DETALHES – A DIFERENÇA ENTRE A VIDA E A MORTE.

Criada em 26 de maio de 2016 Última alteração em 20/06/16 às 09:13





O que é mesmo um detalhe??

Detalhe - Vamos ver a descrição dada pelo dicionário Houaiss: narração ou exposição circunstanciada ou minuciosa; pormenor, minudência, particularidade...

detalhe Datação: 1391

n substantivo masculino

1 ato ou efeito de detalhar

2 narração ou exposição circunstanciada ou minuciosa; pormenor, minudência, particularidade

3 objeto dessa narração; pequeno elemento

4 Derivação: por extensão de sentido.

coisa, pessoa ou fato sem importância

5 Rubrica: arquitetura, artes plásticas.

cada uma das partes de uma obra ou plano tomadas em separado

6 Rubrica: termo militar.

repartição ou distribuição de serviço


Muitas pessoas afirmam que o detalhe é uma coisa pequena e sem importância. Muitas são as pessoas que vivem o dia a dia usando tal afirmação como uma regra de comportamento.

Assim, desvalorizam as coisas pequenas e supervalorizam as coisas grandes, vivendo o dia a dia atrás de coisas grandes.

No entanto, vejamos a informação dada por Jesus:

(Lucas 16:10) 10 Quem é fiel no mínimo, é também fiel no muito, e quem é injusto no mínimo, é também injusto no muito....


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Lucas 16:10) 10 Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito; e quem é injusto no pouco, também é injusto no muito.

Ao observarmos o contexto, poderemos perceber que Jesus estava falando sobre uma forma de comportamento humano, ou seja, o de não desprezar as pequenas coisas.

Desprezar as coisas pequenas se dá quando atribuímos a elas um valor diferente do valor que damos às coisas grandes.

Percebemos a mesma valorização que coisas grandes e coisas pequenas tinham para Jesus??

Ele estava chamando a atenção àqueles humanos para que eles passassem a ver as coisas sob esta mesma ótica.

Bem, e quanto ao Pai?? Será que Ele também valoriza as coisas pequenas o tanto quanto valoriza as coisas grandes??

O templo de Salomão havia sido algo grande, algo que chamava a atenção por sua grandeza e suntuosidade.

Suntuosidadeesta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: abundância de coisas raras, finas, de luxo; luxo pomposo; ostentação.

suntuosidade

n substantivo feminino

característica do que é suntuoso

1 grande dispêndio de dinheiro; prodigalidade

2 abundância de coisas caras, finas, de luxo; aparato, fausto, riqueza

Ex.: vivia bem, mas sem s.

3 Derivação: por extensão de sentido.

luxo pomposo; pompa, pomposidade, ostentação



Bem, aquele templo tão suntuoso havia sido completamente destruído pelo rei de Babilônia.

Será que o Pai IHVH se contentaria com um templo bem simples??

Depois de passarem setenta anos no exílio, como é que estes homens dariam ao templo de Jerusalém aquela mesma grandeza e suntuosidade que lhe havia sido dado por Salomão??

Será que o Pai se importava com a suntuosidade de um templo??

O que disse o Pai para aqueles desejosos de reconstruir o templo de Jerusalém??

(Zacarias 4:8-10) 8 E continuou a vir a haver para mim a palavra de Jeová, dizendo: 9 As próprias mãos de Zorobabel lançaram o alicerce desta casa e suas próprias mãos [a] terminarão. E terás de saber que o próprio Jeová dos exércitos me enviou a vós. 10 Pois, quem desprezou o dia das coisas pequenas? E hão de alegrar-se e ver o prumo na mão de Zorobabel. Estes sete são os olhos de Jeová. Percorrem toda a terra.”


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Zacarias 4:8-10) 8 Demais veio a mim a palavra de Jeová, dizendo: 9 As mãos de Zorobabel têm posto os alicerces desta casa; também as suas mãos a acabarão; e saberás que Jeová dos exércitos me enviou a vós. 10 Quem desprezou o dia das coisas pequenas? Pois se regozijarão, e verão o prumo na mão de Zorobabel, estes sete, que são os olhos de Jeová; eles discorrem por toda a terra.

Em face de sua condição de recém-saídos do exílio, aqueles humanos estavam reciclando o material do outro templo. Neste caso, como poderia haver pompa e riqueza na reconstrução daquele templo??

Segundo as palavras de IHVH, naquela condição pobre, Zorobabel daria início a reconstrução do templo e acabaria a reconstrução do templo.

Quem era Zorobabel??

Bem, ele era um dos descendentes da casa real de Davi, e que seria o governante daquele povo.

Seria o representante da casa real quem reedificaria o templo para IHVH, assim como foi o desejo de Davi, o seu antepassado, e que o Pai IHVH havia permitido que fosse satisfeita tal vontade humana.

Será que aqueles humanos se envergonhariam de ter um templo sem a suntuosidade do outro??

Será que se orgulhavam da suntuosidade do antigo templo, como uma peça de exibição diante das outras nações??

Deviam ter pro aquele templo sem suntuosidade alguma o mesmo sentimento que tinham por aquele cheio de suntuosidade, não é mesmo?? Deviam sentir o mesmo apreço, não deveriam???

<> Percebemos assim que embora os detalhes sejam desprezados pelos humanos como coisas pequenas e sem importância, não é bem assim o pensamento do Pai.

Para o Pai, todos os detalhes são importantes.

Por exemplo, os humanos desvalorizavam os pardais em relação a outros animais.

Será que era este o mesmo sentimento do Pai??

O que nos informou Jesus??

(Mateus 10:29) 29 Não se vendem dois pardais por uma moeda de pequeno valor? Contudo, nem mesmo um deles cairá ao chão sem o [conhecimento de] vosso Pai.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Mateus 10:29) 29 Não se vendem dois passarinhos por um asse? e nenhum deles cairá no chão senão pela vontade de vosso Pai.

Ora, aqueles pequenos pássaros tinham baixo valor diante daqueles ouvintes de Jesus. No entanto, Jesus estava lhes informando que o Pai observava cada um deles.

Agora observem a mesma cena repetida segundo o evangelho de Lucas.

(Lucas 12:6-7) 6 Não se vendem cinco pardais por duas moedas de pequeno valor? Contudo, nem mesmo um deles está esquecido diante de Deus. 7 Mas, até mesmo os cabelos de vossas cabeças estão todos contados. Não temais; vós valeis mais do que muitos pardais.


Assim verte a Tradução Brasileira:

(Lucas 12:6-7) 6 Não se vendem cinco passarinhos por dois asses? e nem um deles está esquecido diante de Deus. 7 Mas até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais; de maior valia sois vós que muitos passarinhos.

Que lição tiramos desta informação dada por Jesus??

O Pai se importa com o que acontece com cada passarinho.

Esta informação é bem forte e bem importante para nós.

Percebemos que o Pai realmente se importa com as pequenas coisas. Percebemos que o Pai não desvaloriza as pequenas coisas, logo, todos os detalhes são importantes para Ele.

Depois de observarmos que o Pai se preocupa com cada coisa pequena, com cada detalhe, chegamos a conclusão que todo e qualquer detalhe poderá fazer a diferença entre a verdade e a mentira em relação a todas as coisas.

Por exemplo, o ar que respiramos é essencial para a continuidade de nossa vida. Basta uns poucos minutos sem o oxigênio para a nossa morte.

No entanto, no caso da água, o tempo de resistência à sua falta é bem maior do que o tempo de resistência a falta do ar que respiramos, muito embora o resultado seja o mesmo, ou seja, a morte.

Continuando com as prioridades, o alimento físico também revela a sua importância, pois, depois de certa medida de tempo, também morreremos por falta de sua ingestão.

Por exemplo, se deixarmos de ingerir a vitamina “C”, o nosso organismo deixará de contar com tal elemento para realizar as inúmeras reações químicas que visam a continuidade da vida.

Depois de um determinado tempo alguns órgãos começarão a ficar debilitados e a imunidade de todos o sistema começará a ficar comprometida, levando o humano à morte.

Embora o tempo possa ser maior, o resultado é o mesmo.

O que percebemos??

Percebemos que cada um deles é imprescindível, e que a única coisa que muda é a quantidade de tempo que o nosso organismo consegue suportar a sua ausência.

O que mais poderíamos falar em relação ao ar que respiramos??

Bem, se o ar que respiramos estiver contaminado ou adulterado em relação a quantidade de oxigênio que o nosso organismo necessita, nós também morreremos.

Neste caso, o que percebemos??

Percebemos que uma coisa grande é feita com diversos detalhes, e que estes detalhes individuais são imprescindíveis para a continuidade da vida.

A ausência de apenas um dos detalhes nos levará à morte. O que muda é apenas o ponto da linha do tempo onde isto ocorrerá.

Percebemos a importância de um detalhe??

Uma informação é repleta de detalhes.

Quando uma pessoa recebe uma informação para ser retransmitida, ela recebe uma grande quantidade de detalhes originais, detalhes estes, bem claros para aquele que está dando a informação, detalhes estes que darão a esta informação a condição de verdade do ponto de vista do originador da informação.

Se a informação original contiver dez detalhes, a condição de verdade desta informação será aquela na qual existam todos aqueles dez detalhes inalterados.

Se houver a adulteração de apenas um dos dez detalhes originais, o que esta informação passaria a ser??

Seria apenas uma informação adulterada, logo, deixaria de ser uma verdade.

Sendo assim, qualquer decisão que se tome, tendo por base esta informação adulterada, passa a ser diferente de uma decisão tomada tendo por base uma informação livre de adulteração.

Quando falamos em decisões que ao final resultarão em vida ou em morte, passamos a perceber a importância de cada detalhe da informação estar completamente correto.

Vamos voltar a falar sobre o ar que respiramos.

Vamos ver alguns detalhes sobre ele.

Observem esta figura abaixo.



















Suponhamos que esta é a condição ideal para a continuidade da vida do humano.

O que aconteceria se de uma forma ou de outra a quantidade de nitrogênio for aumentada proporcionalmente à redução de oxigênio em 2%.

O que aconteceria com o humano??

Bem, o seu tempo de vida seria reduzido.

A redução do oxigênio seria desastrosa para o humano.

O mesmo aconteceria se houvesse um aumento na porcentagem de gás carbônico.

Percebemos que existe a necessidade de os detalhes serem plenamente conhecidos e cuidados, não percebemos??

<>Detalhes são imprescindíveis para a continuidade da minha vida.

PAPAI, EU NÃO GOSTO DE LEGUMES. NÃO ADIANTA INSISTIR, POIS EU NÃO VOU COMER ESSA PORCARIA. DÊ ISSO PARA OS ANIMAIS......☻

Milhares de reações químicas simultâneas acontecem no meu corpo sem o meu comando e sem o meu conhecimento.

O problema é que muitas reações poderão ser maléficas e poderão me levar para a morte.

Quando é que isso acontece??

Quando faltam os elementos essenciais, ou quando existe a presença de elementos que não deveriam estar ali.

Por que será que o Projetista fez as coisas desta forma??

Teria sido uma forma de ME PUNIR, no caso de eu não fazer a vontade Dele??

Será que isso é um defeito de fabricação??

Ou será que isto é a REALIDADE das reações químicas??

Ou será que isto é um FATO CARACTERÍSTICO, próprio e imutável das reações químicas??

Duas moléculas de Hidrogênio se interligam a uma molécula de Oxigênio e formam a água..

Ora isso é uma coisa imutável, não é??

Posso me rebelar quanto a esta "verdade"??

Posso MODIFICAR esta "verdade"??

É o meu conhecimento e concordância com tal fato que a transforma em "verdade"??

Ora, isto é uma "verdade", independente de eu ter conhecimento dela, de concordar ou rejeitar a ela.

Esta verdade não depende de mim para nada..??

Não posso mudar esta verdade??

Bem, assim é a "verdade".

Assim é toda e qualquer "verdade".

Em qualquer ponto do universo, a existência da água está condicionada à existência de duas moléculas de Hidrogênio e uma molécula de Oxigênio, dois gazes invisíveis aos meus olhos, e de elas se interligarem em uma reação química.

Ora, as reações benéficas para as moléculas do meu corpo DEPENDEM de substâncias que só existem nestes legumes.

O fato de eu não gostar dos legumes não mudam a "verdade" em relação a minha necessidade de ter tais substâncias em meu corpo para a existência das corretas reações químicas....

Aquele que me projetou revelou o seu total CONHECIMENTO de todas estas reações e providenciou tais substâncias em forma de folhas, frutos, verduras e legumes.....

Pode o meu gosto alimentar modificar a dependência de tais elementos para as reações químicas benéficas ao meu corpo???

O que me falta??

Falta-me o conhecimento.

Falta-me aceitar a verdade.

Falta-me acabar com minha rebeldia em relação a uma "verdade".

As crianças mimadas são assim..

Elas querem por que querem que as coisas sejam como elas desejam.

Elas querem que o gosto que têm em certo ponto da linha do tempo, sejam o elemento que define todas as verdades.

No lugar de compreenderem as "verdades" existentes, eles querem que as coisas aconteçam de acordo com suas infantis vontades..

Verdadeiros reis e rainhas que dizem:

É assim que eu quero e pronto......

- Papai, eu quero não comer os legumes e verduras e não ter os efeitos colaterais (reações químicas adversas) de não comer os legumes e verduras......

- Papai, eu quero que o Senhor modifique a "verdade" em face do meu gostar......

Um retrato fiel do que somos nós, reis e rainhas da Terra.....

É isso o que realmente somos, não é verdade??

Observamos quantos detalhes existem a respeito de nós mesmos, que necessitamos dedicar tempo para conhecê-los e entendê-los??

Percebemos que o efeito colateral é um importante detalhe, e que, como detalhe, não deve deixar de ser levado em consideração..

O fato do efeito colateral só ser percebido em um ponto adiante na linha do tempo, não deve nos enganar sobre o real perigo de cada efeito colateral negativo.

Deve ser minuciosamente sabatinado, pois o resultado final poderá ser a mesma morte.



Topo desta página