AME A MISERICÓRDIA

Criada em 09 de julho de 2016 Última alteração em 13/07/16





Tenha a Misericórdia como base motivacional para a tomada de toda e qualquer decisão no teu dia a dia.

Com que intensidade uma pessoa deve usar a misericórdia??

Como será uma pessoa que usa a misericórdia como base motivacional para tomar toda e qualquer decisão no seu dia a dia??

Como será uma pessoa que tem a misericórdia como base motivacional para resolver todos os seus problemas do dia a dia??

Seria uma pessoa que usa a misericórdia continuamente, não é verdade??

Será que existe esta pessoa??

O que o Pai espera de cada humano??

Ele informou ao humano o que Ele espera.

(Miquéias 6:8) 8 Ele te há mostrado, ó homem, o que é bom; e que é o que Jeová requer de ti, senão que procedas com justiça, e AMES A MISERICÓRDIA, e andes humilde com o teu Deus?

Afinal, o que é misericórdia??

Misericórdia – esta e a definição dada pelo dicionário Houaiss: sentimento de dor e solidariedade com relação a alguém que sofre uma tragédia pessoal ou que caiu em desgraça; dó, compaixão, piedade

misericórdia Datação: sXIV

n substantivo feminino

1 sentimento de dor e solidariedade com relação a alguém que sofre uma tragédia pessoal ou que caiu em desgraça; dó, compaixão, piedade

2 ato concreto de manifestação desse sentimento, como o perdão; indulgência, graça, clemência

n interjeição

3 exclamação de alguém que pede que o livrem de castigo, de ato de violência ou da morte


Dó, compaixão e piedade são sinônimos da misericórdia..

Compaixão – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: sentimento piedoso de simpatia para com a tragédia pessoal de outrem, acompanhado do desejo de minorá-la; participação espiritual na infelicidade alheia que suscita um impulso altruísta de ternura para com o sofredor

compaixão Datação: sXIV

n substantivo feminino

sentimento piedoso de simpatia para com a tragédia pessoal de outrem, acompanhado do desejo de minorá-la; participação espiritual na infelicidade alheia que suscita um impulso altruísta de ternura para com o sofredor


Estas duas definições, a de misericórdia e a de compaixão já deixam bem claro qual é a base motivacional que o Pai espera de cada filho Seu, não é mesmo??

Não é só agir com misericórdia..

O Pai espera que cada filho Seu AME a Misericórdia.

Que pratique continuamente os atos característicos da Misericórdia.

Os frutos característicos da Misericórdia são o perdão, a indulgência, a graça e a clemência.

Ao proclamar solenemente o Seu nome para o humano, o que disse o Pai a respeito de Si mesmo??

(Êxodo 34:6-7) 6 Passando Jeová por diante dele, proclamou: Jeová, Jeová, DEUS MISERICORDIOSO E CLEMENTE, tardio em irar-se e grande em beneficência e verdade; 7 que guarda beneficência em milhares, QUE PERDOA A INIQÜIDADE, A TRANSGRESSÃO E O PECADO; e que de maneira alguma terá por inocente o culpado, visitando a iniqüidade dos pais nos filhos, e nos filhos dos filhos, na terceira e na quarta geração.

Bem, o Pai não é simplesmente alguém que pratica a misericórdia... Ele vai muito além disso. Ele é misericordioso.

Misericordioso – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: que ou aquele que tem ou revela misericórdia; bondoso, piedoso, caridoso; que ou aquele que perdoa os pecados, crimes ou ofensas; clemente, indulgente, magnânimo

misericordioso Datação: sXIII Ortoépia: ô

n adjetivo e substantivo masculino

1 que ou aquele que tem ou revela misericórdia; bondoso, piedoso, caridoso

Exs.: os m. serão perdoados

pedir auxílio às almas m.

2 que ou aquele que perdoa os pecados, crimes ou ofensas; clemente, indulgente, magnânimo

Ex.: monarca m.

A descrição do dicionário e a descrição que o Pai faz de Si mesmo são bem claras, e uma ratifica a outra.

O Pai é misericordioso para com quem??

Ora, para com o iníquo.

Ele perdoa a iniquidade.

Quem é que pratica a iniquidade??

Somente o iníquo é que pratica uma iniquidade.

(Mateus 12:33-35) 33 RECONHECEI QUE A ÁRVORE É BOA E O SEU FRUTO BOM, OU QUE A ÁRVORE É MÁ E O SEU FRUTO MAU; porque pelo fruto se conhece a árvore. 34 Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? porque a boca fala o de que está cheio o coração. 35 O homem bom tira boas coisas do seu bom tesouro, e o homem mau tira más coisas do seu mau tesouro.

Aquele que produz bondade é bom e aquele que produz maldade é mau.

Que informação interessante de Jesus, não é mesmo??

A ação do homem é fruto do que o homem é por dentro.

A palavra do homem é fruto do que o homem é por dentro.

Ações más e palavras más não devem sair de dentro de um homem bom. Isto seria contrário a natureza.

Se sair uma maldade qualquer de um homem, então este homem AINDA não é bom.

Percebemos que o homem bom deve ser uma FONTE de bondade??

O que acontece quando o homem alcança a condição de FONTE??

Ora, se o homem alcança a condição de fonte de bondade, então deste homem não sairá nada exceto bondade.

Se o homem alcança a condição de fonte de misericórdia, então deste homem não sairá nada exceto a misericórdia.

Era exatamente isso o que o Pai tinha em mente ao nos pedir para amar a misericórdia.

Ele desejava que o humano se tornasse uma fonte de misericórdia.

O que isto representaria na forma prática??

Bem, um próximo qualquer praticaria uma agressão contra a fonte de misericórdia, e ela continuaria a deixar sair de si a misericórdia, independente do tamanho da agressão.

Quais são os frutos da misericórdia??

O que o Pai esperava do filho??

Que o filho fosse uma árvore chamada misericórdia.

Ao procurar tal árvore, o que o Pai esperava encontrar nela??

Toda árvore só produz frutos segundo a sua espécie.

Uma árvore chamada mangueira só produz manga. Não produz nada além de manga.

Que espécie de frutos não produz a árvore chamada misericórdia??


1. Perdoar

Antônimos de Perdoar:

Revidar, encoimar, inculpar, incriminar, recriminar, proscrever, acriminar, condenar, sentenciar, responsabilizar, acusar, culpar, criminar, acoimar, vingança.

Revidar e vingança não são frutos produzidos pela árvore misericórdia.

É impossível para uma pessoa misericordiosa praticar atos de revide e vingança. É impossível.

A árvore misericórdia só produz frutos segundo a sua espécie.

O que o Pai espera do filho, de cada filho??

Ficou bem claro que o Pai NÃO ESPERA que o filho pratique o revide e a vingança, não ficou??

Vamos ver o que o Pai falou sobre a vingança..

(Levítico 19:18) 18 Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo, mas amarás o teu próximo como a ti mesmo: eu sou Jeová.

Isto é uma coisa óbvia, pois de uma árvore chamada misericórdia é impossível ter a vingança como um fruto.

Se alguém encontrar o revide e a vingança por aí, pode ter certeza não foi produzido por uma pessoa misericordiosa.

O que é mesmo a misericórdia??

É um sentimento.

É uma coisa invisível.

O que se vê??

O que se vê são os frutos da misericórdia, ou seja, atos concretos que são característicos da misericórdia.

A misericórdia é uma base para a tomada de decisões diante de problemas do dia a dia.

Quando você tiver problemas, use a misericórdia como base motivacional para tomar uma decisão sobre aquele problema.

Vejamos agora uma outra norma de comportamento.

(Deuteronômio 7:16) 16 Devorarás todos os povos que Jeová teu Deus te entregar; os teus olhos não terão piedade deles, nem servirás aos seus deuses; pois isso te será por laço.

(Deuteronômio 13:8-9) 8 não lhe cederás, nem o ouvirás, o teu olho não terá piedade dele, nem o pouparás, nem o esconderás; 9 mas certamente o matarás. A tua mão será a primeira contra ele para o matar, e depois a mão de todo o povo.

(Deuteronômio 19:12-13) 12 os anciãos da sua cidade enviarão e o tirarão dali, e o entregarão nas mãos do vingador de sangue, para que morra. 13 Não terá piedade dele o teu olho, mas tirarás o sangue inocente do meio de Israel, para que te vá bem.

(Deuteronômio 19:18-21) 18 Os juízes indagarão bem; se a testemunha for falsa, e tiver dado falso testemunho contra seu irmão, 19 tratá-lo-eis como ele tinha intento de tratar a seu irmão; assim exterminarás o mal do meio de ti. 20 Os restantes ouvirão, e temerão, e nunca mais tornarão a cometer semelhante mal no meio de ti. 21 Não terá piedade dele o teu olho; dar-se-á vida por vida, olho por olho, dente por dente, mão por mão e pé por pé.

O que caracterizam estas normas de comportamento??

É usada a misericórdia como base motivacional para tratar dos problemas??

Não tenha piedade, não tenha piedade e não tenha piedade..

Piedade – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: compaixão pelo sofrimento alheio; comiseração, dó, misericórdia


piedade Datação: sXIII

n substantivo feminino

1 devoção, amor pelas coisas religiosas; religiosidade

1.1 Rubrica: religião.

virtude que permite render a Deus o culto que lhe é devido

2 compaixão pelo sofrimento alheio; comiseração, dó, misericórdia


Não tenha misericórdia, não tenha misericórdia e não tenha misericórdia..

Estas normas de comportamento andam no sentido oposto da misericórdia...

É bem claro: não tenha misericórdia.

Enquanto o Pai pede e espera que cada filho ama e use a misericórdia como base motivacional para resolver todos os problemas do dia a dia, essas normas de comportamento são opostas ao que o Pai pede e espera.

Não use a misericórdia como base motivacional no teu dia a dia. Esta é a norma de comportamento a ser adotada no dia a dia...

Bem, os frutos seriam diferentes, não seriam??

Cada base motivacional produziria ações segundo a sua espécie. As decisões seriam diferentes.

No lugar do perdão, teríamos o revide, a vingança, a condenação.

Cada base motivacional (sentimento) produziria um comportamento (palavras e ações) que lhe fosse característico.

Qual o resultado??

Moisés afirmou: Mate, mate e mate. Não tenha misericórdia dos “errantes”, mate-os.

A misericórdia gera um comportamento próprio, exclusivo dela.

Solução para os problemas existentes. Existia o mal no dia a dia daquele povo?? Sim havia.

Como retirar o mal do meio do povo??

Não tenha misericórdia dos que fazem o mal...


Ausência de misericórdia como solução para acabar com a maldade existente no meio do povo.

Bem, todos discordavam do Pai e aprovavam a ausência de misericórdia como a grande solução para o problema da maldade no meio do povo.

No lugar de amarem a misericórdia, eles abominavam a misericórdia.

Ainda no ermo e tendo Moisés como mensageiro, o Pai falou sobre o futuro do povo, que já abominava a misericórdia:

(Levítico 26:43) 43 A terra também será deixada por eles e folgará nos seus sábados, sendo assolada por causa deles; e eles tomarão por bem o castigo da sua iniqüidade, em razão mesmo de que rejeitaram os meus preceitos e a sua alma desprezou os meus estatutos.

A TNM reza:

(Levítico 26:43) 43 No ínterim, a terra foi deixada abandonada por eles e saldava os seus sábados, enquanto jazia desolada, sem eles, e eles mesmos saldavam seu erro, porque, sim, porque tinham rejeitado as minhas decisões judiciais e suas almas tinham abominado os meus estatutos.

Ainda no ermo, O Pai compôs um cântico e o deu a nação, para que servisse de testemunha contra a nação.

Em certa parte do cântico testemunha, o Pai informa ao povo:

(Deuteronômio 32:4-6) 4 Ele é a Rocha; suas obras são perfeitas, porque todos os seus caminhos são justos; Deus é fiel e sem iniqüidade; justo e reto é ele. 5 Corromperam-se contra ele; não são seus filhos, e isso é a sua mancha; geração perversa e depravada é. 6 É assim que recompensas ao Senhor, povo louco e insensato? não é ele teu pai, que te adquiriu, que te fez e te estabeleceu?

Geração perversa??

Sim, geração perversa.

Perverso – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: que ou aquele que tem má índole, que tem tendência a praticar crueldades; malvado

perverso Datação: sXIV

n adjetivo

1 que revela perversão

Ex.: insinuação p.

n adjetivo e substantivo masculino

2 que ou aquele que tem má índole, que tem tendência a praticar crueldades; malvado

3 diz-se de ou indivíduo que tem, desenvolve ou pratica perversões, esp. sexuais


Deveriam ser misericordiosos, no entanto, eram perversos. Tinham a tendência a praticar crueldades.

Alguma dúvida??

Eles abominavam a misericórdia e amavam a maldade.

No lugar de ser um povo misericordioso, era um povo perverso.

Será que se tratava se uma falsa acusação do Pai em relação àquele povo??

Centenas de anos depois de Moisés, o Pai falou para o mensageiro Isaías sobre o comportamento do povo:

(Isaías 59:3-8) 3 Pois as vossas mãos estão manchadas de sangue, e os vossos dedos de iniqüidade; os vossos lábios falam mentiras, a vossa língua profere a iniqüidade. 4 Não há ninguém que invoque a justiça com retidão, nem há quem pleiteie com verdade; confiam na vaidade, e falam mentiras; concebem o mal e dão à luz iniqüidade. 5 Chocam ovos de basiliscos, e tecem teias de aranha; o que comer dos ovos deles, morrerá, e se um dos ovos for pisado, sairá uma víbora. 6 As suas teias não servirão para vestidos, nem os homens se cobrirão das obras deles; as suas obras são obras de iniqüidade, e atos de violência estão nas suas mãos. 7 Os seus pés correm para o mal, e se apressam para derramar o sangue inocente; os seus pensamentos são pensamentos de iniqüidade; a desolação e a destruição acham-se nas suas veredas. 8 O caminho da paz eles não o conhecem; e não há juízo nos seus passos; fizeram para si veredas tortas; todo o que anda por elas, não conhece a paz.

Será que este é o comportamento de um povo misericordioso??

Deveriam ser um povo caracterizado pelo comportamento misericordioso, não deveria??

Como abominavam a misericórdia, que outro comportamento poderia ter o povo escolhido de Deus??

Como é o comportamento de um misericordioso no meio de pessoas que praticam maldades??

(Lucas 22:47-53) 47 Falava ele ainda, quando chegou uma multidão; e um dos doze, que se chamava Judas, vindo adiante dela, aproximou-se de Jesus para o beijar. 48 Perguntou-lhe Jesus: Judas, com um beijo entregas o Filho do homem? 49 Os que estavam ao redor dele, vendo o que ia suceder, perguntaram: Senhor, firamo-los à espada? 50 Um deles deu um golpe no servo do sumo sacerdote e decepou-lhe a orelha direita. 51 Disse Jesus: Deixai-os, basta; e tendo-lhe tocado a orelha, o sarou. 52 Disse Jesus aos principais sacerdotes, oficiais do templo e anciãos, que vieram prendê-lo: Saístes com espadas e varapaus como contra um salteador? 53 Todos os dias estando eu convosco no templo, não me tocastes; porém esta é a vossa hora e o poder das trevas.

Ele poderia exterminar a todos ali como seu enorme poder, não poderia??

Claro que poderia. Com um simples estalar de dedos, e todos ali estariam mortos ou acometidos de doenças.

O que fez Pedro??

Bem, Pedro usou uma espada e cortou a orelha de um homem.

Neste momento de plena tensão emocional, o que ainda fez Jesus??

Estava com todos os seus poderes, não estava??

Claro que estava.

Vejamos agora o comportamento de outra pessoa, pessoa esta que também tinha poderes.

(1 Reis 1:9-15) 9 O rei enviou-lhe um capitão de cinqüenta juntamente com os seus cinqüenta. Este subiu a ter com ele; e eis que estava sentado no cume do monte. Disse-lhe: Ó homem de Deus, o rei mandou que desças. 10 Respondeu Elias ao capitão de cinqüenta: Se eu sou homem de Deus, desça do céu fogo e te devore a ti e aos teus cinqüenta. Desceu fogo do céu e devorou a ele e aos seus cinqüenta. 11 O rei tornou a enviar-lhe outro capitão de cinqüenta juntamente com os seus cinqüenta. Este lhe disse: Ó homem de Deus, assim mandou o rei: Desce depressa. 12 Respondeu-lhes Elias: Se eu sou homem de Deus, desça do céu fogo e te devore a ti e aos teus cinqüenta. O fogo de Deus desceu do céu e devorou a ele e aos seus cinqüenta. 13 O rei tornou a enviar-lhe o capitão de uma terceira tropa de cinqüenta juntamente com os seus cinqüenta. Vindo este, pôs-se de joelhos diante de Elias, e suplicou-lhe e disse: Peço-te, ó homem de Deus, que seja preciosa aos teus olhos a minha vida, e a destes cinqüenta teus servos. 14 Eis que fogo desceu do céu e devorou os dois primeiros capitães de cinqüenta juntamente com os seus cinqüenta; agora, porém, seja preciosa aos teus olhos a minha vida. 15 O anjo de Jeová disse a Elias: Desce com ele; não tenhas medo dele. Levantou-se e desceu com ele ao rei.

Elias queimou 100 homens, pois estava com medo..

Vejamos agora o comportamento de dois homens que também tinham poderes:

(Lucas 9:52-56) 52 Indo eles, entraram numa aldeia dos samaritanos, para lhe arranjar pousada; 53 o povo, porém, não o recebeu, porque o seu rosto era como o de quem ia para Jerusalém. 54 Vendo isto os discípulos Tiago e João, perguntaram: Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para os consumir? 55 Mas ele, virando-se para eles, os repreendeu. 56 E foram para outra aldeia.


Notamos a diferença entre aquele que tem a misericórdia como base motivacional para tomar todas as suas decisões, em comparação com aquele que não tem??

A diferença é bem clara, não é??

Havia uma ofensa contra Jesus, não havia??

Como ele reagia diante das ofensas??

Reagia com misericórdia.

Quem ama a misericórdia não pratica a maldade. Quem ama a misericórdia, não é perverso.

Quem ama a misericórdia não pratica ações de perversidade.


Queimar uma aldeia inteira de samaritanos é uma ação de perversidade ou de misericórdia??

Que valor tinham aquelas pessoas para Tiago e João??

Nenhum valor??

Queimar 50 homens é uma ação de perversidade ou de misericórdia??

Que valor tinham aqueles 100 homens para Elias??

Nenhum valor??


Vamos ler uma informação de Jesus explicando algo a Pedro sobre a misericórdia??

Jesus fez um contraste entre um homem misericordioso e um homem não misericordioso.

As reações são diferentes, são reações opostas.

(Mateus 18:23-35) 23 Por isso o reino dos céus é semelhante a um rei, que resolveu ajustar contas com os seus servos. 24 Tendo começado a ajustá-las, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. 25 Não tendo, porém, o servo com que pagar, ordenou o seu senhor que fossem vendidos-ele, sua mulher, seus filhos e tudo quanto possuía, e que se pagasse a dívida. 26 O servo, pois, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Tem paciência comigo, que te pagarei tudo. 27 O senhor teve compaixão daquele servo, deixou-o ir e perdoou-lhe a dívida. 28 Tendo saído, porém, aquele servo, encontrou um dos seus companheiros, que lhe devia cem denários; e segurando-o, o sufocava, dizendo-lhe: Paga o que me deves. 29 Este, caindo-lhe aos pés, implorava: Tem paciência comigo, que te pagarei. 30 Ele, porém, não o atendeu; mas foi-se embora e mandou conservá-lo preso, até que pagasse a dívida. 31 Vendo, pois, os seus companheiros o que se tinha passado, ficaram muitíssimo tristes, e foram contar ao seu senhor tudo o que havia acontecido. 32 Então o seu senhor, chamando-o, disse-lhe: Servo malvado, eu te perdoei toda aquela dívida, porque me pediste; 33 não devias tu também ter compaixão do teu companheiro, como eu tive de ti? 34 Irou-se o seu senhor e o entregou aos verdugos, até que pagasse tudo o que lhe devia. 35 Assim também meu Pai celestial vos fará, se cada um de vós do íntimo do coração não perdoar a seu irmão.


Havia uma dívida e havia a impossibilidade de pagar a dívida.

Em um caso houve compaixão por aquele que devia.

Em outro caso não houve compaixão por aquele que devia.


Vamos rever o que é compaixão??


sentimento piedoso de simpatia para com a tragédia pessoal de outrem, acompanhado do desejo de minorá-la; participação espiritual na infelicidade alheia que suscita um impulso altruísta de ternura para com o sofredor

Para ser misericordiosa, a pessoa precisa ser altruísta.

Altruísmo - O que é o altruísmo??

Eu gostei desta definição abaixo encontrada em uma página da internet.

Do francês altruisme, altruísmo é a conduta humana que consiste em dar uma atenção não interesseira ao próximo, mesmo quando essa diligência atenta contra o próprio bem. Pode entender-se, por conseguinte, que o altruísmo é o oposto do egoísmo (o amor desmedido que um sujeito sente dele mesmo e que o leva a atender desmedidamente os seus próprios interesses).

Exemplos: “Como prova de altruísmo, o guia decidiu dar as suas provisões aos restantes expedicionários”, “Se o altruísmo fosse massivo, não haveria pobres no mundo”, “Os políticos deveriam mostrar um pouco de altruísmo e não enriquecer enquanto o povo passa fome”.

O altruísta, por conseguinte, tenta procurar o bem dos outros, sem se importar com ele próprio. Este sujeito faz alguns sacrifícios pessoais para proporcionar um benefício ao próximo.

Existem diversas acepções da noção de altruísmo, segundo a filosofia ou o sistema moral em questão. Pode-se dizer que o altruísmo é uma conduta voluntária que busca o benefício de outros e que não antecipa benefícios para o próprio sujeito. Para alguns pensadores, o altruísta encontra sentido na sua vida em algo que lhe é alheio.

Leia mais: Conceito de altruísmo - O que é, Definição e Significado http://conceito.de/altruismo#ixzz4ED2OBZfl


Conseguimos ver de forma clara a definição de altruísmo??


O que mais se pode dizer sobre altruísmo??

Lembramos de uma pessoa com estas características??


Aquela viúva de Tiro que acolheu Elias, o profeta.

Ela deu o último prato de comida para um estranho, em detrimento de si mesma e de seu filho.

Esta viúva devia ser elogiada por sua atitude ou questionada??

Bem, Jesus a elogiou.

É claro que o egoísta vai questioná-la e ridicularizá-la por tal atitude.

Isto é algo muito normal, afinal de contas, o egoísmo é o antônimo de altruísmo.

Sendo assim, o egoísta sempre abominará as ações altruístas. Também abominará as pessoas altruístas, desvalorizando-as.

Uma coisa ficou bem clara. O egoísta não consegue ser misericordioso, pois ele teria de abrir mão de si mesmo para o benefício de outras pessoas, conhecidas e desconhecidas.


A pessoa misericordiosa continua valorizando a vida da outra pessoa, independente do problema que aquela outra pessoa possa estar lhe causando.

De forma oposta, quem não é misericordioso, passa a ver a pessoa que está lhe causando um problema, como alguém sem qualquer valor, como sendo plenamente descartável, como não tendo mais qualquer valor perante ele.

Acabando o valor, também acaba a estima e a consideração para com aquela pessoa.

Em consequência disso, ele faz contra aquela pessoa todas as maldades possíveis.

Mesmo fazendo maldade, ele não se vê como uma pessoa perversa.

Por que será??

Isto acontece em face da desvalorização que ele faz em relação àquele que ele pratica uma maldade.

Que mal haveria para a humanidade se todas as pessoas fossem altruístas??

Haveria algum mal??

Quais seriam os efeitos colaterais??

Ser altruísta é uma escolha pessoal...

Mais detalhes em relação ao altruísmo pode ser visto neste site na seguinte página: Seja um altruísta...



Esta é uma ação de misericórdia de Caim em relação a Abel??



Esta é uma ação de misericórdia de Moisés em relação ao egípcio??


Esta é uma ação de misericórdia de Davi em relação a Golias???



Esta é uma ação de misericórdia de Pedro em relação ao servo??

Esta é uma ação de misericórdia de Jesus em relação ao mesmo servo??


Toda e qualquer ação tomada será uma ação egoísta ou uma ação altruísta.

O que o humano precisa compreender??

Que ele está tomando ações em consequência do sentimento existente em seu coração..

O humano é movido pelo sentimento.

Suas ações são frutos dos seus sentimentos..

O humano precisa saber e entender que é ele que deve entender e comandar os seus sentimentos.

Posse deixar de ser egoísta e me tornar um altruísta??

Posso.
Posso deixar de ser altruísta e me tornar um egoísta??

Posso.

Sendo eu um egoísta, consigo ser um misericordioso??

Só quando for em proveito próprio.

O que fazer??

Olhar para si mesmo, para dentro de si mesmo e buscar entender os próprios sentimentos, buscando comandá-los.


As normas de comportamento serão as chaves de comando para os sentimentos...


Amar a misericórdia.

É necessário amar a misericórdia??

O Pai ama a misericórdia??

Como é que o Pai ama a misericórdia??

Vamos ver como Ele faz isso na prática??

Vamos ver uma situação em que o Pai agiu por amor à misericórdia.

(Ezequiel 20:5-11) 5 e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: No dia em que escolhi a Israel, e levantei a minha mão para a estirpe da casa de Jacó, e me dei a conhecer a eles na terra do Egito, quando levantei a minha mão para eles, dizendo: Eu sou Jeová vosso Deus; 6 naquele dia levantei a minha mão para eles, jurando que eu os tiraria da terra do Egito para uma terra que lhes tinha espiado, que mana leite e mel, a qual é a glória de todas as terras. 7 Disse-lhes: Lançai de vós, cada uma as abominações dos seus olhos, e não vos contamineis com os ídolos do Egito; eu sou Jeová vosso Deus. 8 Mas rebelaram-se contra mim, e não me quiseram ouvir; não lançaram de si cada um as abominações dos seus olhos, nem abandonaram os ídolos do Egito: então eu disse que derramaria o meu furor contra eles, para cumprir contra eles a minha ira no meio da terra do Egito. 9 Mas o fiz por amor do meu nome, para que ele não fosse profanado à vista das nações, no meio das quais estavam, a cujos olhos eu me dei a conhecer a eles, tirando-os da terra do Egito. 10 Assim os fiz sair da terra do Egito, e os trouxe para o deserto.


Ainda no Egito, o Pai revelou amar a misericórdia, pois o seu nome é Misericordioso, ou seja, Ele tem Misericordioso no Seu nome.

No seu relacionamento de dia a dia com o povo escolhido, Ele praticou ações que somente quem as tomaria eram aqueles que amassem a misericórdia.


O Pai continuou informando isso ao Seu mensageiro Ezequiel:

(Ezequiel 20:12-14) 12 Demais lhes dei também os meus sábados para servirem de sinal entre mim e eles, a fim de que soubessem que eu sou Jeová que os santifica. 13 Mas a casa de Israel rebelou-se contra mim no deserto; não andaram nos meus estatutos, e rejeitaram os meus juízos, os quais, se os observar o homem, viverá por eles; e profanaram grandemente os meus sábados. Então eu disse que derramaria o meu furor sobre eles no deserto para os consumir. 14 Porém o fiz por amor do meu nome, para que ele não fosse profanado à vista das nações, a cujos olhos os fiz sair.


Percebemos que as decisões tomadas pelo Pai diante das circunstâncias do dia a dia Dele tinham a Misericórdia como base motivacional??


Ele poderia fazer outras coisas, mas, por amor à Misericórdia, as suas ações eram outras, ou seja, tinham a misericórdia como a base motivacional.


Com quem mais o Pai praticou ações que revelavam amor à Misericórdia??

Vejamos o Pai informando isso aos humanos observadores.

(Êxodo 9:14-16) 14 Pois esta vez enviarei todas as minhas pragas sobre o teu coração, e sobre os teus servos, e sobre o teu povo; para que saibas que não há quem seja semelhante a mim em toda a terra. 15 Agora eu poderia ter estendido a mão e ferido a ti e ao teu povo com pestilência, e tu terias sido cortado da terra; 16 mas deveras para isso te hei mantido em pé, para te mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra.


De novo??

Sim, de novo.

Entre o que o Pai poderia fazer e o que Ele fazia estava sempre comprovado a base motivacional que o levava a tomar Suas decisões no seu relacionamento do dia a dia com os humanos.


Eram as decisões do dia a dia, diante das diversas circunstâncias, que provavam que o Pai tinha um nome e que Ele amava o Seu nome.


Bem, o Pai pede e espera que cada filho Dele faça o mesmo, ou seja, que tenha a misericórdia por nome e que ame a misericórdia.

Como se prova isso??

Através das decisões que se toma no dia a dia diante das diversas circunstâncias...

Percebemos??

O que??

Ora, que são necessárias as circunstâncias.

Precisamos das circunstâncias para provarmos para nós mesmos e para outros que temos amor à misericórdia.


Interessante, não??



Topo desta página