O FIM DO SOBERBO

Última alteração em 17/01/08









Tinto, Leve e Alto são amigos desde a infância, tendo por costume a cumplicidade de suas travessuras juvenis. Na adolescência persistiram com suas travessuras. Exatamente por causa de travessuras estavam agora em uma cela de presídio. Cada um deles havia estuprado uma jovem, após uma festa regada a muita bebida alcoólica. Agora reunidos na mesma cela, recordam cheios de vergonha e arrependimento o acontecido.

Foi numa segunda-feira que foi jogado na sala onde estavam, um homem. Seu nome era Malvado. O carcereiro com muito ódio, jogou Malvado na cela e disse: Este homem merece a morte, pois estuprou quatro crianças.

Imediatamente, Tinto, Leve e Alto sentiram por Malvado um sentimento de desprezo tão grande, que passaram a cuspir-lhe na cara.

Assim que anoiteceu, decidiram fazer justiça contra o estuprador Malvado, batendo nele até que este estava à morte. A sorte de Malvado foi um homem da cela ao lado, condenado por ter matado quinze pessoas, que começou a fazer muito barulho, chamando a atenção dos guardas, que chegaram a tempo de impedir que Malvado fosse morto por Tinto, Leve e Alto, transferindo-o para outra cela.

Tinto, Leve e Alto continuaram gritando para que não perdoassem Malvado na outra cela e que estes outros acabassem de fazer o serviço que eles começaram, mas não foram bem sucedidos.

No dia seguinte, o diretor do presídio ficou intrigado com a reação de Tinto, Leve e Alto e chamando-os, interrogou-os sobre esta atitude. O diretor lhes disse: Eu escolhi que Malvado ficasse na mesma cela junto com vocês, exatamente por vocês terem cometido o mesmo tipo de crime. Vendo o arrependimento de vocês, concluí que vocês agiriam com compreensão e misericórdia para com ele, exatamente por vocês quatro terem cometido o mesmo erro... . No entanto, vocês acrescentariam ao erro anterior este novo, o assassínio. Além disso, induziram outros a executarem o JULGAMENTO de vocês. Tinto, você agiu como JUIZ e como carrasco?? Leve, você agiu como JUIZ e carrasco?? Alto, você agiu como JUIZ e carrasco?? Qual de vocês três estudou e foi diplomado JUIZ?? Quem autorizou vocês a agirem como se fossem JUÍZES?? Ademais, um JUIZ não tem de obedecer a lei criada pelo Legislador?? Que lei foi usada no caso de vocês?? Foi esta mesma lei que vocês usaram no caso do Malvado?? Em que lei encontraram vocês esta sentença que vocês queriam aplicar em Malvado?? Além de JUÍZES, vocês se transformaram também em LEGISLADORES?? O castigo de vocês será contar a Malvado o motivo de vocês estarem aqui e CUIDAR muito bem da saúde dele, ZELAR por ele. Ele continuará a ser o companheiro de vocês.


Foram estas as palavras saídas da boca de Jesus: (Mateus 7:1-5) 7 “Parai de julgar, para que não sejais julgados; 2 pois, com o julgamento com que julgais, vós sereis julgados; e com a medida com que medis, medirão a vós. 3 Então, por que olhas para o argueiro no olho do teu irmão, mas não tomas em consideração a trave no teu próprio olho? 4 Ou, como podes dizer a teu irmão: ‘Permite-me tirar o argueiro do teu olho’, quando, eis que há uma trave no teu próprio olho? 5 Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu próprio olho, e depois verás claramente como tirar o argueiro do olho do teu irmão.

(Lucas 6:37) 37 “Além disso, parai de julgar, e de modo algum sereis julgados; e parai de condenar , e de modo algum sereis condenados. Persisti em livrar, e sereis livrados.


Assim como Tinto, Leve e Alto, o soberbo, na sua própria estima, é superior, enaltecido acima dos seus semelhantes.

Ser "semelhante" é ser igual, análogo, idêntico, similar.


Pode um cego condenar ou se sentir superior a outro cego exatamente por aquele ser cego? Pode um leproso sentir-se superior a outro leproso ou julgá-lo por aquele ser leproso? Pode um iníquo (pecador) julgar e condenar outro iníquo (pecador)? Pode um iníquo (pecador) se sentir superior a outro iníquo (pecador)? Pode se sentir e afirmar não ser irmão de outro iníquo (pecador) ? Por ser iníquo, sua dívida é tão impagável quanto é a de qualquer outro iníquo, entretanto ele é perdoado da dívida sem qualquer mérito seu. Como pode sentir-se superior a seu semelhante?

Não precisa nem mesmo falar, basta SENTIR-SE superior e já cometeu o pecado da soberba. As palavras "saídas da boca de Jesus" foram: (Lucas 18:9-14) 9 Mas, ele contou a seguinte ilustração também a alguns que confiavam em si mesmos como sendo justos e que consideravam os demais como nada: 10 “Dois homens subiram ao templo para orar, um sendo fariseu e o outro cobrador de impostos. 11 O fariseu estava em pé e começou a orar as seguintes coisas no seu íntimo: ‘Ó Deus, agradeço-te que não sou como o resto dos homens, extorsores, injustos, adúlteros, ou mesmo como este cobrador de impostos. 12 Jejuo duas vezes por semana, dou o décimo de todas as coisas que adquiro.’ 13 O cobrador de impostos, porém, estando em pé à distância, não estava nem disposto a levantar os olhos para o céu, mas batia no peito, dizendo: ‘Ó Deus, sê clemente para comigo pecador.’ 14 Digo-vos: Este homem desceu para sua casa provado mais justo do que aquele homem; porque todo o que se enaltecer será humilhado, mas quem se humilhar será enaltecido.”

Não sou como o resto dos homens, eles são pecadores (iníquos); meu currículo de justiça é muito bom.

Jesus não chamou a atenção se o homem da ilustração mentia na sua afirmação quanto às suas obras boas, certa e logicamente ele não era extorsor, injusto ou adúltero, antes jejuava mais que os outros, jejuava duas vezes por semana, e exatamente por estas boas obras praticadas se sentia superior, se sentia justo. A conclusão de Jesus, a moral da história, deixou claro que aquele que não fazia tais obras foi para casa provado mais justo do que aquele que as fazia. De um justo nunca provem uma obra iníqua, nunca. O soberbo está praticando mais uma obra iníqua; ele é um iníquo.

Qualquer humano que raciocine desta forma, achando ser justo e considerando-se superior a outros humanos, está cometendo o pecado da soberba.

Qual será então o destino do soberbo?


Assim tratará o Criador Jeová com o soberbo. Palavra saída da boca de Jeová. (Ezequiel 16:53-63) 53 “‘E eu vou recolher os seus cativos, os cativos de Sodoma e das suas aldeias dependentes, e os cativos de Samaria e das suas aldeias dependentes; vou recolher também os teus cativos no seu meio, 54 para que carregues a tua humilhação ; e terás de sentir-te humilhada em vista de tudo o que fizeste, sendo que tu as consolaste. 55 E tuas próprias irmãs, Sodoma e suas aldeias dependentes, retornarão ao seu estado anterior, e Samaria e suas aldeias dependentes retornarão ao seu estado anterior, e tu mesma e tuas aldeias dependentes retornareis ao vosso estado anterior. 56 E Sodoma, tua irmã, não se mostrou algo digno de se ouvir tua boca [mencionar] no dia do teu orgulho, 57 antes que a tua própria maldade chegasse a ser exposta, assim como no tempo do vitupério das filhas da Síria e de todas ao redor dela, as filhas dos filisteus, as que te menosprezam, por todos os lados. 58 A tua conduta desenfreada e as tuas coisas detestáveis, tu mesma terás de carregá-las , é a pronunciação de Jeová.” 59 “Pois assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Também terei de fazer contigo assim como tu fizeste, porque desprezaste o juramento, violando [meu] pacto. 60 E eu, eu mesmo, terei de lembrar-me do meu pacto contigo nos dias da tua mocidade e terei de estabelecer para ti um pacto de duração indefinida. 61 E certamente te lembrarás dos teus caminhos e te sentirás humilhada ao acolheres as tuas irmãs, as mais velhas do que tu bem como as mais moças do que tu, e eu hei de dá-las a ti por filhas, mas não devido ao teu pacto.’ 62 “‘E eu, eu mesmo, vou estabelecer contigo o meu pacto; e terás de saber que eu sou Jeová, 63 para te lembrares e realmente te envergonhares, e para que não mais venhas a ter razão para abrir a boca por causa da tua humilhação, quando eu fizer expiação por ti, por tudo o que fizeste’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.”

Desprezaste o juramento, violando meu pacto, mas eu mantenho o pacto. Eu sou leal, mesmo com desleais. Fostes mais iníqua que tuas irmãs. Vou perdoar todos os vossos pecados e quando estiveres acolhendo tuas iníquas irmãs, te lembrarás que fostes mais iníqua que tuas irmãs e te sentirás humilhada por causa da grande vergonha , mas, não terás razão para abrir tua boca. Orgulhosa, menosprezastes tua irmã, tua companheira de iniqüidade. Sequer a reconhecias como tua irmã. Te sentias muito melhor do que ela, lembra-te? Para este soberbo filho haverá "humilhação" - promessa de Jeová.

A humilhação é exclusivamente decorrente do reconhecimento das ignorantes ações pessoais anteriores. Uma vergonha por atos praticados na infância.

Assim profetizou o Criador a respeito de seu já punido filho Efraim (Samaria), assim falado e registrado pelo seu porta-voz Jeremias: (Jeremias 31:18-20) 18 "Ouvi positivamente Efraim lastimar-se: ‘Corrigiste-me, para que eu ficasse corrigido, como o bezerro que não foi treinado. Faze-me voltar e eu voltarei prontamente, porque tu és Jeová, meu Deus. 19 Pois, após a minha volta senti lástima; e depois que se me fez saber bati na coxa. Fiquei envergonhado e senti-me também humilhado, porque eu levara o vitupério da minha mocidade." 20 "É Efraim para mim um filho precioso ou um menino tratado com mimo? Pois, ao ponto de eu falar contra ele, sem falta me lembrarei dele ainda mais. Por isso é que as minhas entranhas ficaram turbulentas por ele. Decididamente terei piedade dele", é a pronunciação de Jeová.

Que Deus! Que Deus! Imparcial, perfeito na imparcialidade. Seus caminhos são muito mais altos que os caminhos dos humanos. Nós somos os aprendizes. Somos seus ignorantes filhos. Somos seus filhos preciosos.

Jesus assim falou sobre o destino do soberbo: " porque todo o que se enaltecer será humilhado, mas quem se humilhar será enaltecido.” Plena harmonia com o que saiu da boca de Jeová.