UM MUNDO SÓ DE REIS

Criada em 01/09/2016 Última alteração em 19/09/16





Por que as pessoas amam tanto a figura de um rei??

Por que as pessoas desejam tanto a existência da figura de um rei??

Rei – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss:

rei Datação: 1101

n substantivo masculino

1 chefe de Estado investido de realeza; príncipe soberano de um reino; monarca, soberano
2 Derivação: por extensão de sentido.
aquele que detém o poder absoluto ou grande parcela de poder
3 Derivação: sentido figurado.
o que se destaca entre os que pertencem ao mesmo grupo, profissão, classe etc.
4 Rubrica: ludologia.
peça importante do jogo de xadrez
5 Rubrica: ludologia.
cada uma das quatro figuras (uma de cada naipe) de maior valor no baralho

ª reis
n substantivo masculino plural
Rubrica: religião.
6 m.q. Dia de Reis
Obs.: inicial maiúsc.


Quando se fala em rei, que espécie de figura vem à sua mente??

Certamente que alguém como esta figura, não é verdade??

Ou ainda com alguém segundo esta outra figura, não é mesmo??

Um trono, uma coroa, um cetro, vestimentas segundo a dignidade real e uma postura superior, nobre, de acordo com a posição superior de um rei...

Estas são as coisas que vêm à memória quando falamos de um rei.

É alguém que vai resolver os nossos problemas???

Quando nascemos, são o nosso pai e a nossa mãe que nos acostumam a serem aqueles que resolvem todos os nossos problemas.

Quando temos desejos, é ao pai ou à mãe que recorremos como aquele que satisfazem os nossos desejos.

Nós entramos com um desejo. Por vezes, quando decidimos satisfazer nossos desejos, nos enveredamos em efeitos colaterais. Quem é que vem nos salvar de tais efeitos colaterais, que costumamos chamar de problemas?? São os nossos pais, não é verdade??

Esta falta de capacidade de tomar decisões acertadas, sempre nos levam a muitos problemas.

A função do pai ou mãe é satisfazer os desejos de seus filhos??

A função do pai ou mãe é resolver os problemas dos seus filhos??

A função do pai ou mãe é impedir que os seus filhos tenham problemas??

A função do pai ou mãe é fazer com que seus filhos tenham uma vida sem problemas??

Bem, pelo menos é isso o que os filhos esperam..

Os problemas são um sofrimento para os filhos, não é verdade??

Um pai que ama um filho vai permitir que o filho fique no problema??

Os filhos dizem: “Papai, se o Senhor me amar, o Senhor não vai me deixar sofrer, não é mesmo??


Bem, com isso em mente, vamos analisar a escolha feita pelo povo que tinha YHWH como o rei deles..


O Rei YHWH era o mais poderoso rei que podia existir.

Será que um povo com o Rei Todo-poderoso viveria o dia a dia uma vida cheia de problemas não solucionados pelo Rei??

Será que o comportamento do Rei induziria o povo a desejar e pedir para que um rei humano fosse a solução de seus problemas??

O povo tinha sérios problemas de relacionamento com os outros povos da terra de Canaã.

Não conseguiam viver em paz. Viviam trocando agressões.

O povo havia entrado na terra de Canaã tentando exterminar completamente os povos que ali já habitavam.

Do ponto de vista do povo, a paz e a segurança só seria conseguida com a eliminação de todos os outros povos da terra de Canaã.

Eles tinham um problema que lhes causava o sofrimento. Eles tinham a inimizade dos outros povos. Eles plantavam inimizade eterna nos outros povos. Eles eram uma fonte de inimizade eterna??

Será que o Rei Todo-poderoso não estava vendo o sofrimento deles??

Não deveria o Rei Todo-poderoso eliminar completamente todos os outros povos para que eles pudessem viver em paz??

Se esta era a solução para o problema de paz e segurança para o povo, por que foi que o Rei não exterminou logo aqueles maus vizinhos, que continuavam causando sofrimento a este povo amado pelo Rei??

Não havia falta de Poder no Rei, no entanto, o Rei não estava fazendo aquilo que o povo tanto desejava.

Havia alguma coisa de errado, não havia??

Bem, o que fez o povo depois de tanto esperar??

Bem, o povo cansou de esperar e decidiram buscar uma solução alternativa.

Qual era a solução alternativa que existia na mente do povo??

A figura de um rei humano..

Para que queriam o rei??

Para resolver aqueles problemas que o Rei deles não estava resolvendo para eles, obviamente.


Vamos rever este momento de decisão do povo??


(1Samuel 8:4-6) 4 Tendo-se congregado TODOS OS ANCIÃOS de Israel vieram ter com Samuel a Ramá, 5 e disseram-lhe: Eis que tu estás velho, e teus filhos não andam nos teus caminhos. CONSTITUI-NOS UM REI, COMO O TÊM TODAS AS NAÇÕES, PARA QUE ELE NOS JULGUE. 6 Porém esta palavra pareceu mal aos olhos de Samuel, quando disseram: Dá-nos um rei, para que nos julgue. Então Samuel orou a Jeová.

Não estavam satisfeitos com o que estava acontecendo.

Todos estavam insatisfeitos.


Insatisfeito – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: descontente; desgostoso; que está desejoso de algo mais.


insatisfeito Datação: 1913

n adjetivo e substantivo masculino

1 que ou aquele que não está satisfeito, contente; descontente, desgostoso

Ex.: está sempre com cara de i.

2 que não está saciado ou que está desejoso de algo mais


Ora, quem está satisfeito não pede nenhuma mudança.

Somente os insatisfeitos é que esperam, pedem e exigem mudanças.

Com quem o povo estava insatisfeito??

Estavam insatisfeitos com a forma de como as coisas estavam sendo conduzidas pelo Pai YHWH, pois se fossem eles a fazer, as coisas seriam resolvidas de forma bem diferente.


Samuel ficou meio receoso da reação do Pai, afinal, Ele era o Rei Todo-poderoso..

O que disse o Todo-poderoso Rei??


(1Samuel 8:7-8) 7 Disse Jeová a Samuel: Ouve a voz do povo em tudo o que eles te dizem; pois não é a ti que eles rejeitaram, mas a mim, para eu não reinar sobre eles. 8 Segundo todas as obras que têm feito desde o dia em que os fiz subir do Egito até o dia de hoje, pois me abandonaram a mim e serviram a outros deuses, assim também te fazem a ti.


Ora Samuel, ouça a voz do povo, ouça o desejo do povo. Eles estão Me rejeitando como Rei. Até hoje, esta é única coisa que eles têm feito desde que Eu os tirei do Egito. Estão sempre indo atrás de outros deuses.

Na verdade, o povo não rejeitava o Todo-poderoso Rei, mas rejeitava a forma como o rei conduzia as coisas.

Não rejeitavam o poder do Rei. Eles queriam que o Rei satisfizesse as vontades deles. Eles queriam um Todo-poderoso que pudesse ser manipulado por eles, no entanto, o Todo-poderoso tinha vontade própria, aliás, tinha fortes vontades.


Outros deuses??


Deus – Esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: indivíduo superior aos demais em saber, poder, beleza.....


deus Datação: sXII

n substantivo masculino

1 Rubrica: religião, teologia.

ente infinito, eterno, sobrenatural e existente por si só; causa necessária e fim último de tudo que existe

Obs.: inicial maiúsc.

2 Rubrica: religião.

nas religiões primitivas, designação dada às forças ocultas, aos espíritos mais ou menos personalizados

3 Rubrica: religião.

nas religiões politeístas, esp. nas antigas, divindade superior aos homens e aos gênios à qual se atribui influência nos destinos do universo

4 Rubrica: religião, teologia.

nas religiões monoteístas, sobretudo no cristianismo, ser supremo, criador do universo

Obs.: inicial maiúsc.

5 Rubrica: religião.

no cristianismo, cada uma das três pessoas distintas existentes em um só Deus (Pai, Filho e Espírito Santo)

Obs.: inicial maiúsc.

6 Rubrica: religião.

representação figurada de uma divindade

7 Derivação: sentido figurado.

indivíduo superior aos demais em saber, poder, beleza

8 Derivação: sentido figurado.

aquele a que se devota grande veneração e afeição, que é objeto ou alvo dos maiores desejos; ídolo

9 Rubrica: filosofia.

princípio absoluto, realidade transcendente ou Ser primordial responsável pela origem do universo, das leis que o regulam e dos seres que o habitam, fonte e garantia do Bem e de todas as excelências morais

Obs.: inicial maiúsc.


Ora, se você tem o Deus Todo-poderoso à tua disposição, porque ir atrás de um outro deus??

Ao analisarmos a situação acima que envolvia o Deus Todo-poderoso e o povo que o tinha como Deus, percebemos que, quando um deus não satisfaz a vontade de um adorador dele, este adorador, sentindo-se insatisfeito, vai procurar um outro deus que lhe satisfaça aquela vontade, ou seja, que faça as coisas do jeito que aquele adorador queria.

O que disse o Pai YHWH??


Percebemos que servir a um deus está diretamente ligado ao fato de este deus estar satisfazendo a vontade do adorador. O adorador vai atrás do deus que satisfaça as suas vontades.

O que é mesmo um deus??


Para que serve mesmo um deus??

Ele é alguém superior em saber e poder, logo, é alguém sabe fazer aquilo que o adorador não tem a capacidade de fazer. O adorador vai atrás do seu deus para que o seu deus satisfaça os seus desejos, desejos estes, que ele sozinho não tem a capacidade de realizar. Sendo um problema, ele vai atrás do seu deus para que este deus resolva o problema para ele.


Vamos continuar no diálogo entre os insatisfeitos e o Rei que estava sendo dispensado da condição de rei.

O que mais disse o Rei para os insatisfeitos??

(1Samuel 8:9-18) 9 Agora ouve a sua voz; CONTUDO LHES DECLARARÁS SOLENEMENTE E LHES FARÁS VER COMO SE PORTARÁ O REI QUE HÁ DE REINAR SOBRE ELES. 10 Referiu Samuel todas as palavras de Jeová ao povo que lhe havia pedido um rei, 11 e disse: Assim se portará o rei que há de reinar sobre vós: TOMARÁ vossos filhos e os porá nos seus carros e entre os seus cavaleiros, e eles correrão adiante dos seus carros; 12 e os constituirá capitães de mil e capitães de cinqüenta, e lavradores dos seus campos, e segadores das suas messes, e fabricantes das suas armas e dos seus carros. 13 TOMARÁ vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras. 14 TOMARÁ o melhor dos vossos campos, e das vossas vinhas, e dos vossos olivais, e dá-los-á aos seus servos. 15 DIZIMARÁ as vossas sementes e as vossas vinhas, para dar aos seus eunucos e aos seus servos. 16 Também TOMARÁ os vossos servos e as vossas servas, e os vossos melhores mancebos, e os vossos jumentos, e os empregará no seu trabalho. 17 DIZIMARÁ também os vossos rebanhos; E VÓS SEREIS SEUS SERVOS. 18 Naquele dia vós lamentareis por causa do vosso rei, que vós mesmos escolhestes; e Jeová não vos responderá naquele dia.


O que faria este rei que tanto desejavam??

Tomará e tomará tudo o que é de vossa posse e vós sereis seus servos (escravos).


Apesar de tudo isso, o que disse o povo insatisfeito??

(1Samuel 8:19-20) 19 Mas o povo não quis escutar a voz de Samuel; e disseram: Não; mas queremos ter um rei sobre nós, 20 para que sejamos também como todas as nações. O NOSSO REI NOS JULGARÁ, MARCHARÁ À NOSSA FRENTE E PELEJARÁ AS NOSSAS BATALHAS.


Vamos rever o que aconteceu??

  1. O povo insatisfeito procura Samuel para lhe informar sobre a decisão que haviam tomado.

  2. O Pai fala para Samuel escutar a voz do povo.

  3. O Pai fala para Samuel lhes declarar SOLENEMENTE como se portaria o rei que eles tanto desejavam...

  4. Samuel faz a solene declaração.

  5. O povo ratifica sua decisão.


Declaração solene??

O que é isso??


Solene – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: que denota importância, seriedade, gravidade; sério, circunspecto, grave; acompanhado de fórmulas ou formalidades exigidas pela lei ou pelo costume; manifesto, público


solene Datação: sXIV

n adjetivo de dois gêneros

1 que se celebra com pompa e suntuosidade

Ex.: comemoração s.

2 acompanhado de cerimônias oficiais e extraordinárias

Ex.: visita s. do representante papal

3 que se faz com pompa; magnífico, majestoso, pomposo

Ex.: cerimônia s. da coroação da rainha

4 de aparência nobre, majestosa; imponente

Ex.: a fachada s. do prédio

5 que denota importância, seriedade, gravidade; sério, circunspecto, grave

Ex.: leu seu pedido de demissão em tom s.

6 acompanhado de fórmulas ou formalidades exigidas pela lei ou pelo costume; manifesto, público

Ex.: fez juramento s. de lealdade

7 Uso: informal, pejorativo.

cujo tom é enfático, afetado, pomposo

Ex.: ele é famoso por sua verborragia s.


Manifesto – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: declaração pública, freq. solene, na qual uma pessoa, um governo, partido político, grupo religioso, de artistas etc. expõe determinada decisão, posição, programa ou concepção


manifesto Datação: sXIII

n substantivo masculino

1 declaração trazida a público para fins diversos

1.1 declaração pública, freq. solene, na qual uma pessoa, um governo, partido político, grupo religioso, de artistas etc. expõe determinada decisão, posição, programa ou concepção

2 relação de bens para efeitos fiscais

3 documento com a relação de mercadorias transportadas e que deve ser entregue na alfândega antes do descarregamento


n adjetivo

4 que não pode ser contestado, oculto ou dissimulado; claro, evidente, flagrante, inegável, notório, patente

Exs.: um erro m.

um m. idiota

desejos m.

intenções bem m.

5 que pode ser percebido, que se revela por evidências, sintomas etc.

Ex.: as estruturas sociais têm funções m. e latentes


O Pai estava manifestando publicamente as consequências daquela decisão tomada pelo povo.


Atenção, onde estão as testemunhas??

Que todos testemunhem que Eu estou lhes avisando sobre os efeitos colaterais da decisão que acabaram de tomar.

Bem, apesar de tudo, o povo ratificou a sua decisão....


O que esperavam do rei??

Por que a insistência em ter um rei??


O que o povo queria??

Queria uma sociedade organizada exatamente como eram as outras nações.

O rei decidiria quem tinha razão nas suas disputas internas.

O rei teria um sempre pronto exército treinado e organizado para defender os súditos. Com um exército treinado e organizado, as outras nações os respeitariam mais..

Tratava-se de um JUSTIFICADO desejo, não é verdade??

Trata-se de um desejo alicerçado em argumentos plausíveis, fundamentados e legitimados, não é verdade??

Era o caso de se comportarem assim como se comportavam as outras nações.

Era o caso de estarem organizados da mesma forma como estavam as demais nações.


Mas, espere um instante..

Se tudo o que desejavam era plausível, alicerçados em argumentos lógicos, por que será que o Rei YHVH não atendia os desejos destes súditos??

Por que o Deus Todo-poderoso não dava a eles a solução que eles tanto desejavam??

Seria falta de amor?? Ora, se os súditos sofreriam às mãos daqueles homens maus, então, por que o Pai não exterminava logo aqueles homens maus, não deixando a eles outra opção, senão a de buscarem outros “deuses” com as soluções que eles tanto desejavam??

Se o Pai tinha a capacidade de exterminar os problemas do seu amado povo, sendo este o desejo e o pedido deste amado povo, então, por qual motivo este Deus não atendia este desejo do povo escolhido e amado por este Rei??


Será que era o povo quem devia atender o pedido do Rei, no lugar do Rei atender o pedido do povo??

O que o Rei informou de forma solene sobre o que o rei humano faria??

O Rei lhes avisou:

No lugar do rei servir vocês, vocês é que servirão ao rei. No lugar do rei ser um “servo” (escravo) de vocês, vocês é que serão “servos” (escravos) do rei.


O Rei também afirmou que o povo não atendia aos seus pedidos.

Assim disse o Pai tempos depois daquele interessante dia da escolha.

(Ezequiel 20:5-8) 5 e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: No dia em que escolhi a Israel, e levantei a minha mão para a estirpe da casa de Jacó, e me dei a conhecer a eles na terra do Egito, quando levantei a minha mão para eles, dizendo: Eu sou Jeová vosso Deus; 6 naquele dia levantei a minha mão para eles, jurando que eu os tiraria da terra do Egito para uma terra que lhes tinha espiado, que mana leite e mel, a qual é a glória de todas as terras. 7 DISSE-LHES: LANÇAI DE VÓS, CADA UMA AS ABOMINAÇÕES DOS SEUS OLHOS, E NÃO VOS CONTAMINEIS COM OS ÍDOLOS DO EGITO; EU SOU JEOVÁ VOSSO DEUS. 8 Mas rebelaram-se contra mim, e não me quiseram ouvir; não lançaram de si cada um as abominações dos seus olhos, nem abandonaram os ídolos do Egito: então eu disse que derramaria o meu furor contra eles, para cumprir contra eles a minha ira no meio da terra do Egito.


§§

Pera aí.

No lugar do Deus satisfazer os desejos do povo, era o povo quem deveria satisfazer os desejos do Deus??

Não tem nada de errado nisso, não??

O necessitado escolhe o seu deus para que o seu deus satisfaça o seu desejo, afinal de contas, é o deus quem tem mais poder, não é verdade??

Ou será o oposto??

Deus escolhe os necessitados para que estes necessitados satisfaçam os desejos Dele, Deus??

Quer dizer que o súdito tem uma “vontade”, Deus tem outra “vontade”, e o súdito tem de abrir mão de sua vontade para fazer a vontade de Deus??

Abrir mão do desejo de ver aqueles outros povos de Canaã totalmente aniquilados??

Ora, mas não eram os povos com os quais eles viviam trocando agressões??

Percebemos que o Rei YHWH não tinha este desejo e tampouco satisfazia este desejo do povo, não percebemos??

Percebemos que este foi o real motivo do povo tomar a decisão de ter a figura de um rei humano administrando o seu dia a dia e resolvendo seus problemas, não percebemos??

Será que estava faltando uma troca??

Eles odiavam aqueles povos da terra de Canaã. Eles sentiam desprezo por todos aqueles povos de Canaã. Eles viam aqueles povos como nada valendo, só servindo mesmo ou para serem exterminados ou para serem seus escravos, depois de lhes roubar todas as riquezas que tivessem.

Eles queriam que o Rei satisfizesse esta vontade deles em relação aos povos da terra de Canaã. O problema é que o tempo ia passando e o Rei não satisfazia esta vontade do povo.

Vejamos a imensa alegria do povo ao terem reis humanos que satisfaziam suas vontades:

(1 Samuel 18: 6-7) 6 Ao virem eles, na ocasião da volta de Davi, depois de morto o filisteu, as mulheres saíram de todas as cidades de Israel, cantando e dançando, ao encontro do rei Saul, com tambores, com alegria e com instrumentos de música. 7 As mulheres, tangendo, respondiam umas as outras: Saul matou os seus milhares, E Davi, as suas dezenas de milhares.


Bem, a alegria era muito grande por causa da morte dos gentios. Era o tempo de festejar..

- Agora sim, temos o nosso matador e derramador de sangue.



Sabemos da vontade do povo em relação aos povos da terra de Canaã...

Bem, qual seria a vontade do Rei Todo-poderoso em relação aos povos da terra de Canaã??

Centenas de anos depois de Moisés e Josué, o que o Rei falou sobre os demais povos da terra de Canaã??

Ele disse:

(Jeremias 12:14-17) 14 Assim diz Jeová acerca de todos os meus maus vizinhos, que tocam a herança que fiz herdar o meu povo de Israel: Eis que os arrancarei a eles da sua terra, e arrancarei a casa de Judá do meio deles. 15 DEPOIS DE OS TER EU ARRANCADO, TORNAREI E ME COMPADECEREI DELES; FÁ-LOS-EI VOLTAR CADA UM PARA A SUA HERANÇA, E CADA UM PARA A SUA TERRA. 16 Se aprenderem diligentemente os caminhos do meu povo, jurando pelo meu nome: Pela vida de Jeová; assim como ensinaram o meu povo a jurar por Baal; serão edificados no meio do meu povo. 17 Porém se não ouvirem, arrancarei essa nação, arrancando-a e destruindo-a, diz Jeová.


Pera aí..

Várias e várias gerações tentando exterminar estes povos da terra de Canaã, e agora que finalmente aparece a grande chance, vem o Rei e diz que não vai exterminá-los?? Diz ainda que vai ter “compaixão” deles e fazê-los voltar cada um para a sua propriedade de herança??

Ora, isso é uma “traição” ao desejo do povo, não é??

Calma, calma.

Desde o princípio, o Pai não tinha o desejo de exterminar estes povos da terra de Canaã??

Eram maus vizinhos, não eram??

Ora, o próprio Rei foi quem o disse, não foi??

Agora ficou pior ainda...

O Rei, Aquele que tinha o Poder, nunca teve a vontade de exterminar aqueles povos da terra de Canaã??

Afinal de contas, qual era a vontade do Rei, vontade esta que era diferente da vontade do povo??

Como é que é???

Aprenderem e serem edificados no meio do Meu povo..

Não era nada disso o desejo do povo.

O povo queria exterminar estes povos PARA que estes povos não os ensinassem os seus caminhos..

Foi isso o que Moisés disse, não foi??

(Deuteronômio 20:15-18) 15 Assim farás a todas as cidades que estiverem mais longe de ti, que não são das cidades destas nações. 16 Porém nas cidades destes povos, que Jeová teu Deus te está dando por herança, nada que tem fôlego deixarás com vida, 17 MAS DESTRUÍ-LO-ÁS TOTALMENTE: AOS HETEUS, AOS AMORREUS, AOS CANANEUS, AOS FEREZEUS, AOS HEVEUS, AOS JEBUSEUS; COMO JEOVÁ TEU DEUS TE ORDENOU; 18 PARA QUE VOS NÃO ENSINEM A FAZER SEGUNDO TODAS AS SUAS ABOMINAÇÕES QUE FIZERAM AOS SEUS DEUSES; e assim pecareis contra Jeová vosso Deus.


Notaram a plena oposição de informações sobre a vontade do Rei em relação aos povos da terra de Canaã??



Eles tiveram centenas de anos para observar que o Rei, mesmo tendo todo o Poder que eles não tinham, podendo exterminar todos aqueles maus vizinhos em apenas um segundo, que mesmo assim o Pai não tinha a intenção de exterminar aqueles povos. Não era o projeto do Rei exterminar aqueles povos.

Qual era o projeto do Rei??

Um projeto de aprendizagem??

Aqueles povos maus deveriam aprender com o povo escolhido a fazerem a vontade do Rei??

Sim, este era o projeto do Rei.

Este era o desejo do Rei.. Esta era a vontade do Rei.

Xiii...

O desejo do Rei era oposto ao desejo do povo??..

Sim, era.

O que fazer então???

É, o povo não tinha outra opção, deveria ir atrás de um outro deus para satisfazerem este tão grande desejo...

§§

Uma coisa ficou bem clara em relação ao Rei.

Ele não era um fantoche nas mãos do povo.

Ele tinha uma vontade própria e não mudava a sua vontade para agradar o povo escolhido.

Outra coisa ficou clara.

Ou o Rei mudaria seu desejo ou o povo mudaria o seu desejo.

O Rei permitiu que o povo satisfizesse o seu desejo de ter um rei humano que lhe fosse mais conveniente (ao povo), no entanto, o povo teve de amargar a decepção de não ver os povos maus da terra de Canaã serem exterminados dela. Foram várias gerações frustradas em face do mesmo desejo.

Aquela geração que presenciou o retorno de cada povo mau para a sua mesma propriedade falou a respeito do Rei:

(Malaquias 3:13-15) 13 As vossas palavras têm sido audazes contra mim, diz Jeová. Contudo dizeis: Em que temos falado contra ti? 14 Tendes dito: Vão é servir a Deus: e que nos aproveita termos guardado o seu preceito, e termos andado de luto perante Jeová dos exércitos? 15 Assim nós chamamos ditosos aos soberbos; os que obram impiedade, são edificados; os que tentam a Deus, são libertados.


O Rei havia avisado através do mensageiro Jeremias que era exatamente isso o que iria acontecer....

Sabemos que realmente aconteceu, não sabemos??

A reação de plena frustração do povo escolhido, deixa bem claro que aquilo que o Rei havia informado, realmente aconteceu, ou seja, Ele teve compaixão dos maus vizinhos, devolvendo cada um à sua herança.

Ficou bem claro que a vontade do Rei era sempre o oposto da vontade do povo.

Ficou claro que o Rei não satisfez a vontade do povo, apesar de todo o esforço tido pelo povo para ter suas vontades satisfeitas.


O que faz a criança depois de descobrir que em lugar do pai existir para satisfazer suas vontades, é ele quem existe para satisfazer a vontade de seu pai??

Fica frustrada?? Abandona o pai indo buscar alguém que satisfaça suas vontades??

Será que ele ACEITA esta nova realidade em relação a si mesmo??

Será que busca compreender o PORQUE das coisas serem nesta ordem??

Ou será que suas vontades são as coisas mais importantes do que a companhia de seu pai??

Deve buscar alguém, qualquer um para satisfazer suas vontades??

§§

Quão grande era a vontade do povo de ter suas vontades satisfeitas??

Vamos ver o que o Pai informou ao povo..

(Ezequiel 23: 1-10) 1 A palavra de Jeová veio a mim, dizendo: 2 Filho do homem, houve duas mulheres, filhas de uma mesma mãe; 3 elas se deram a fornicações no Egito; fornicaram na sua mocidade. Ali foram apertados os seus peitos, e ali foram pisados os seios da sua virgindade. 4 Os nomes delas eram Oolá, a mais velha, e Oolibá, sua irmã; tornaram-se minhas e deram à luz filhos e filhas. Quanto aos seus nomes, Samaria é Oolá, e Jerusalém é Oolibá. 5 Fornicou Oolá, sendo minha; apaixonou-se pelos seus amantes, pelos assírios, seus vizinhos, 6 que se vestiam de azul, governadores e sátrapas, todos mancebos apeticíveis, cavaleiros montados a cavalo. 7 a fornicações com todos estes que eram os mais escolhidos da Assíria, e contaminou-se com todos os ídolos daqueles pelos quais se apaixonava. 8 Nem deixou as suas fornicações desde os dias do Egito; pois muitos se deitaram com ela na sua mocidade, pisaram os seios da sua virgindade, e sobre ela derramaram a sua fornicação. 9 Pelo que a entreguei nas mãos dos seus amantes, nas mãos dos assírios, pelos quais se apaixonava. 10 Estes descobriram a sua nudez. Levaram-lhe os filhos e as filhas, e mataram-na com a espada; ela se tornou um provérbio entre as mulheres, pois nela executaram juízos.

Notamos o Pai fazendo uma análise de toda a linha do tempo do Seu relacionamento com o povo escolhido, não notamos??

O Pai inclui até mesmo o comportamento do povo ainda no Egito.

Comparando o Seu relacionamento com um casamento, o Pai deixa bem claro que o comportamento do povo escolhido, foi o comportamento de uma prostituta.

O Pai é específico em falar sobre os dois reinos formados no meio do seu povo, afinal, o povo realmente havia ficado dividido em dois reinos, reinos estes que lutavam entre si como reais inimigos. Um reino tinha a capital em Samaria e o outro tinha a capital em Jerusalém.

No entanto, o Pai afirma que os dois reinos continuavam no relacionamento com ele, relacionamento este que o Pai chamou de um casamento, no qual Ele era o marido e os dois reinos, suas esposas, esposas insatisfeitas com o marido, e que buscavam as satisfações de suas vontades com qualquer um que se apresentasse diante delas.

Notou que o Pai não havia abandonado nenhuma das duas esposas??

Não havia abandonado Samaria e nem havia abandonado Jerusalém, muito embora o templo estivesse em Jerusalém.

Durante aquelas centenas de anos, Ele estava ali como marido tanto de Samaria quanto de Jerusalém, embora elas se vissem e se comportassem como inimigas.

O Pai e Rei estava observando o comportamento de suas duas esposas representadas por Samaria e por Jerusalém.

Por Ele negar-se a satisfazer as vontades de suas duas esposas, o que elas fizeram??

O que fez Oolá, ou seja, Samaria??


Será que Jerusalém se comportou de modo melhor??

O que fez Jerusalém??

(Ezequiel 23:11-17) 11 Sua irmã Oolibá viu isto, contudo ficou mais corrompida na sua paixão do que ela, como também nas suas fornicações que eram mais numerosas do que as de sua irmã. 12 Apaixonou-se pelos assírios, governadores e sátrapas, seus vizinhos, vestidos mui esplendidamente, cavaleiros montados a cavalos, todos mancebos apeticíveis. 13 Vi que se tinha contaminado; ambas seguiram o mesmo caminho. 14 E aumentou as suas fornicações; porque viu uns homens pintados na parede, imagens dos caldeus, pintados de vermelho, 15 cingidos os seus lombos de cintos, tendo largas tiaras tingidas sobre as cabeças, todos príncipes no parecer, à semelhança dos filhos de Babilônia na Caldéia, terra do seu nascimento. 16 Logo que os viu, apaixonou-se por eles, e mandou-lhes embaixadores à Caldéia. 17 Vieram ter com ela os filhos de Babilônia para a cama dos amores, e a contaminaram com as suas fornicações; ela se contaminou com eles, e depois a sua alma se alienou deles.


As palavras do Pai para Ezequiel foram bem claras, não foram???

Tanto Samaria quanto Jerusalém estavam indo atrás de força militar de outros reinos para conseguirem seus objetivos..

Vamos ver um fato histórico acontecido praticado por Jerusalém??

(1 Reis 15:16-20) 16 Houve sempre guerra entre Asa e Baasa, rei de Israel. 17 Pois Baasa, rei de Israel, subiu contra Judá, e edificou a Ramá, para que não deixasse sair alguém dos territórios de Asa, rei de Judá, nem neles entrar. 18 Então tomou Asa toda a prata e ouro, que ficaram nos tesouros da casa de Jeová, e os tesouros da casa do rei, e os entregou nas mãos dos seus servos. O rei Asa enviou-os a Ben-Hadade, filho de Tabirimom, filho de Heziom, rei da Síria, que habitava em Damasco, dizendo: 19 Haja aliança entre mim e ti, como houve entre meu pai e teu pai. Eis que te envio um presente de prata e de ouro; vai e quebra a tua aliança com Baasa, rei de Israel, para que ele se retire de mim. 20 deu ouvidos ao rei Asa, e enviou os generais dos seus exércitos contra as cidades de Israel, e feriu a Ijom, a Dã, a Abel-Bete-Maaca e todo o distrito de Quinerete, juntamente com toda a terra de Naftali.


Jerusalém estava comprando a ajuda militar do rei da Síria para derrotar o reino de Samaria??

As esposas do Pai estavam lutando entre si, e estavam buscando ajuda militar do rei da Síria??

Não era algo novo??

Não, não era.

Como está devidamente registrado, o rei Asa estava lembrando a Ben-Hadade, do acordo existente entre seus pais, seus antepassados.

Ben-Hadade atendeu a solicitação de ajuda do rei Asa e lhe enviou exércitos contra o rei de Israel, o rei Baasa.


Agora, em outra ocasião, Jerusalém através de seu rei entra em negociação com o rei da Assíria para ir contra o rei da Síria que estava, agora, do lado de Samaria.

(2 Reis 16:5-9) 5 Então subiu Rezim, rei da Síria, e Peca, filho de Remalias, rei de Israel, a Jerusalém, para pelejar; cercaram a Acaz, porém não o puderam vencer. 6 Naquele tempo Rezim, rei da Síria, restituiu Elate à Síria, lançando fora os judeus; os siros vieram, e ficaram habitando ali até o dia de hoje. 7 enviou mensageiros a Tiglate-Pileser, rei da Assíria, para lhe dizer: Eu sou teu servo e teu filho; sobe e livra-me das mãos do rei da Síria, e das mãos do rei de Israel, os quais se levantam contra mim. 8 Acaz a prata e o ouro que se achou na casa de Jeová, e nos tesouros da casa do rei, e enviou um presente ao rei da Assíria. 9 rei da Assíria deu-lhe ouvidos, subiu contra Damasco, e a tomou; levou os moradores cativos para Quir, e matou a Rezim.


Agindo tal qual uma prostituta, Jerusalém ia atrás de qualquer um que lhe satisfizesse sua vontade, subornando e subornando esses deuses, para conseguir a satisfação de suas vontades imediatas.

Exatamente como o Pai definiu o comportamento, tanto de Oolá (Samaria) quanto de Oolibá (Jerusalém) agiam quais prostitutas.


Bem, falemos agora um pouco mais sobre o rei humano.

O Pai deixou bem claro que no lugar do rei ser aquele que faria a vontade do povo, que seria o povo quem faria a vontade do rei e que aquele povo terminaria como escravos do rei.

O Pai deixou bem claro que o rei humano nada se importaria com as vontades e as necessidades do povo, e que ao contrário, buscaria usar o povo para satisfazer suas próprias vontades.

O rei humano sugaria do povo aquilo que lhe interessasse, e depois jogaria fora o bagaço.

Ratificando sua informação sobre o comportamento do rei humano, assim falou o Pai centenas de anos depois de Samuel:

(Ezequiel 34:2-6) 2 Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel, profetiza e dize aos pastores: Ai dos pastores de Israel, que se apascentam a si mesmos! não devem os pastores apascentar as ovelhas? 3 Comeis a gordura, e vos vestis de lã, e matais as cevadas; porém não apascentais as ovelhas. 4 Não fortalecestes as adoentadas, nem curastes a que estava enferma, nem ligastes a que estava quebrada, nem tornastes a trazer a que estava desgarrada, nem buscastes a que estava perdida; mas dominastes sobre elas com força e com rigor. 5 Assim se espalharam, por não haver pastor; tornaram-se pasto para todos os animais do campo e espalharam-se. 6 As minhas ovelhas andaram desgarradas por todos os montes, e em todo o alto outeiro; as minhas ovelhas foram espalhadas por toda a face da terra; não havia quem as procurasse ou as buscasse.


Qual era o valor que os pastores (reis) davam as ovelhas??

Ora, o pastor (rei) usavam-nas para seus próprios desejos egoístas. Se uma ovelha não tivesse nada para dar era jogada fora, afinal, quem deseja algo sem utilidade, apenas para dar prejuízo?? Se a ovelha não desse mais lucro, era jogada fora como algo sem nenhum valor...


Ora, essa é uma característica comum a todos os reis humanos.

Isso é egoísmo, não é mesmo??

Sim, o rei é caracterizado pelo egoísmo.

Finalmente, o rei humano se mostra ser o mais egoísta entre os egoístas..

§§

É claro que o rei é um egoísta, mas, e o que dizer dos súditos??

Qual é a característica do egoísta??

Ele pensa em si e no seu grupo.

O que desejam os do povo escolhido de Deus??

Em quem pensavam??

Pensavam em si e no grupo deles.

Queriam a destruição para todos os demais e a terra só para eles.

Queriam que o Rei destruísse a todos da terra de Canaã, para que a Terra de Canaã fosse só deles e de mais ninguém.

Qual era o almejo do povo escolhido??

Era um almejo altruísta ou era um almejo egoísta??

O que o “Rei” estava vendo??

Ele assim o disse:

(Ezequiel 34:17-22) 17 Quanto a vós, rebanho meu, assim diz o Senhor Jeová: Eis que julgo entre ovelhas e ovelhas, entre carneiros e bodes. 18 Acaso parece-vos pouca coisa o terdes pastado o bom pasto, senão que haveis de pisar aos vossos pés o resto do vosso pasto? e o terdes bebido as águas claras, senão que haveis de sujar o resto com os vossos pés? 19 Quanto às minhas ovelhas, elas pastam o que haveis pisado com os vossos pés, e bebem o que haveis sujado com os vossos pés. 20 Portanto assim lhes diz o Senhor Jeová: Eis que eu, eu mesmo, julgarei entre as ovelhas gordas e as ovelhas magras. 21 Porquanto com o lado e com o ombro dais empurrões, e com os vossos chifres impelis todas as adoentadas, até as terdes espalhado por toda a parte; 22 portanto salvarei o meu rebanho, e ele não servirá mais de presa; e julgarei entre ovelhas e ovelhas.


O Rei estava vendo ovelhas plenamente egoístas, pois também não gostavam de dividir nada. Pegavam o alimento e inutilizavam aquilo que deveria ficar para os outros. Bebiam a água e sujavam o resto para que outros não bebessem.

Ora, o que ficou claro em relação a estas ovelhas??

Ora, ora. Eram ovelhas egoístas. Cada uma delas poderia ser um rei.

Aquilo que o rei fazia com elas, era o que elas faziam com outras ovelhas.


No que pensa o rei??

Pensa em si e nos seus...sua casa, sua família, seus favoritos. Tudo de melhor para a casa do rei, para a família do rei e para os favoritos do rei.

Ora, era exatamente a mesma coisa que pensavam e faziam as ovelhas.


Podemos construir um mundo só de reis??

Sim, podemos.

Teremos um rei reinando sobre outros reis. Teremos alguém que usa os outros para satisfazer suas vontades sendo usado por um outro para a satisfação de sua vontade.

Teremos um egoísta reinando sobre outros egoístas.

Teremos egoístas usando outros egoístas para satisfazerem suas vontades egoístas.

Na verdade, o rei é o mais egoísta entre os egoístas.


Dentro do relacionamento humano, o rei está na posição acima em relação a seus súditos..

Do seu trono acima é que ele recebe seus súditos.

A posição do trono acima é propositalmente colocada para revelar a inferioridade de qualquer um que vá até o rei.

Afinal de contas, as pessoas que vão até o rei devem estar plenamente conscientes da sua condição de inferioridade.



Enquanto a maioria aceita a superioridade de um rei, outras pessoas não se sentem inferiores a estes reis.

Os reis fazem questão que todos reconheçam a sua superioridade, passando a exigir tal reconhecimento.

Desta forma, estes reis usam a força física para imporem a sua superioridade, mesmo sem o reconhecimento da outra pessoa.

Esta é mais uma das características do comportamento dos reis humanos e dos súditos humanos.




Depois de falar sobre os reis humanos e o seu pleno egoísmo, o que dizer do rei Jesus??

Será que para Jesus, ser um rei era a mesma coisa do que para Davi era ser um rei.

Será que haveria diferença entre o comportamento de Jesus e o comportamento de Davi ao estarem na condição de rei??

Bem, conhecemos o comportamento de Davi ao se encontrar na condição de rei.

Será que Jesus já se comportou como rei diante da humanidade??

Ou será que ele ainda vai se comportar como um rei para a humanidade??

Será que existem pessoas que estão esperando Jesus ter o mesmo comportamento que o humano Davi teve como rei??

Será que existem pessoas que pedem que Jesus tenha o mesmo comportamento que Davi teve como rei??

O que disse Jesus sobre como seria sua atuação qual pastor??

(João 10:7-15) 7 Tornou, pois, Jesus a dizer: Em verdade, em verdade vos digo: Eu sou a porta das ovelhas. 8 Todos os que vieram antes de mim, são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. 9 Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; e entrará, sairá e achará pastagem. 10 O ladrão não vem senão para furtar, matar e destruir; eu vim para que elas tenham vida e a tenham em abundância. 11 Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas. 12 O que é mercenário, e não pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge, e o lobo as arrebata e dispersa. 13 O mercenário foge, porque é mercenário, e não se importa com as ovelhas. 14 Eu sou o bom pastor, conheço as minhas ovelhas, e as que são minhas, me conhecem a mim, 15 assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas.

Eu sou o bom pastor; eu sou o bom rei.

Notou que Jesus falou sobre os frutos do egoísmo presente em todos os que vieram antes dele??

Todos são ladrões e salteadores..

Ora, isto em está em plena harmonia com a descrição feita pelo Pai diante de Samuel e todos os que o recusavam como Rei.

O Pai foi claro em descrever todas as ações de egoísmo que seriam praticadas pelos reis humanos que aquela nação tanto desejava.

Colocando-se na posição acima de vocês, ele TOMARÁ (roubará) todas as vossas coisas, e finalmente vos tornareis escravos do rei.

Lembra do que disse o Pai??

Notou a descrição do egoísmo dos pastores feita pelo Pai??

Tais pastores só buscavam os seus próprios interesses.

No lugar de cuidar das ovelhas, zelar pelas ovelhas, como é de se esperar de um pastor (do ponto de vista do Pai), todos os pastores (reis) cuidavam dos seus próprios interesses e tiravam as coisas das ovelhas para o proveito pessoal.

No lugar de serem plenamente altruístas em cuidar e zelar das ovelhas, uma ação fruto do altruísmo, ou seja, desinteressado em lucro pessoal, estes pastores só pensavam em conseguir uma quantidade maior de lucro.

No lugar de viver sem lucro, os pastores não pensavam em outra coisa, a não ser o lucro, a vantagem pessoal.

Apascentar – esta é a definição dada pelo dicionário Houaiss: conduzir, vigiar, nutrir, alimentar, sustentar


apascentar Datação: sXV

n verbo

transitivo direto

1 conduzir ao pasto

Ex.: a. um rebanho

transitivo direto

2 vigiar no pasto; pastorear

Ex.: a. as ovelhas

transitivo direto e pronominal

3 nutrir(-se), alimentar(-se), sustentar(-se)

transitivo direto

4 Derivação: sentido figurado.

dar alimento espiritual, ensinar, doutrinar; guiar

Ex.: é ofício do bispo a. os fiéis

transitivo direto, bitransitivo e pronominal

5 Derivação: sentido figurado.

recrear(-se), deleitar(-se), entreter(-se) [com]

Exs.: apascentava o olhar (com aquela paisagem)

naquele panorama soberbo, a nossa vista se apascenta


§§ Alguma dúvida??

É ou não é uma atividade da qual se exige que a pessoa seja altruísta, ou seja, que não busque o lucro pessoal??

Para o Pai, o apascentar era uma atividade plenamente altruísta.

O que será que fizeram os pastores de Israel?? Agiram de forma altruísta??

Nenhuma dúvida.

Conforme afirmado por Jesus, todos os pastores de Israel agiram de forma egoísta. Eram pastores egoístas que tiravam as coisas das ovelhas para o seu uso pessoal. Usavam as ovelhas para conseguirem e aumentarem suas posses.

Será que Jesus também seria um rei egoísta??

Será que Jesus seria igual a todos os pastores??

Será que Jesus seria um pastor egoísta??

O que foi que ele mesmo disse??

Um rei plenamente altruísta. Um pastor plenamente altruísta.

Um pastor diferente de todos os outros pastores.

Um pastor oposto a todos os outros pastores.


Bem, ai está um verdadeiro rei.

O rei da humildade. O rei da misericórdia. O rei do perdão. O rei do altruísmo.

O rei da humildade, por ser o mais humilde entre os humildes.

O rei da misericórdia por ser o mais misericordioso entre os misericordiosos.

O rei do perdão por ser aquele que mais perdoa entre os perdoadores.

O rei do altruísmo por ser o mais altruísta entre os altruístas.




Esta foto acima define de forma bem clara o rei Jesus praticando o seu reinar.

Sentado no seu trono da humildade, do perdão, da misericórdia e do altruísmo, aí está ele praticando o seu pastorear.


Por que será que as pessoas não vêm nesta foto um rei em plena ação??

Será pelo fato de seus olhos estarem acostumados com aqueles reis egoístas e fantasiados com coroas, cetros, tronos e mantos reais e espada nas mãos??

Será que é pelo fato de que a vitória de Jesus não ocasionou nenhum derramamento de sangue dos vencidos??

Será pelo fato de a vitória de Jesus não trazer nenhum mal físico para os inimigos de Jesus??

Será que rejeitam terminantemente este tipo de reinar de Jesus, aceitando e desejando um reinar como aquele praticado por Davi, no qual o derramamento de sangue dos inimigos foi o ponto forte, o ponto marcante e alegremente festejado pelo povo??

O que aquele povo realmente queria era o derramamento de sangue dos humanos da terra de Canaã??

Era isso o que a casa de Israel tanto desejava, e que o Pai não lhes dava como presente??

Há alguma dúvida??

O que disseram??

O nosso rei batalhará as nossas batalhas...

Quando Davi derramou abundantemente o sangue dos habitantes de Canaã, o que fez o povo??

Dançou, festejou e se alegrou, pois era exatamente isso o que tanto desejavam, mas o Pai não fazia.

Bem, e o que desejam os que afirmam ter Jesus como rei e Senhor??

Não desejam a mesmíssima coisa??

Não desejam um Jesus derramador de sangue de todos os que agem quais inimigos de tais súditos??

Não é o que pregam abundantemente como boas novas??

Não pregam um Jesus derramador de sangue de todos os que se comportam como inimigos do rei Jesus ou inimigo de tais súditos??

Não aguardam ansiosamente o dia em que Jesus derramará muito sangue nesta terra??

Pregam abundantemente um “Jesus Davi” e não um “Jesus Jesus”...

Ora, se os súditos egoístas só desejam um rei egoísta e rejeitam um rei altruísta, os súditos altruístas também rejeitam um rei egoísta e só desejam um rei altruísta.

Os súditos egoístas compactuavam com os sentimentos do rei e tinham comportamento igual ao do rei.

Da mesma forma, os súditos altruístas devem compactuar com os sentimentos do rei e ter o mesmo comportamento do rei.



Topo desta página