte Sião. Estava reunida na cidade de Jerusalém, onde ficava o templo.

Onde estava a incontável multidão??

A incontável multidão estava no templo.

Onde ficava o templo??

Na cidade de Jerusalém.

Geograficamente falando, tanto a primícia quanto a incontável multidão estavam no mesmo lugar. Estavam na mesma cidade e no mesmo templo.



Monte Sião - onde fica??

Há diferença entre monte Sião e Jerusalém??

Há diferença entre Monte Sião e o templo dedicado à Jeová??

TNM reza:

(2 Samuel 5:6-9) 6 Por conseguinte, o rei e seus homens foram a Jerusalém contra os jebuseus que habitavam no país, e estes começaram a dizer a Davi: “Aqui não entrarás, mas os cegos e os coxos hão de repelir-te”, pensando: “Davi não entrará aqui.” 7 Todavia, Davi passou a capturar a fortaleza de Sião, isto é, a Cidade de Davi. 8 De modo que Davi disse naquele dia: “Aquele que golpear os jebuseus estabeleça contato por meio do túnel de água tanto com os coxos como com os cegos que são odiosos para a alma de Davi!” Por isso é que se diz: “O cego e o coxo não entrarão na casa.” 9 E Davi passou a morar na fortaleza e ela veio a ser chamada de Cidade de Davi; e Davi começou a construir em todo o redor, desde o Aterro e para dentro.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(2 Samuel 5:6-9) 6 Foi o rei com seus homens a Jerusalém contra os jebuseus, que habitavam naquela terra; os quais disseram a Davi: Não entrarás aqui, porque os cegos e os coxos te repelirão, querendo dizer com isso: Davi não poderá entrar aqui. 7 Todavia Davi tomou a fortaleza de Sião: esta é a cidade de Davi. 8 Disse Davi naquele dia: Todo o que ferir os jebuseus, suba ao canal e fira os cegos e os coxos, a quem a alma de Davi aborrece. Por isso se diz: Nem cego nem coxo entrará na casa. 9 Davi habitou na fortaleza, e chamou-lhe a cidade de Davi. Levantou edifícios ao redor desde Milo, e para dentro.

Sião é a cidade de Davi.


(1 Reis 8:1) 8 Naquele tempo Salomão passou a congregar os anciãos de Israel, todos os cabeças das tribos, os maiorais dos pais, dos filhos de Israel, ao Rei Salomão em Jerusalém, para que fizessem a arca do pacto de Jeová subir da Cidade de Davi, isto é, Sião.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(1 Reis 8:1) 1 Então o rei Salomão congregou junto a si em Jerusalém os anciãos de Israel, e todos os cabeças das tribos, príncipes das casas paternas dos filhos de Israel, para fazerem subir da cidade de Davi, que é Sião, a arca da aliança de Jeová.

Jebus que é Jerusalém, que é fortaleza de Sião, que é a cidade de Davi.


(1 Crônicas 11:4-5) 4 Mais tarde, Davi e todo o Israel foram a Jerusalém, isto é, a Jebus, onde os jebuseus eram os habitantes do país. 5 E os habitantes de Jebus começaram a dizer a Davi: “Aqui não entrarás.” Não obstante, Davi passou a capturar a fortaleza de Sião, isto é, a Cidade de Davi.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(1 Crônicas 11:4-5) 4 Partiu Davi com todo o Israel para Jerusalém (que é Jebus); e estavam ali os jebuseus, habitantes da terra. 5 Disseram os habitantes de Jebus a Davi: Não entrarás aqui. Todavia Davi tomou a fortaleza de Sião, que é a cidade de Davi.



O monte Sião é o lugar da casa real de Davi. O Pai IHBH residia no monte Sião, habitava no monte Sião.

NM reza:

(Isaías 8:18) 18 Eis que eu e os filhos que Jeová me deu somos como sinais e como milagres em Israel, da parte de Jeová dos exércitos, que reside no monte Sião.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Isaías 8:18) 18 Eis que eu e os filhos que Jeová me tem dado, são para sinais e para portentos em Israel da parte de Jeová dos exércitos, que habita no monte de Sião.

O lugar de habitação (residência) de IHVH era o monte Sião, pois lá estava o templo onde Ele realmente residia. Os humanos ali no templo e na cidade estavam diante do trono de IHVH, muito embora não respeitassem o lugar.


(Isaías 4:2-6) 2 Naquele dia, aquilo que Jeová fará brotar virá a ser para ornato e para glória, e os frutos da terra serão algo de que se orgulhar e algo belo para os de Israel que escaparam. 3 E terá de acontecer que se dirá dos que restam em Sião e dos que sobram em Jerusalém que são santos para ele, cada um inscrito em Jerusalém para a vida. 4 Quando Jeová tiver lavado o excremento das filhas de Sião, e ele eliminar de enxaguadura até mesmo o derramamento de sangue de Jerusalém, de dentro dela, pelo espírito de julgamento e pelo espírito de queima, 5 então Jeová criará certamente, sobre todo lugar estabelecido do Monte Sião e sobre seu lugar de congresso, uma nuvem, de dia, e fumaça e o clarão de um fogo chamejante, de noite; porque por cima de toda a glória haverá um abrigo. 6 E virá a haver uma barraca para sombra de dia, do calor seco, e para refúgio e para esconderijo contra o temporal e contra a chuva.


Assim verte a Tradução Brasileira:


(Isaías 4:2-6) 2 Naquele dia o renovo de Jeová se tornará em beleza e glória, e o fruto da terra em orgulho e adorno para os de Israel que tiverem escapado. 3 Será que quem for deixado em Sião, e ficar em Jerusalém, chamar-se-á santo, todo aquele que está inscrito entre os vivos em Jerusalém; 4 quando Jeová tiver lavado a imundícia das filhas de Sião, e tiver purgado a Jerusalém do sangue que há no meio dela pelo sopro do juízo e pelo sopro do incêndio. 5 Jeová criará sobre toda a extensão do monte de Sião, e sobre as assembléias dela, uma nuvem e fumo de dia, e o resplendor dum fogo chamejante de noite. Pois sobre toda a glória se estenderá um docel. 6 Haverá um pavilhão para sombra de dia contra o calor, e para refúgio e esconderijo contra a tempestade e a chuva.




Em que cidade a grande multidão presta serviço a Deus?? Uma cidade com templo ou uma cidade sem templo??


Será que aquela grande multidão que prestava serviço “no templo” (e prestam-lhe serviço sagrado, dia e noite, no seu templo;), estava prestando serviço junto à Nova Jerusalém, aquela que desce dos céus da parte de Deus??


Não seria ilógico em face da descrição feita da Nova Jerusalém??

O que foi dito em relação à Nova Jerusalém??

Será que a Nova Jerusalém tinha um templo???


(Revelação 21:22-23) 22 E não vi templo nela, pois Jeová Deus, o Todo-poderoso, é o seu templo, também o Cordeiro [o é]. 23 E a cidade não tinha necessidade do sol, nem da lua, para brilhar sobre ela, pois a glória de Deus a iluminava, e a sua lâmpada era o Cordeiro.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Apocalipse 21:22-23) 22 Não vi nela santuário, porque o Senhor Deus Todo-poderoso e o Cordeiro são o seu santuário. 23 A cidade não precisa do sol nem da lua para a iluminar; porque a glória de Deus a iluminou, e o Cordeiro é a sua candeia.


Será que a grande multidão está prestando serviço sagrado na Nova Jerusalém???

Prestam serviço no templo, no entanto a Nova Jerusalém não tem templo..........

Isto também é algo bem interessante em relação a grande multidão, não é??

Nem os chamados de “primícias” e nem os chamados de “grande multidão” poderiam prestar serviço no templo da Nova Jerusalém, pois a Nova Jerusalém não tem templo.


Eles reinarão sobre a terra. Será que somente 144.000 reinam?? Que reinar deveria ser este?? Como deviam reinar?? Sobre quem eles reinam??


Eles quem??

Eles formariam um reino e sacerdotes.


(Revelação 5:6-10) 6 E eu vi no meio do trono e das quatro criaturas viventes, e no meio dos anciãos, um cordeiro em pé, como se tivesse sido morto, tendo sete chifres e sete olhos, [olhos] que significam os sete espíritos de Deus, os quais têm sido enviados à terra inteira. 7 E ele foi e [o] tirou imediatamente da mão direita Daquele sentado no trono. 8 E, ao tomar o rolo, as quatro criaturas viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, cada um [deles] tendo uma harpa e tigelas de ouro cheias de incenso, e o [incenso] significa as orações dos santos. 9 E cantam um novo cântico, dizendo: “Digno és de tomar o rolo e de abrir os seus selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste pessoas para Deus, dentre toda tribo, e língua, e povo, e nação, 10 e fizeste deles um reino e sacerdotes para o nosso Deus, e hão de reinar sobre a terra.”


Assim verte a Tradução Brasileira:


(Apocalipse 5:6-10) 6 Vi no meio do trono e das quatro criaturas viventes, e no meio dos anciãos, um Cordeiro em pé, como se tivesse sido morto, tendo sete chifres e sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus, enviados por toda a terra. 7 Ele veio e tirou o livro da mão direita daquele que estava sentado sobre o trono. 8 Havendo ele tomado o livro, as quatro criaturas viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa, e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos. 9 E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de receber o livro e de abrir os seus selos, porque foste morto e compraste para Deus com o teu sangue homens de toda a tribo, e língua, e povo e nação, 10 e lhes fizeste para nosso Deus reino e sacerdotes, e reinarão sobre a terra.


Este grande grupo era oriundo de onde??

dentre toda tribo, e língua, e povo, e nação

homens de toda a tribo, e língua, e povo e nação


De toda tribo, e língua, e povo, e nação.


De onde foram retiradas as “primícias”??

cento e quarenta e quatro mil, assinalados de todas as tribos dos filhos de Israel:

cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos do povo de Israel.


De todas as doze tribos dos filhos de Israel. De todas as doze tribos dos filhos de Jacó.



Estavam falando das primícias ou de todo o grupo de humanos??

Compraste “pessoas” para Deus.

De onde??

De toda tribo, língua e nação e povo.

Quantos foram comprados??

Todos os que foram comprados. O número dos “comprados” da terra é um número indefinido de pessoas.

Será que somente 144.000 foram comprados da terra??

Os 144.000 foram chamados de primícias, não foram??


Todos os que foram comprados de toda nação incluía os primeiros a serem comprados, obviamente. O grupo “primícias” estava incluído. O grupo “primícias” foi o primeiro a ser comprado. Na linha do tempo, o grupo “primícia” foi o primeiro a ser comprado da terra. O grupo “primícias” foi o primeiro grupo a ser convidado a fazer parte do reino. O grupo primícia foi constituído dos discípulos de Jesus oriundos de humanos pertencentes ao grupo dos que se orgulhavam de serem circuncisos, ou seja, os descendentes de Jacó.


Quem reinaria sobre a terra??

Todos os comprados da terra. Neste caso, terra se refere a todo o planeta, pois está incluída todas as nações gentias. Todos eles formariam um reino e sacerdotes. Todos eles reinariam sobre a terra. Tanto o discípulo circunciso quanto o discípulo incircunciso, reinaria sobre a terra.


Como seria o reinar destes homens discípulos de Jesus??

Seria um reinar idêntico ao praticado por Davi, Salomão e outros humanos da casa de Israel??

Que espécie de reinar havia praticado Jesus?? Foi um reinar idêntico ao reinar de Davi, Salomão e outros reis da casa de Israel??

O reinar de Jesus foi um reinar bem diferente.

Como o seguidor de Jesus devia reinar??


Seria idêntico ao reinar praticado por Jesus, obviamente.


Que espécie de reinar praticou Jesus?? O mesmo reinar praticado pelo Pai.


(Ezequiel 34:15-16) 15 “‘“Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas e eu mesmo as farei deitar-se”, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová. 16 Procurarei a perdida e trarei de volta a dispersa, e pensarei a quebrada e fortalecerei a doentia, mas aniquilarei a gorda e a forte. A esta apascentarei com julgamento.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Ezequiel 34:15-16) 15 Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas, e eu as farei deitar-se, diz o Senhor Jeová. 16 Buscarei a que estava perdida, e tornarei a trazer a que estava desgarrada, e ligarei a que estava quebrada, e fortalecerei a que estava enferma; mas destruirei a gorda e a forte. Apascentá-la-ei com justiça.


Este reinar de Jesus é um reinar bem diferente do reinar praticado por todos os demais reis humanos. O reinar de Jesus é a ação de cuidar, zelar e instruir pessoas, ou seja, um reinar altruísta no qual o beneficiado é o súdito. Jesus mostrou ser um paráclito, ou seja, um ajudador. Percebemos que este reinar nada tinha a ver com coroa, trono, castelo, impostos, imposições, violências e todas as demais características dos reinos praticados pelos humanos, ou seja, um reinar motivado pelo egoísmo.


O que Jesus pediu que seus seguidores fizessem??


(Mateus 10:5-10) 5 A estes doze enviou Jesus, dando-lhes as seguintes ordens: “Não vos desvieis para a estrada das nações, e não entreis em cidade samaritana; 6 mas, ide antes continuamente às ovelhas perdidas da casa de Israel. 7 Ao irdes, pregai, dizendo: ‘O reino dos céus se tem aproximado.’ 8 Curai doentes, ressuscitai mortos, tornai limpos os leprosos, expulsai demônios. De graça recebestes, de graça dai. 9 Não adquirais nem ouro, nem prata, nem cobre, para os bolsos dos vossos cintos, 10 nem alforje para a viagem, nem duas peças de roupa interior, nem sandálias, nem bastão; pois o trabalhador merece o seu alimento.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 10:5-10) 5 A estes doze enviou Jesus, dando-lhes estas instruções: Não ireis aos gentios, nem entrareis nas cidades dos samaritanos; 6 mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel. 7 Pondo-vos a caminho, pregai que está próximo o reino dos céus. 8 Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, limpai os leprosos, expeli os demônios; de graça recebestes, de graça dai. 9 Não vos provereis de ouro nem de prata, nem de cobre nas vossas bolsas; 10 nem de alforge para o caminho, nem de duas túnicas, nem de calçado, nem de bordão; pois digno é o trabalhador do seu alimento.


Percebemos no pedido que as ações dos enviados, deviam ser ações idênticas às praticadas pelo próprio Jesus. Estes homens estavam praticando o mesmo reinar de Jesus, no mesmo momento em que Jesus estava reinando. Não havia coroa, cetro, trono, dignidade real e impostos para a manutenção de uma casa real. Havia abdicação total de si mesmo. Não havia o egoísmo característico de um reinado humano. Havia o cuidar permanente das ovelhas. Este rei se tornava um trabalhador não remunerado, pois sua única remuneração era o alimento que lhe seria dado. Não tome posse de “nada” para si mesmo. Ele não estava cuidando de suas ovelhas. As ovelhas não eram dele. Ele não devia tomar posse das ovelhas. As ovelhas eram um tesouro precioso de propriedade do Pai Celestial, para quem ele trabalhava de forma não remunerada.


Abdicar – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: renunciar por vontade própria; renunciar ou desistir de.


abdicar

v. (1617) 1 rg.mt. renunciar por vontade própria (a poder soberano ou autoridade suprema) <o rei abdicou o trono> <naquele caso, o professor abdicou da sua autoridade> <D. Pedro I abdicou em seu filho a coroa do Brasil> <desgostoso, o príncipe abdicou> 2 t.d.,t.i. e pron. renunciar ou desistir de; privar(-se) <o pai abdicou sua autoridade> <abdicou(-se) dos privilégios> ¤ gram a respeito da conj. deste verbo, ver -icar ¤ etim lat. abdìco,as,ávi,átum,áre 'recusar julgar, negar, renunciar' ¤ sin/var ver sinonímia de renunciar e antonímia de aceitar ¤ ant ver sinonímia de aceitar ¤ hom abdicáveis(2ªp.pl.) / abdicáveis(pl.abdicável[adj.2g.])


Até onde devia ser esta renuncia??


(Mateus 16:24) 24 Jesus disse então aos seus discípulos: “Se alguém quer vir após mim negue-se a si mesmo e apanhe a sua estaca de tortura, e siga-me continuamente.. . .


Assim verte a Tradução Brasileira:


(Mateus 16:24) 24 Então disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.


Bem, até onde iria esta renúncia??


(Lucas 14:25-33) 25 Grandes multidões viajavam então com ele, e ele se voltou e lhes disse: 26 Quem se chegar a mim e não odiar seu pai, e mãe, e esposa, e filhos, e irmãos, e irmãs, sim, e até mesmo a sua própria alma, não pode ser meu discípulo. 27 Quem não levar a sua estaca de tortura e não vier após mim, não pode ser meu discípulo. 28 Por exemplo, quem de vós, querendo construir uma torre, não se assenta primeiro e calcula a despesa, para ver se tem bastante para completá-la? 29 Senão, ele talvez lance o alicerce dela, mas não a possa completar, e todos os espectadores comecem a ridicularizá-lo, 30 dizendo: ‘Este homem principiou a construir, mas não pôde terminar.’ 31 Ou que rei, marchando ao encontro de outro rei numa guerra, não se assenta primeiro e toma conselho para ver se pode com dez mil soldados lidar com o que vem contra ele com vinte mil? 32 Se, de fato, não o puder fazer, então, enquanto aquele ainda está longe, envia um corpo de embaixadores e pede termos de paz. 33 Podeis estar certos, assim, de que nenhum de vós que não se despedir de todos os seus bens pode ser meu discípulo.


Assim verte a Tradução Brasileira:


(Lucas 14:25-33) 25 Uma grande multidão o acompanhava e, virando-se Jesus para ela, lhe disse: 26 Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. 27 Quem não carrega a sua cruz e não me segue, não pode ser meu discípulo. 28 Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a calcular a despesa, para ver se tem com que a acabar? 29 Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem, comecem a zombar dele, 30 dizendo: Este homem começou a edificar, e não pôde acabar. 31 Ou qual é o rei que, indo entrar em guerra contra outro rei, não se assenta primeiro e consulta se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil? 32 Se não, enquanto o outro ainda está longe, envia-lhe uma embaixada, pedindo-lhe condições de paz. 33 Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo o que possui, não pode ser meu discípulo.


Ficou bem claro. Para se tornar um discípulo, tal pessoa deve renunciar a tudo o que possui. Não se apossar de nada e de ninguém. Não se sentir dono de nada e de ninguém.



Deviam praticar tal “reinar” entre os amigos ou entre os inimigos??


(Mateus 10:16-17) 16 Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos; portanto, mostrai-vos cautelosos como as serpentes, contudo, inocentes como as pombas. 17 Guardai-vos dos homens; pois eles vos entregarão aos tribunais locais e vos açoitarão nas suas sinagogas.


(Mateus 10:21-23) 21 Além disso, irmão entregará irmão à morte, e o pai ao seu filho, e os filhos se levantarão contra os pais e os farão matar. 22 E vós sereis pessoas odiadas por todos, por causa do meu nome; mas aquele que tiver perseverado até o fim é o que será salvo. 23 Quando vos perseguirem numa cidade, fugi para outra; pois, deveras, eu vos digo: De modo algum completareis o circuito das cidades de Israel antes de chegar o Filho do homem.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 10:16-17) 16 Eu vos envio como ovelhas no meio de lobos; sede, pois, prudentes como as serpentes, e simples como as pombas. 17 Guardai-vos, porém, dos homens; porque vos entregarão aos tribunais, e vos açoitarão nas suas sinagogas;


(Mateus 10:21-23) 21 Irmãos entregarão à morte a irmãos, e pais a filhos; filhos se levantarão contra seus pais, e os farão morrer. 22 Sereis odiados de todos por causa do meu nome; mas quem perseverar até o fim, esse será salvo. 23 Quando, porém, vos perseguirem numa cidade, fugi para outra; porque em verdade vos digo que não acabareis de percorrer as cidades de Israel, antes que venha o Filho do homem.


Ficou bem claro que o reinar dos seguidores de Jesus seria um reinar no meio dos inimigos. Estes homens deviam mostrar ser ajudadores dos inimigos. Estes homens deviam amar os inimigos, não de forma teórica e de longe, mas, de forma prática e tendo pleno contato. Deviam ser paráclitos para aqueles que agiam como inimigos. Não deviam comprar o sentimento de inimizade daqueles a quem eles deviam cuidar e zelar, antes, deviam continuar a amar estes supostos inimigos, exatamente assim como Jesus fazia.


Quem seriam os “inimigos”?? Ora, a casa de Israel. A casa de Israel agiria como inimiga, embora eles continuassem a agir quais paráclitos para a casa de Israel.

Não haviam sido enviados exclusivamente às ovelhas perdidas da casa de Israel?? Sim.

Pai contra filho e filho contra pai. Sereis odiados por todos por causa do meu nome.


Este reinar é bem diferente do reinar praticado pela casa real de Davi.


O reinar de quem deviam imitar??


(Mateus 10:24-25) 24 O discípulo não está acima do seu instrutor, nem o escravo acima do seu senhor. 25 Basta que o discípulo se torne como o seu instrutor e o escravo como o seu senhor....


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 10:24-25) 24 Não é o discípulo mais que o seu mestre, nem o servo mais que o seu senhor. 25 Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo como o seu senhor. Se chamaram Belzebu ao dono da casa, quanto mais aos seus domésticos?


O discípulo devia se tornar como o seu instrutor. O discípulo devia ser igual ao instrutor.


Ficou bem claro que o reinar do discípulo devia ser idêntico ao reinar do Mestre Jesus, que por sua vez era igual ao reinar de Jeová.


Ora, quando é que o discípulo começaria a reinar??

Logo após ter sido enviado.


Quando foi isto?? Quando começaram a reinar??

Assim que Jesus lhes deu a ordem de começar.


Quantos discípulos deviam reinar da forma como Jesus estava reinando??

Será que está estipulado um número de discípulos que copiariam o reinar de Jesus, enquanto todos os demais estavam isentos de copiar o reinar de Jesus??

Quantos deveriam reinar o mesmo reinar de Jesus??


Todos aqueles que tivessem a capacidade de se tornar igual ao Mestre Jesus.


No caso das primícias, eles deviam iniciar o seu reinar idêntico ao reinar de Jesus ao mesmo tempo em que Jesus estava reinando como humano.

Jesus estava reinando sobre eles, e eles passavam a ser ajudadores de Jesus nesta tarefa de Ajudar a casa de Israel.


Quando chegou o ano 36 EC, Jesus recebeu mais ovelhas para cuidar. Eram as ovelhas gentias.


A partir deste ano, as ovelhas gentias podiam entrar no reino.

A partir do no 36 EC todas as ovelhas gentias podiam entrar no templo. Aquela restrição imposta pelo próprio Jeová estava sendo retirada pelo próprio Jeová.

A partir deste ano todos os gentios passavam a ter os mesmos direitos até então dados apenas à casa de Israel.

Quem deveria reinar sobre as novas ovelhas adicionadas pelo Pai??

Ora, isto é uma coisa simples.

Aqueles que já estavam reinando da mesma forma como Jesus reinava, ou seja, estavam sendo paráclitos para as ovelhas perdidas da casa de Israel, passariam a ter mais ovelhas a procurar e mais ovelhas para zelar.

Eles deviam buscar e zelar pelas ovelhas gentias.

Será que se tratava de ovelhas diferentes??

Não.

O reinar seria um reinar diferente??

Também não.


Até então, a presença de um gentio no templo de Jerusalém constituía algo impróprio.


Mesmo no templo reconstruído por Zorobabel, o governador pertencente à casa real de Davi, não se permitia a presença do incircunciso.

Jeová havia falado:

(Ezequiel 44:6-9) 6 E tens de dizer à Rebeldia, à casa de Israel: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Já chega de vós, por causa de todas as vossas coisas detestáveis, ó casa de Israel, 7 ao introduzirdes os estrangeiros de coração incircunciso e de carne incircuncisa, para que venham a estar no meu santuário a fim de profaná-lo, sim, a minha casa; ao apresentardes meu pão, gordura e sangue, ao passo que violam o meu pacto por causa de todas as vossas coisas detestáveis. 8 Tampouco cuidastes da obrigação para com as minhas coisas sagradas, nem fostes constituir para vós [outros] em guardiães da obrigação para comigo no meu santuário.”’ 9 “‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Nenhum estrangeiro, de coração incircunciso e de carne incircuncisa, pode entrar no meu santuário, quer dizer, nenhum estrangeiro que estiver no meio dos filhos de Israel.”’


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Ezequiel 44:6-9) 6 Dirás aos rebeldes, a saber, aos da casa de Israel: Assim diz o Senhor Jeová: Bastem-vos, casa de Israel, todas as vossas abominações, 7 porque tendes introduzido estrangeiros, incircuncisos de coração e incircuncisos de carne, para que estejam no meu santuário, para que o profanem, a saber, a minha casa, quando ofereceis o meu pão, a gordura e o sangue, e vós quebrastes a minha aliança, além de todas as vossas abominações. 8 Não cumpristes as funções prescritas a respeito das minhas coisas sagradas; mas constituístes ao vosso prazer ministros que cumpram no meu santuário as funções prescritas por mim. 9 Assim diz o Senhor Jeová: Dos estrangeiros que se acharem no meio dos filhos de Israel, nenhum incircunciso de coração e incircunciso de carne, entrará no meu santuário.


Não podemos esquecer que Jeová também falou para que seu povo circunciso de carne, que não eram circuncisos de coração:


(Jeremias 4:3-4) 3 Pois assim disse Jeová aos homens de Judá e a Jerusalém: “Lavrai para vós terra de lavoura e não continueis a semear entre os espinhos. 4 Fazei-vos circuncidar para Jeová e tirai os prepúcios de vossos corações, ó homens de Judá e habitantes de Jerusalém; para que o meu furor não saia como um fogo e certamente arda sem haver quem [o] apague, por causa da ruindade das vossas ações.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Jeremias 4:3-4) 3 Pois assim diz Jeová aos homens de Judá e a Jerusalém: Lavrai o vosso terreno que está em alqueive, e não semeeis entre espinhos. 4 Circuncidai-vos a Jeová, e tirai os prepúcios do vosso coração, homens de Judá e habitantes de Jerusalém; para que o meu furor não saia como fogo, e arda de modo que ninguém o possa apagar, por causa da maldade dos vossos feitos.



No entanto, a partir do ano 36 EC os gentios podiam prestar serviço sagrado a Jeová no Seu santuário.

Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que está assentado sobre o trono estenderá o seu tabernáculo sobre eles.


Esta data específica que marcava o início da prestação do serviço sagrado por parte dos gentios no santuário de Jeová não pode ser desconsiderada.


Jeová aprovava a presença destes gentios no Seu templo e aceitava o serviço sagrado prestado por estes gentios.

Mas, e o que dizer dos sacerdotes, dos fariseus e dos demais israelitas que continuavam a ver os gentios como pessoas aviltadas??


Agora, um discípulo de Jesus entra em Jerusalém e vai até o templo de Jeová acompanhado de um gentio incircunciso que também é um discípulo de Jesus.

Como será que os sacerdotes, os levitas, os fariseus e os demais descendentes de Jacó veriam tal cena inédita?? O que perguntariam??


Certamente perguntariam: Este gentio já foi circuncidado??

O que ocorreria se tal pessoa ainda não fosse circuncisa?? Devia ser repudiada e jogada para fora do templo??


Não veriam como uma grande afronta a Jeová??

Jeová havia dado espírito santo a tais, muito embora ainda não fossem batizados em nome de Jesus e não houvessem sido circuncidados.

Bem, e agora??

O que o humano circunciso devia fazer??


Como foi que Pedro e outros já discípulos de Jesus começaram a lidar com esta inédita situação??


Não ficaram perplexos, embaraçados e até mesmo zangados com esta inédita situação??


Se a reação dos apóstolos e outros discípulos de Jesus foi esta, que espécie de reação teriam os discípulos de Moisés??


Não se tratava de uma grande afronta??


Muitos discípulos de Jesus passaram a ser adeptos de que tais novos discípulos de Jesus oriundos dos gentios, tinham a obrigação de serem circuncidados.

Eles presumiam que as coisas deviam ser desta forma. Ademais, isto seria uma forte afronta aos sacerdotes e levitas que ministravam no templo de Jerusalém.

Estava aberta mais uma discórdia, ou seja, mais motivo para uma declarada inimizade dos levitas, dos sacerdotes, dos fariseus e dos que concordavam com eles, em relação aos discípulos de Jesus e principalmente em relação aos discípulos gentios de Jesus.

Ora, se já tinham inimizade por pessoas da casa de Israel que se tornassem discípulos de Jesus e entrassem no templo de Jerusalém, que sentimentos teriam por gentios estando de pé em um lugar que segundo eles não poderiam estar??




___________________________________________________


(Isaías 4:2-3) 2 Naquele dia, aquilo que Jeová fará brotar virá a ser para ornato e para glória, e os frutos da terra serão algo de que se orgulhar e algo belo para os de Israel que escaparam. 3 E terá de acontecer que se dirá dos que restam em Sião e dos que sobram em Jerusalém que são santos para ele, cada um inscrito em Jerusalém para a vida.



Não somos filhos únicos, mas, pelo menos somos os primogênitos. Os primogênitos são os especiais diante de seus pais. De forma lógica, somos os filhos especiais diante de Jeová. Não esqueçam, nós somos os primogênitos.” - palavras da casa rebelde ao descobrir que não eram filho único.

Ainda a sabatinar>>>>>>>>>>

O que te pede Jeová??

(Miquéias 6:6-8) 6 Com que confrontarei a Jeová? [Com que] me encurvarei diante de Deus no alto? Confrontá-lo-ei com holocaustos, com bezerros de um ano de idade? 7 Terá Jeová prazer em milhares de carneiros, com dezenas de milhares de torrentes de azeite? Darei o meu primogênito pela minha revolta, o fruto do meu ventre pelo pecado da minha alma? 8 Ele te informou, ó homem terreno, sobre o que é bom. E o que é que Jeová pede de volta de ti senão que exerças a justiça, e ames a benignidade, e andes modestamente com o teu Deus?


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Miquéias 6:6-8) 6 Com que me apresentarei diante de Jeová, e me prostrarei perante o Deus excelso? apresentar-me-ei diante dele com holocaustos, com bezerros dum ano? 7 Agradar-se-á Jeová de milhares de carneiros, ou com miríades de rios de azeite? darei o meu primogênito pela minha transgressão, o fruto do meu corpo pelo pecado da minha alma? 8 Ele te há mostrado, ó homem, o que é bom; e que é o que Jeová requer de ti, senão que procedas com justiça, e ames a misericórdia, e andes humilde com o teu Deus?

Daria o Pai Jeová o Seu primogênito pela revolta dos filhos humanos??

__________
Eles cantam um novo cântico??
De onde se origina tal cântico??
Foi o Pai Jeová quem lhes colocou este cântico na boca??

Pessoas “compradas” com o sangue??

E cantam um novo cântico, dizendo: “Digno és de tomar o rolo e de abrir os seus selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste pessoas para Deus, dentre toda tribo, e língua, e povo, e nação, 10 e fizeste deles um reino e sacerdotes para o nosso Deus, e hão de reinar sobre a terra.”

___________________

Pessoas “compradas”??
“Compradas”??

Pessoas compradas “com o sangue”?? “Com o teu sangue” comprastes pessoas para Deus??

O que o histórico do relacionamento de Jeová com a nação de Israel revelou sobre Ele negociar??

Foram oitenta e quatro os nomes dos “selados”. Se pactuaram para cumprir certos mandamentos.

Nos dias de Neemias houve os que se obrigaram em um pacto de bênçãos e maldições a obedecer certos mandamentos.

(Neemias 9:38-10:8) 38 Portanto, em vista de tudo isso, estamos pactuando um arranjo fidedigno, tanto por escrito como atestado pelo selo de nossos príncipes, nossos levitas [e] nossos sacerdotes.” 10 Ora, os seguintes o atestaram com selo: Neemias, o Tirsata, filho de Hacalias, E Zedequias, 2 Seraías, Azarias, Jeremias, 3 Pasur, Amarias, Malquijá, 4 Hatus, Sebanias, Maluque, 5 Harim, Meremote, Obadias, 6 Daniel, Ginetom, Baruque, 7 Mesulão, Abias, Mijamim, 8 Maazias, Bilgai [e] Semaías, estes sendo sacerdotes.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Neemias 9:38-10:8) 38 Todavia, por causa de tudo isso nós fazemos uma firme aliança e a escrevemos; e selam-na os nossos príncipes, os nossos levitas e os nossos sacerdotes. 1 Ora os que selaram, foram: Neemias o governador, filho de Hacalias, e Zedequias, 2 Seraías, Azarias, Jeremias, 3 Passur, Amarias, Malquias, 4 Hatus, Sebanias, Maluque, 5 Harim, Meremote, Obadias, 6 Daniel, Ginetom, Baruque, 7 Mesulão, Abias, Miamim, 8 Maazias, Bilgai, Semaías, sacerdotes.

Estes poderiam ser chamados de selados, em face do selo dos príncipes, dos levitas e dos sacerdotes. Neste caso, estes puseram o seu selo de aprovação dos nomes indicados.

Manter um registro - Trata-se de algo muito comum entre os humanos. Para dar autenticidade aos nomes ali registrados, cada um dos representantes colocou ali o seu selo.




Topo desta página