ONDE SENTARIA JESUS, NO TRONO DE DAVI OU NO TRONO DE JEOVÁ??

Criada em 25 de maio de 2014 Ultima atualização em 05/06/14 às 17 : 50








VENHA A NÓS O VOSSO REINO. VENHA SOBRE NÓS O TEU REINO.



Aceitaria Jesus se sentar no trono de Davi??

Será que Jesus teria motivos para rejeitar se sentar no trono de Davi??

Jesus deu uma oração para seus discípulos.

- “Deveis vos aproximar do Pai fazendo a Ele os seguintes pedidos”:

(Mateus 6:10) 10 Venha o teu reino. Realize-se a tua vontade, como no céu, assim também na terra.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 6:10) 10 venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na terra, como no céu.


Quando falamos isto com Deus, o que realmente estamos dizendo a Ele?? O que nós realmente desejamos que aconteça??

- “Venha sobre nós o Teu governo”.

- “Papai, eu CONCORDO com a tua forma de governo”.

Será que eu sei qual é a forma de governo que o Pai já está usando??

Será que eu sei qual a forma de governo que Jeová usou dirigindo a nação de Israel até a chegada de Jesus??

Não era para aproveitar a forma de governo já existente e praticada por nós humanos. Trata-se de pedido para que o Pai ministre a nós o Seu governo, ou seja, uma forma de governo projetada por Ele para nós vivermos o dia a dia, aquela que Ele projetou muito antes de ter criado o planeta terra.

Trata-se de uma afirmação de que concordamos que o Pai traga sobre nós a Sua forma de governo, ou seja, Sua forma de reger, Seu reino.

O “reinado” era a única forma de governo conhecida por aqueles homens a quem foi originalmente dada esta oração. No “reinado” havia a figura humana do rei.

Quem era o rei?? Era um humano que ocupava a posição mais alta do “reinado”.

Afinal de contas, o que é um reinado??

Reinado – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: governo de um rei, de um imperador, de um príncipe soberano.

reinado

s.m. (sXIII) 1 governo de um rei, de um imperador, de um príncipe soberano 2 p.ext. governo exercido por uma autoridade qualquer 3 fig. duração ou época do governo de alguém 4 fig. período em que vigora alguma coisa (pensamento, moda, comportamento etc.); predomínio ¤ etim part. substv. de reinar


Forma de governo em que existe um rei.

Percebemos o uso da palavra soberano, não percebemos??

O que é soberano??

Soberano – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: que exerce o poder e a autoridade supremos.

soberano

adj. (sXV) 1 que exerce o poder e a autoridade supremos <s. rei> <justiça s.> 2 que detém o domínio; dominador, influente <o povo s.> 3 poderoso ou potente nos seus atos e efeitos <as leis s. da vida> <terapia s.> 4 fig. que atinge o mais alto grau, excelente no seu gênero; excelso, notável, magnífico, supremo <a beleza s. dos afrescos da capela Sistina> 5 fig. caracterizado por soberbia; arrogante, altivo <s. desdém> n s.m. 6 o que exerce o poder supremo de uma monarquia como rei, imperador, sultão etc. 7 aquele que tem grande influência ou poder; magnata, potentado 8 moeda de ouro inglesa que representa uma libra esterlina ¤ etim lat. vulg. superánus, do lat. sùper 'sobre'


Poder supremo. Notamos que o soberano é aquele que detém o poder supremo.

O que supremo??

Supremo – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: que está acima de qualquer coisa; que se encontra no limite máximo; mais importante.

1supremo

adj. (sXV) 1 que está acima de qualquer coisa <autoridade s.> 2 que se refere ou pertence a Deus; divino <a s. sabedoria> 3 que se encontra no limite máximo; extraordinário, extremo <num s. esforço, ergueu-se> 4 mais importante, principal <instante s.> n s.m. anl.mat 5 o menor dos limites superiores de um conjunto; extremo superior ¤ etim lat. suprémus,a,um 'o mais alto, muito elevado'


No reinado, o poder e a autoridade ficam concentradas na mão de um “humano” que recebe o título de rei.

O rei é o soberano supremo, o soberano mais alto, é aquele que está acima de qualquer coisa.

Neste caso, o rei de um reino é aquele que está acima de todos dentro daquele reino, logo, um soberano com poder e autoridade supremos.

Estando em tal posição, todas as demais pessoas daquele reino devem subordinar-se à autoridade daquele rei, satisfazendo as vontades daquele soberano supremo.

O que o rei usa para que todas as demais pessoas do reino fiquem subordinadas às suas vontades??

Usa a imposição através da força. Isto é o que tem acontecido durante os milênios da história do homem.

No entanto, perguntamos: O rei ser um “soberano supremo” é uma realidade ou uma fantasia humana??

O rei é um ser humano que está realmente acima dos demais ou será que ele é um ser humano igual a todos os demais humanos??

Qual foi a forma de governo que o Pai projetou e definiu para a nação por Ele escolhida, ou seja, a nação de Israel??

Será que estava vinculada ao princípio de igualdade entre todos os súditos.

(Êxodo 19:5-6) 5 E agora, se obedecerdes estritamente à minha voz e deveras guardardes meu pacto, então vos haveis de tornar minha propriedade especial dentre todos os [outros] povos, pois minha é toda a terra. 6 E vós mesmos vos tornareis para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa.’ Estas são as palavras que deves dizer aos filhos de Israel.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Êxodo 19:5-6) 5 Agora, pois, se atentamente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, sereis a minha possessão peculiar dentre todos os povos (pois minha é toda a terra), 6 e vós me sereis reino de sacerdotes e nação santa. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel.

Assim verte a Tradução Almeida:

(Êxodo 19:5-6) 5 Agora, pois, se atentamente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu pacto, então sereis a minha possessão peculiar dentre todos os povos, porque minha é toda a terra; 6 e vós sereis para mim reino sacerdotal e nação santa. São estas as palavras que falarás aos filhos de Israel.

Um reino de sacerdotes; um reino sacerdotal.

Como funciona um reino de sacerdotes??

Quem é a autoridade no reino de sacerdotes??

Quem é o legislador do reino de sacerdotes??

Será que existe diferença entre reino de sacerdotes e um reino humano qualquer??

No reino de sacerdotes, o que é usado para que os súditos fiquem subordinados à vontade do regente??

Quer saber mais detalhes sobre o reino de sacerdotes??

Então visite a página abaixo, página deste site e confira:

www.bondadedejeova.com.br/119reino_de_sacerdotes.html

Depois que Jeová informou ao povo escolhido como deveria funcionar o Seu reino de sacerdotes, será que houve imediata adesão e empenho dos envolvidos para tornar realidade tal reino de sacerdotes?? Será que houve rebeldia dos súditos??

Avançando um pouco no tempo, já encontramos o rei Davi coroado e reinando sobre a nação de Israel. Será que o tal reinar de Davi era aquele reino de sacerdotes projetado por Jeová sendo colocado em prática?? Estava o reinado de Davi vinculado ao reino de sacerdotes de Jeová??

Foi o próprio Jeová quem o escolheu. Foi o próprio Jeová quem pediu a Samuel para ungir Davi qual rei. Será que tal unção representava a aprovação de Jeová por aquela forma de governo a ser praticada??

Tinha sido Jeová o idealizador da figura do rei, bem como seus costumes reais?? Os humanos tinham as suas próprias ideias de como um rei devia agir. Era exatamente por isto que estavam rejeitando a forma de regência praticada por Jeová no reino de sacerdotes.

Será que existe diferença entre sentar no trono de Davi e sentar no trono de Jeová?? Sendo convidado, aceitaria Jesus sentar-se no trono de Davi?? Se fosse oferecido a Jesus o trono de Davi, o que faria Jesus??

Será que Jesus daria continuidade à casa real de Davi?? Isto é o que muitos desejavam. Isto é o que os apóstolos e demais discípulos de Jesus desejavam. Embora Jesus fosse um filho adotivo de José, e embora Maria fosse da tribo de Levi, eles até mesmo ligaram Jesus à casa real de Davi através de Zorobabel, filho de Sealtiel, tentando colocar Jesus como um legítimo herdeiro do trono de Israel, isto é, àquela forma humana de regência que havia sido praticada durante séculos. Será que um filho adotivo deveria ser visto como legítimo herdeiro de um trono??

Neste caso, para ele ser legítimo herdeiro da casa real de Davi, não teria ele de ser entronizado diretamente pelo seu pai adotivo, caso seu pai adotivo viesse a se tornar rei??

O que os discípulos perguntaram a Jesus depois de sua ressurreição??

(Atos 1:6) 6 Tendo-se eles então reunido, perguntavam-lhe: “Senhor, é neste tempo que restabeleces o reino a Israel?


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Atos 1:6) 6 Eles estando reunidos outra vez, perguntaram-lhe: Senhor, é agora, porventura, que restabeleces o reino a Israel?

Assim verte a Tradução Almeida:

(Atos 1:6) 6 Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntavam-lhe, dizendo: Senhor, é nesse tempo que restauras o reino a Israel?

Estes homens viam e tratavam Jesus como Senhor para eles. Estes homens esperavam que Jesus se tornasse um rei sobre eles.

Estes homens haviam ficado decepcionados, pois suas expectativas haviam sido frustradas com a morte de Jesus. Aqueles homens viam em Jesus um herdeiro da casa real de Davi e esperavam ver o restabelecimento do reino à Israel.

Já havendo um humano sentado no trono e se ele não abdicasse do cargo por vontade própria, o que teria de fazer Jesus??

Não seria gerada uma inimizade??

Não teria Jesus de matar o rei em exercício e os defensores deste rei para poder se sentar neste trono?? Saul tentou matar Davi. Depois de alguns anos, e com a morte de Saul, os apoiadores de Davi mataram os descendentes de Saul, oficiais concorrentes ao trono que estivessem interessados no cargo. Obviamente que não poderia continuar existindo duas casas reais, pois uma odiaria a outra até o extermínio de uma das duas casas.

Salomão também mandou matar aqueles da sua própria família, que estavam interessados em se sentar no trono, bem como aqueles que os apoiavam.

(1 Reis 2:23-31) 23 Com isso o Rei Salomão jurou por Jeová, dizendo: “Assim me faça Deus e assim lhe acrescente mais, se não foi contra a sua própria alma que Adonias falou nesta coisa. 24 E agora, por Jeová que vive, que me estabeleceu firmemente e que me mantém sentado no trono de Davi, meu pai, e que fez para mim uma casa, assim como falou, hoje Adonias será morto.” 25 O Rei Salomão enviou imediatamente por meio de Benaia, filho de Jeoiada; e este passou a lançar-se sobre ele de modo que morreu. 26 E a Abiatar, o sacerdote, o rei disse: “Vai para Anatote, para os teus campos! Pois mereces a morte; mas neste dia não te entregarei à morte, porque carregaste a arca do Soberano Senhor Jeová diante de Davi, meu pai, e porque foste atribulado durante todo o tempo que meu pai foi atribulado.” 27 Portanto, Salomão expulsou a Abiatar do serviço de sacerdote de Jeová, para cumprir a palavra de Jeová, que ele havia falado contra a casa de Eli, em Silo. 28 E a própria notícia chegou até Joabe — porque o próprio Joabe se inclinara a seguir Adonias, embora não se tivesse inclinado a seguir Absalão — e Joabe se pôs a fugir para a tenda de Jeová e começou a segurar os chifres do altar. 29 Informou-se então ao Rei Salomão: “Joabe fugiu para a tenda de Jeová, e eis que está ao lado do altar.” Salomão enviou, pois, Benaia, filho de Jeoiada, dizendo: “Vai, lança-te sobre ele!” 30 Por conseguinte, Benaia chegou à tenda de Jeová e disse-lhe: “Assim disse o rei: ‘Vem para fora!’” Mas ele disse: “Não! Pois é aqui que morrerei.” Então Benaia trouxe a informação de volta ao rei, dizendo: “Assim falou Joabe e assim me respondeu.” 31 O rei disse-lhe então: “Faze-lhe assim como falou e lança-te sobre ele; e tens de enterrá-lo e remover de mim e da casa de meu pai o sangue imerecidamente derramado que Joabe derramou.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(1 Reis 2:23-31) 23 Jurou o rei Salomão por Jeová, dizendo: Assim me faça Deus, e ainda mais, se Adonias não falou esta palavra contra a sua própria vida. 24 Agora juro pela vida de Jeová que me estabeleceu, e me colocou no trono de Davi, meu pai, fazendo-me uma casa, como prometeu, que hoje será morto Adonias. 25 O rei Salomão deu ordem a Benaia, filho de Joiada, o qual o agrediu de modo que morreu. 26 Disse também o rei ao sacerdote Abiatar: Vai-te para Anatote, para os teus campos; porque és digno de morte. Eu te não tirarei a vida hoje, porque levaste a arca do Senhor Jeová diante de meu pai Davi, e porque foste afligido em todas as aflições de meu pai. 27 Expulsou Salomão a Abiatar, para que não fosse sacerdote de Jeová, a fim de se cumprir a palavra que Jeová tinha proferido em Silo acerca da casa de Eli. 28 Chegando esta notícia a Joabe (pois Joabe tinha seguido o partido de Adonias, ainda que não seguiu o de Absalão), fugiu ele para a Tenda de Jeová, e abraçou-se com os chifres do altar. 29 Foi dito ao rei Salomão: Joabe fugiu para a Tenda de Jeová, e eis que está junto ao altar. Salomão mandou a Benaia, filho de Joiada, dizendo: Vai, fere-o. 30 Foi Benaia à Tenda de Jeová e disse-lhe: Assim diz o rei: Sai para fora. Respondeu Joabe: Não sairei, porém hei de morrer aqui. Benaia deu parte disto ao rei, dizendo: Assim falou Joabe e assim me respondeu. 31 Disse-lhe o rei: Faze como ele te disse. Mata-o e sepulta-o, para que tires de sobre mim e de sobre a casa de meu pai o sangue que Joabe sem causa derramou.

O que havia??

Havia uma concorrência ao trono, geralmente definida com a morte de um dos concorrentes, acompanhado de seus apoiadores.

O que percebemos??

Percebemos que a existência de dois ou mais candidatos ao trono no mesmo reino provocará competição, divisão e formação de grupos antagônicos. A competição pelo trono faz irmão odiar irmão e matar irmão. O povo ficava dividido e matavam-se mutuamente defendendo cada um aquele que mais lhe agradava, ou ainda, àquele que assim o exigisse através força.

O próprio filho de Davi, Absalão, empenhou-se em tirar seu pai à força do trono. Isto gerou uma batalha entre dois grupos do mesmo povo. Um grupo permanecia fiel a Davi enquanto o outro permanecia fiel a Absalão.

(2 Samuel 18:6-9) 6 E o povo continuou saindo ao campo para enfrentar Israel; e a batalha veio a ser na floresta de Efraim. 7 Finalmente foi derrotado ali o povo de Israel diante dos servos de Davi e a matança ali resultou ser grande naquele dia, sendo de vinte mil homens. 8 E a batalha ali se espalhou sobre toda a terra que se via. Outrossim, a floresta fez mais em devorar o povo do que a espada fez em devorá-lo naquele dia. 9 Por fim, Absalão achou-se diante dos servos de Davi. E Absalão montava num mulo, e o mulo entrou debaixo dum entrelaçamento de ramos duma grande árvore maciça, de modo que a sua cabeça ficou presa na grande árvore, e ele ficou suspenso entre os céus e a terra, ao passo que o próprio mulo debaixo dele foi para diante.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(2 Samuel 18:6-9) 6 Assim saiu o povo ao campo contra Israel; e deu-se a batalha no bosque de Efraim. 7 Ali foi o povo de Israel derrotado diante dos servos de Davi, e naquele dia houve uma grande derrota com a perda de vinte mil homens. 8 Pois ali se estendeu a batalha por toda a região; e o bosque consumiu naquele dia mais gente do que a espada consumiu. 9 Absalão, indo montado na sua mula, encontrou-se com os servos de Davi; a mula entrou debaixo dos ramos espessos dum grande carvalho, e Absalão, preso pela cabeça ao carvalho, ficou pendurado entre o céu e a terra; e a mula em que ia montado passou adiante.

A casa real estava dividindo o povo.

Havia matança; havia derrota e havia vitória.

Seria este um dos benefícios que a casa real poderia trazer para o povo??

O que os próprios discípulos de Jesus haviam falado logo após a morte de Jesus, enquanto ainda não sabiam que Jesus já havia sido ressuscitado??

(Lucas 24:21) 21 Mas nós esperávamos que este [homem] fosse o destinado a livrar Israel; sim, e além de todas estas coisas, este já é o terceiro dia desde que essas coisas ocorreram.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Lucas 24:21) 21 Mas nós esperávamos que fosse ele quem havia de resgatar a Israel; além de tudo isto, é já este o terceiro dia depois que estas coisas sucederam.

Em face de certas informações em suas mentes, os discípulos de Jesus nutriam certas expectativas em relação a Jesus.

Percebemos que estas expectativas tinham a ver com o reino de Israel e a casa real de Davi. Falando em reino de Israel associa-se imediatamente à casa real de Davi. As pessoas não associam ao reino de sacerdotes projetado, informado e praticado por Jeová.

Que reino desejavam ver resgatado??

Tinham a expectativa de ver Israel libertado do que exatamente??

A liberdade tinha a ver com o reino, não tinha??

Certamente.

As perguntas giravam em torno do restabelecimento do reino de Israel.

O que será que o povo realmente desejava??

Que espécie de restabelecimento seria este??

Restabelecer significa voltar a sua condição inicial.

Por qual motivo estavam estes homens interessados em restabelecer o reino?? Não havia um rei?? Não havia um governante em Jerusalém, a cidade de Davi?? Não era este governante um descendente de Davi?? Será que era um usurpador??

Quem era o governante oficial do povo??

(Mateus 2:1-6) 2 Depois de Jesus ter nascido em Belém da Judéia, nos dias de Herodes, o rei, eis que vieram astrólogos das regiões orientais a Jerusalém, 2 dizendo: “Onde está aquele que nasceu rei dos judeus? Pois vimos a sua estrela [quando estávamos] no Oriente e viemos prestar-lhe homenagem.” 3 O Rei Herodes, ouvindo isso, ficou agitado, e, junto com ele, toda Jerusalém; 4 e, convocando todos os principais sacerdotes e escribas do povo, começou a indagar deles onde havia de nascer o Cristo. 5 Disseram-lhe: “Em Belém da Judéia; pois é assim que se escreveu por intermédio do profeta: 6 E tu, ó Belém da terra de Judá, de nenhum modo és a [cidade] mais insignificante entre os governadores de Judá; pois de ti sairá um governante que há de pastorear o meu povo, Israel.’”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 2:1-6) 1 Tendo Jesus nascido em Belém da Judéia no tempo do rei Herodes, vieram do oriente uns magos a Jerusalém, perguntando: 2 Onde está aquele que nasceu Rei dos Judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos adorá-lo. 3 O rei Herodes, ouvindo isto, perturbou-se, e com ele toda Jerusalém; 4 e reunindo todos os principais sacerdotes e os escribas do povo, perguntava-lhes onde havia de nascer o Cristo. 5 Eles lhe disseram: Em Belém da Judéia; pois assim está escrito pelo profeta:6 E tu Belém, terra de Judá, Não és de modo algum o menor entre os lugares principais de Judá; Porque de ti sairá um condutor, Que há de pastorear meu povo de Israel.

Herodes era o governante oficial e era assessorado pelos sacerdotes e escribas, logo, tratava-se de um autêntico representante da família real de Davi.

Ao saber da notícia do nascimento de um suposto concorrente ao trono ocupado por ele, Herodes sentiu-se ameaçado de sua posição real e da suposta suspensão da hereditariedade no trono real. Em face desta suposta ameaça, Herodes decidiu agir com a violência peculiar da casa real de Davi.

O anjo veio dar orientações a José, sobre como deveria proceder visando proteger a vida da criança.

(Mateus 2:13-15) 13 Depois de eles se terem retirado, eis que o anjo de Jeová apareceu a José num sonho, dizendo: “Levanta-te, toma a criancinha e sua mãe, foge para o Egito e fica ali até eu te avisar; porque Herodes está prestes a procurar a criancinha para destruí-la.” 14 Levantou-se, pois, e tomou de noite a criancinha e sua mãe, e retirou-se para o Egito, 15 e lá ficou até o falecimento de Herodes, para que se cumprisse o que fora falado por Jeová por intermédio do seu profeta, dizendo: “Do Egito chamei o meu filho.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 2:13-15) 13 Depois de haverem partido, eis que um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José, dizendo: Levanta-te, toma contigo o menino e sua mãe, foge para o Egito, e fica ali até que eu te chame; pois Herodes há de procurar o menino para o matar. 14 José levantou-se, tomou de noite o menino e sua mãe e partiu para o Egito, 15 e ali ficou até a morte de Herodes; para que se cumprisse o que dissera o Senhor pelo profeta: Do Egito chamei a meu Filho.

O que ocorreu depois da morte de Herodes??

(Mateus 2:19-23) 19 Tendo Herodes falecido, eis que o anjo de Jeová apareceu a José num sonho, no Egito, 20 e disse: “Levanta-te, toma a criancinha e sua mãe, e vai para a terra de Israel, porque já morreram os que buscavam a alma da criancinha.” 21 Então ele se levantou, tomou a criancinha e sua mãe, e entrou na terra de Israel. 22 Mas, ouvindo que Arquelau reinava na Judéia em lugar de seu pai Herodes, ficou com medo de partir para lá. Além disso, recebendo em sonho um aviso divino, retirou-se para o território da Galiléia 23 e foi morar numa cidade chamada Nazaré, para que se cumprisse o que fora falado por intermédio dos profetas: “Ele será chamado Nazareno.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 2:19-23) 19 Mas tendo morrido Herodes, eis que um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José no Egito, dizendo: 20 Levanta-te, toma contigo o menino e sua mãe, e vai para a terra de Israel; pois já morreram aqueles que procuravam tirar a vida ao menino. 21 José, levantando-se, tomou o menino e sua mãe e voltou para a terra de Israel. 22 Porém sabendo que Arquelau reinava na Judéia em lugar de seu pai Herodes, temeu ir para lá; e avisado em sonhos por Deus, retirou-se para os lados da Galiléia, 23 e foi morar em uma cidade chamada Nazaré; para se cumprir o que foi dito pelos profetas: Ele será chamado Nazareno.

O direito de sucessão ao trono foi respeitado, e depois da morte de Herodes, Arquelau passou a reinar no lugar de seu pai.

Ora, havia um reinado, não havia??

Havia uma família real. O cargo de chefe da família real, ou seja, rei, era transmitido de forma sucessória, àquele filho que o pai, como rei, assim o determinava. O que caracteriza o reinado é a posição superior do rei. Quando há mais de um rei, o reino fica dividido.

Quando Jesus estava com trinta anos, quem era rei em Jerusalém??

(Mateus 14:3-10) 3 Pois Herodes havia mandado prender a João, amarrando-o e lançando-o na prisão, por causa de Herodias, esposa de Filipe, seu irmão. 4 Porque João lhe estivera dizendo: “Não te é lícito tê-la.” 5 No entanto, embora quisesse matá-lo, temia a multidão, pois consideravam-no profeta. 6 Mas, quando se celebrava o aniversário natalício de Herodes, dançou nesta ocasião a filha de Herodias, e ela agradou tanto a Herodes, 7 que ele prometeu com juramento dar-lhe tudo o que pedisse. 8 Ela disse então, sob as instigações de sua mãe: “Dá-me aqui numa travessa a cabeça de João Batista.” 9 O rei, embora contristado, em respeito pelos seus juramentos e pelos que se recostavam com ele, ordenou que lhe fosse entregue; 10 e mandou e fez que João fosse decapitado na prisão...


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 14:3-10) 3 Pois Herodes havia mandado prender a João, atá-lo e pô-lo no cárcere, por causa de Herodias, mulher de seu irmão Filipe; 4 porque João lhe havia dito: Não te é lícito tê-la por esposa. 5 Herodes, embora quisesse matá-lo, temia ao povo, porque este o tinha como profeta. 6 Chegado, porém, o dia natalício de Herodes, a filha de Herodias dançou diante de todos e agradou a Herodes, 7 pelo que este prometeu sob juramento dar-lhe o que ela pedisse. 8 Ela, instigada por sua mãe, disse: Dá-me num prato a cabeça de João Batista. 9 O rei, embora entristecido, contudo por causa dos seus juramentos e também dos convivas mandou dar-lha, 10 e ordenou que degolassem a João no cárcere.

A cobiça do rei Herodes, provavelmente filho primogênito de Arquelau, levou João Batista à morte.

A casa real continuava em plena atuação. Não havia tido qualquer interrupção.

Jesus estava com trinta anos e Herodes era o oficial representante da casa real de Davi exercendo o seu papel de maioral.

Depois de cobiçar a donzela, que falou Herodes para ela??

(Marcos 6:22-23) 22 E entrou a filha desta mesma Herodias e dançou, e ela agradou a Herodes e aos que se recostavam com ele. O rei disse à donzela: “Pede-me o que quiseres, e eu to darei.” 23 Sim, jurou-lhe: “O que for que me pedires, até a metade do meu reino, eu to darei.”



Passando a ser sua esposa, ela conseguiria a metade do reino. Herodes estava mesmo encantado pela donzela. Herodes tinha um reino. Tratava-se do reino da casa de Davi.

Por determinação de Jeová, de Zorobabel em diante, a casa de Judá não deveria mais usar uma coroa real.

O que a coroa representava??

Não era um sinal de superioridade?? Não era um símbolo de superioridade em relação a todos os demais do reino?? Não se trata de um sinal visível, inventado pelo humano, que representa a altura ocupada por aquela pessoa??

Embora representasse tudo isto, ainda havia outra coisa que a coroa representava.

De Zorobabel em diante, os descendentes de casa real não tinham a autonomia de reis, ou seja, aquela que eles tinham anteriormente, pois estavam subordinados aos reis das nações dominantes, no caso, a Medo Pérsia, depois, o império Grego, e depois, o império Romano.

Não possuíam autonomia. Tratava-se de um reino dominado por outro reino. Estavam permanentemente subordinados a outro rei.

Na verdade, quem era o rei da nação de Israel quando Jesus estava vivo??

Não era César??

De Davi até Zedequias todos os reis eram autônomos e ainda viviam cobrando tributos de outros povos ao redor, povos vencidos em batalha, cuja família real era exterminada. Aos vencidos não se permitia coroar nenhum rei, pois tal ação representava rebeldia de alguém vencido, pois os vencidos eram aqueles que passavam a ter um outro rei, ou seja, o rei da nação vencedora.

Desta forma, aquele que estava sendo comandado pelos vencedores, devia plena obediência ao rei vencedor.

O que tentou fazer Davi com a casa real dos Edomitas (descendentes de Esaú, irmão de Jacó)??

(1 Reis 11:14-21) 14 E Jeová começou a suscitar a Salomão um opositor, a saber, Hadade, o edomita, da descendência do rei. Ele estava em Edom. 15 E havia sucedido que, quando Davi golpeou Edom, quando Joabe, chefe do exército, subiu para enterrar os que foram mortos, ele tentou golpear todo macho em Edom. 16 (Pois foi por seis meses que Joabe e todo o Israel moraram ali até terem decepado todo macho em Edom.) 17 E Hadade pusera-se em fuga, ele e alguns homens edomitas dos servos de seu pai com ele, para entrarem no Egito, enquanto Hadade era ainda um rapazinho pequeno. 18 Levantaram-se, pois, de Midiã e entraram em Parã, e tomaram consigo homens de Parã e entraram no Egito, [chegando] a Faraó, rei do Egito, que lhe deu então uma casa. Também lhe proporcionou pão e lhe deu terra. 19 E Hadade continuou a achar favor aos olhos de Faraó, tanto assim que lhe deu uma esposa, a irmã de sua própria esposa, a irmã de Tafnes, a senhora. 20 Com o tempo, a irmã de Tafnes lhe deu à luz Genubate, seu filho, e Tafnes foi desmamá-lo na própria casa de Faraó; e Genubate continuou na casa de Faraó no meio dos filhos de Faraó. 21 E o próprio Hadade ouviu no Egito que Davi se tinha deitado com os seus antepassados e que Joabe, chefe do exército, tinha morrido. Por isso Hadade disse a Faraó: “Manda-me embora, para que eu vá para a minha própria terra.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(1 Reis 11:14-21) 14 Levantou Jeová a Salomão um adversário na pessoa de Hadade edomita, que era da estirpe real de Edom. 15 Porque estando Davi em Edom e tendo subido Joabe, general do exército, a sepultar os mortos, e ferido a todo o homem em Edom 16 (porque seis meses se demorou ali Joabe e todo o Israel, até ter exterminado a todo o homem em Edom), 17 fugiu Hadade com alguns edomitas, servos de seu pai, para ir ao Egito, e Hadade era menino. 18 Tendo partido de Midiã, foram a Parã, donde levaram homens consigo e foram ao Egito ter com Faraó, rei do Egito, o qual lhe deu casa, e lhe proporcionou víveres e lhe deu terra. 19 Hadade achou tanta graça aos olhos de Faraó, que este o casou com a irmã de sua própria mulher, irmã da rainha-mãe Táfenes. 20 A irmã de Táfenes deu-lhe à luz seu filho Genubate, que Táfenes desmamou na casa de Faraó, onde Genubate ficou por entre os filhos de Faraó. 21 Tendo Hadade ouvido no Egito que Davi dormia com seus pais, e que Joabe, general do exército, era morto, disse a Faraó: Despede-me, para que eu vá para a minha terra.

Eliminar todos os machos, incluindo a família real era uma prática dos descendentes de Jacó (israelitas) visando eliminar de forma permanente qualquer concorrência e qualquer resistência. Davi praticou isto. Fizeram esta prática até mesmo contra os descendentes do irmão gêmeo de Jacó.

Seriam estas as ações aprovadas por Jeová?? Seriam estas as ações que Jeová praticaria??

Sendo Jeová o rei, seriam estas as Suas ações contra os que agissem como Seus inimigos??

É óbvio que esta ação do representante da casa real gerou ressentimentos dos vitimados (Edomitas), acompanhado do desejo de vingança.

Desta forma, Davi passava a ser rei oficial de todos os edomitas.

Nenhum edomita que fosse autorizado a ser o “governante representante” do rei Davi, poderia usar uma coroa, pois isto representaria uma rebeldia contra o rei Davi, naquele momento, o rei oficial dos edomitas.

Neste caso, qualquer governante edomita existente não passava de um vassalo do rei Davi.

O que é vassalo??

Vassalo – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: indivíduo que declara fidelidade a um suserano, tornando-se dele dependente e rendendo-lhe preito e tributo.

vassalo

s.m. (sXIII) 1 no sistema feudal, indivíduo que, mediante juramento de fé e fidelidade a um suserano, dele se tornava dependente, rendendo-lhe preito e tributo 2 aquele que é súdito de um soberano n adj. 3 que paga tributo a alguém; tributário 4 fig. que se subordina a; dependente, submisso <cidadão v. do governo> <indivíduo v. da bebida> ¤ etim lat.medv. vassalus, der. de vassus 'servidor', este de orig. céltica ¤ col vassalagem ¤ hom vassalo(fl.vassalar)


Suserano??

O que é um suserano??

SuseranoEsta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: diz-se de ou de chefe de “Estado soberano” a que certos países aparentemente autônomos rendem vassalagem.

suserano

adj. (1881) 1 relativo ou pertencente a suserania n adj.s.m. 2 no feudalismo, dizia-se de ou aquele que tinha domínio sobre um feudo de que dependiam outros feudos; senhor, senhor feudal 3 p.ext. diz-se de ou chefe de Estado soberano a que certos países aparentemente autônomos rendem vassalagem ¤ etim fr. suzerain 'id.'


Certo maioral da casa real de Davi negou-se a ser vassalo. Rebelando-se, tomou medidas para acabar com sua subserviência.

O que Jeová falou sobre tal coisa??

(Ezequiel 17:11-18) 11 E continuou a vir a haver para mim a palavra de Jeová, dizendo: 12 Por favor, dize à casa rebelde: ‘Não sabeis o que estas coisas significam?’ Dize: ‘Eis que o rei de Babilônia chegou a Jerusalém e passou a tomar seu rei e seus príncipes e a trazê-los a si em Babilônia. 13 Além disso, tomou um da descendência real e concluiu com ele um pacto, e o introduziu num juramento; e levou embora os principais homens do país, 14 a fim de que o reino fosse rebaixado, incapaz de se erguer, para que ficasse de pé por guardar o seu pacto. 15 Mas este finalmente se rebelou contra ele, enviando seus mensageiros ao Egito, [para que] lhe desse cavalos e um povo numeroso. Será bem sucedido? Escapará aquele que está fazendo tais coisas e que violou um pacto? E escapará ele realmente?’ 16 “‘“Assim como vivo”, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová, “no lugar do rei que constituiu rei àquele que desprezou seu juramento e que violou seu pacto, junto a ele, no meio de Babilônia, é que morrerá. 17 E Faraó não o fará eficiente na guerra por meio duma grande força militar e por meio duma congregação numerosa, levantando um aterro de sítio e construindo um muro de sítio, a fim de decepar muitas almas. 18 E ele desprezou o juramento, violando o pacto, e eis que dera a sua mão, e assim mesmo fez todas estas coisas. Não escapará.”’


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Ezequiel 17:11-18) 11 Demais veio a palavra de Jeová, dizendo: 12 Dize, pois, à casa rebelde: Não sabeis o que significam estas coisas? dize-lhes: Eis que veio o rei de Babilônia a Jerusalém, tomou o seu rei e os seus príncipes, e fê-los recolher a si a Babilônia; 13 tomou um da estirpe real, e fez aliança com ele; também recebeu dele juramento e levou os poderosos da terra; 14 para que o reino se conservasse abatido, de modo a não poder levantar-se, contudo continuasse a existir, guardando a sua aliança. 15 Porém ele se rebelou contra o rei de Babilônia, enviando os seus embaixadores ao Egito, para que lhe desse cavalos e muita gente. Acaso prosperará ele? porventura escapará aquele que faz tais coisas? 16 Pela minha vida, diz o Senhor Jeová, certamente morrerá no lugar em que habita o rei que o fez reinar, cujo juramento desprezou e cuja aliança violou, sim morrerá com ele no meio de Babilônia. 17 Nem o ajudará na guerra Faraó com o seu exército poderoso e companhia numerosa, quando se levantarem trincheiras e edificarem fortes, para a destruição de muitas pessoas. 18 Pois desprezou ao juramento, rompendo a aliança; eis que ele tinha dado a sua mão, contudo fez todas estas coisas; não escapará.

Fez um acordo para manter-se na condição de vassalo. Depois disso, de forma rebelde, tomou ação para romper o pacto, recorrendo e fazendo um pacto com o Egito. Não representava isto uma traição?? Sim.

Buscava a “força” para poder se livrar da vassalagem ao rei de Babilônia. Buscava a “força” para poder romper o pacto de vassalagem assumido.

Buscou fortalecer-se no rei do Egito, aquele em quem ele via poder suficiente para ajudá-lo a libertar-se usando a “força”.

Qual foi a palavra de Jeová??

Não será bem-sucedido.

Quem era que sofria em face destas ações da casa real??

Todo o povo.

As atribuições de Zorobabel, o maioral da casa de Davi no momento da libertação do exílio de Babilônia, e dos demais descendentes da casa real, haviam sido definidas por Jeová mesmo antes de Jerusalém ser completamente destruída no provável ano de 607 AEC. A remoção da “coroa” era uma delas. A casa de Israel permaneceria permanentemente no estado de governo vassalo, não podendo o governante (maioral da casa de Davi) colocar uma coroa, que era um símbolo de plena autonomia.

No entanto, Jeová mandou fazer uma coroa.

Jeová definiu quem devia ser coroado.

O que representava aquela coroação ordenada por Jeová??

(Zacarias 6:11-14) 11 E tens de tomar prata e ouro, e tens de fazer uma grandiosa coroa e pô-la sobre a cabeça de Josué, filho de Jeozadaque, o sumo sacerdote. 12 E tens de dizer-lhe: “‘Assim disse Jeová dos exércitos: “Aqui está o homem cujo nome é Renovo. E ele brotará de seu próprio lugar e certamente construirá o templo de Jeová. 13 E ele mesmo construirá o templo de Jeová, e ele, da sua parte, levará [a] dignidade; e terá de assentar-se e governar no seu trono, e terá de tornar-se sacerdote sobre o seu trono, e o próprio conselho de paz mostrará estar entre ambos. 14 E a própria grandiosa coroa virá a pertencer a Helém, e a Tobijá, e a Jedaías, e a Hem, filho de Sofonias, como recordação no templo de Jeová.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Zacarias 6:11-14) 11 recebe deles ouro e prata, e faze coroas, e põe-nas na cabeça do sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque. 12 Fala-lhe: Assim diz Jeová dos exércitos: Eis o homem cujo nome é o Renovo; brotará do seu lugar, e edificará o templo de Jeová. 13 Ele edificará o templo de Jeová; levará a glória, e se assentará e dominará no seu trono; será sacerdote sobre o seu trono: e haverá entre os dois o conselho de paz. 14 As coroas servirão a Helém, e a Tobias, e a Jedaías, e a Hem, filho de Sofonias, de memorial no templo de Jeová.

Josué devia ser coroado. Josué devia sentar-se no seu trono. Josué devia dominar no seu trono.

Onde a coroa devia ficar??

Deveria ser levada pra a casa real e entregue ao maioral da casa de Davi?? Não.

Deveria permanecer no templo de Jeová.

O símbolo humano de autoridade (coroa) devia permanecer dentro do templo de Jeová.

O que isto indicava??

Que a autoridade estava com Jeová e não com a casa real de Davi.

Neste caso, centenas de anos depois, o que Herodes era??

Era um governante da casa de Israel, no entanto, ele não tinha autonomia. Ele era vassalo de César, o governante autônomo dos romanos.

Em face disso, toda a casa de Israel pagava tributo a César.

Não desejavam se livrar da vassalagem a que estavam submetidos?? Não desejavam livrar-se do tributamento do império romano??

Que pergunta fizeram a Jesus??

(Mateus 22:17-22) 17 Dize-nos, portanto: Que pensas? É lícito ou não pagar a César o imposto por cabeça?” 18 Mas Jesus, conhecendo a iniqüidade deles, disse: Por que me pondes à prova, hipócritas? 19 Mostrai-me a moeda do imposto por cabeça.” Trouxeram-lhe um denário. 20 E ele lhes disse: “De quem é esta imagem e inscrição?” 21 Disseram: “De César.” Então lhes disse ele: “Portanto, pagai de volta a César as coisas de César, mas a Deus as coisas de Deus.” 22 Ora, quando ouviram [isso], ficaram maravilhados, e, deixando-o, foram embora.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 22:17-22) 17 dize-nos, pois, qual é o teu parecer; é lícito ou não pagar o tributo a César? 18 Porém Jesus, tendo percebido a malícia deles, respondeu-lhes: Por que me experimentais, hipócritas? 19 Mostrai-me uma moeda de tributo. Trouxeram-lhe um denário. 20 Ele perguntou: De quem é esta efígie e inscrição? 21 Responderam: De César. Então lhes disse Jesus: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. 22 Ao ouvirem isto, admiraram-se e, deixando-o, foram-se.

Eles desejavam o fim da vassalagem. Desejavam o fim dos tributos. Eles desejavam uma libertação destas coisas.

Será que Jesus lhes deu algum sinal de apoio neste desejo de libertação??

O que lhes disse Jesus??

Continuem dar a César aquilo que é devido a César e dai a Deus as coisas que são devidas a Deus.

Jesus não revelava ter aquele espírito de rebeldia ao império romano, espírito presente em toda aquela geração. Aquela vassalagem aos incircuncisos incomodava profundamente aqueles orgulhosos homens, afinal de contas, eram servos do único Deus vivo, não eram??

Aquela condição era muito humilhante para um servo do Deus vivo, não era??

Bem, este era o sentimento daqueles homens.

Os apóstolos e discípulos de Jesus acompanhavam este sentimento contra o incircunciso e não só desejavam ver o fim daquela vassalagem, como também desejavam participar do soerguimento de Israel à condição de reino autônomo. Seria o fim daquela condição humilhante e o início de um tempo de liberdade e glória para a casa de Israel.

Provavelmente não entendiam como um Deus poderoso como Jeová permitia que Seu povo não ocupasse a condição de um reino autônomo e ainda permitia continuar por séculos naquela condição rebaixada em relação aos demais reinos humanos, reinos incircuncisos??

Não estavam todos eles ansiosos de participar neste momento de glória??

É neste tempo que acaba esta vassalagem aos incircuncisos??

Jesus foi ungido rei não foi??

(Lucas 4:16-21) 16 E ele chegou a Nazaré, onde tinha sido criado; e, segundo o seu costume no dia de sábado, entrou na sinagoga e levantou-se para ler. 17 Foi-lhe assim entregue o rolo do profeta Isaías, e ele abriu o rolo e achou o lugar onde estava escrito: 18 O espírito de Jeová está sobre mim, porque me ungiu para declarar boas novas aos pobres, enviou-me para pregar livramento aos cativos e recuperação da vista aos cegos, para mandar embora os esmagados, com livramento, 19 para pregar o ano aceitável de Jeová.” 20 Com isto enrolou o rolo, entregou-o de volta ao assistente e se assentou; e os olhos de todos na sinagoga estavam atentamente fixos nele. 21 Principiou então a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu esta escritura que acabais de ouvir.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Lucas 4:16-21) 16 Indo a Nazaré, onde se criara, ao sábado entrou na sinagoga segundo o seu costume, e levantou-se para ler. 17 Foi-lhe entregue o livro do profeta Isaías e, abrindo-o, achou o lugar em que estava escrito: 18 O Espírito do Senhor está sobre mim, Pelo que me ungiu para anunciar boas novas aos pobres; Enviou-me para proclamar libertação aos cativos, E restauração da vista aos cegos, Para pôr em liberdade os oprimidos, 19 E proclamar o ano aceitável do Senhor. 20 Tendo fechado o livro, o entregou ao assistente e sentou-se; e todos na sinagoga tinham os olhos fixos nele. 21 Então começou Jesus a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura nos vossos ouvidos.

O reinar de Jesus estava definido. Este era o reinar de Jesus. Um reinar totalmente diferente do reinar de Davi. Nada tinha a ver com o reinado de Davi. Tratava-se de algo inédito para aquela geração.

Jesus não era um concorrente ao trono da casa real de Davi, pois Jesus havia recebido do Pai a missão de mostrar como se comporta um rei no reino de sacerdotes projetado por Jeová. Neste caso, Jeová estava dando continuidade ao Seu projeto do reino de sacerdotes. A casa real de Davi sempre foi um elemento estranho ao reino de sacerdotes. A casa real de Davi sempre havia sido um concorrente daquele reino de sacerdotes projetado e praticado por Jeová. Deste o momento em que o povo a pediu, até aquela data, o que era Jerusalém aos olhos de Jeová??

Davi resolveu construir sua cidade. Jerusalém passou a ser conhecida como a cidade de Davi, afinal de contas, foi ele quem a construiu, não foi?? Cidade de Davi, uma cidade erigida como monumento a Davi.

(2 Samuel 5:9-10) 9 E Davi passou a morar na fortaleza e ela veio a ser chamada de Cidade de Davi; e Davi começou a construir em todo o redor, desde o Aterro e para dentro. 10 Davi foi assim ficando cada vez maior e Jeová, o Deus dos exércitos, era com ele.


Assim verte a Tradução Brasileira:


(2 Samuel 5:9-10) 9 Davi habitou na fortaleza, e chamou-lhe a cidade de Davi. Levantou edifícios ao redor desde Milo, e para dentro. 10 Davi ia-se engrandecendo cada vez mais, porque Jeová, Deus dos exércitos, era com ele.

Como será que Jeová via a cidade e o reino da casa de Davi??


(Jeremias 32:30-32) 30 “‘Pois os filhos de Israel e os filhos de Judá mostraram ser meros malfeitores aos meus olhos, desde a sua mocidade; porque os filhos de Israel me ofendem até mesmo com o trabalho das suas mãos’, é a pronunciação de Jeová. 31 Pois esta cidade, desde o dia em que a construíram até o dia de hoje, mostrou ser nada mais do que causa para ira em mim e causa para furor em mim, a fim de removê-la de diante da minha face, 32 em razão de toda a maldade dos filhos de Israel e dos filhos de Judá, que fizeram para me ofender, eles, seus reis, seus príncipes, seus sacerdotes e seus profetas, e os homens de Judá e os habitantes de Jerusalém.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Jeremias 32:30-32) 30 Pois os filhos de Israel e os filhos de Judá têm feito desde a sua mocidade tão somente o que era mau aos meus olhos; os filhos de Israel somente me têm provocado à ira com as obras das suas mãos, diz Jeová. 31 Esta cidade, desde o dia em que a edificaram até o dia de hoje, tem servido para provocar a minha ira e o meu furor a fim de que eu a remova de diante de mim, 32 por causa de toda a maldade dos filhos de Israel e dos filhos de Judá, que eles praticaram para me provocarem à ira, eles, os seus reis, os seus príncipes, os seus sacerdotes, os seus profetas, os homens de Judá e os habitantes de Jerusalém.

Será que a casa real de Davi era uma concorrente de Jeová na administração do povo de Israel??

Concorrente – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: que ou o que ocorre no mesmo momento que outra coisa; simultâneo, concomitante; que ou o que se encontra em oposição na pretensão de um mesmo objetivo.

concorrente

adj.2g.s.2g. (a1542) que ou o que concorre 1 que ou o que se produz ou ocorre no mesmo momento que outra coisa; simultâneo, concomitante <fenômenos c.> <causas c.> 2 que ou o que se encontra em oposição na pretensão de um mesmo objetivo 2.1 que ou o que é candidato a um emprego, a um cargo etc. <uma eleição com poucos c.> 2.2 que ou o que disputa lugar numa profissão ou mercado <para o jornalista há muitos c.> <a empresa c. faliu> 2.3 que ou o que concorre ou participa de um concurso (intelectual, artístico, desportivo etc.) 3 que ou o que está junto ou se junta ou aflui simultaneamente a um mesmo lugar ou ponto 3.1 fís diz-se de ou cada uma das forças cujas linhas de ação convergem para um mesmo ponto 3.2 geo que ou o que conflui para um mesmo ponto; confluente, convergente <rios c.> 3.3 geom diz-se de ou cada uma de duas ou mais linhas que passam por um mesmo ponto 3.4 que ou o que coopera para ou concorda num mesmo objetivo <opiniões, esforços c.> ¤ etim lat. concurrens,entis, part.pres. de concurrère 'correr juntamente' ¤ sin/var ver sinonímia de adversário ¤ ant ver antonímia de adversário


Se eram concorrentes, então por que Jeová não tinha inimizade contra Saul, Davi e toda a casa real de Davi, durante os séculos. Por que Jeová não usava a força para eliminar tais concorrentes à administração da casa de Israel??

O motivo??

Jeová não é igual aos humanos, logo, Seus sentimentos e Suas ações não são iguais às dos humanos.

Neste caso, Jeová era o Sábio Professor e a rebelde casa de Israel era um dos alunos, nesta imensa sala de aula.

Neste caso, O Professor Jeová entrava com Sua sabedoria e os alunos entravam com sua ignorância.

O que significava a Casa real de Davi?

Significava uma INTROMISSÃO.

Significava uma SUGESTÃO concorrente.

Significava uma OPOSIÇÃO de ideologia.

Significava uma REJEIÇÃO àquilo que estava em vigor.

O Professor Jeová estava ensinando algo (façamos o homem à nossa imagem) a Seus alunos dentro desta "sala de aula" [reino (única forma de governo conhecida por aqueles homens) de Israel]. Nesta aula teórica/prática, passou a haver uma insatisfação dos participantes. O Professor Jeová, não sendo um tirano, e sendo um Sábio, ofereceu ao aluno rebelde a oportunidade de experimentar, ou seja, colocar em prática a sua desejada teoria. O Professor Jeová ainda avisou a Seus sábios alunos, qual seria o fim posterior de escolha adotada, sendo ignorado pelos insistentes rebeldes (alunos rebeldes).

O Sábio Professor Jeová não via seus rebeldes alunos como inimigos, obviamente, não os tratava como inimigos.

O Sábio Professor Jeová continuava a ver os alunos rebeldes como eles realmente eram, ou seja, meros alunos rebeldes. A sabedoria estava com o Professor e a ignorância estava com os alunos. O Sábio Professor manteve-se como "professor", aliás, um professor interessado em que o aluno aprenda, pois Ele se sentiria frustrado (de seu objetivo) se o aluno não aprendesse.

Não havia uma diferença de ideologia?? Quem devia se retratar no dia da verdade??

Ideologia – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: sistema de ideias sustentadas por um grupo social, as quais refletem, racionalizam e defendem os próprios interesses e compromissos institucionais...

ideologia

s.f. (1823) 1 fil ciência proposta pelo filósofo francês Destutt de Tracy (1754-1836), que atribui a origem das ideias humanas às percepções sensoriais do mundo externo 2 p.ext. fil no marxismo, totalidade das formas de consciência social, o que abrange o sistema de ideias que legitima o poder econômico da classe dominante (ideologia burguesa) e o que expressa os interesses revolucionários da classe dominada (ideologia proletária ou socialista) 3 p.ext. soc sistema de ideias sustentadas por um grupo social, as quais refletem, racionalizam e defendem os próprios interesses e compromissos institucionais, sejam estes morais, religiosos, políticos ou econômicos <i. conservadora, cristã, nacionalista> 4 p.ext. conjunto de convicções filosóficas, sociais, políticas etc. de um indivíduo ou grupo de indivíduos <sua i. identifica-se com a dos republicanos> ¤ etim ide(o)- + -logia ¤ par edeologia(s.f.)


A existência e as ações da casa real eram frutos de uma ideologia.



QUE OBJETIVOS TINHA A CASA REBELDE AO PEDIR UM REI HUMANO?? QUE “REGÊNCIA” DESEJAVAM??



Estando sendo fustigados pelos povos ao redor, povos organizados em reinados, o que decidiu o povo??

(1 Samuel 8:20) 20 E também nós teremos de tornar-nos iguais a todas as nações, e o nosso rei terá de julgar-nos, e terá de sair na nossa frente e travar as nossas batalhas.”

1º - tornar-se igual a todas as nações.

2º - ter o rei como um juiz ou árbitro que decidisse sobre seus litígios do dia a dia.

3º - sair na nossa frente. Ser o representante do povo diante das outras nações em prol dos interesses (comerciais e jurídicos) do povo.

4º - travar as batalhas do povo (defender o povo diante dos outros reinos)

Do ponto de vista humano estava faltando algo aos israelitas. Do ponto de vista humano estava faltando uma liderança, uma organização, coisas comuns e necessárias à formação de um grupo, na formação de um povo. Eles precisavam agir como um grupo devidamente organizado, não precisavam??

Passaram a ser um reino igual às outras nações?? Sim, passaram a ser um reino igual a qualquer outro reino, com filosofia e comportamento igual aos demais reinos. Não havia nenhuma diferença.

Não havia diferença entre a casa real de Davi e todas as demais casas reais.

O que o povo havia dito??

Queremos nos tornar iguais a todas as outras nações.

Ora, cada uma das nações ao redor era formada por um povo organizado, uma sociedade organizada.

Até mesmo Moisés com toda a sua escola egípcia, previu a necessidade de um rei humano após tomar posse da terra.

(Deuteronômio 17:14-17) 14 Quando por fim entrares na terra que Jeová, teu Deus, te dá, e tiveres tomado posse dela e morado nela, e disseres: ‘Deixa-me estabelecer sobre mim um rei igual a todas as nações em volta de mim’; 15 deves impreterivelmente estabelecer sobre ti o rei que Jeová, teu Deus, escolher. Dentre os teus irmãos deves estabelecer sobre ti um rei. Não se te permitirá estabelecer sobre ti um estrangeiro que não seja teu irmão. 16 Somente não deve aumentar para si cavalos, nem fazer o povo retornar ao Egito, para aumentar [o número dos] cavalos; ao passo que Jeová vos disse: ‘Nunca mais deveis retornar por este caminho.’ 17 Tampouco deve multiplicar para si esposas, para que seu coração não se desvie; nem deve aumentar muito para si a prata e o ouro.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Deuteronômio 17:14-17) 14 Quando entrares na terra que Jeová teu Deus te está dando, e a possuíres, e nela habitares, e disseres: Estabelecerei sobre mim um rei, como o fazem todos as nações que estão ao redor de mim; 15 certamente estabelecerás como rei sobre ti aquele que Jeová teu Deus escolher. A um dentre os teus irmãos estabelecerás como rei sobre ti; não poderás pôr sobre ti um estrangeiro que não seja teu irmão. 16 Porém não multiplicarás para ti cavalos, nem farás voltar o povo ao Egito, para multiplicar cavalos; porquanto Jeová vos disse: Não tornareis a voltar de hoje em diante por aquele caminho. 17 Nem multiplicará para si mulheres, para que se não desvie o seu coração; nem multiplicará muito para si a prata e o ouro.



O REI SERIA A SOLUÇÃO PARA SEUS PROBLEMAS. Um rei que resolvesse todos os problemas do povo.

Em face dos muitos problemas que enfrentavam no dia a dia com os seus iníquos vizinhos que eles desejavam exterminar, a casa rebelde revelou toda a sua insatisfação pelo modo em que Jeová conduzia o Seu reinar.

A casa rebelde não via a FORMA como Jeová estava regendo como uma forma de governo apropriado para eles, pois não satisfazia suas necessidades do dia a dia, em face de seus interesses.

Neste caso, Jeová não estava resolvendo seus problemas da forma como eles desejavam.

O rei humano satisfaria os desejos do povo – assim pensava o povo.

Um rei que pensasse como o povo pensava.

O rei deveria promover os interesses do povo; satisfazer as vontades do povo.

Como paga, o rei teria todos os privilégios reais. Saul e Davi mostram ser uma alegria para o povo.


(1 Samuel 18:6-7) 6 E sucedeu que, entrando eles quando Davi retornou de GOLPEAR os filisteus, as mulheres começaram a sair de todas as cidades de Israel com canções e com danças ao encontro de Saul, o rei, com pandeiros, com alegria e com alaúdes. 7 E as mulheres que FESTEJAVAM respondiam e diziam: “Saul GOLPEOU os seus milhares, E Davi as suas dezenas de milhares.”



A casa real estava satisfazendo a VONTADE do povo. Em face disto eles festejavam. Festejavam a vingança. Festejavam a morte dos iníquos. Festejavam os saques praticados por Davi, festejavam as maldades praticadas por Davi. Festejavam os escravos conquistados e trazidos a eles por Davi. Festejavam o domínio sobre outras nações, o que gerava cobrança de impostos. Este era o trono de Davi. Por que não festejavam o perdão?? Por que não festejavam a misericórdia?? Só por que eram as vítimas?? Só porque os filisteus eram iníquos??

Estando de posse de todos os seus poderes, quando Jesus estava diante da casa rebelde, ele negou-se a ser todas estas coisas para as POBRES VÍTIMAS do império romano.

O QUE ESTES HOMENS DESEJAVAM??

Desejavam um REINAR IGUAL ao praticado por Davi.

Neste caso, aqueles homens desejavam que Jesus SENTASSE NO TRONO de Davi.

O trono de Davi era CARACTERIZADO por coisas animalescas.

Jesus preferiu sentar-se no trono do Pai CARACTERIZADO pelos sete espíritos que o Pai possui.

1 – IMPARCIALIDADE; (ver e tratar a todos como iguais) 2 – LIVRE-ARBÍTRIO; (não impõe, não impede e não escraviza) 3 – AMOR; (abnegado e incondicional) 4 – LEALDADE À LEI; 5 – VERDADE; 6 – MISERICÓRDIA, PERDÃO; (incondicional) 7 – HUMILDADE, POBREZA.

Para se sentar no trono do Pai, Jesus precisava ser IGUAL ao Pai.

Em face disso, Jesus afirmou: Eu e o Pai somos um.

O que disse Jesus ao tentador??

(Mateus 4:8-10) 8 Novamente, o Diabo levou-o a um monte extraordinariamente alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles, 9 e disse-lhe: “Todas estas coisas te darei, se te prostrares e me fizeres um ato de adoração.” 10 Jesus disse-lhe então: “Vai-te, Satanás! Pois está escrito: ‘É a Jeová, teu Deus, que tens de adorar e é somente a ele que tens de prestar serviço sagrado... .


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 4:8-10) 8 De novo o Diabo o levou a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles, 9 e disse-lhe: Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares. 10 Respondeu-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; pois está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele darás culto.

O que entendemos??

Entendemos que, em face do que o Pai representa, todos os reinos existentes estão em plena oposição ao Pai, independente do rei humano e independente do povo. O reino da casa real de Davi era igual a todos os reinos do mundo.

Basta a existência de um rei (acima dos demais; desigualdade), para definir a existência de oposição a Jeová, o Rei da igualdade.

A existência de um rei fere o princípio de igualdade. Fere o princípio da abnegação. Fere o princípio da humildade. Fere o princípio do livre-arbítrio.

O que falou Jesus para seus discípulos sobre como deveria ser visão a deles em relação a posição de autoridade??

(Mateus 20:25-27) 25 Jesus, porém, chamando-os a si, disse: “Sabeis que os governantes das nações dominam sobre elas e que os grandes homens exercem autoridade sobre elas. 26 NÃO É ASSIM ENTRE VÓS; mas, quem quiser tornar-se grande entre vós tem de ser o vosso ministro, 27 e quem quiser ser o primeiro entre vós tem de ser o vosso escravo.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 20:25-27) 25 Mas Jesus chamou-os a si, e disse: Sabeis que os governadores dos gentios dominam os seus vassalos, e sobre eles os grandes exercem autoridade. 26 NÃO É ASSIM ENTRE VÓS. Mas quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; 27 e quem quiser ser o primeiro entre vós, será esse o vosso servo.

O governante?? Quem era o governante?? Não é a autoridade máxima?? Não é a autoridade suprema?? Não é aquele que está acima de qualquer coisa?? Não exige ele a obediência de todos os que estão abaixo dele??

No entanto, o que lhes informou Jesus??

Será que deveria existir um “grande” entre os discípulos?? Será que deveria existir um “governante” entre os discípulos??

Não é assim entre vós. Não é assim entre vós.

Entre vós, a coisa funciona de forma diferente.

Não deveis ser iguais aos reinos do mundo.

No lugar da autoridade ser exercida de cima para baixo, a autoridade virá de baixo para cima.

Como??

O que deve existir entre vós??

Entre vós deve existir muitos ministros; muitos servos.

Todos entre vós deveis buscar ser servos. Deveis buscar ser aquele que serve.

Aquele que quiser ser autoridade deve ser aquele que mais dá de si para os demais. No lugar dos demais o servirem, ele serve aos demais. No lugar de ser uma esponja receptora, ele deverá ser uma fonte doadora.

Eles conheciam muito bem o que era ser um escravo. O escravo era aquele que não trabalhava para si, não produzia nada para si mesmo.

O que lhes falou Jesus?? Aquele que deseja ser o primeiro entre vós, ser o governante entre vós, deve se tornar o escravo de todos.

No lugar dos outros ministrarem para ele, ele passa a ministrar a todos os outros.

Deverá ser o nº 1 em abdicação.

Quem tiver maior abdicação no reino, este será o maior no reino.

Reinar da abdicação - não era este tipo de reinar o praticado por Jesus diante dos seus súditos??

Jesus estava em união com Jeová, não estava??

Não imitem os outros governantes. Não se tornem governantes. Não usem coroas; não busque o que a coroa representa; não se sentem neste tipo de trono; não admita ser colocado acima dos demais humanos.

Aceitaria Jesus o reino da casa real de Davi??

O que ele disse??

(João 18:35-36) 35 Pilatos respondeu: “Será que eu sou judeu? A tua própria nação e os principais sacerdotes te entregaram a mim. O que fizeste?” 36 Jesus respondeu: “Meu reino não faz parte deste mundo. Se o meu reino fizesse parte deste mundo, meus assistentes teriam lutado para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas, assim como é, o meu reino não é desta fonte....


Assim verte a Tradução Brasileira:

(João 18:35-36) 35 Replicou Pilatos: Porventura sou eu judeu? A tua própria nação e os principais sacerdotes entregaram-te nas minhas mãos. Que fizeste? 36 Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus súditos pelejariam, para não ser eu entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.

Notamos que Jesus falou em meu reino, não falou??

Então Jesus eram um rei, não era??

Sim, Jesus era um rei e estava reinando, no entanto, ele mesmo falou: “Meu reino não é daqui”.

Se Jesus estivesse interessado no reinado da casa real de Davi o que teria acontecido?? O que disse Jesus??

- “Se o meu reino fosse deste mundo, meus assistentes teriam lutado para que eu não fosse entregue aos judeus”.

- “Se meu reino fosse deste mundo, no lugar deles me odiarem e de me colocarem nesta posição, eles teriam lutado”.

Afinal, você é rei ou não??

(João 18:37) 37 Portanto, Pilatos disse-lhe: “Pois bem, és tu rei?” Jesus respondeu: “Tu mesmo estás dizendo que eu sou rei. Para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que está do lado da verdade escuta a minha voz.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(João 18:37) 37 Perguntou-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade, ouve a minha voz.

Eu vim ao mudo para ser rei, a fim de dar testemunho da verdade. Que verdade estava Jesus dando testemunho com o seu reinar inédito??

Jesus estava expondo a fantasia do reinar humano e revelando a verdadeira forma de reinar (governar). Tratava-se da mesma forma projetada e praticada por Jeová durante os milênios e que nada tinha a ver com a casa real de Davi, motivo pelo qual os discípulos ficaram decepcionados e se mostraram frustrados quando viram Jesus ser morto.

Os discípulos de Jesus não viram Jesus com nenhuma coroa, tampouco o viram sentado em um trono. Nenhuma destas coisas físicas e nenhuma das ações dos anteriores reis. Em face disso, as pessoas questionavam: “Onde está o reino”??

Depois da morte de Jesus, o que seus discípulos decidiram fazer?? Mantiveram-se na igualdade característica do reino praticado por Jesus??

De acordo com a visão de João, de livre e espontânea vontade, o que fizeram aqueles que ousaram colocar coroas sobre suas cabeças diante do próprio Jeová??

(Revelação 4:9-10) 9 E sempre que as criaturas viventes dão glória, e honra, e agradecimento Ao que está sentado no trono, Aquele que vive para todo o sempre, 10 os vinte e quatro anciãos prostram-se diante Daquele que está sentado no trono e adoram Aquele que vive para todo o sempre, e lançam as suas coroas diante do trono, dizendo:


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Apocalipse 4:9-10) 9 Quando aquelas criaturas viventes derem glória, e honra e ações de graças ao que está sentado sobre o trono, ao que vive pelos séculos dos séculos, 10 os vinte e quatro anciãos se prostrarão diante daquele que está sentado sobre o trono e adorarão ao que vive pelos séculos dos séculos, e lançarão as suas coroas diante do trono, dizendo:

O que reconheceram aqueles homens que haviam se coroado ou deixados ser coroados??

(Revelação 4:11) 11 Digno és, Jeová, sim, nosso Deus, de receber a glória, e a honra, e o poder, porque criaste todas as coisas e porque elas existiram e foram criadas por tua vontade.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Apocalipse 4:11) 11 Tu és digno, Senhor nosso e Deus nosso, de receber a glória e a honra e o poder, porque tu criaste todas as coisas, e pela tua vontade existiram, e foram criadas.

Finalmente reconheceram a sua real posição diante de Jeová??

Sim, finalmente reconheceram.

Será que finalmente reconheciam que SOMENTE Jeová é digno de receber qualquer honra e glória??

Neste caso, dar e receber glória a qualquer humano revela ser um pecado.

Neste caso fica bem configurado que a existência de qualquer rei humano em qualquer ponto da história humana mostrava ser um pecado, pois configurava a existência e a prática de desigualdade entre irmãos.

Foi uma ação imposta a eles??

Não, não foi, pois Jeová não é um déspota.

Estavam trajados de compridas vestes brancas, não estavam??

Sim, estavam.

Estes homens estavam diante de Jeová??

Sim estavam.

Estes homens estavam sentados em tronos e com coroas de ouro sobre a cabeça??

Sim.

(Revelação 4:2-4) 2 Depois destas coisas vim a estar imediatamente no [poder do] espírito: e eis que havia um trono na sua posição no céu, e havia alguém sentado no trono. 3 E o sentado é, em aparência, semelhante à pedra de jaspe e a uma pedra preciosa de cor vermelha, e ao redor do trono [há] um arco-íris, em aparência semelhante à esmeralda. 4 E ao redor do trono [há] vinte e quatro tronos, e nestes tronos [vi] sentados vinte e quatro anciãos, trajados de roupas exteriores brancas, e nas suas cabeças coroas de ouro.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Apocalipse 4:2-4) 2 Imediatamente fui arrebatado pelo Espírito. Eis havia um trono posto no céu, e sobre o trono um sentado, 3 e aquele que estava sentado era, pelo que parecia, semelhante a uma pedra de jaspe e de sardônio; e havia ao redor do trono um arco-íris semelhante, pelo que parecia, à esmeralda. 4 Estavam também ao redor do trono vinte e quatro tronos; e sobre os tronos vi sentados vinte e quatro anciãos vestidos de roupas brancas, e nas suas cabeças coroas de ouro.

Que espécie de comportamento havia Jesus pedido que seus discípulos tivessem entre si??

(Mateus 23:8-12) 8 Mas vós, não sejais chamados Rabi, pois um só é o vosso instrutor, ao passo que todos vós sois irmãos. 9 Além disso, não chameis a ninguém na terra de vosso pai, pois um só é o vosso Pai, o Celestial. 10 Tampouco sejais chamados ‘líderes’, pois o vosso Líder é um só, o Cristo. 11 Mas o maior dentre vós tem de ser o vosso ministro. 12 QUEM SE ENALTECER, SERÁ HUMILHADO, e quem se humilhar, será enaltecido.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 23:8-10) 8 Mas vós não queirais ser chamados mestres; porque só um é vosso mestre, e todos vós sois irmãos. 9 A ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque só um é vosso Pai, aquele que está no céu. 10 Nem queirais ser chamados mestres, porque só um é vosso mestre, o Cristo. 11 Mas o maior dentre vós será vosso servo. 12 QUEM SE EXALTAR, SERÁ HUMILHADO; e quem se humilhar, será exaltado.

Todos vós sois irmãos e aquele que se exaltar, se enaltecer, será rebaixado, será humilhado.

A igualdade foi plenamente estabelecida e devidamente informada por Jesus aos seus discípulos.

Tempo os depois desta informação, como poderiam existir discípulos sentados em tronos e com coroa de ouro sobre suas cabeças??

Não passava a vigorar a plena desigualdade??

Não passava a existir pessoas exaltadas??

Não passava a existir pessoas enaltecidas??

Neste caso perguntamos: Estava sendo praticada a igualdade, segundo o mandamento dado por Jesus para eles??

O que ficou plenamente configurado??

Ficou plenamente configurado haver uma rebeldia ao mandamento de igualdade passado a eles por Jesus.

Será que foi somente a partir de Jesus que deveria haver plena igualdade entre os servos adoradores de Jeová??

Será que até Jesus não havia pecado em humanos se colocarem acima de outros humanos??

Voltando aos dias de Samuel, o que encontramos??

Em relação ao comportamento do rei humano solicitado por eles, humanos, o que Jeová pediu para Samuel informar solenemente ao povo??

Segundo o Pai, que espécie de reinado fariam todos os que ocupassem o cargo de rei para a cada de Israel?? Seria um reinado do tipo aprovado por Jeová?? Se o reinado humano fosse do tipo aprovado, isto significaria que Jeová faria as mesmas coisas que aqueles humanos fizessem. Isto significaria que Jeová assinava em baixo de cada ação destes reis. As ações destes reis seriam ações aprovadas por Jeová.

O que a casa real traria para o povo, coisas benéficas ou coisas maléficas??

(1 Samuel 8:9-18) 9 E agora escuta a sua voz. Somente o seguinte: deves adverti-los solenemente e tens de informá-los da prerrogativa legítima do rei que reinará sobre eles.” 10 Portanto, Samuel disse todas as palavras de Jeová ao povo que lhe pedia um rei. 11 E passou a dizer: “A seguinte será a prerrogativa legítima do rei que reinará sobre vós: Tomará os vossos filhos e os porá como seus nos seus carros e entre os seus cavaleiros, e alguns terão de correr na frente dos seus carros; 12 e a fim de designar para si chefes sobre mil e chefes sobre cinqüenta, e [alguns] para lavrarem por ele e para ceifarem a sua colheita, e para fazerem seus instrumentos de guerra e os petrechos de seus carros. 13 E tomará as vossas filhas para misturadoras de ungüento, e cozinheiras, e padeiras. 14 E os vossos campos, e os vossos vinhedos, e os vossos olivais, os melhores, ele tomará e realmente dará aos seus servos. 15 E tomará o décimo de vossos campos de sementeira e de vossos vinhedos, e ele certamente [os] dará aos seus oficiais da corte e aos seus servos. 16 E tomará os vossos servos e as vossas servas, e as vossas melhores manadas e os vossos jumentos, e terá de usá-los para a sua obra. 17 E tomará o décimo de vossos rebanhos e vós mesmos vos tornareis seus como servos. 18 E naquele dia certamente clamareis por causa do vosso rei que escolhestes para vós, mas Jeová não vos responderá naquele dia.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(1 Samuel 8:9-18) 9 Agora ouve a sua voz; contudo lhes declararás solenemente e lhes farás ver como se portará o rei que há de reinar sobre eles. 10 Referiu Samuel todas as palavras de Jeová ao povo que lhe havia pedido um rei, 11 e disse: ASSIM SE PORTARÁ O REI QUE HÁ DE REINAR SOBRE VÓS: tomará vossos filhos e os porá nos seus carros e entre os seus cavaleiros, e eles correrão adiante dos seus carros; 12 e os constituirá capitães de mil e capitães de cinqüenta, e lavradores dos seus campos, e segadores das suas messes, e fabricantes das suas armas e dos seus carros. 13 Tomará vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras. 14 Tomará o melhor dos vossos campos, e das vossas vinhas, e dos vossos olivais, e dá-los-á aos seus servos. 15 Dizimará as vossas sementes e as vossas vinhas, para dar aos seus eunucos e aos seus servos. 16 Também tomará os vossos servos e as vossas servas, e os vossos melhores mancebos, e os vossos jumentos, e os empregará no seu trabalho. 17 Dizimará também os vossos rebanhos; e vós sereis seus servos. 18 Naquele dia vós lamentareis por causa do vosso rei, que vós mesmos escolhestes; e Jeová não vos responderá naquele dia.

Assim verte a Tradução Almeida:

(1 Samuel 8:9-18) 9 Agora, pois, ouve a sua voz, contudo lhes protestarás solenemente, e lhes declararás qual será o modo de agir do rei que houver de reinar sobre eles. 10 Referiu, pois, Samuel todas as palavras do Senhor ao povo, que lhe havia pedido um rei, 11 e disse: ESTE SERÁ O MODO DE AGIR DO REI QUE HOUVER DE REINAR SOBRE VÓS: tomará os vossos filhos, e os porá sobre os seus carros, e para serem seus cavaleiros, e para correrem adiante dos seus carros; 12 e os porá por chefes de mil e chefes de cinqüenta, para lavrarem os seus campos, fazerem as suas colheitas e fabricarem as suas armas de guerra e os petrechos de seus carros. 13 Tomará as vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras. 14 Tomará o melhor das vossas terras, das vossas vinhas e dos vossos elivais, e o dará aos seus servos. 15 Tomará e dízimo das vossas sementes e das vossas vinhas, para dar aos seus oficiais e aos seus servos. 16 Também os vossos servos e as vossas servas, e os vossos melhores mancebos, e os vossos jumentos tomará, e os empregará no seu trabalho. 17 Tomará o dízimo do vosso rebanho; e vós lhe servireis de escravos. 18 Então naquele dia clamareis por causa de vosso rei, que vós mesmos houverdes escolhido; mas o Senhor não vos ouvira.

Ora, onde estava a abnegação deste reinar??

Sendo legítimas, isto significaria que se tratava de tirania plenamente aprovadas, não é mesmo??

Seriam estas ações de plena tirania previstas por Jeová a serem praticadas contra o povo, prerrogativas legítimas do rei??

Prerrogativas legítimas ou ações de tirania??

O que caracterizaria o trono humano?? O rei se colocaria acima de todos. O rei teria o poder supremo. O rei exerceria a sua autoridade suprema de cima para baixo. O rei humano praticaria a tirania.

Mostraria ser um déspota.

Déspota – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: que ou o que revela caráter autoritário e tirânico.

déspota

adj.2g.s.2g. (1538) 1 que ou quem exerce autoridade arbitrária ou absoluta (diz-se de governante); tirano 1.1 que ou quem age tiranicamente, embora não detenha o poder absoluto (diz-se de governante) 2 p.ext. que emprega ou quem quer que empregue de autoridade tirânica para dominar 3 p.met. que ou o que revela caráter autoritário e tirânico 4 p.metf. que ou o que exerce alguma forma de imposição ou autoritarismo, em qualquer campo <o tempo é (um) déspota> n s.m. hist 5 imperador bizantino ou príncipe da casa imperial 5.1 príncipe vassalo (título honorífico ou de tratamento) 6 bispo ou patriarca da Igreja ortodoxa oriental 7 durante a Renascença italiana, príncipe hereditário ou chefe militar ² d. esclarecido hist aquele que governa segundo a doutrina do despotismo esclarecido ¤ etim gr. despótés,ou 'senhor absoluto, amo, déspota, tirano', através do lat.medv. despòta 'id.' ¤ sin/var como subst.: ver sinonímia de tirano


Jeová descreveu sabiamente as ações de um déspota. Vejam o que o déspota fará a vós.

O rei acumulará riquezas para si e para os seus; egoistamente, o rei pensará em si mesmo e nos seus; o rei não se importará em tomar nada do que estiver em vossa posse; o rei exigirá tributos de vós e finalmente, o rei vos escravizará.

O rei usará sua autoridade e a força para tomar as coisas que ele almejar.

Tirano – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: governante injusto e cruel, que coloca a sua vontade e sua autoridade acima das leis e da justiça.

tirano

s.m. (sXIV) 1 aquele que usurpa o poder soberano de um Estado 2 governante injusto e cruel, que coloca sua vontade e sua autoridade acima das leis e da justiça 3 aquilo que tortura ou martiriza moralmente <o ciúme é o t. da razão> n adj.s.m. 4 que ou o que é tirânico, cruel, despótico <vício t.> <trata a mulher como t., não como marido> ¤ etim gr. túranos,ou 'soberano absoluto, déspota', pelo lat. tyránnus,i 'id.' ¤ sin/var como subst.: autocrata ou autócrata, déspota, ditador, dominador, opressor, tiranizador; como adj.s.m.: ver sinonímia de malvado e verdugo


Bem, sem sombra de dúvida, todas aquelas ações descritas por Jeová a serem feitas pelos reis da Israel, eram ações de plena tirania.

Todos concordam que aquelas ações são ações de tirania, não concordam??

O que Jeová falou sobre os frutos produzidos pela casa real aprovada pelo povo nos dias de Samuel??

- “E naquele dia certamente clamareis por causa do vosso rei que escolhestes, mas Jeová não vos responderá naquele dia”.

Ficou bem claro, não ficou??

Aviso-vos de antemão: “Vou permitir que tenhais aquilo que escolhestes, no entanto, esta escolha mostrará ser tão terrível para vós, que vós clamareis por causa dos frutos da vossa escolha. Apesar disso, eu não vos responderei naquele dia”.

O rei humano escolhido por Jeová, seria muito bom em fazer as coisas que Jeová afirmou que o rei faria, não é verdade?? Será que as coisas que o rei humano faria, eram coisas aprovadas por Jeová??

Jeová os avisou: “O rei vos tratará como escravos”.

Naquele dia vós lamentareis por causa do vosso rei, que vós mesmos escolhestes.

Não é este o comportamento do rei que vós escolhestes??

Não confiastes no vosso rei como a solução para vossos problemas??

Aquilo que vós desejais do rei em vosso favor, ele como rei, fará em benefício dele próprio.

Será que lamentareis a vossa escolha??

Chegaria um tempo em que o povo finalmente lamentaria ter um rei sobre si??

Mas, que espécie de lamento seria?? Seria contra aquele rei ou seria contra a existência de qualquer rei??

Todos os reis humanos se comportam da mesma forma, não é verdade??

Bem, esta foi a previsão que Jeová fez, não foi??

Depois de setenta anos no exílio, será que o povo se esqueceria de como havia sido ruim ter um rei sobre si??

Será que passaram a abominar terem tido um reinado humano??

O que a geração seguinte à destruição de Jerusalém afirmou em relação aos seus antepassados??

(Neemias 9:32-37) 32 E agora, ó nosso Deus, o Deus grande, poderoso e atemorizante, guardando o pacto e a benevolência, não deixes parecer pouco diante de ti toda a dificuldade que achou a nós, a nossos reis, a nossos príncipes, e a nossos sacerdotes, e a nossos profetas, e a nossos antepassados, e a todo o teu povo, desde os dias dos reis da Assíria até o dia de hoje. 33 E tu és justo no que se refere a tudo o que veio sobre nós, pois agiste fielmente, mas nós fomos os que agimos de modo iníquo. 34 Quanto a nossos reis, nossos príncipes, nossos sacerdotes e nossos antepassados, não praticaram a tua lei, nem prestaram atenção aos teus mandamentos ou aos teus testemunhos com que testificaste contra eles. 35 E eles mesmos — durante o seu reinado e no meio de tuas abundantes coisas boas que lhes deste, e na terra ampla e gorda que lhes fizeste disponível, não te serviram nem recuaram das suas práticas más. 36 Eis que hoje somos escravos; e quanto à terra que deste aos nossos antepassados para que comessem dos seus frutos e das suas coisas boas, eis que somos escravos nela, 37 e seus produtos abundam para os reis que puseste sobre nós por causa dos nossos pecados, e eles governam sobre os nossos corpos e sobre os nossos animais domésticos, segundo o seu bel-prazer, e estamos em grande aflição.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Neemias 9:32-37) 32 Deus nosso, Deus grande, poderoso e terrível, que conservas aliança e misericórdia, não te pareça de pouca monta todo o trabalho que nos tem sobrevindo a nós, aos nossos reis, aos nossos príncipes, aos nossos sacerdotes, aos nossos profetas, a nossos pais, e a todo o teu povo, desde os dias dos reis da Assíria até o dia de hoje. 33 Contudo tu és justo em tudo quanto tem vindo sobre nós, pois tu tens procedido segundo a verdade, mas nós temos cometido o mal. 34 Os nossos reis, os nossos príncipes, os nossos sacerdotes, e nossos pais não têm guardado a tua lei, nem têm dado ouvidos aos teus mandamentos e aos teus testemunhos, pelos quais testificaste contra eles. 35 Pois eles, no seu reino e na muita abundância de bens que lhes deste, e na terra espaçosa e fértil que lhes entregaste não te serviram, nem se converteram de suas más obras. 36 Eis que nós hoje somos servos, e quanto à terra que deste a nossos pais para lhe comerem os frutos e os bens, eis que nela somos servos. 37 Ela dá muito lucro aos reis que puseste sobre nós por causa dos nossos pecados. Também eles dominam sobre nós e sobre o nosso gado, como bem lhes apraz, e nós estamos em grande angústia.

A geração seguinte à destruição de Jerusalém reconheceu o erro dos antepassados, dos reis, dos príncipes, dos sacerdotes, dos profetas e do povo.

Será que reconheceram o grande erro da existência de um rei humano conforme o pedido dos antepassados feito a Samuel??

Será que depois de um tempo desejariam ter de novo um rei sobre si, tal qual Davi??

Será que afirmariam que aquele rei humano faria diferente dos demais??

O tempo iria responder a esta pergunta.

A quase unanimidade dos cristãos desejam que Jesus se sente no trono de Davi. Estão constantemente oferecendo este trono animalesco para Jesus se sentar.

Esta quase unanimidade afirma que Jesus ainda vai começar a reinar.

Por que afirmam isto??

Porque não reconhecem o dia a dia de Jesus junto aos humanos durante aqueles três anos e meio, como ele estar reinando.

Por que não reconheciam o dia a dia de Jesus como um reinado??

Porque sua visão de “reinar” estava presa naquela forma de reinar praticada por Davi, forma esta que eles aprovavam e desejavam.

Jesus não se colocava acima, pois Jesus obedecia ao princípio da plena igualdade.

Obviamente que também não reconhecem que Jesus está reinando mesmo agora.

Por que não??

Porque desejam um outro tipo de reinar, um reinar diferente daquele que está sendo praticado por Jesus hoje.

De forma paralela àqueles israelitas que não viam a Jeová como um rei, ou seja, um rei que satisfazia suas expectativas quanto ao comportamento de um rei em relação a eles e aos outros povos, os discípulos de Jesus também não viam Jesus como aquele que satisfaria as suas expectativas em relação a um rei. Consequentemente, os discípulos de Jesus se revelaram frustrados ao verem Jesus ser violentamente morto por aqueles que, segundo eles, Jesus devia vencer. Os contemporâneos de Jesus desejavam um rei que usasse a força e vencesse os adversários, levando-os à morte ou à sujeição.

O que falou Jesus para os decepcionados discípulos??

(Lucas 24:25-26) 25 Disse-lhes assim: “Ó insensatos e vagarosos de coração no que se refere a crer em todas as coisas faladas pelos profetas! 26 Não era necessário que o Cristo sofresse estas coisas e que entrasse na sua glória?


Assim verte a Tradução Brasileira:


(Lucas 24:25-26) 25 Disse-lhes Jesus: Ó néscios, e tardos de coração para crerdes tudo o que os profetas disseram! 26 Porventura não importava que o Cristo padecesse estas coisas e assim entrasse na sua glória?

Onde os decepcionados discípulos viam uma derrota, Jesus via uma vitória, Jesus via uma glória. Aqueles sofrimentos culminariam na glória. Aqueles sofrimentos antecediam a glória de Jesus.


Algum tempo depois, Jesus ratificou a sua condição de vencedor.


(Revelação 3:21) 21 Àquele que vencer, concederei assentar-se comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com o meu Pai no seu trono.


Assim verte a Tradução Brasileira:


(Apocalipse 3:21) 21 Ao vencedor, fá-lo-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como eu venci e sentei-me com meu Pai no seu trono.

Ora, quando Jesus havia vencido??

No momento de sua morte.

A morte de Jesus foi uma morte gloriosa. Uma morte digna de um autêntico perdoador.


O que os discípulos de Jesus viam como derrota e desonra, Jesus via como vitória e glória.



Ficou bem claro que o Mestre tinha pensamentos bem diferentes dos discípulos.

Séculos depois, será que os discípulos de Jesus mudaram de opinião??

O que continuam a desejar em relação ao reinar de Jesus??

Desejam um reinar onde é usada a violência contra os que se comportam como inimigos deles e/ou inimigos do rei.

Desejam que o rei odeie aqueles que se comportam como inimigos deles.

Desejam uma vitória violenta sobre os que agem como seus inimigos, cujo resultado final será a morte física de tal inimigo.

Desejam ver o sofrimento dos inimigos.

Não desejam a pobreza oferecida por Jesus, antes, desejam a riqueza e glória praticada por Davi.

Também desejam a desigualdade praticada por Davi, pois vêm na desigualdade a solução para os problemas de relacionamento humano em grupo.

Recusam a pobreza oferecida por Jesus. Sentem vergonha de tal pobreza.

Abominam a passividade de Jesus diante daqueles que agem como seus inimigos.

Sentem vergonha de tal passividade.

Desejam a violência contra os que agem quais inimigos.

Pedem a morte dos inimigos.

Sentem vergonha de perdoar assim como Jesus perdoou.

Desejam que Jesus se sente no trono de Davi.

Como Jesus se sentaria no trono de Davi??

Matando os inimigos dos cristãos, os inimigos do dia a dia; levando-os a um inferno de tormento eterno e/ou lhes dando uma morte eterna. Tendo um ressentimento perpétuo e uma vingança por tempo indefinido. Tendo um ódio contínuo por aqueles que ofendem ao Pai Jeová e aos que afirmam ter Jesus como seu Senhor.

Será que conseguirão fazer Jesus se sentar no trono de Davi??

Pelo menos, insistem e insistem em pedir a Jesus que satisfaçam os seus desejos.

Os servos de Jeová continuarão a ser pegos pelo coração.

Neste ínterim, que espécie de reinar têm praticado os discípulos de Jesus entre si mesmos??

Será que tem imitado a casa real de Davi, dividindo-se em grupos, odiando-se e guerreando entre si buscando a condição de sentados no trono (aprovados diante de Jesus)??

Será que estão fazendo questão de copiar o reinar praticado por Jesus??

Dificilmente, pois, sequer reconhecem o dia a dia de Jesus como uma forma de reinar, ou seja, como a forma do Pai Jeová reinar. Obviamente, que não reconhecem esta forma de viver o dia a dia, como aquela que devem praticar.

Neste caso, se eles pedem ao Pai celestial a vinda do reino de Deus, que espécie de reino eles estão esperando??

Não é aquele que estando do lado deles, ou seja, do lado do grupo deles, irá destruir os ímpios, levando-os para o inferno de fogo, e levando sua igreja aprovada para os céus??

Não é aquele que estando do lado deles, ou seja, do lado do grupo deles, irá destruir eternamente todas as religiões falsas e todos os seus participantes, levando-os para um mundo livre de iníquos??

Bem, trata-se de um estranho amor ao próximo como a si mesmo, não é verdade??

Será que gostariam de ser amados desta mesma maneira pelos demais humanos??

Será que gostariam que o Pai ficasse do lado do outro grupo e tratasse o grupo do qual ele faz parte, como o grupo dos inimigos??



Topo desta página