AmorBondade de JeováMisericórdiaVerdade

Quem é o iníquo?





DO
PONTO DE VISTA DE DEUS, QUEM É O INÍQUO??


Modificada
em 13/04/19

 

 

Para
o Criador, aquele que é imparcial,
O iníquo, quem
é ele realmente?
Para o humano imperfeito, durante toda a
história, quem tem sido o iníquo?
Afinal, que
relação Jeová mantém com iníquos?

 





O
QUE É PECADO??

Esta
é a definição de pecado, segundo certo
dicionário.
PECADO
s.m.
Religião
Transgressão
da
lei de Deus ou dos mandamentos da Igreja.

Neste
caso, fica bem claro que é Deus quem determina o que é
pecado. Sendo o criador do humano, é Ele quem define o que é
“errado” o humano fazer e o que o certo o humano fazer.
É
Deus quem estipula para o humano o que é pecado.

Sem
lei, não há pecado. Através da lei, o Pai
informa aos humanos o que é certo e o que é errado para
o humano fazer.

Ao
humano que inventa, planeja e cria alguma coisa, cabe a
responsabilidade de definir, ainda no projeto, o que certo e o que é
errado em relação àquilo que ele projetou e
criou, lógico, pois melhor do que ninguém, o projetista
conhece o seu projeto.

Além
do mais, aquele que está projetando também precisa ter
pleno conhecimento da relação entre sua criação
e às demais coisas já existentes, bem como às
lei naturais conhecidas por ele, que de alguma forma limitam as ações
de sua criação.

Quando
os humanos criam leis, eles também determinam que aquele que
descumpre a um dos artigos da lei, se torna um infrator, um infrator
daquela lei, obviamente.
Para
haver um infrator, tem de existir uma lei. Sem lei, não há
infrator.

Primeiramente notemos a
opinião de Jeová sobre a diferença entre justo e
iníquo.

JEOVÁ
CONTRASTA

JUSTO
X INÍQUO

A
alma que “pecar”
se
torna um pecador, é igual a um pecador, ele se torna um
transgressor da lei.

A
alma que “pecar”
está
sentenciada à MORTE, na verdade, está “sujeita”
a morte. Ela é que morrerá. A alma que “
transgredir
a lei”
está
sentenciada à morte, ou seja, torna-se merecedora da morte, ou
ainda, terá a morte como consequência. A alma que
transgredir qualquer um dos artigos da lei condena-se a morte; traz
sobre si a sentença de morte, ou se torna merecedor da morte,
trazendo sobre si a consequência de tal pecado, a curto, a
médio ou a longo prazo..

 


continua a viver a alma que não “pecar”. Só
continua a viver a alma que “não transgredir a lei”.
A alma que não pecar não se torna merecedora da morte.

Quem
está “sentenciado” à morte é apenas
o “pecador”. Quem se encontra na condição
de merecedor da morte é somente o pecador.
Será
que existe diferença entre injusto e iníquo??

O
justo continua a viver. O justo é a “alma que não
peca”.
Justo
é o oposto de transgressor.

O
justo pratica exclusivamente o juízo e a justiça.
O justo não é merecedor da morte.

Justo
é aquele que
ainda
não cometeu pecado.
Justo
é aquele que não transgrediu à lei.

O
justo é isento de pecado.

Quando
o justo recuar da justiça que praticava, por cometer pecado
(por pecar); por transgredir um dos artigos da lei, estará
automaticamente sentenciado como merecedor da morte. Deixou de estar
isento de pecado. Só temos duas condições
distintas, ou seja, aquele que “merece” a morte e aquele
que não “merece” a morte.

 

O
iníquo é aquele que peca. É aquele que comete
pecado, qualquer pecado. O iníquo é “a alma
que pecou”.

O
iníquo é aquele que comete transgressões.

O
iníquo é aquele que comete iniquidade.

O
iníquo é aquele que comete injustiça.

O
justo quando peca se transforma em iníquo. O justo
passa a ser iníquo.

O
iníquo quando deixa de praticar iniquidade e passa a praticar
exclusivamente juízo e justiça passa a ser justo.

◄► Uma
via de mão dupla.

O
justo pode passar a ser iníquo e o iníquo pode passar a
ser justo.

 

 


 

(Ezequiel
33:12-16)
12
E
quanto a ti, ó filho do homem, dize aos filhos do teu povo:
‘Nem a justiça do justo o livrará no dia da sua
revolta. Mas, no que se refere à iniquidade do iníquo,
não se fará que tropece por causa dela no dia em que
recuar da sua iniquidade. Tampouco poderá ficar vivo aquele
que tiver justiça, por causa dela, no dia em que pecar.
13
QUANDO
EU DISSER AO JUSTO
:
“Positivamente continuarás vivendo”, e ele mesmo
realmente confiar na sua própria justiça e
fizer
injustiça
,
todos os seus próprios atos justos não serão
lembrados, mas, pela
sua
injustiça
que
fez — por esta
é
que morrerá
.
14
“‘E
QUANDO EU DISSER AO INÍQUO
:
“Positivamente morrerás”, e ele realmente
recuar
do seu pecado
e
praticar o juízo e a justiça,
15
[e]
O
INÍQUO
restituir
a própria coisa penhorada e devolver as próprias coisas
roubadas, andando realmente nos próprios estatutos da vida por
não fazer injustiça, positivamente continuará
vivendo.
Não
morrerá
.
16 Nenhum
dos seus pecados com que pecou

será
lembrado contra ele. Juízo e justiça é o que
praticou.
Ele
positivamente continuará vivendo.’

 

Jeová
descreveu os atos do iníquo Ele os chamou de “NENHUM DOS
SEUS PECADOS COM QUE PECOU”.

 

JEOVÁ
FALOU:
Tampouco
poderá ficar vivo aquele QUE TIVER JUSTIÇA, por causa
dela, no dia EM QUE PECAR, no dia em que TRANSGREDIR à lei.

Ficou
claro que todo e qualquer ato de transgressão da lei é
uma iniquidade. Desta forma, a lei informa ao humano o que é
um pecado.

 

Segundo
Jesus, o que é o homem iníquo?

Portanto,
se
VÓS,
embora
INÍQUOS
,
sabeis dar boas dádivas a vossos filhos,

 

Segundo
a informação de Jesus, iníquo é aquele
que pratica coisas boas e também pratica coisas más.

 

Justo
> pratica juízo e justiça
e não comete pecado. Justo é aquele que só
pratica coisas boas. Justo é aquele que só pratica
justiça.

Iníquo
> pratica iniquidade, pratica
injustiça, muito embora também pratique coisas boas.
Iníquo
é aquele que transgrediu à lei de Deus, transgrediu
àquilo que Jeová definiu como pecado.

Assim
como o justo pode deixar de ser justo e passar a ser iníquo,
do mesmo modo o iníquo pode deixar de ser iníquo e
passar a ser justo. Logo, justo e iníquo é uma condição
individual alcançada por uma alma qualquer por praticar certas
coisas, por produzir certos frutos.

O
iníquo produz certos frutos.

O
justo produz certos frutos.

Que
frutos produzem o homem justo?? O homem justo produz o juízo
e a justiça.

Quais
são alguns dos
frutos
que o homem justo
produz??

 

(Ezequiel
18:5-9)
5 “‘E
no que se refere ao homem, se ele veio a ser JUSTO e TEM PRATICADO O
JUÍZO E A JUSTIÇA;
6 se
não
comeu
nos montes
e
não
elevou
seus olhos para os ídolos sórdidos da casa de Israel,
e
não
aviltou
a esposa de seu companheiro,
e
não
se
chegou a uma mulher na sua impureza;
7 e
se
não

maltratou
a nenhum homem;
se
restituiu
o penhor tomado pela dívida;
se
não

arrebatou
nada em roubo;
se
deu
o seu próprio pão ao faminto
e
cobriu
com roupa ao que estava nu;
8 se
não
deu
nada em troca de juros
e
não
tomou
usura;
se
retirou
sua mão da injustiça;
se
praticou
a verdadeira justiça entre homem e homem;
9 se
tem
andado nos meus estatutos
e
tem
guardado as minhas decisões judiciais para praticar a verdade,
ele
é justo
.
Ele
positivamente continuará a viver’

,
É
A PRONUNCIAÇÃO DO SOBERANO SENHOR JEOVÁ

.

 

Podemos
notar que
Jeová
fala
no justo fazer
e não fazer certas coisas ou
produzir
certos frutos e não produzir certos frutos
.
Para ser justo, o humano precisa
cumprir
todos
estes requisitos
acima, ou seja, ele precisa cumprir a lei, pois, se descumprir apenas
um único destes artigos da lei passa a ser um iníquo.

Que
frutos
produzem o homem iníquo?? O homem iníquo produz o
pecado.
O
homem iníquo transgride à lei.

Quais
alguns dos frutos
que o homem iníquo
produz?

 

(Ezequiel
18:10-13)
10
“‘E
[se] alguém se tornou pai de um filho
que
é
salteador,
derramador de sangue,
QUE
FEZ
coisas
semelhantes a uma destas;
11
(mas
ele mesmo não fez nenhuma destas coisas;)
se
também
comeu sobre os montes
e
aviltou
a esposa de seu companheiro;
12se
maltratou
o atribulado e pobre;
se
arrebatou
coisas em roubo,
não
restituindo
a coisa tomada em penhor;
e
se
elevou
seus olhos para os ídolos sórdidos, fez uma coisa
detestável.
13
Deu
em
troca de usura
e
cobrou
juros, e ele positivamente não continuará a viver. Fez
todas estas COISAS DETESTÁVEIS.
Positivamente
será morto

.
Sobre ele é que virá a haver seu próprio sangue.

 

Podemos
notar que
Jeová
fala
do iníquo
fazer
e não
fazer
certas
coisas ou “
produzir
certos frutos e “não
produzir
certos
frutos. O iníquo é aquele
QUE
FEZ
“coisas
detestáveis”.
INÍQUO
é aquele que FEZ qualquer uma de todas as coisas que Jeová
afirmou ser uma “coisa detestável”, mesmo que seja
uma única.
O
iníquo produz “frutos detestáveis”. Para ser
um iníquo, basta ao humano descumprir um único dos
requisitos exigidos para ele ser um justo.

Se
aquele que era justo produziu uma mentira, o que ele passou a ser??

Passou
a ser um iníquo……

Não
foi este o caso daquele anjo??

Mas
ele não tinha matado ninguém, não tinha roubado
ninguém, não tinha estuprado ninguém….

“Justo”
cumpre todos
os requisitos. “Iníquo”
descumpre
apenas um único
dos requisitos. Justo é aquele que acerta tudo. Iníquo
é aquele que comete um único erro, qualquer erro.
JUSTO
é aquele que NÃO FEZ nenhuma única de todas as
coisas que Jeová afirmou ser uma “coisa detestável”.

Notamos
também que o justo não pode produzir
nenhum
dos frutos produzidos pelo iníquo.
Os frutos do justo são
opostos
aos frutos do iníquo. Aquilo
que o iníquo faz, que o identifica como iníquo, o justo
tem de fazer exatamente o inverso. Assim nos explicou Jesus quanto a
impossibilidade de um justo produzir frutos iníquos:

 

(Mateus
12:35) 35 O homem bom, do seu bom tesouro, envia
coisas boas, ao passo que o homem iníquo, do seu tesouro
iníquo, envia coisas iníquas.

 

Continuou
Jesus a nos explicar a “impossibilidade” de um justo
produzir frutos iníquos:

 

(Mateus
15:18-20)
18
No
entanto, as coisas procedentes da boca
saem
do coração
,
e estas coisas aviltam o homem.
19
Por
exemplo,
do
coração
vêm
raciocínios iníquos, assassínios, adultérios,
fornicações, ladroagens, falsos testemunhos,
blasfêmias.
20
Estas
são as coisas que aviltam o homem; mas tomar uma refeição
sem lavar as mãos não é o que avilta o homem.”
(Marcos 7:20-23)
20
Outrossim,
ele disse: “O que sai do homem é o que avilta o homem;
21
pois,
de dentro,
dos
corações
dos
homens, saem raciocínios prejudiciais: fornicações,
ladroagens, assassínios,
22
adultérios,
cobiças, atos de iniquidade, fraude, conduta desenfreada e um
olho invejoso, blasfêmia, soberba, irracionalidade.
23 Todas
estas COISAS INÍQUAS
saem
de dentro
e
aviltam o homem.”

 

Esta
impossibilidade não é na esfera de não conseguir
fazer (estar impossibilitado de fazer), pois, o humano nunca perderá
o seu livre-arbítrio, podendo tomar uma decisão entre
fazer a justiça ou fazer a injustiça…

 

Continuou
Jesus, destacando que o interior dos homens é comparado a uma
árvore que produz frutos segundo a sua exclusiva espécie:

 

(Mateus
7:15-20)
15
“Vigiai-vos
dos falsos profetas que se chegam a vós em pele de ovelha, mas
que por dentro são lobos vorazes.
16
Pelos
seus frutos os reconhecereis. Será que se colhem uvas dos
espinhos ou figos dos abrolhos?
17 Do
mesmo modo, toda árvore
boa
produz
fruto
excelente,
mas toda árvore
podre
produz
fruto
imprestável;
18 A
ÁRVORE BOA NÃO PODE DAR FRUTO IMPRESTÁVEL, nem
pode a árvore podre produzir fruto excelente.

19 Toda
árvore que não produz fruto excelente é cortada
e lançada no fogo.
20 Realmente,
pois,
pelos
seus frutos
reconhecereis
estes [homens].

 

O
CORAÇÃO SE TORNA INÍQUO
ANTES
DO
PECADO SER COMETIDO.

 

Jesus
nos mostra que o fruto produzido, o pecado produzido, é a
consequência de um coração iníquo, coração
este que envia para fora o seu fruto.

Certamente,
quando
este coração estiver
bom, um coração justo, enviará para fora apenas
coisas boas. Ele, o coração justo, só tem coisas
boas para lançar de si. No entanto, o coração
iníquo
também
pode produzir coisas boas. Note as
palavras de Jesus:

 

(Mateus
7:9-11)
9 Deveras,
qual é o homem entre vós, cujo filho lhe peça
pão — será que lhe entregará uma pedra?
10 Ou
talvez lhe peça um peixe — será que lhe entregará
uma serpente?
11 Portanto,
se
VÓS,
embora
INÍQUOS
,
sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais o vosso
Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que
lhe pedirem! (Mateus 5:46-47)
46 Pois,
se amardes aos que vos amam, que recompensa tendes?
Não
fazem também a mesma coisa

os
cobradores de impostos?
47 E,
se cumprimentardes somente os vossos irmãos, que fazeis de
extraordinário?
Não
fazem também a mesma coisa

as
pessoas das nações? (Mateus 5:20)
20 Pois
eu vos digo que, se a vossa
justiça
não
abundar
MAIS
DO QUE
a
dos escribas e fariseus

,
de modo algum entrareis no reino dos céus.

 

Jesus
deixou bem claro que os iníquos produzem
certa
medida de justiça
,
no entanto, o justo é aquele que produz
EXCLUSIVAMENTE
o juízo e a justiça.
Jesus nos mostrou o alvo a ser alcançado. Assim disse Jesus:

(Mateus
5:48)
48 Concordemente,
tendes de ser perfeitos,
ASSIM
COMO
o
vosso Pai
celestial
é perfeito
.

 

Se
justo é aquele que produz
EXCLUSIVAMENTE
juízo e justiça, que
humano revelou ser justo? Jesus foi o
ÚNICO
humano que se revelou “justo”.

Os
humanos antes de Jesus não tinham ideia de como seria uma
pessoa justa e por isso tinham alguns ícones de homens justos,
pessoas que eles julgavam como justos. Entretanto, depois de
observarem Jesus puderam ver um homem justo em ação. As
palavras e as ações de um homem justo estão
isentas
de pecado, assim como as ações
de Jeová estão
isentas
de pecado.

Querer
ser um matemático, um médico ou um cientista, é
excelente, mas não é só uma questão de
querer. Querer ser justo é excelente, entretanto é
necessário muito mais do que isso.

 Ser
justo significa não praticar
nenhuma
iniquidade, não se manchar
com qualquer tipo de pecado.

Ser
justo significa ser um
somatório
de coisas. Exemplificando, significa
ser o somatório de todas as letras “A” a “Z”
do nosso alfabeto. Ser justo é alcançar a condição
única de
A+B+C+D+E+F+G+H+I+J+K+L+M+N+O+P+Q+R+S+T+U+V+W+X+Y+Z
=
Justo. Ele continuará a ser
justo enquanto permanecer nesta condição. Ele precisa
manter esta condição todo o tempo. Enquanto a condição
de ser
justo
é uma COMPOSIÇÃO
ÚNICA
, uma
combinação única, ou seja, quando estiverem
presentes
“todas”
as letras, a condição
de ser
iníquo
corresponde a toda e qualquer
outra combinação
restante
que não seja a de justo. Enquanto existem milhões de
opções ou combinações para ser um iníquo,

existe uma ÚNICA condição, combinação
ou opção para ser justo
.
Justo é aquele que
pratica “todas” as ações de justiça
ao
mesmo tempo e mais do que isso, durante todo o tempo
.

O
próprio Jesus afirmou que NÃO VEIO CHAMAR os “justos”.
Seria
muito estranho
Jesus não procurar os justos
para serem seus discípulos, não seria? Entretanto,
vejam as palavras de Jesus:

 

(Mateus
9:9-13)
9 A
seguir, passando dali para diante, Jesus avistou um homem chamado
Mateus, sentado na coletoria, e disse-lhe: “

meu seguidor
.”
Em conseqüência disso, este se levantou e o seguiu.
10 Mais
tarde, enquanto estava recostado à mesa, na casa, eis que
vieram muitos cobradores de impostos e pecadores, e começaram
a recostar-se com Jesus e seus discípulos.
11 Vendo
isso, porém, os fariseus começaram a dizer aos
discípulos dele: “Por que é que o vosso instrutor
come com os cobradores de impostos e os pecadores?”
12 Ouvindo-os,
ele disse: “As pessoas com saúde não precisam de
médico, mas sim os enfermos.
13 Ide,
pois, e aprendei o que significa: ‘Misericórdia quero, e
não sacrifício.’
Pois
eu não vim chamar os que são justos
,
mas pecadores.”

 

Eu vim
chamar os “pecadores”, vim chamar aqueles “que
pecam”, a alma “que pecar”, aquele que comete
“iniquidade”, aquele que comete “transgressões”,
aquele que comete “injustiça”, aquele que pratica
uma “coisa detestável”, vim chamar os “doentes”,
vim chamar aqueles que “precisam de médico”, vim
chamar aqueles que “precisam se arrepender”, vim chamar
os iníquos.

Afinal,
porque Jesus não veio chamar os justos? O justo não
precisa de médico; o justo já “continua a viver”.
Justo é aquele que não transgride a lei.



 

Consegue
o iníquo transformar-se em justo com suas próprias
forças, através de seus esforços? Notemos as
palavras de Jesus:
(Mateus
19:25-26)
25 Quando
os discípulos ouviram isso, expressaram grande surpresa,
dizendo: “Quem, realmente, pode ser salvo?”
26 Encarando-os,
Jesus disse-lhes: “
Aos
homens isto é impossível
,
mas a Deus todas as coisas são possíveis.”

Aos
homens é impossível deixar de ser iníquo e
continuar a viver. No entanto, se o humano receber duas coisas do
Pai, ele conseguirá..

Agora
que sabemos que somos iníquos, como continuaremos a viver?
Esta pergunta foi feita pelos judeus “remanescentes” já
exilados em Babilônia, por volta de 607 AEC e assim respondida
por Jeová:

(Ezequiel
33:10-11)
10 “E
no que se refere a ti, ó filho do homem, dize
à
casa de Israel
:
‘Assim é que dissestes: “Visto que as nossas
revoltas e os nossos pecados estão sobre nós e estamos
apodrecendo neles, então,
como
é que continuaremos a viver?
”’
11 Dize-lhes:
‘“Assim como vivo”, é a pronunciação
do Soberano Senhor Jeová,
não
me agrado na morte do iníquo
,
mas em que o iníquo recue do seu caminho e realmente continue
vivendo. Recuai, recuai dos vossos maus caminhos, pois, por que
devíeis morrer,
ó
casa de Israel
?”’

 


 

A
resposta de Jeová é bem clara. Ele diz: “não
me agrado na morte do iníquo”, antes meu agrado é
em que o iníquo recue do seu caminho e passe a ser justo.
Recuai dos vossos maus caminhos, ó iníqua casa de
Israel.
Toda
a casa de Israel era iníqua?? Sim, foi exatamente isto o que
Jeová afirmou.
O
Criador respeitando o livre arbítrio, fica feliz em criar
condições para que o iníquo se transforme em
justo e continue vivendo. Só Jeová pode tornar isto
possível.

Caso
Jeová escolhesse você, um judeu, para levar esta
mensagem, este recado, diria para você mesmo: meus irmãos,
a casa de Israel é iníqua, mas eu sou a exceção???
Afinal, não fui escolhido por Jeová, um Deus Santo???
Se fui escolhido é porque não sou igual aos demais a
quem a mensagem é dirigida?? Jeová falou as seguintes
palavras a seu porta-voz:

(Ezequiel
2:8)
8
E
tu
,
ó filho do homem,
OUVE
o que te falo
.
Não te tornes rebelde igual à casa rebelde. Abre a tua
boca e come o que te dou.”

 

Aceite
estas palavras para você, deixe-as penetrar em você. Eles
são rebeldes exatamente por não me ouvirem; não
te tornes igual a eles. Primeiro, sinta no teu íntimo as
minhas palavras.

Que
duas coisas o humano recebe do Pai para conseguir ser um humano
justo??

Ele
recebe o perdão do Pai e recebe a informação do
Pai……

 

Apesar
desta atitude abnegada e amorosa
da
parte de Jeová
,
por amar o humano na sua condição iníqua, muitos
humanos têm
minimizado
o ato do Criador. Fazem isso por se
considerarem justos e admitem para si mesmos que recebem
merecidamente
bençãos da parte do
Criador, exatamente por boas ações praticadas,
exatamente por terem um coração justo, um coração
bom. Muitos humanos não se consideram iníquos. Muitos
humanos consideram-se melhores que os demais humanos ao dizerem:
“Obrigado
Jeová
por
eu não ser igual
ao
resto dos homens”. Não sou adúltero, idólatra,
apóstata, falso profeta, mentiroso, além de ser
praticante de muitas boas obras.
Não
mereço a mesma sorte deles. Meu Pai, veja o meu bom
currículo!!

Para
Jeová, o Pai de todos, pensar assim, se sentir assim e falar
assim é um pecado, um sério pecado. É o pecado
da soberba.


Analisemos
agora a opinião humana quanto a quem é iníquo.

É
a QUANTIDADE de pecados ou o

TIPO
de
pecado que identifica um iníquo?

Uma
análise do conceito humano quanto a quem é o iníquo
revela estar discordando do conceito do Criador a respeito de quem é
o iníquo. Este é um assunto muito importante. Senão
vejamos:

Faria
o Santo Criador qualquer tipo de bem para um iníquo, ou mesmo
para o filho de um iníquo? Teria e faria questão de
manter o Santo Criador qualquer tipo de relacionamento com um iníquo?
O Santo Criador chegaria ao ponto de abençoar um iníquo?
Ouviria e responderia o Santo Criador a oração de um
iníquo? Chegaria o Santo Criador a amar um iníquo?

Analisemos
os fatos do passado e deixemos que eles por si mesmos respondam.

De
acordo com a narrativa, para Jó e seus três
companheiros, cada ato acontecido ao homem seria uma ação
direta de Deus.

Toda
a bênção e toda a maldição no
caminho do homem é proveniente de Deus, como direta
retribuição divina”; “a prosperidade
material e o bem estar físico são sinônimos da
bênção de Deus para aquele que age com justiça.
Já o oposto disso, a maldição, é para o
iníquo, pois Deus jamais faria qualquer coisa boa para iníquos
e nem mesmo para os filhos de iníquos”; “só
os humanos que caminham na justiça têm o direito receber
bênçãos; além disso, Deus não ouve
o clamor dos apóstatas, quando estes estão em apuros ou
principalmente depois que Ele decide puni-los.

Bildade,
companheiro de Jó, assim afirmou:

(Jó
8:1-6)
8
E Bildade, o suíta, passou a responder e a dizer: 2 “Até
quando enunciarás estas coisas, Visto que as declarações
da tua boca são apenas um forte vento? 3 Perverteria o próprio
Deus o juízo, Ou perverteria o próprio Todo-poderoso a
justiça? 4 Se os teus próprios filhos pecaram contra
ele, De modo que ele os deixa cair na mão da sua revolta, 5 Se
tu mesmo estivesses à procura de Deus E do Todo-poderoso
implorasses favor, 6

Se
fosses puro e reto, Ele já teria agora despertado para ti

E
certamente te restauraria teu justo lugar de permanência.


(Jó
8:20-22)
20
Eis
que o próprio Deus não rejeitará o inculpe, Nem
agarrará a mão de malfeitores

,
21 Até encher tua boca de riso E teus lábios de gritos
de alegria. 22 Os mesmos que te odeiam serão revestidos de
vergonha, E a tenda dos iníquos não existirá.”

(Jó
18:6-21)
6
A própria luz se há de escurecer na sua tenda, E nela a
sua própria lâmpada se apagará. 7 Seus passos de
vigor ficarão tolhidos. Até mesmo seu conselho o
lançará fora. 8 Pois, deveras se deixará que
entre com os pés numa rede de caça, E ele pisará
numa rede. 9 Uma armadilha [o] segurará pelo calcanhar; Uma
esparrela o detém. 10 Uma corda para ele está encoberta
na terra, E uma laçada para ele na [sua] senda. 11 Em todo o
redor, terrores repentinos certamente o assustarão E deveras
lhe acossarão os pés. 12 Seu vigor fica faminto, E o
desastre está pronto para fazê-lo mancar. 13 Comerá
os pedaços da sua pele; O primogênito da morte comerá
os seus membros. 14 Sua confiança será arrancada da sua
própria tenda E o fará marchar até o rei dos
terrores. 15 Na sua tenda residirá algo que não é
seu; Espalhar-se-á enxofre sobre o seu próprio lugar de
permanência. 16 Embaixo se secarão as suas próprias
raízes, E em cima, seu ramo murchará. 17 A própria
menção dele há de perecer da terra, E ele não
terá nome lá fora na rua. 18 Empurrá-lo-ão
da luz para a escuridão, E afugentá-lo-ão do
solo produtivo. 19 Não terá progênie nem
posteridade entre o seu povo, E não haverá sobrevivente
no seu lugar de residência como forasteiro. 20 O povo no
Ocidente deveras olhará assombrado para o seu dia, E
certamente se apoderará um arrepio até mesmo do povo no
Oriente. 21 Somente estes são os tabernáculos dum
contraventor,
E
este é o lugar de alguém que não conhece a
Deus.”

Elifaz,
companheiro de Jó, assim afirmou:

(Jó
15:20-22)
20
Todos
os seus dias é atormentado o iníquo
,
Sim, o mesmo número de anos que foram reservados para o
tirano. 21 O som de coisas pavorosas está nos seus ouvidos;
Durante a paz virá sobre ele o próprio assolador. 22
Não acredita que retornará da escuridão,
E
está reservado à espada.


(Jó
15:28-32)
28
Apenas reside em cidades que vão ser eliminadas; Em casas em
que as pessoas não ficarão morando, Que certamente
mostrarão ser destinadas a ficar montões de pedras. 29
Não enriquecerá, nem se acumulará a sua riqueza,
Nem estenderá sua adquisição sobre a terra. 30
Não se desviará da escuridão;
Uma
chama ressecará seu rebento

,
E ele será desviado por um sopro de Sua boca. 31 Não
deposite ele fé na futilidade, sendo levado a andar perdido,
Pois o que recebe em troca mostrará ser mera futilidade; 32
Cumprir-se-á antes do seu dia. E o próprio rebento dele
não crescerá frondosamente.

(Jó
22:1) 22
E
Elifaz, o temanita, passou a responder e a dizer:

(Jó
22:21-23)
21
Por favor, familiariza-te com ele e mantém a paz; Assim virão
a ti coisas boas. 22 Por favor, toma a lei procedente da sua própria
boca, E põe as suas declarações no teu coração.
23 Se retornares ao Todo-poderoso, serás edificado; [Se]
mantiveres a injustiça longe da tua tenda,

Zofar,
companheiro de Jó, assim afirmou:

(
20:14-29)
14
Seu próprio alimento se transformará nos seus próprios
intestinos; Será dentro dele o fel de najas. 15 Engoliu
riqueza, mas ele a vomitará; Deus a desalojará do
próprio ventre dele. 16 Sugará o veneno das najas; A
língua duma víbora o matará. 17 Nunca verá
os cursos de água, Os rios torrenciais de mel e manteiga. 18
Restituirá a [sua] propriedade adquirida e não [a]
engolirá; Como a riqueza proveniente do seu intercâmbio,
mas com a qual não se regalará. 19 Pois tem esmagado,
tem abandonado os de condição humilde; Tem arrebatado a
própria casa que não passara a construir. 20 Porque
certamente não conhecerá tranqüilidade no seu
ventre; Não escapará por meio das suas coisas
desejáveis. 21 Não lhe sobra nada para devorar; Por
isso é que não perdurará seu bem-estar. 22
Enquanto a sua fartura está no auge, sentir-se-á
aflito; Todo o poder do próprio infortúnio virá
contra ele. 23 Ocorra então que, para encher-lhe o ventre,
Envie sua ira ardente sobre ele E [a] faça chover sobre ele,
para dentro das suas vísceras. 24 Fugirá do armamento
de ferro; Um arco de cobre o retalhará. 25 Uma arma de
arremesso até mesmo lhe sairá pelas costas, E uma arma
lampejante, pelo fel; Objetos aterradores irão contra ele. 26
Toda a escuridão será reservada para as suas coisas
entesouradas; Será consumido por um fogo que ninguém
abanou; Irá mal ao sobrevivente na sua tenda. 27 O céu
revelará o seu erro E a terra estará em revolta contra
ele. 28 Um forte aguaceiro levará a sua casa de roldão;
Derramar-se-ão coisas no dia da sua ira. 29
Este
é o quinhão do homem iníquo, DA PARTE DE DEUS,
Sim, a sua herança declarada DA PARTE DE DEUS.


replica
que
embora não seja iníquo, está sofrendo os males
que são destinados por Deus aos iníquos e aos filhos
destes. Afirma também que Deus não ouve a súplica
do apóstata no momento de aflição deste.

(

21:7-12)
7
Por que é que os próprios iníquos continuam
vivendo, Têm envelhecido, também se tornaram superiores
em riqueza? 8 Sua descendência está firmemente
estabelecida com eles à sua vista, E seus descendentes, diante
dos seus olhos. 9 Suas casas são a própria paz, livres
de pavor, E a vara de Deus não está sobre eles. 10 Seu
próprio touro realmente fecunda e não desperdiça
sêmen; Sua vaca tem cria e não sofre aborto. 11
Continuam enviando seus garotos iguais a um rebanho, E seus próprios
meninos estão saltitando. 12 Continuam a elevar [a sua voz]
com o pandeiro e a harpa, E prosseguem alegrando-se ao som do pífaro.

(Jó
21:17-24)
17
Quantas vezes se apaga a lâmpada dos iníquos, E [quantas
vezes] vem sobre eles o seu desastre? Na sua ira, [quantas vezes]
reparte ele a destruição? 18 Ficam eles como palha
diante do vento, E como a pragana furtada pelo tufão? 19
O
PRÓPRIO DEUS guardará o prejudicial [do homem] para os
próprios filhos dele; Recompensá-lo-á para que
saiba [isso].

20
Seus olhos verão a sua decadência, E beberá do
furor do Todo-poderoso. 21 Pois, qual será seu agrado na sua
casa depois dele, Quando o número dos seus meses será
realmente cortado em dois? 22 Ensinará ele conhecimento até
mesmo a Deus, Quando é Este quem julga os elevados? 23 Ele
mesmo morrerá durante a sua plena auto-suficiência,
Quando estiver inteiramente despreocupado e tranqüilo; 24
[Quando] as suas próprias coxas tiverem ficado cheias de
gordura, E o próprio tutano dos seus ossos for mantido úmido.

(Jó
27:13-23)
13
Este
é o quinhão do homem iníquo, DA PARTE DE DEUS;

E
a herança dos tiranos, eles
RECEBERÃO
DO PRÓPRIO

Todo-poderoso.
14
Se
os seus filhos se tornarem muitos, será para a espada;

E
seus próprios descendentes não terão bastante
alimento. 15 Seus próprios sobreviventes serão
enterrados durante uma praga mortífera, E as próprias
viúvas deles não chorarão. 16 Se ele amontoasse
prata como o próprio pó E preparasse vestuário
como se fosse barro, 17 Ele prepararia, mas o justo seria quem se
vestiria, E o inocente partilharia na prata. 18 Construiu a sua casa
como alguma traça, E como a guarita construída pela
sentinela. 19 Deitar-se-á rico, mas nada será ajuntado;
Abre os olhos, mas não há nada. 20 Quais águas o
alcançarão terrores repentinos; Durante a noite o
furtará um tufão. 21 Um vento oriental carregará
com ele e ele se irá, E de roldão o levará do
seu lugar. 22 E lançar-se-á sobre ele e não terá
compaixão; E ele, sem falta, tentará fugir do seu
poder. 23 Bater-se-ão palmas contra ele E assobiar-se-á
contra ele do seu lugar.

(Jó
27:8-10)
8
Pois qual é a esperança dum
apóstata
caso
ele der cabo [dele], Caso Deus lhe tire a sua alma? 9

Ouvirá
Deus seu clamor Caso venha sobre ele a aflição?

10
Ou deleitar-se-á no Todo-poderoso? Clamará a Deus todo
o tempo?


Jeová
falou: Dez homens justos salvariam o lugar inteiro

(Gênesis
18:22-26,32)
22
Neste ponto, os homens viraram-se ali e seguiram caminho para Sodoma;
mas, quanto a Jeová, ainda estava parado diante de Abraão.
23 Abraão aproximou-se então e começou a dizer:
“Arrasarás realmente o justo junto com o iníquo?
24 Suponhamos que haja cinqüenta homens justos no meio da
cidade. Arrasá-los-ás então e não
perdoarás ao lugar por causa dos cinqüenta justos que há
nele? 25 É inconcebível a teu respeito que atues desta
maneira para entregar à morte o justo junto com o iníquo,
de modo que se dê com o justo o que se dá com o iníquo!
É inconcebível a teu respeito. Não fará o
Juiz de toda a terra o que é direito?” 26 Jeová
disse então:
Se
eu achar em Sodoma cinqüenta

homens
justos no meio da cidade, hei de perdoar AO LUGAR INTEIRO por causa
deles..
.
. 32 Por fim disse: “Por favor, não se acenda a ira de
Jeová, mas fale eu só mais esta vez: Suponhamos que se
achem ali dez.” Ele, por sua vez, disse:
Não
a arruinarei por causa dos dez

.”

Jeová
falou: Apenas um homem JUSTO salvaria Jerusalém de ser
arruinada em 607 AEC. Como Jeová não é
mentiroso, não havia nem um único homem justo.

(Jeremias
4:31-5:2)
31
Pois ouvi uma voz como a duma mulher doente, aflição
como a duma mulher dando à luz seu primeiro filho, a voz da
filha de Sião, que faz esforços para respirar. Ela está
estendendo as palmas das suas mãos: “Ai de mim, pois,
porque a minha alma está cansada dos matadores!” 5
Percorrei as ruas de Jerusalém e vede, pois, e sabei e
procurai vós mesmos nas suas praças públicas se
podeis achar
UM
HOMEM,
se
existe alguém que pratique a justiça, alguém que
procure a fidelidade,
e
eu perdoarei a ela

.
2 Mesmo que dissessem: “Por Jeová que vive!”
estariam com isso jurando pura falsidade.

(Ezequiel
22:30-31)
30
“‘E eu estava procurando
UM
HOMEM
dentre
eles que reparasse o muro de pedras e que se pusesse de pé na
brecha perante mim, a favor da terra, para que [eu] não a
arruinasse;
e
não achei NENHUM
.
31 Por isso derramarei sobre eles a minha verberação.
Vou exterminá-los com o fogo da minha fúria. Vou trazer
seu procedimento sobre a própria cabeça deles’, é
a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.”

Quem
poderia reparar a brecha? Jeová respondeu.

(Isaías
58:5-12)
5
Acaso deve o jejum que eu escolho tornar-se assim, como um dia em que
o homem terreno atribula a sua alma? Para encurvar a sua cabeça
como o junco e para que estenda apenas serapilheira e cinzas como o
seu leito? É isto o que chamais de jejum e de dia aceitável
para Jeová? 6 “Não é este o jejum que
escolhi? Soltar os grilhões da iniquidade, desatar as brochas
da canga e deixar ir livres os esmagados, e que rompais toda canga? 7
Não é partilhares o teu pão ao faminto e
introduzires na [tua] casa pessoas atribuladas, sem lar? Que, caso
vejas alguém nu, tu o tenhas de cobrir, e que não te
ocultes da tua própria carne? 8 “Neste caso romperia a
tua luz como a alva; e rapidamente surgiria para ti o
restabelecimento. E certamente andaria diante de ti a tua justiça;
a própria glória de Jeová seria a tua
retaguarda. 9 Neste caso chamarias e o próprio Jeová te
responderia; clamarias por ajuda e ele diria: ‘Eis-me aqui!’
Se
removeres do teu meio a canga, o apontar com o dedo e falar o que é
prejudicial, 10 e concederes ao faminto o teu próprio [desejo
da] alma e fartares a alma atribulada,

então
certamente raiará a tua luz mesmo na escuridão e as
tuas trevas serão como o meio-dia. 11 E Jeová
forçosamente te guiará constantemente e fartará
a tua alma mesmo numa terra abrasada e revigorará os próprios
ossos teus; e terás de tornar-te igual a um jardim bem regado
e como nascente de água, cujas águas não mentem.
12 E às tuas instâncias, homens certamente edificarão
os lugares há muito devastados; erigirás até
mesmo os alicerces de gerações contínuas. E
serás
realmente chamado consertador da brecha, restaurador de sendas

junto
às quais [se pode] morar.

Jeová
falou:

Nem
mesmo as presenças de Noé, Jó ou Daniel
impediria a destruição de Jerusalém; Até
mesmo estes também iriam para o exílio como punição.
Não eram 3 homens justos?
Do
ponto de vista de Jeová, estes três homens não
eram “justos”.

Entretanto,
PRATICAVAM CERTA MEDIDA DE JUSTIÇA e sua justiça só
era suficiente apenas para salvar suas vidas. Por suas iniquidades,
também iriam para o exílio. O exílio era uma
PUNIÇÃO para quem cometesse as iniquidades
previstas.

No
mesmo caso se encontravam Jeremias, seu ajudante Baruque, o próprio
Ezequiel e seu companheiro de exílio Daniel.


(Ezequiel
14:12-23)
12
E a palavra de Jeová continuou a vir a mim, dizendo: 13 “Filho
do homem, quanto a uma terra, caso cometa pecado contra mim, agindo
de modo infiel, então vou estender a minha mão contra
ela e vou quebrar-lhe os varais em que se penduram os pães de
forma anular, e vou enviar sobre ela a fome e decepar dela o homem
terreno e o animal doméstico.” 14 “‘E se
tivessem vindo a estar no meio dela estes três homens:
Noé,
Daniel e Jó
,
eles
mesmos, POR CAUSA DA SUA JUSTIÇA, é que
LIVRARIAM
A SUA ALMA’

,
é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.”
15 “‘Ou, se eu fizesse passar pela terra feras nocivas e
estas realmente a privassem de filhos, e ela realmente se tornasse um
baldio desolado, sem que alguém passasse por ela, por causa
das feras, 16 se
estes
três homens

estivessem
no meio dela, assim como vivo’, é a pronunciação
do Soberano Senhor Jeová, ‘

não
livrariam nem a filhos nem a filhas;

eles,
somente eles é que seriam livrados
E
A PRÓPRIA TERRA SE TORNARIA UM BALDIO DESOLADO’

.”
17 “‘Ou, se eu trouxesse uma espada sobre aquela terra e
eu realmente dissesse: “Passe uma espada pela terra”, e
se eu realmente decepasse dela o homem terreno e o animal doméstico,
18 mesmo que estivessem no meio dela
estes
três homens

,
assim como vivo’, é a pronunciação do
Soberano Senhor Jeová, ‘
não
livrariam nem a filhos nem a filhas

,
mas eles, somente eles seriam livrados’.” 19 “‘Ou,
se eu enviasse uma peste sobre aquela terra e realmente derramasse
sobre ela meu furor com sangue, para decepar dela o homem terreno e o
animal doméstico, 20 mesmo que estivessem no meio dela
Noé,
Daniel e Jó

,
assim como vivo’, é a pronunciação do
Soberano Senhor Jeová, ‘
não
livrariam nem a filhos nem a filhas

;
eles mesmos é que livrariam a sua alma por causa da sua
justiça’.” 21 “Pois assim disse o Soberano
Senhor Jeová: ‘Assim [será] também quando
houver os meus quatro atos prejudiciais de julgamento — a
espada, e a fome, e a fera nociva, e a peste — que eu realmente
enviarei sobre Jerusalém, a fim de decepar dela o homem
terreno e o animal doméstico. 22 Mas, eis que certamente
se
deixará sobrar nela um grupo

dos
que escapam,
os
que serão levados para fora.

Aqui
estão os filhos e as filhas

!
Estão
saindo até a vós, e vós tereis de ver seu
caminho e suas ações. E certamente sereis consolados
pela calamidade que terei trazido sobre Jerusalém, sim, por
tudo o que eu tiver trazido sobre ela.’” 23 “‘E
eles certamente vos consolarão ao virdes seu caminho e suas
ações; e tereis de saber que
não
é sem causa

que
terei feito tudo
o
que terei de fazer

contra
ela’, é a pronunciação do Soberano Senhor
Jeová.”


“Todos
são iníquos”, reconheceu um dos salmistas.

(Salmos
14:1-3)
14
O insensato disse no seu coração: “Não há
Jeová.” Agiram ruinosamente, agiram de modo detestável
na [sua] ação. Não há quem faça o
bem. 2 Quanto a Jeová, olhou para baixo sobre os filhos dos
homens, desde o próprio céu, Para ver se havia alguém
com perspicácia, alguém que buscasse a Jeová. 3
Todos se desviaram, [todos] são igualmente corruptos; Não
há quem faça o bem,
Nem
sequer um
.

(Salmos
53:1-3)
53
O insensato disse no seu coração: “Não há
Jeová.” Agiram ruinosamente e agiram de modo detestável
em injustiça; Não há quem faça o bem. 2
Quanto a Deus, olhou para baixo sobre os filhos dos homens desde o
próprio céu, Para ver se havia alguém com
perspicácia, alguém que buscasse a Jeová. 3
Todos retrocederam, [todos] são igualmente corruptos; Não
há quem faça o bem,
Nem
sequer um
.

Jeová
falou: “Meu povo escolhido” FOI MAIS INÍQUO DO QUE
os demais povos ao redor –

(Ezequiel
5:5-6)
5
“Assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Esta é
Jerusalém. Coloquei-a no meio das nações, com
terras ao seu redor. 6 E ela passou a comportar-se rebeldemente
contra as minhas decisões judiciais,
em
iniquidade

MAIOR
DO QUE
as
nações

,
e contra os meus estatutos,
MAIS
DO QUE
as
terras ao seu redor, pois rejeitaram as minhas decisões
judiciais, e quanto aos meus estatutos, não andaram neles.’

Jeová
falou: “Meu povo escolhido e ensinado FOI O MAIS TUMULTUOSOS
entre os povos” –

no lugar de
obedecerem a lei de Deus, obedeciam as leis das nações
em volta, logo, embora fossem praticantes das leis das nações,
tornaram-se TRANSGRESSORES
da
lei de Deus.

(Ezequiel
5:7-9)
7 “Portanto,
assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Visto que
FOSTES
MAIS TUMULTUOSOS DO QUE

as
nações ao vosso redor,
NÃO
ANDASTES NOS MEUS ESTATUTOS E NÃO EXECUTASTES AS MINHAS
DECISÕES JUDICIAIS

mas,
porventura não agistes

segundo
as decisões judiciais das nações ao vosso redor?
8 portanto,
assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Eis que sou contra
ti, [ó cidade,] sim, eu, e vou executar no teu meio decisões
judiciais aos olhos das nações.
9 E
vou fazer em ti o que não fiz e como não mais farei,
por causa de todas as tuas coisas detestáveis.

 

 

Jeová
falou: A tribo remanescente de Judá (Jerusalém) foi
mais iníqua que Efraim (reino das 10 tribos – Samaria)

(Ezequiel
23:1-4)
23
E passou a vir a haver para mim a palavra de Jeová, dizendo: 2
“Filho do homem, veio a haver duas mulheres, filhas de uma só
mãe. 3 E elas começaram a prostituir-se no Egito.
Cometeram prostituição na sua mocidade. Apertaram-lhes
ali os peitos e ali lhes premeram os seios da sua virgindade. 4 E
seus nomes eram Oolá, a mais velha, e Oolibá, sua irmã,
e elas vieram a ser minhas e começaram a dar à luz
filhos e filhas. E, no que se refere aos seus nomes,
Oolá
é Samaria e Oolibá é Jerusalém

.
(Ezequiel
23:5-7)
5
“E Oolá começou a prostituir-se enquanto estava
sujeita a mim, e ela continuou a apaixonar-se dos que a amavam
apaixonadamente, dos assírios, que estavam perto, 6
governadores vestidos de pano azul e delegados governantes —
todos eles jovens desejáveis, cavaleiros montados em cavalos.
7 E ela continuou a conceder-lhes as suas prostituições,
todos eles sendo os filhos mais seletos da Assíria; e com
todos os de quem se apaixonava — com os seus ídolos
sórdidos — ela se aviltava.

(Ezequiel
23:11)
11
“Quando a sua irmã
Oolibá
chegou
a ver [isso], então
fez
uso da sua paixão de modo ainda MAIS RUINOSO DO QUE ELA

e
fez maior a sua prostituição do que a fornicação
de sua irmã.

Jeová
falou: A tribo de Judá (Jerusalém), “a
remanescente”, foi mais iníqua que Sodoma

(Ezequiel
16:46-48)
46
“‘E tua irmã mais velha é a própria
Samaria com as suas aldeias dependentes, que mora à tua
esquerda, e tua irmã mais moça do que tu, que mora à
tua direita, é Sodoma com as suas aldeias dependentes. 47 E
não andaste nos seus caminhos, nem fizeste segundo as suas
coisas detestáveis. Em pouco tempo
COMEÇASTE
A AGIR AINDA MAIS

RUINOSAMENTE
DO QUE ELAS
,
EM
TODOS OS TEUS CAMINHOS

.
48 Assim como vivo’, é a pronunciação do
Soberano Senhor Jeová, ‘Sodoma, tua irmã, ela com
as suas aldeias dependentes, não fez segundo o que tu fizeste,
tu e as tuas aldeias dependentes.

(Ezequiel
16:51-52)

51
“‘E quanto a Samaria, ela não cometeu nem a metade
dos teus pecados, mas
TU
CONTINUASTE A FAZER ABUNDAR AS TUAS COISAS DETESTÁVEIS MAIS DO
QUE ELAS
,
de modo que fizeste as tuas irmãs parecer justas por causa de
todas as tuas coisas detestáveis que praticaste. 52 Também
tu, carrega a tua humilhação ao teres de argumentar a
favor de tuas irmãs. Em vista dos teus pecados, nos quais
agiste de modo mais detestável do que elas [agiram],
ELAS
SÃO MAIS JUSTAS DO QUE TU
.
E também tu, envergonha-te e carrega a tua humilhação
por fazeres as tuas irmãs parecer justas.’

Sendo
Jeová aquela pessoa definida por Jó e seus amigos, será
que o Pai se relacionaria amistosamente com um povo iníquo??

Segundo
aqueles homens, Jeová sentia inimizade pelos iníquos e
amizade pelos justos, dando bênçãos aos justos e
maldições aos iníquos e seus filhos…

Jeová
falou para aqueles que mantinham um relacionamento “amistoso”
com Ele: Meu povo, “meu servo que escolhi”, é cego
e surdo; Isaías, meu mensageiro a quem envio, é surdo.

(Isaías
42:18-25)
18
Ouvi, ó surdos; e olhai para ver, ó cegos. 19 Quem é
cego, se não o meu servo, e quem é surdo como o meu
mensageiro
A
QUEM ENVIO?
Quem
é cego como o recompensado, ou cego como o servo de Jeová?

20
O caso era de se verem muitas coisas, mas não ficaste
vigiando. O caso era de se abrirem os ouvidos, mas não ficaste
escutando. 21 O próprio Jeová, por causa da sua
justiça, agradou-se de magnificar a lei e de fazê-la
majestosa. 22 Mas é um povo saqueado e rapinado, todos presos
em buracos, e eles foram mantidos escondidos nas casas de detenção.
Vieram a ficar para o saque, sem livrador, para a rapina, sem que
alguém dissesse: “Devolve!” 23 Quem dentre vós
dará ouvidos a isso? Quem prestará atenção
e escutará para tempos posteriores? 24 Quem entregou Jacó
como mera rapina e Israel aos saqueadores? Não foi Jeová,
Aquele contra quem pecamos, e em cujos caminhos não quiseram
andar e cuja lei não escutaram? 25 De modo que Ele continuou a
derramar sobre aquele o furor, sua ira e a força da guerra. E
isso o consumia em todo o redor, mas ele não fez caso; e
chamejava contra ele, mas não fixava nada no coração.

Alguns
iníquos


(Números
16:25-27)
25
Após isso, Moisés levantou-se e foi ter com Datã
e Abirão, e os anciãos de Israel foram com ele. 26
Falou então à assembléia, dizendo: “Retirai-vos,
por favor, de diante das tendas destes homens iníquos

e
não toqueis em nada do que lhes pertence, para que não
sejais arrasados em todo o seu pecado.” 27 Afastaram-se
imediatamente de diante do tabernáculo de Corá, Datã
e Abirão, por todos os lados, e saíram Datã e
Abirão, postando-se à entrada das suas tendas, junto
com suas esposas, e seus filhos, e seus pequeninos.

(Deuteronômio
25:1-3) 25
Caso
surja uma disputa entre homens, e tenham comparecido ao julgamento,
então eles têm de julgá-los, e ao justo têm
de declarar justo e ao iníquo têm de pronunciar iníquo

.
2 E tem de dar-se que, se o iníquo merece ser espancado, então
o juiz tem de fazer que seja deitado de bruços e que diante
dele se lhe dêem golpes correspondentes em número à
sua ação iníqua. 3 Pode golpeá-lo com
quarenta golpes. Não deve acrescentar mais, para que não
continue a espancá-lo com muitos golpes, além destes, e
teu irmão fique realmente degradado aos teus olhos.

(2
Reis 21:10-15)

10
E Jeová continuou a falar por meio dos seus servos, os
profetas, dizendo: 11 “Visto que Manassés, rei de Judá,
fez estas coisas detestáveis, ele agiu de modo
mais
iníquo
do
que todos
os
amorreus antes dele

,
e passou a fazer até mesmo Judá pecar com os seus
ídolos sórdidos. 12 Por isso, assim disse Jeová,
o Deus de Israel: ‘Eis que trago sobre Jerusalém e sobre
Judá uma calamidade tal que, ouvindo alguém [falar
dela], lhe tinirão ambos os ouvidos. 13 E certamente
estenderei sobre Jerusalém o cordel de medir aplicado a
Samaria e também o nível aplicado à casa de
Acabe; e vou esfregar Jerusalém até ficar limpa, assim
como se esfrega um tacho sem asas, esfregando-o e emborcando-o. 14 E
abandonarei deveras o restante da minha herança, e os
entregarei à mão dos seus inimigos, e vão
tornar-se saque e rapina para todos os seus inimigos, 15 visto que
fizeram o que era mau aos meus olhos e me ofenderam continuamente,
desde o dia em que seus antepassados saíram do Egito até
o dia de hoje.’”

Jeová
ouve a súplica do “pior iníquo”,
perdoando-lhe sua crassa iniquidade, contrariando a opinião
humana.

(2
Crônicas 33:9-17)

9
E Manassés continuou a seduzir Judá e os habitantes de
Jerusalém para
fazerem
PIOR DO QUE
as
nações

que
Jeová aniquilara

de
diante dos filhos de Israel. 10 E Jeová falava a Manassés
e a seu povo, mas eles não prestavam atenção. 11
Por fim, Jeová trouxe contra eles os chefes do exército
que pertencia ao rei da Assíria e eles capturaram, pois, a
Manassés nos recessos e prenderam-no com dois grilhões
de cobre, e levaram-no a Babilônia. 12 E assim que isto lhe
causou aflição, abrandou a face de Jeová, seu
Deus, e continuou a humilhar-se grandemente por causa do Deus de seus
antepassados. 13 E orava a Ele, de modo que
SE
DEIXOU SUPLICAR por ele e ouviu seu pedido de favor

,
e
RESTAUROU-O
a
Jerusalém ao seu reinado; e Manassés veio a saber que
Jeová é o [verdadeiro] Deus. 14 E depois construiu uma
muralha externa para a Cidade de Davi, ao oeste de Giom, no vale da
torrente e até o Portão do Peixe, e [a] fez dar volta
até Ofel e passou a fazê-la muito alta. Além
disso, pôs chefes da força militar em todas as cidades
fortificadas de Judá. 15 E passou a remover da casa de Jeová
os deuses estrangeiros e o ídolo, bem como todos os altares
que tinha construído no monte da casa de Jeová e em
Jerusalém, e então os fez lançar fora da cidade.
16 Outrossim, preparou o altar de Jeová e começou a
sacrificar sobre ele sacrifícios de participação
em comum e sacrifícios de agradecimento, e prosseguiu, dizendo
a Judá que servisse a Jeová, o Deus de Israel. 17 Não
obstante, o povo ainda oferecia sacrifícios sobre os altos;
apenas o faziam a Jeová, seu Deus.


Anos
depois da destruição de Jerusalém, Neemias
reconhece (confessa) iniquidade

(Neemias
9:32-34)
32
“E agora, ó nosso Deus, o Deus grande, poderoso e
atemorizante, guardando o pacto e a benevolência, não
deixes parecer pouco diante de ti toda a dificuldade que achou a nós,
a nossos reis, a nossos príncipes, e a nossos sacerdotes, e a
nossos profetas, e a nossos antepassados, e a todo o teu povo, desde
os dias dos reis da Assíria até o dia de hoje. 33 E tu
és justo no que se refere a tudo o que veio sobre nós,
pois agiste fielmente, mas
nós
fomos os que agimos de modo iníquo

.
34 Quanto a nossos reis, nossos príncipes, nossos sacerdotes e
nossos antepassados, não praticaram a tua lei, nem prestaram
atenção aos teus mandamentos ou aos teus testemunhos
com que testificaste contra eles.

Reconhecimento
da iniqüidade foi previsto no Sinai, centenas de anos antes.

(Levítico
26:39-41)
39
Quanto aos remanescentes entre vós, apodrecerão por
causa do seu erro nas terras dos vossos inimigos. Sim, apodrecerão
até mesmo por causa dos erros de seus pais, com eles. 40 E
certamente
CONFESSARÃO
seu
próprio ERRO e o erro de seus pais na sua infidelidade, quando
se comportaram de modo infiel para comigo, sim, mesmo quando andaram
em oposição a mim. 41 Eu, da minha parte, porém,
passei a andar em oposição a eles e tive de levá-los
à terra dos seus inimigos. “‘Naquele tempo talvez
se humilhe o seu coração incircunciso e naquele tempo
talvez saldem o seu erro. . .

Declarações
ignorantes sobre Jeová e sobre si mesmos

(Jó
9:16-24)
16
Se eu o chamasse, acaso me responderia? Não acredito que dê
ouvidos à minha voz; 17 Aquele que me esmaga com uma
tempestade E certamente multiplica os meus ferimentos por razão
alguma. 18 Não me concederá estar tomando novo fôlego,
Pois me farta de coisas amargas. 19 Se há alguém forte
em poder, ei[-lo]! E se há [alguém forte] em justiça,
tomara que eu seja convocado! 20 Se eu tivesse razão, minha
própria boca me pronunciaria iníquo;
Se
eu fosse inculpe, então ele me declararia pervertido
.
21 Se eu fosse inculpe, eu não reconheceria a minha alma; Eu
recusaria a minha vida. 22 Uma coisa há. Por isso é que
deveras digo: ‘Ao inculpe, também ao iníquo, ele
leva ao seu fim.’ 23 Se uma enxurrada causasse repentinamente a
morte,
Ele
caçoaria do próprio desespero do inocente.

24
A própria terra foi entregue na mão do iníquo;
Ele encobre a face dos seus juízes. Se não [ele], então
quem?

Eliú, companheiro
de Jó, assim argumentou:

(Jó
33:1)
33
“Agora, porém, ó Jó, por favor, ouve as
minhas palavras, E dá ouvidos a tudo o que eu falar.

(Jó
33:8-11)
8
Apenas tu disseste aos meus ouvidos, E eu ouvia o som das [tuas]
palavras: 9 ‘Sou puro, sem transgressão; Estou limpo,
não tenho erro. 10 Eis que ele acha ensejo para oposição
contra mim, Toma-me por inimigo seu. 11 Põe os meus pés
no tronco, Vigia todas as minhas veredas.’

(Jó
34:5-6)

5
Porque Jó disse: ‘
Eu
certamente tenho razão, Mas o próprio Deus é que
desviou meu julgamento.

6
Acaso digo mentiras contra o meu próprio julgamento? Meu
ferimento sério é incurável, embora não
haja transgressão. . .

(Jó
34:9)
9
Pois ele disse: ‘
De
nada aproveita ao varão vigoroso Ter prazer em Deus.’


(Jó
35:1-3)
35
E Eliú continuou a responder e a dizer: 2 “É isto
o que consideraste como juízo? Disseste: ‘
Minha
justiça é maior do que a de Deus

.’
3 Pois dizes: ‘Que te aproveita isso? Que proveito maior tenho
do que por eu pecar?’

Palavra
do próprio Jó:

(Jó
31:1-2)
31
“Concluí um pacto com os meus olhos. Portanto, como
poderia mostrar-me atento a uma virgem? 2 E que porção
há da parte do Deus de cima, Ou que herança da parte do
Todo-poderoso desde o alto?

O
próprio Jeová responde a Jó?

(Jó
40:6-8)
6
E Jeová prosseguiu, respondendo a Jó de dentro do
vendaval e dizendo: 7 “Por favor, cinge os teus lombos como um
varão vigoroso; Eu te perguntarei e tu mo farás saber.
8 Realmente, invalidarás tu a minha justiça?
Pronunciar-me-ás
iníquo, a fim de teres razão?


responde ao Criador: falei sim, sou ignorante.

(Jó
42:1-6)
42
E Jó passou a responder a Jeová e a dizer: 2 “Fiquei
sabendo que és capaz de fazer todas as coisas, E não há
idéia que te seja inalcançável. 3
Quem
é este que está obscurecendo o conselho sem
conhecimento?

Por
isso falei
,
mas não estava entendendo

Coisas
maravilhosas demais para mim, as quais não conheço. 4
‘Ouve, por favor, e eu mesmo falarei. Eu te perguntarei e tu mo
farás saber.’ 5 Em rumores ouvi a teu respeito, Mas
agora é o meu próprio olho que te vê. 6

Por
isso faço uma retratação E deveras me arrependo
em pó e cinzas.”

De
que se retratava Jó? Do que Jó se arrependia em pó
e cinzas? De ser íntegro? De ser um homem justo?

Certamente,
não. Certamente tinha a ver com aquilo que Jó havia
falado. Na resposta dada a Jeová, Jó especifica o
motivo da retratação – por isso faço uma
retratação… Por isso falei…

De
novo: Fortes palavras contra Jeová. Palavras ofensivas…
Verdadeiras blasfêmias…

Jeová
diz que ouviu as declarações ignorantes do “povo
que eu escolhi” por volta de 443 AEC.


(Malaquias
2:17)
17
“Fatigastes a Jeová com as vossas palavras e dissestes:
‘De que modo [o] fatigamos?’ Por dizerdes: ‘
Todo
aquele que faz o mal é bom aos olhos de Jeová e de tais
é que ele mesmo se agrada

;
ou: ‘Onde está o Deus da justiça?’”

(Malaquias
3:13-15)
13
“Fortes foram as vossas palavras contra mim”, disse
Jeová. E dissestes: “Que falamos entre nós contra
ti?” 14 “Dissestes: ‘

De
nada vale servir a Deus
.
E que lucro há em termos cumprido a obrigação
para com ele e em termos andado acabrunhados por causa de Jeová
dos exércitos? 15 E atualmente declaramos felizes os
presunçosos. Também os praticantes da iniqüidade
foram edificados. Eles também têm experimentado a Deus e
conseguem safar-se.’”

SEGUNDO
ESTES HUMANOS, tanto o “justo” quanto o “iníquo”
receberam o mesmo tratamento da parte de Jeová. Uma grande
injustiça da parte de Jeová?? Segundo eles, sim.
Segundo eles havia uma iniquidade no Pai.

Outras
palavras sobre o iníquo provindas de quem se achava íntegro.

(Salmos
26:1-12)
26
Julga-me, ó Jeová, porque eu mesmo tenho andado na
minha própria integridade

E
tenho confiado em Jeová, para não vacilar. 2
Examina-me, ó Jeová, e põe-me à prova;
Refina-me os rins e o coração. 3 Porque a tua
benevolência está diante dos meus olhos E tenho andado
na tua verdade. 4 Não me sentei com homens de inveracidade; E
não entro com os que ocultam o que são. 5 Tenho odiado
a congregação dos malfeitores E

NÃO
ME SENTO COM OS INÍQUOS. 6 Lavarei as mãos na própria
inocência E vou marchar ao redor do teu altar, ó Jeová,
7 Para fazer ouvir alto o agradecimento E para declarar todas as tuas
obras maravilhosas. 8 Jeová, tenho amado a habitação
da tua casa E o lugar do domicílio da tua glória. 9 Não
tires a minha alma junto com os pecadores,

Nem
a minha vida junto com os homens culpados de sangue,

10
Em cujas mãos há conduta desenfreada E cuja direita
está cheia de suborno. 11 Quanto a mim, andarei na minha
integridade. Oh! redime-me e mostra-me favor. 12 Meu próprio
pé certamente ficará posto em lugar plano; Bendirei a
Jeová no meio das multidões congregadas.

No
dia de inspeção, você pode ESTAR justo ou
iníquo…. Neste dia você poderá se mostrar justo
ou iníquo…..Vai depender do que você fizer naquelas
circunstâncias…


(Ezequiel
18:27-31) 27
“‘E
quando o iníquo recuar de sua iniqüidade que praticou e
passar a praticar o juízo e a justiça, é ele
quem preservará viva a sua própria alma. 28
Quando
vir
todas
as suas transgressões que praticou
e
recuar
delas,
positivamente continuará a viver. Não morrerá.
29 “‘E a casa de Israel certamente dirá: “O
caminho de Jeová não é acertado.” Quanto
aos meus caminhos, acaso não são acertados, ó
casa de Israel? Não são os vossos caminhos que não
são acertados?’ 30 “‘Portanto, eu vos
julgarei, a cada um segundo os seus caminhos, ó casa de
Israel’, é a pronunciação do Soberano
Senhor Jeová. ‘Retornai, sim, fazei um recuo de todas as
vossas transgressões, e que nada se mostre para vós
pedra de tropeço que induz ao erro. 31 Lançai de vós
todas as vossas transgressões com as quais transgredistes e
fazei para vós um novo coração e um novo
espírito, pois, por que devíeis morrer, ó casa
de Israel?’

Jeová
diz a iníqua casa de Israel: não me agrado na morte do
iníquo

(Ezequiel
33:11)
11
Dize-lhes: ‘“Assim como vivo”, é a
pronunciação do Soberano Senhor Jeová, “
não
me agrado na morte do iníquo
,
mas em que o iníquo recue do seu caminho e realmente continue
vivendo. Recuai, recuai dos vossos maus caminhos, pois, por que
devíeis morrer, ó casa de Israel?”’
Recuai
dos vossos maus caminhos, ó iníquos

.

Ó
vós iníquos que se relacionam amistosamente Comigo,
recuai dos vossos maus caminhos…..

Sodoma,
a iníqua, qual foi o seu pecado? Jeová responde

(Ezequiel
16:49-50)
49
Eis que este é o que mostrou ser o erro de Sodoma, tua irmã:
Orgulho, fartura de pão e a despreocupação do
sossego foram [as coisas] que vieram a ser dela e das suas aldeias
dependentes, e ela não fortaleceu a mão do atribulado e
do pobre. 50 E elas continuaram a ser soberbas e a praticar uma coisa
detestável diante de mim, e eu finalmente as removi, assim
como vi [ser conveniente].

Todos
os erros que caracterizaram Sodoma como iníqua, também
foram praticados pelos judeus, logo, também eram iníquos.

O
que transforma o homem em iníquo? Jeová responde

(Ezequiel
18:5-13)
5
“‘E no que se refere ao homem, se ele veio a ser justo e
tem praticado o juízo e a justiça; 6 se

não
comeu nos montes e não

elevou
seus olhos para os ídolos sórdidos da casa de Israel, e
não

aviltou
a esposa de seu companheiro, e não

se
chegou a uma mulher na sua impureza; 7 e se

não
maltratou a nenhum homem; se

restituiu
o penhor tomado pela dívida; se

não
arrebatou nada em roubo; se

deu
o seu próprio pão ao faminto e cobriu com roupa ao que
estava nu; 8 se

não
deu nada em troca de juros e não tomou usura; se

retirou
sua mão da injustiça; se

praticou
a verdadeira justiça entre homem e homem; 9 se

tem
andado nos meus estatutos e tem guardado as minhas decisões
judiciais para praticar a verdade, ele é justo

.
Ele positivamente continuará a viver’, é a
pronunciação do Soberano Senhor Jeová. 10 “‘E
[se] alguém se tornou pai de um filho que é salteador,
derramador de sangue, que FEZ COISAS semelhantes a uma destas; 11
(mas ele mesmo não fez nenhuma destas coisas;) se também
comeu sobre os montes e aviltou a esposa de seu companheiro; 12 se
maltratou o atribulado e pobre; se arrebatou coisas em roubo, não
restituindo a coisa tomada em penhor; e se elevou seus olhos para os
ídolos sórdidos, FEZ uma coisa detestável.
13 Deu em troca de usura e cobrou juros, e ele positivamente não
continuará a viver. FEZ TODAS ESTAS COISAS detestáveis.
Positivamente será morto. Sobre ele é que virá a
haver seu próprio sangue.

Do
ponto de vista de Jeová, cometer, praticar ou deixar de
praticar certas coisas é ser iníquo. O ato iníquo,
a iniquidade
praticada
só é feita por um iníquo.

As
palavras de Jesus


(Mateus
12:34-37)
34
Descendência de víboras, como podeis falar coisas boas
quando
sois
iníquos
?
Pois é da abundância do coração que a boca
fala. 35 O homem bom, do seu bom tesouro, envia coisas boas, ao passo
que o homem iníquo, do seu tesouro iníquo, envia coisas
iníquas. 36 Eu vos digo que de toda declaração
sem proveito que os homens fizerem prestarão contas no Dia do
Juízo; 37 pois é pelas tuas palavras que serás
declarado justo e é pelas tuas palavras que serás
condenado.”

>
veja o caso de Jó e de seus amigos.

Quando
Jesus proferia o Sermão do Monte, fez a seguinte afirmação:

(Mateus
7:11)
11Portanto,
se
vós, embora iníquos
,
sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais o vosso
Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que
lhe pedirem!

Esta
verdadeira afirmação de Jesus abrangia TODOS os seus
ouvintes, o que INCLUÍA seus discípulos. Em outra
ocasião assim falou Jesus a seus discípulos: Se vós,
embora iníquos.

(Lucas
11:1) 11 Então, na ocasião em que estava em certo lugar
orando, quando parou, disse-lhe certo dos seus
discípulos:
“Senhor, ensina-nos a orar, assim como também João
ensinou aos seus discípulos.” (Lucas 11:11-13) 11
Deveras, qual é o pai entre vós que, se o seu filho lhe
pedir um peixe, lhe entregará uma serpente em vez de um peixe?
12 Ou, se lhe pedir um ovo, lhe entregará um escorpião?
13 Portanto,
se
vós, embora iníquos
,
sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais o Pai, no
céu, dará espírito santo aos que lhe pedirem!”

ESCOLHEU
JESUS DOZE HOMENS JUSTOS?? Seriam os discípulos de Jesus,
“homens justos”? Façamos uma análise desta
outra verdadeira afirmação de Jesus e obtenhamos a
resposta:

(Mateus
9:10-13)
10 Mais
tarde, enquanto estava recostado à mesa, na casa, eis que
vieram muitos cobradores de impostos e pecadores, e começaram
a recostar-se com Jesus e seus discípulos.
11 Vendo
isso, porém, os fariseus começaram a dizer aos
discípulos dele: “Por que é que o vosso instrutor
come com os cobradores de impostos e os pecadores?”
12 Ouvindo-os,
ele disse: “As pessoas com saúde não precisam de
médico, mas sim os enfermos.
13 Ide,
pois, e aprendei o que significa: ‘Misericórdia quero, e
não sacrifício.’ Pois
EU
NÃO VIM CHAMAR OS QUE SÃO JUSTOS
,
mas pecadores.”

(Marcos
2:16-17) . . .”
17 Ao
ouvir isso, Jesus disse-lhes: “Os fortes não precisam de
médico, mas sim os enfermos.
NÃO
VIM CHAMAR OS QUE SÃO JUSTOS
,
mas
pecadores.”

No
caso dos discípulos serem justos, não seriam chamados
por Jesus, logo, seus discípulos eram iníquos.
Exatamente como Jesus já havia afirmado no Sermão do
Monte: “SOIS INÍQUOS”.

Do
ponto de vista de Jesus, a “iniquidade” é o ATO
FINAL praticado por uma pessoa que “é iníqua”.
A INIQÜIDADE VEM DE DENTRO PARA FORA. Primeiro o coração
se torna iníquo.

(Marcos
7:20-23)
20
Outrossim, ele disse: “O que sai do homem é o que avilta
o homem; 21 pois,
de
dentro
,
dos corações dos homens,
saem
raciocínios
prejudiciais: fornicações, ladroagens, assassínios,
22 adultérios, cobiças, atos de iniqüidade,
fraude, conduta desenfreada e um olho invejoso, blasfêmia,
soberba, irracionalidade. 23
Todas
estas coisas iníquas saem de dentro e aviltam o homem.”


(Mateus
15:18-20)
18
No entanto, as coisas procedentes da boca
saem
do coração

,
e estas coisas aviltam o homem. 19 Por exemplo, do coração
vêm raciocínios iníquos, assassínios,
adultérios, fornicações, ladroagens, falsos
testemunhos, blasfêmias. 20 Estas são as coisas que
aviltam
o
homem; mas tomar uma refeição sem lavar as mãos
não é o que avilta o homem. . .

BLASFÊMIA –
Definição
dada por certo dicionário (Houaiss):

blasfêmia
Datação:
1344


n
substantivo
feminino

1
enunciado
ou palavra que insulta a divindade, a religião ou o que é
considerado sagrado

2
Derivação:
por extensão de sentido.

palavra,
expressão ou afirmação que insulta ou ofende o
que é considerado digno de respeito ou reverência

3
Derivação:
por extensão de sentido.

afirmação
absurda ou ilógica; contrassenso

 

SOBERBA – Definição
dada por certo dicionário (Houaiss):

soberba
Datação:
sXIII
Ortoépia:
ê


n
substantivo
feminino

1
Uso:
formal.

sobranceria
de algo em relação a outra coisa em plano mais baixo;
elevação, sobrançaria

Ex.:
a
s. da Acrópole sobre Atenas

2
sentimento
de altivez, sobranceria; orgulho

Ex.:
a
s. de saber-se nobre de nascimento

2.1
Uso:
pejorativo.

comportamento
excessivamente orgulhoso; arrogância, presunção

Ex.:
em
que se apoiava toda aquela s.?

 

Semelhante,
é sinônimo de análogo, idêntico, igual ou
similar. Todos os humanos são iguais, todos são
pecadores, “ESCRAVOS” DO PECADO.

Jeová
previu no Sinai que seu povo seria muito arrogante


(Levítico
26:41)
41
Eu, da minha parte, porém, passei a andar em oposição
a eles e tive de levá-los à terra dos seus inimigos.
“‘Naquele tempo
TALVEZ
se humilhe
o
seu coração incircunciso e naquele tempo talvez saldem
o seu erro.

 

 

Jeová
falou com muita antecedência para quebrar o orgulho do “servo
que eu escolhi”.

(Isaías
48:3-7)
3 “Contei
as primeiras coisas mesmo desde aquele tempo e saíram da minha
própria boca, e eu fazia que fossem ouvidas. Repentinamente
agi, e as coisas passaram a entrar. 4  
POR
EU SABER
que
és duro e que a tua cerviz é um tendão de ferro
e que a tua testa é cobre, 5 também
EU
TE INFORMAVA

desde
aquele tempo.

Antes
que pudesse entrar, fiz que [o] ouvisses, PARA QUE NÃO
DISSESSES: ‘Meu próprio ídolo as fez, e minha
própria imagem esculpida e minha própria imagem fundida
as ordenaram.’ 6 Tu ouviste. Observa tudo. Quanto a vós,
não [o] contareis? EU TE FIZ OUVIR coisas novas do tempo
atual, sim, coisas mantidas em reserva, que não conhecias.
7 Terão de ser criadas no tempo atual e não desde
aquele tempo, sim, coisas de que antes de hoje não ouviste
[falar], PARA QUE NÃO DIGAS: ‘Eis que eu já as
conhecia.

Um
“servo” que tinha seu próprio ídolo, além
de ter uma cerviz (pescoço) cujo tendão era de ferro
(não se deixava humilhar). Jeová falava a iníquos.

Filhos
do Reino e filhos do iníquo.


(Mateus
13:36-39)
.
.
.seus discípulos e disseram: “Explica-nos a ilustração
do joio no campo.” 37 Em resposta, ele disse: “O semeador
da semente excelente é o Filho do homem; 38 o campo é o
mundo; quanto à semente excelente, estes são os filhos
do reino; mas o joio são os filhos do iníquo, 39 e o
inimigo que o semeou é o Diabo. A colheita é a
terminação dum sistema de coisas e os ceifeiros são
os anjos.

Quem
não perdoa seu semelhante, É INÍQUO. Vejamos um
exemplo.

(2
Samuel 16:5-13)
5
E o Rei Davi chegou até Baurim, e eis que saía de lá
um homem da família da casa de Saul, cujo nome era Simei,
filho de Gera, saindo e invocando o mal ao sair. 6 E ele começou
a atirar pedras a Davi e a todos os servos do Rei Davi; e todo o povo
e todos os poderosos estavam à sua direita e à sua
esquerda. 7 E isto foi o que Simei disse ao invocar o mal: “Sai,
sai, homem culpado de sangue e homem imprestável! 8 Jeová
trouxe de volta sobre ti toda a culpa de sangue pela casa de Saul em
lugar de quem tens reinado; e Jeová entrega o reinado na mão
de Absalão, teu filho. E eis que estás na tua
calamidade, porque és um homem culpado de sangue!” 9
Finalmente, Abisai, filho de Zeruia, disse ao rei: “Por que
deve este cão morto invocar o mal sobre meu senhor, o rei? Por
favor, deixa-me ir para lá e tirar-lhe a cabeça.”
10 Mas o rei disse: “Que tenho eu convosco, filhos de Zeruia?
Que invoque o mal, porque o próprio Jeová lhe disse:
‘Invoca o mal sobre Davi!’ Portanto, quem dirá:
‘Por que fizeste assim?’” 11 E Davi prosseguiu,
dizendo a Abisai e a todos os seus servos: “Eis que meu próprio
filho que saiu das minhas próprias entranhas está
procurando a minha alma; e quanto mais agora um benjaminita!
Deixai-o, para que invoque o mal, pois Jeová lhe disse isso!
12 Talvez Jeová veja com o seu olho e Jeová realmente
me restitua a bondade em vez de sua invocação do mal
neste dia.” 13 Com isto Davi e seus homens foram indo pela
estrada, ao passo que
Simei
andava do lado do monte, mantendo o passo com ele para invocar o mal;
e atirava pedras ao manter o passo com ele e jogava muito pó.

– 

Davi
não quis impor uma penalidade a Simei. Abdicou disso.


(2
Samuel 19:15-23)
15
E o rei começou a voltar e chegou até o Jordão.
Quanto a Judá, chegaram até Gilgal para ir e se
encontrar com o rei, a fim de conduzir o rei através do
Jordão. 16 Então Simei, filho de Gera, o benjaminita,
que era de Baurim, apressou-se e desceu com os homens de Judá
ao encontro do Rei Davi. 17 E havia com ele mil homens de Benjamim.
(E também Ziba, ajudante da casa de Saul, e seus quinze
filhos, e vinte servos seus estavam com ele, e foram bem sucedidos em
chegar ao Jordão perante o rei. 18 E ele atravessou o vau para
fazer passar os da casa do rei e fazer o que era bom aos seus olhos.)
Quanto a Simei, filho de Gera, lançou-se diante do rei quando
estava para atravessar o Jordão. 19 Ele disse então ao
rei:
Não
me impute meu senhor o erro e não te lembres da falta que teu
servo cometeu no dia em que meu senhor, o rei, saiu de Jerusalém,
de modo que o rei tome isso ao coração.

20
Pois o teu servo sabe muito bem que sou eu que pequei; e por isso vim
hoje como primeiro de toda a casa de José para descer ao
encontro de meu senhor, o rei.” 21 Abisai, filho de Zeruia,
respondeu imediatamente e disse: “Em troca disso, não
devia Simei ser morto, visto que invocou o mal sobre o ungido de
Jeová?” 22 Mas Davi disse: “Que tenho eu convosco,
filhos de Zeruia, que hoje vos devíeis tornar meu opositor?
Será hoje alguém morto em Israel? Pois, não sei
muito bem que hoje sou rei sobre Israel?” 23
O
rei disse então a Simei: “Não morrerás.”
E o rei passou a jurar-lhe.

-
Davi abriu mão, abdicou da sentença. Nunca mais lhe
cobrarei este pecado, eu juro por Jeová, afirmou Davi.

O
perdão não era real, não tinha profundidade, na
verdade, não houve perdão. Será que tal promessa
juramentada só era válida enquanto Davi estivesse
morto?? Deveria Davi eleger um vingador para que a punição
fosse finalmente aplicada a Simei??

(1
Reis 2:1-11)
2
E pouco a pouco chegaram-se os dias de Davi morrer; e ele passou a
ordenar a Salomão, seu filho, dizendo: 2 “Eu vou no
caminho de toda a terra, e tu terás de ser forte e mostrar-te
homem. 3 E terás de cumprir a obrigação para com
Jeová, teu Deus, andando nos seus caminhos, guardando os seus
estatutos, seus mandamentos e suas decisões judiciais, e seus
testemunhos, segundo o que está escrito na lei de Moisés,
para agir com circunspeção em tudo o que fizeres e
aonde quer que te virares; 4 a fim de que Jeová cumpra a sua
palavra que falou referente a mim, dizendo: ‘Se os teus filhos
cuidarem do seu caminho, andando perante mim em verdade, de todo o
seu coração e de toda a sua alma, não se
decepará homem teu, [impedindo-o de sentar-se] no trono de
Israel.’ 5 “E tu mesmo também sabes muito bem o
que me fez Joabe, filho de Zeruia, naquilo que fez aos dois chefes
dos exércitos de Israel, a Abner, filho de Ner, e a Amasa,
filho de Jeter, quando os matou e fez que houvesse sangue de guerra
em tempo de paz, e pôs sangue de guerra no seu cinto que tinha
em volta dos quadris e nas suas sandálias que tinha nos pés.
6 E terás de agir segundo a tua sabedoria e não deixar
que seus cabelos grisalhos desçam em paz ao Seol. 7 “E
deves usar de benevolência para com os filhos de Barzilai, o
gileadita, e eles têm de mostrar estar entre os que comem à
tua mesa; pois foi assim que se chegaram a mim quando fugi de diante
de Absalão, teu irmão. 8
E
eis que há contigo Simei, filho de Gera, benjaminita de
Baurim, e foi ele quem invocou o mal sobre mim com uma penosa
invocação do mal, no dia em que fui a Maanaim;

e
foi ele quem desceu ao meu encontro até o Jordão, de
modo
que
lhe jurei por Jeová,

dizendo:
‘Não te entregarei à morte pela espada.’ 9
E
agora, não o deixes impune,

porque
és homem sábio e sabes muito bem o que lhe deves fazer,
e
terás de fazer os seus cabelos grisalhos descer com sangue ao
Seol
.
10
Davi deitou-se então com os seus antepassados e foi enterrado
na Cidade de Davi. 11 E os dias que Davi reinou sobre Israel foram
quarenta anos. Em Hébron ele reinou sete anos e em Jerusalém
reinou trinta e três anos.

As
palavras saídas da boca de Jesus poderiam até mesmo
retratar o caso do “escravo” Davi e do “escravo”
Simei:

(Mateus
18:21-35)
21
Pedro aproximou-se então e disse-lhe: “Senhor, quantas
vezes há de pecar contra mim o meu irmão e eu lhe hei
de perdoar? Até sete vezes?” 22 Jesus disse-lhe: “Eu
não te digo: Até sete vezes, mas: Até setenta e
sete vezes. 23 “É por isso que o reino dos céus
se tem tornado semelhante a um homem, um rei, que queria ajustar
contas com os seus escravos. 24 Quando começou a ajustá-las,
trouxeram-lhe um homem que lhe devia dez mil talentos [= 60.000.000
de denários]. 25 Mas, porque não tinha os meios de
pagar [isso] de volta, seu amo mandou que ele, e a esposa dele, e os
filhos dele, e todas as coisas que tivesse, fossem vendidos e fosse
feito o pagamento. 26 Por isso, o escravo prostrou-se e começou
a prestar-lhe homenagem, dizendo: ‘Tem paciência comigo,
e eu te pagarei tudo de volta.’ 27 Penalizado, por causa disso,
o amo daquele escravo deixou-o ir e cancelou a sua dívida. 28
Mas aquele escravo saiu e achou um dos seus co-escravos, que lhe
devia cem denários; e, agarrando-o, começou a
estrangulá-lo, dizendo: ‘Paga de volta o que deves.’
29 Por isso, seu co-escravo prostrou-se e começou a
suplicar-lhe, dizendo: ‘Tem paciência comigo, e eu te
pagarei de volta.’ 30 No entanto, ele não estava
disposto, mas foi e mandou lançá-lo na prisão,
até que pagasse de volta o que devia. 31 Portanto, quando seus
co-escravos viram o que tinha acontecido, ficaram muito contristados,
e foram e esclareceram ao seu amo tudo o que tinha acontecido. 32 O
amo dele convocou-o então e disse-lhe:
ESCRAVO
INÍQUO
,
eu te cancelei toda aquela dívida, quando me suplicaste. 33
Não devias tu, por tua vez, ter tido
misericórdia
do
teu co-escravo, assim como eu também tive
misericórdia
de
ti?’ 34 Com isso, seu amo, furioso, entregou-o aos carcereiros,
até que pagasse de volta tudo o que devia. 35 Do mesmo modo
lidará também convosco o meu Pai celestial,
se
não perdoardes de coração

cada
um ao seu irmão.” –

Depois
destas palavras de Jesus, o mais sábio dos homens, o que
revelou ser a atitude de Davi? Revelou ser uma iniquidade

.

Jesus
continua a ensinar: Diferença do homem bom para o homem iníquo
– “o homem bom nunca fará o que é mal”.

(Mateus
12:34-37)
34
Descendência de víboras, como podeis falar coisas boas
quando
sois
iníquos

?
Pois é da abundância do coração que a boca
fala. 35
O
homem bom, do seu bom tesouro, envia coisas boas

,
ao passo que o homem iníquo, do seu tesouro iníquo,
envia coisas iníquas. 36 Eu vos digo que de toda declaração
sem proveito que os homens fizerem prestarão contas no Dia do
Juízo; 37 pois é pelas tuas palavras que serás
declarado justo e é pelas tuas palavras que serás
condenado.”

Jesus
afirmou que uma iniqüidade, só pode ser praticada
“exclusivamente” por um homem iníquo.

Criador
é benigno para com os iníquos.

(Lucas
6:35-36)
35
Ao contrário, continuai a amar os vossos inimigos e a fazer o
bem, e a emprestar [sem juros], não esperando nada de volta; e
a vossa recompensa será grande, e sereis filhos do Altíssimo,
porque
ELE
É BENIGNO PARA COM

os
ingratos e
os
INÍQUOS

.
36 Continuai a tornar-vos misericordiosos, assim como vosso Pai é
misericordioso.

(Mateus
9:12-13)
12
Ouvindo-os, ele disse: “As pessoas com saúde não
precisam de médico, mas sim os enfermos. 13 Ide, pois, e
aprendei o que significa: ‘Misericórdia quero, e não
sacrifício.’
Pois
eu não vim chamar os que são justos

,
mas pecadores.”


O
pecado da soberba


Soberba
> Orgulho desdenhoso; altivez; arrogância. A soberba é
o oposto da humildade. O soberbo, NA SUA própria estima, é
superior, enaltecido acima dos seus semelhantes.


(Lucas
18:9-14)
9
Mas, ele contou a seguinte ilustração também a
alguns que confiavam em si mesmos como sendo justos e que
consideravam os demais como nada: 10 “Dois homens subiram ao
templo para orar, um sendo fariseu e o outro cobrador de impostos. 11
O fariseu estava em pé e começou a orar as seguintes
coisas
no
seu íntimo

:
‘Ó Deus, agradeço-te que
NÃO
SOU como o resto dos homens
,
extorsores, injustos, adúlteros, ou mesmo como este cobrador
de impostos. 12 Jejuo duas vezes por semana, dou o décimo de
todas as coisas que adquiro.’ 13 O cobrador de impostos, porém,
estando em pé à distância, não estava nem
disposto a levantar os olhos para o céu, mas batia no peito,
dizendo: ‘Ó Deus, sê clemente para comigo
pecador.’ 14 Digo-vos: Este homem desceu para sua casa provado
MAIS
JUSTO
do
que aquele homem; porque todo o que se enaltecer será
humilhado, mas quem se humilhar será enaltecido.”

Neste
mesmo caso (mais justos) encontram-se os ninivitas, tanto do ponto de
vista de Jeová como no de Jesus. –

(Mateus
12:41)
41 
Homens
de Nínive se levantarão

no
julgamento com esta geração e a condenarão;
porque eles se arrependeram com o que Jonas pregou, mas, eis que algo
maior do que Jonas está aqui. –


que procurar fazer a justiça e desviar-se do mal não
havia livrado Jó daquilo, que SEGUNDO ELE, estava destinado ao
iníquo, e, neste estado, SEGUNDO ELE, reprovado, e não
recebendo apoio sequer daqueles para os quais ele havia sido bondoso,
o próprio Jó ficou muito indignado e falou: De nada
aproveita ao varão vigoroso ter prazer em Deus? Jó 26 a
31.


(Jó
31:2-4)
2
E que porção há da parte do Deus de cima, Ou que
herança da parte do Todo-poderoso desde o alto? 3 Não
há desastre para um contraventor E infortúnio para os
que praticam o que é prejudicial? 4 Acaso não vê
ele os meus caminhos E conta até mesmo todos os meus passos?

Eliú
passa a repreender Jó por suas ignorantes afirmações

Jó 32 a 37

Eliú
afirma que Deus não é parcial

(Jó
34:19)
19
[Há Um] que não tem mostrado parcialidade para com
príncipes E não tem dado mais consideração
ao nobre do que ao de condição humilde,
Porque
todos eles são trabalho das suas mãos.
 
Aquele
que bate é filho assim como aquele que apanha também é
filho.

Existe
outra motivação para obedecer ao Criador; a qual, nada
tem a ver com o egoísmo (busca por um prêmio).

Mesmo
quando socorrido por Deus na sua tribulação, e ouvindo
a sentença contra o iníquo, não devemos nos
alegrar com sua morte ou com sua sentença. Quando atribulado,
não passe a escolher o que é prejudicial para o iníquo
no lugar da tua tribulação.


(Jó
36:15-23)
15
Ele socorrerá o atribulado na sua tribulação E
destapará seu ouvido na opressão. 16 E certamente te
engodará [para longe] da boca da aflição! Um
lugar mais amplo, não o aperto, haverá em seu lugar, E
o consolo da tua mesa será cheio de gordura. 17 Certamente
serás enchido com a sentença judicial contra o iníquo;
A sentença judicial e o juízo é que segurarão.
18 Pois [cuida de] que o furor não te engode a bater palmas
[por despeito], E não te deixes desencaminhar por um grande
resgate. 19 Terá efeito teu clamor por ajuda? Não, nem
na aflição Todos os [teus] poderosos esforços.
20 Não fiques suspirando pela noite, Para que os povos
retrocedam [de] onde estão. 21
Guarda-te
de não te virares para o que é prejudicial, Pois
escolheste isso em vez de tribulação
.
22 Eis que o próprio Deus age de modo elevado com o seu poder;
Que instrutor há semelhante a ele? 23 Quem demandou dele uma
prestação de contas sobre o seu caminho, E quem disse:
‘Cometeste injustiça’?

Alegrar-se
por sofrer uma iniquidade e não sentir no coração
nenh
um
rancor contra o iníquo que está praticando esta
iniquidade – foi o que o “justo” Jesus ensinou e sentiu.


Jeová
passa a repreender a Jó por suas ignorantes afirmações


38 a 42


CONTRARIANDO
CONCEITOS HUMANOS, o Criador ama iníquos e filhos de iníquos.

Entre
647 e 580 AEC.

(Jeremias
4:22)
22
Pois
meu povo é tolo
.
Não fizeram caso de mim. São filhos estultos; e não
são os que têm entendimento.
São
sábios para fazer o mal
,
mas para fazer o bem eles realmente não têm
conhecimento.

(Jeremias
15:7)
7
E eu os joeirarei com um forcado nos portões do país.
Certamente [os] privarei de filhos.
Vou
destruir meu povo
,
[visto que] não recuaram de seus próprios caminhos.

Entre
778 e 732 AEC.

(Isaías
43:1-4)
43
E agora, assim disse Jeová, teu Criador, ó Jacó,
e teu Formador, ó Israel: “Não tenhas medo,
porque eu te resgatei. Eu [te] chamei pelo teu nome. Tu és
meu. 2 Se passares pelas águas, vou estar contigo; e pelos
rios, eles não passarão por cima de ti. Se andares
através do fogo, não ficarás chamuscado, nem te
crestará a própria chama. 3 Porque eu sou Jeová,
teu Deus, o Santo de Israel, teu Salvador.
DEI
o
Egito como resgate por ti,
a
Etiópia e Sebá,
EM
LUGAR DE TI
.
4 Devido ao fato de que
tens
sido precioso aos meus olhos

,
foste considerado honroso e
EU
MESMO TE AMEI
.
Darei homens em lugar de ti e grupos nacionais em lugar da tua alma.

Entre
647 e 580 AEC.

(Jeremias
30:23-31:6)
23
Eis que saiu de Jeová um vendaval, o próprio furor, uma
tormenta impetuosa. RODOPIARÁ SOBRE A CABEÇA DOS
INÍQUOS. 24 A ira ardente de Jeová não recuará
até que ele tenha executado e até que tenha realizado
as idéias de seu coração. Na parte final dos
dias vós lhe dareis a vossa consideração. 31
“Naquele tempo”, é a pronunciação de
Jeová, “tornar-me-ei Deus para todas as famílias
de Israel; e quanto a eles, tornar-se-ão meu povo”. 2
Assim
disse Jeová

:
“O povo composto dos
SOBREVIVENTES
DA ESPADA

achou
favor no ermo,
quando
Israel
andava
para obter seu repouso.” 3 De longe apareceu-me o próprio
Jeová, [dizendo:] “
E
eu te amei com um amor por tempo indefinido.

Por
isso é que te atraí com benevolência.

4
Ainda te reedificarei e serás realmente reedificada, ó
virgem de Israel. Ainda te ataviarás com os teus pandeiros e
realmente sairás na dança dos que estão rindo. 5
Ainda plantarás vinhedos nos montes de Samaria. Os plantadores
certamente plantarão e principiarão a usá-los. 6
Pois há um dia em que as sentinelas na região
montanhosa de Efraim realmente clamarão: ‘Levantai-vos,
homens, e subamos a Sião, a Jeová, nosso Deus.’”

Jeová
atrai os iníquos usando de benevolência.

Entre
800 e 745 AEC.

(Oséias
14:1-5)
14
“Volta deveras a Jeová, teu Deus, ó Israel, pois
tropeçaste no teu erro. 2 Tomai convosco palavras e voltai a
Jeová. Dizei-lhe, todos vós: ‘Que tu perdoes o
erro; e aceita o que é bom, e nós ofereceremos em troca
os novilhos de nossos lábios. 3 A própria Assíria
não nos salvará. Não cavalgaremos em cavalos. E
não mais diremos: “Ó nosso Deus!” ao
trabalho das nossas mãos, porque és tu que tens
misericórdia para com o menino órfão de pai.’
4 “Sararei a sua infidelidade.
AMÁ-LOS-EI
DE [MINHA] PRÓPRIA VONTADE
,
porque a minha ira recuou dele. 5 Tornar-me-ei para Israel como
orvalho. Ele florescerá como lírio e lançará
as suas raízes como o Líbano.

O
amor de Jeová NÃO SE DAVA EM
CONSEQUÊNCIA
DE seu povo ser justo e fiel. NÃO ESTÁ CONDICIONADO a
que estes sejam justos.


PECADO – Esta é
a definição dada por certo dicionário (Houaiss):

pecado
Datação:
sXIII


n
substantivo
masculino

1
violação
de um preceito religioso

2
Derivação:
por extensão de sentido.

desobediência
a qualquer norma ou preceito; falta, erro

Exs.:
p. juvenis


trabalhar
muito não é p.

3
ação
má; crueldade, perversidade

Ex.:
é
um p. acordá-lo tão cedo

4
o
que merece ser lastimado; pena, tristeza

Ex.:
é
um p. que você não possa ficar para o jantar

5
estado
em que se encontra alguém que cometeu um pecado (acp.1)

Ex.:
aquela
mulher vive em p.

 

 

Logo,
pecar significaria errar o objetivo do Criador, o que Ele espera de
mim em relação a TUDO o que eu vou fazer. Significaria
DESVIAR-SE DO PROJETO ORIGINAL do Criador para mim.

Um
bom projetista sabe o que está projetando em todos os seus
mínimos detalhes. O bom projetista sabe tudo o que a coisa
projetada deve e não deve fazer para manter-se no projeto
original.

 

Segundo
o acima afirmado, os “iníquos” estão em
contrate com as pessoas de “disposição”
justa. Segundo o citado acima, Jeová não ama os
iníquos.

INIQUIDADE
– Esta é a definição dada por certo
dicionário (Houaiss):

iniquidade
Datação:
1555
Ortoépia:


n
substantivo
feminino

1
caráter
daquilo ou daquele que é iníquo, que é contrário
à equidade

Exs.:
a i. de uma lei


a
i. de um juiz

2
ação
ou coisa contrária à moral e à religião

3
aquilo
que é iníquo, ato contrário à justiça,
à equidade

Ex.:
cometer
i.

4
ato
perverso; maldade

 

A
condenação pelo pecado, qualquer pecado, (erro) é
a morte – A PENALIDADE POR QUALQUER PECADO É A MESMA.

Iniquidade
é todo ato contrário à justiça e a
equidade.

Bem,
o que é equidade??

Equidade
esta
é a definição dada pelo dicionário
Houaiss:
respeito
à igualdade de direito de cada um….; virtude de quem
manifesta senso de justiça, imparcialidade, respeito à
igualdade de direitos.

equidade



ou
qu
s.f.
(sXV)
1
apreciação,
julgamento justo
1.1
respeito
à igualdade de direito de cada um, que independe da lei
positiva, mas de um sentimento do que se considera justo, tendo em
vista as causas e as intenções
2
virtude
de quem ou do que (atitude, comportamento, fato etc.) manifesta senso
de justiça, imparcialidade, respeito à igualdade de
direitos
<a
e. de um juiz
>
<a
e. de um julgamento
>
3
correção,
lisura na maneira de proceder, julgar, opinar etc.; retidão,
equanimidade, igualdade, imparcialidade
¤
etim
lat.
aequìtas,átis
‘igualdade,
equidade’
¤
sin/var
equidade,
integridade, razão; ver tb. antonímia de
contraposição
¤
ant
iniquidade,
injustiça; ver sinonímia de
contraposição


 

Toda
e qualquer pessoa que fugir da igualdade é um iníquo.
Toda pessoa que não se sente igual é um iníquo.

Incrível,
não??

Percebemos
que todas as ações de iniquidade, são ações
que revelam que o praticante passou a ver a vítima com um
valor abaixo do valor que ela dá a si mesma. Revela que o
praticante passou a ter pela vítima uma estima muito menor do
que a estima que ele tem por si mesmo.

Quais
são os mandamentos que servem de base para todo e qualquer
mandamento criado pelo Pai Jeová para o humano??

Deveis
amar ao próximo COMO amas a ti mesmo.

Bem,
este mandamento pede ao humano que ele NUNCA deixe de usar a equidade
entre ele mesmo e os demais humanos.

Isto
é bem claro.


(Ezequiel
18:4)
4
Eis que todas as almas — a mim me pertencem. Como a alma do
pai, assim também a alma do filho — a mim me pertencem.
A alma
QUE
PECAR
ela
é que morrerá.

Jeová
não diferencia e classifica o pecado como leve, grave e
gravíssimo. Para todos os tipos de pecados, a penalidade é
única. Sendo única a penalidade, significa que “TODOS”
os pecados encontram-se no mesmo nível de gravidade.

O
produto
final
de
todo e qualquer pecado é a morte.

Todo
e qualquer pecado
produz
a
morte.

Todo
e qualquer pecado leva para a morte.

Este
é o pensamento do Pai Jeová.

INDEPENDENTE
DA MOTIVAÇÃO, no instante que o pecado é
cometido a sentença pode ser executada, a punição
pode ser imediatamente aplicada, como no caso de Uzai em relação
à arca do pacto. Isto é o cumprimento da lei. Todo e
qualquer ATO SEGUINTE depende agora unicamente do Criador. Eu já
entrei com o erro e o PRÓXIMO PASSO é do Criador. Caso
Ele me conceda o perdão, não me imputando a sentença
de morte imediatamente, não me punindo imediatamente, somente
neste caso haverá a oportunidade para o PASSO SEGUINTE –
o arrependimento.

 

 

Quem
é justo?

(Ezequiel
18:5-9) 5
“‘E
no que se refere ao homem, se ele veio a ser justo e
TEM
PRATICADO
o
juízo e a justiça; 6 se não comeu nos montes e
não elevou seus olhos para os ídolos sórdidos da
casa de Israel, e não aviltou a esposa de seu companheiro, e
não se chegou a uma mulher na sua impureza; 7 e se não
maltratou a nenhum homem; se restituiu o penhor tomado pela dívida;
se não arrebatou nada em roubo; se deu o seu próprio
pão ao faminto e cobriu com roupa ao que estava nu; 8 se não
deu nada em troca de juros e não tomou usura; se retirou sua
mão da injustiça; se praticou a verdadeira justiça
entre homem e homem; 9 se tem andado nos meus estatutos e tem
guardado as minhas decisões judiciais para praticar a verdade,
ele é justo. Ele positivamente continuará a viver’, é
a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.

Ser
justo é fazer e deixar de fazer certas coisas, assim como ser
iníquo também é fazer e deixar de fazer as
mesmas coisas, só que no sentido oposto. Enquanto o iníquo
pode praticar certa medida de justiça, o justo só é
justo, enquanto não cometer nenhuma única iniquidade.

Ser
justo não é igual a ser um mocinho de um filme, que
pode fazer as mesmas coisas que faz um bandido, e que continua
mocinho.
Isto
seria fazer acepção de pessoas, e fazer acepção
de pessoas também é um pecado.

Vejam
a informação dada pelo Pai, que revela o que é
ser um “justo”.

(Ezequiel
18:20)
20
A
alma que pecar — ela é que morrerá. O próprio
filho não levará nenhuma [culpa] pelo erro do pai e o
próprio pai não levará nenhuma [culpa] pelo erro
do filho.
A
própria justiça do justo virá a estar sobre ele
mesmo, e a própria iniqüidade do iníquo virá
a estar sobre ele mesmo.

(Ezequiel
18:24)
24
“‘Ora,
QUANDO
o
justo recuar da sua justiça

e
realmente
FIZER
INJUSTIÇA

;
se estiver fazendo segundo todas as coisas detestáveis que o
iníquo tem feito e estiver vivendo, não será
lembrado nenhum dos seus atos justos que praticou. Por sua
INFIDELIDADE
que
praticou e por seu
PECADO
com
que pecou, por estes é que morrerá.

Ao
cometer um pecado, qualquer pecado, o justo passa a ser um iníquo.

Percebemos??

Se um justo fizer uma de todas as
coisas que o iníquo faz, ele também passa a ser um
iníquo.

Percebemos??

É aquilo que a pessoa faz
ou deixa de fazer que a coloca na condição de justo ou
de iníquo.

Independente de quem seja, quem
praticar qualquer uma das coisas chamadas por Deus de “detestáveis”,
passa a ser um iníquo.

Notamos que isto é
imparcialidade, não notamos??

Notamos a individualidade, não
notamos??

Notamos que todos são
vistos e tratados rigorosamente iguais, não notamos??

O que mais notamos??

Também notamos que justo é
aquele que não pratica pecado..

Justo é a condição
alcançada por aquele que não comete “pecado”.

Por
sua
INFIDELIDADE
que
praticou e por seu
PECADO
com
que pecou, por estes é que morrerá.

E quanto ao iníquo??

Iníquo é aquele que
comete um “pecado”…


O
justo continuará a viver.

Justo
é aquele que não pecou, logo, não se arrepende.
Jesus é o justo – todo homem deve ser comparado com Jesus para
saber se é justo.

Por
que Jesus mostrou ser um homem justo???

Não
foi exatamente por não ter cometido nenhum pecado, apesar de
todas as circunstâncias adversas???

Se
Jesus cometesse um pecado, qualquer pecado, continuaria ele a ser
justo??

Óbvio
que não….


(Mateus
9:10-13)
10
Mais tarde, enquanto estava recostado à mesa, na casa, eis que
vieram muitos cobradores de impostos e pecadores, e começaram
a recostar-se com Jesus e seus discípulos. 11 Vendo isso,
porém, os fariseus começaram a dizer aos discípulos
dele: “Por que é que o vosso instrutor come com os
cobradores de impostos e os pecadores?” 12 Ouvindo-os, ele
disse: “
As
pessoas com saúde não precisam de médico

,
mas sim os enfermos. 13 Ide, pois, e aprendei o que significa:
‘Misericórdia quero, e não sacrifício.’ Pois eu
não vim chamar os que são justos, mas
pecadores.”

(Lucas
5:31-32)
31
Em resposta, Jesus disse-lhes: “Os que têm saúde
não precisam de médico, mas sim os que estão
adoentados. 32
Eu
não vim chamar os que são justos

,
mas sim pecadores ao arrependimento.”

(Mateus
5:44-45)
44
No entanto, eu vos digo: Continuai a amar os vossos inimigos e a orar
pelos que vos perseguem; 45
PARA
QUE
mostreis
ser filhos
de
vosso Pai, que está nos céus, visto que
ele
faz
o
seu sol levantar-se sobre iníquos e sobre bons,
e
faz
chover
sobre justos e sobre injustos.

(Lucas
16:14-15)
14
Ora, os fariseus, que eram amantes do dinheiro, estavam escutando
todas estas coisas, e começaram a escarnecer dele. 15
Conseqüentemente, ele lhes disse: “
Vós
sois os que vos declarais justos perante os homens

,
mas Deus conhece os vossos corações; porque aquilo que
é altivo entre os homens é uma
COISA
REPUGNANTE
à
vista de Deus.

PODE
ALGUM JUSTO AGIR COMO INIMIGO DE JEOVÁ?? Tenho de amar meu
inimigo PARA SER filho do Criador, pois ELE JÁ AMA E FAZ O BEM
PARA SEUS INIMIGOS e é exatamente isso o que Ele projetou e
espera de mim.

POVO
ESCOLHIDO, NAÇÃO SANTA OU INIMIGO DIRETO?? SÓ UM
POVO INÍQUO SE LEVANTA COMO INIMIGO DIRETO DE JEOVÁ.

(Miquéias
2:8)
8 “‘E
ontem o
MEU
PRÓPRIO POVO

passou
a levantar-se como
INIMIGO
DIRETO
.
Arrancais da frente do manto o adorno majestoso, daqueles que passam
confiantemente [como] os que retornam da guerra.

Assim
verte a Tradução Almeida:
(Miquéias
2:8) 8
Mas
há pouco
se
levantou o meu povo como um inimigo
;
de sobre a vestidura arrancais o manto aos que passam seguros, como
homens contrários à guerra.

 

 

Todos
os filhos humanos são iníquos. Como poderia o Pai de
todos os humanos, amar um grupo e odiar outro de forma definitiva?
Como poderia beneficiar especial e unicamente um grupo que Ele
“escolheu”, quando este mesmo grupo escolhido e ensinado SE
MOSTRA PIOR que os não escolhidos e não ensinados? Como
poderia fazer filhos pagarem por erros dos pais de forma definitiva e
ainda assim ser justo?

Por
pelo menos três vezes, Davi pecou e MUITOS MORRERAM NO SEU
LUGAR. Numa ocasião específica foram 70.000 homens.
Filhos pagando pelo erro do pai, como previsto pelo próprio
Criador. Poderia o Criador esquecer o erro de seu iníquo filho
querido, enquanto não esquece o erro de outros filhos iníquos?
Poderia perdoar os erros de Davi em face exclusiva de sua promessa
feita a Davi e não perdoar o mesmo erro cometido por outros
filhos? “Eu fiz a promessa, logo ele pode errar, pois a minha
palavra está envolvida”. Muito embora o Criador tenha se
mostrado leal com filhos desleais, poderia Ele simplesmente ser
parcial? A palavra saída da boca de Jeová esclarece
tal posição no caso de bênçãos e
punições. Assim falou Jeová:

(Jeremias
18:1-10)
18
A palavra que veio a haver para Jeremias, da parte de Jeová,
dizendo:
2 “Levanta-te,
e tens de descer à casa do oleiro e ali te farei ouvir as
minhas palavras.”
3 E
passei a descer à casa do oleiro, e eis que ele fazia uma obra
na roda de oleiro.
4 E
o vaso que fazia do barro foi estragado pela mão do oleiro, e
ele tornou e foi fazer dele outro vaso, conforme parecia direito
fazer aos olhos do oleiro.
5 E
continuou a vir a haver para mim a palavra de Jeová,
dizendo:
6 “‘Não
posso eu fazer a vós como este oleiro [fez], ó casa de
Israel?’ é a pronunciação de Jeová. ‘Eis
que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na
minha mão, ó casa de Israel.
7 Em
qualquer momento

em
que eu falar contra uma nação e contra um reino, para
[a] desarraigar, e para [a] demolir, e para [a] destruir,
8 e
esta nação realmente
RECUAR
 
da
sua maldade contra a qual falei, também eu
vou
deplorar a calamidade

que
pensei em executar sobre ela.
9 Mas,
em
qualquer momento

em
que eu falar a respeito de uma nação e a respeito de um
reino, para [a] edificar e para [a] plantar,
10 e
ela realmente FIZER O QUE É MAU

aos
meus olhos por não obedecer à minha voz,
também
eu
vou
deplorar o bem

que
eu disse [para mim] fazer-lhe

para
seu bem.’

A
IMPARCIALIDADE de Jeová está acima dos pensamentos e
sentimentos dos humanos imperfeitos. É um relacionamento no
qual o Criador comprovadamente, abre mão da justiça,
isto é, aquilo que o humano rotula como justiça
(definitiva retribuição). No relacionamento pai e
filho, existe imparcialidade, existe punição, existe
premiação, existe misericórdia, existe lições
individuais e lições em grupo, existe perdão,
entretanto, O PAI ABRE MÃO DA JUSTIÇA.
Onde
há justiça não há perdão.

O
ser humano vê a justiça como o “pagar” pelo
erro cometido. O humano abomina a impunidade. O humano pede e espera
que haja a merecida punição para o iníquo.

Embora
tenha havido punições, Jeová perdoou Davi PORQUE
AMAVA a Davi, tal qual o pai humano perdoa seu iníquo filho.
Quanto mais iníquo for o filho, maior terá de ser o
amor do pai para com ele. COMO VOCÊ SE SENTIRIA SE JEOVÁ
PUNISSE COM A MORTE 70.000 PESSOAS POR CAUSA DE UM ERRO SEU?? Não
estava Jeová ensinando lições para Davi??
Jeová
estava usando de Misericórdia
e
estava ao mesmo tempo ensinando os seus filhos a também serem
Misericordiosos.
Sejam
Misericordiosos assim como Eu sou Misericordioso.

Jesus
chamou a atenção para o fato de que O PECADOR É
UM DOENTE. Quanto MAIS PECADOS ele comete, MAIS DOENTE ele está,
necessitando de MAIS MISERICÓRDIA.

Mateus
9:12,13
Ouvindo-os,
ele disse: “As pessoas com saúde não precisam de
médico, mas sim os enfermos. 13
Ide,
pois, e aprendei o que significa: ‘Misericórdia quero, e não
sacrifício

.’
Pois eu não vim chamar os que são justos, mas pecadores

Vou
ter misericórdia de quem eu tiver misericórdia:

(Êxodo
33:19)
19 Mas
ele disse: “Eu mesmo farei toda a minha bondade passar diante
da tua face e vou declarar diante de ti o nome de Jeová;
e
vou favorecer ao que eu favorecer e vou ter misericórdia de
quem eu tiver misericórdia.”

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Êxodo 33:19) 19
Respondeu-lhe:
Farei passar toda a minha bondade diante de ti, e te proclamarei o
nome de Jeová;
terei
misericórdia de quem eu tiver misericórdia,

e
me compadecerei de quem eu me compadecer.

Outros
iníquos estavam sendo testemunhas de que Jeová estava
usando de misericórdia para com o mais iníquo.

A
nação escolhida “o servo que escolhi” agiu
com a iniquidade prevista. Se tornou a mais iníqua das nações,
para a vergonha deles próprios e Jeová afirmou a
respeito desta mais iníqua nação:

(Isaías
43:3-4)
3 Porque
eu sou Jeová, teu Deus, o Santo de Israel, teu Salvador. Dei o
Egito como resgate por ti, a Etiópia e Sebá, em lugar
de ti.
4 Devido
ao fato de que tens sido precioso aos meus olhos, foste considerado
honroso e
eu
mesmo te amei.

Darei
homens em lugar de ti e grupos nacionais em lugar da tua alma.

Ficarão
espantados com o tamanho da bondade com a qual vou tratar o iníquo.
(Jeremias
33:8-9)
8 E
eu vou purificá-los de todo o seu erro com que pecaram contra
mim e
vou
perdoar-lhes todos os erros com que pecaram contra mim

e
com que transgrediram contra mim.
9 E
ela certamente se tornará para mim um nome de exultação,
louvor e beleza para com todas as nações da terra, que
ouvirão [falar] de toda a bondade que eu lhes faço.
E
certamente ficarão apavorados e agitados por causa de toda a
bondade
e
por causa de toda a paz que faço [vir] a ela.’”

Assim
verte a Tradição Brasileira:
(Jeremias
33:8-9) 8
Purificá-los-ei
de toda a sua iniqüidade, em que pecaram contra mim; e
lhes
perdoarei todas as suas iniqüidades, com que pecaram contra mim
,
e com que transgrediram contra mim.
9
Esta
cidade me servirá de nome, de gozo, de louvor e de glória,
diante de todas as nações da terra, que ouvirem todo o
bem que eu lhes estou fazendo, e que temerem e tremerem por causa de
todo o bem

e
por causa de toda a paz que eu lhes estou proporcionando.

Outros
iníquos ficarão espantados com o tamanho da Minha
bondade para com eles”. Ora, qual o motivo do espanto?? Não
são merecedores de benevolência?? O que merece o mais
iníquo, quando outros menos iníquos que ele sofreram
punição?? Todos esperariam ver uma punição
pior, não é verdade?? Exatamente por isso é que
ficam perplexos, pois o mais iníquo foi tratado com tamanha
bondade.

Embora
os observadores possam ficar perplexos, aquele que foi tratado com
tamanha bondade pode não ficar nem um pouco perplexo. Ora,
como isto pode acontecer?? Basta que este mais iníquo não
se considere nem mesmo um iníquo. Não se considerando
iníquo, segundo ele, toda e qualquer bondade que vir da parte
de Jeová para ele, será uma recompensa dada por Jeová
por sua lealdade.

Ele
não se considera iníquo apesar de o Pai afirmar que
está perdoando todos os seus pecados?? Como isto pode
acontecer?? Basta olharmos o
exemplo
de
Saulo de Tarso, o mais zeloso de todos os fariseus. Ele praticava
todas aquelas maldades, estando plenamente convencido de que estava
agradando a Jeová. Tão convencido estava, que queria
fazer as pessoas se retratarem. Onde Saulo havia aprendido tudo o
sabia e que ele defendia tão zelosamente?? Assim como todos os
demais, pesquisando as “Escrituras”.

No
entanto, segundo Jesus, qual o motivo de Saulo e dos demais homens
agirem com todo este zelo??

(João
16:1-3)
16
Tenho
falado estas coisas para que não tropeceis.
2 [Os]
homens vos expulsarão da sinagoga. De fato, vem a hora em que
todo aquele que vos matar imaginará que tem prestado um
serviço sagrado a Deus.
3 Mas,
farão
estas coisas
PORQUE
não
vieram a conhecer nem o Pai nem a mim.

Assim
verte a Tradução Brasileira:
(João
16:1-3) 1
Eu
tenho dito estas coisas, para que não vos escandalizeis.
2
Expulsar-vos-ão
das sinagogas; ainda mais vem a hora em que todo o que vos mata,
julgará oferecer um culto a Deus.
3
Isto
farão,
PORQUE
não
conheceram ao Pai, nem a mim.

Objetivavam
agradar a uma pessoa que eles não conheciam, apesar de
estudarem as “Escrituras”.

-
Exatamente como no caso de Davi.
Jeová
amava-os na condição de mais iníquo dos povos.
Quanto mais iníquo o “servo”, maior quantidade de
amor será sentido e usado.

Não
amaria Jeová os outros povos da mesma forma? Diria não
a esta pergunta um povo cego e surdo. A nação escolhida
não admitia sua iniquidade e não admitia que Jeová
amasse outros povos reconhecidamente iníquos.
Estavam
convencidos de que Jeová não ama os iníquos, e
que, se eles eram amados por Jeová, isto significava que eles
não eram iníquos. Lógico, eles não se
viam como iníquos.

Jeová
não amava e não ama a “iniquidade”, seja ela
praticada por quem quer que seja.

Não
ouviu Jeová a oração do MAIS INÍQUO dos
homens (Manassés)? Não só ouviu como respondeu
favoravelmente. A humilhação era de Manassés.
Não amou Jesus a Saulo de Tarso, o MAIS INÍQUO dos
homens naquela ocasião? A humilhação era de
Saulo.

Todos
nós humanos, sem exceção, somos iníquos.
Ao reconhecermos isso, veremos que Jeová ama os iníquos.
A humilhação é de cada um de nós.

Os
arrogantes não se consideram iníquos, e, ainda humilham
outros iníquos. Certamente serão humilhados no futuro.

Veja
a continuação deste assunto em
parai
de julgar

Quando
Jesus nos deu a ORDEM de
abrir
mão da “justa” compensação

pela
iniqüidade cometida (olho por olho), só nos deixou a
opção de perdoar, perdoar e perdoar. Assim nos ORDENOU
Jesus:

(Mateus
5:38-42)
38 “Ouvistes
que se disse: ‘Olho por olho e dente por dente.’
39 No
entanto, eu vos digo: Não resistais àquele que é
iníquo; mas, a
quem
te esbofetear a face direita, oferece-lhe também a outra.
40 E,
se alguém quiser levar-te perante o tribunal para obter posse
de tua roupa interior, deixa-o ter também a tua roupa
exterior;
41 e,
se alguém sob autoridade te obrigar a prestar serviço
por mil passos, vai com ele dois mil.
42 
ao que te pede e não te desvies daquele que deseja tomar
emprestado de ti [sem juros].

“Olho
por olho” era uma regra que regia toda a vida dos Israelitas até
então, destacando a exigência da plena justiça.
Abrir mão desta regra equivale a abrir mão da justiça.
No entanto, o exemplo estava sendo dado pelo próprio Jeová.

Assim
como o Pai ABRE MÃO da justiça no seu relacionamento
com seu filho iníquo, os filhos iníquos têm de
ABRIR MÃO da justiça no relacionamento com os seus
irmãos iníquos. Têm de usar amplamente a
misericórdia e o perdão para com seus irmãos
iníquos.

Jesus
não foi perdoado. Ele é “justo”. O justo não
comete pecado, logo não precisa ser perdoado.

Notamos
assim que o Criador está nos fazendo passar por uma lição
teórica e prática para exercitarmos os nossos
sentimentos. Notamos também que o sentimento predominante na
personalidade do Criador é a Misericórdia. No entanto,
para ser misericordiosa a pessoa precisa, antes, já amar
àquele que vai demonstrar misericórdia.

Qual
é o valor do justo??

Qual
é o valor do iníquo??

Será
que justo e iníquo têm valores diferentes??

É
óbvio que estas perguntas acima devem ser feitas para o Pai
Jeová. É o Pai Jeová quem nos fornece os reais
valores que devemos atribuir a justos e iníquos.

Os
humanos pactuados com o Pai Jeová tinham certos pecadores como
não valendo mais nada, ou seja, como um caso perdido.

Aqueles
humanos ficaram chocados com a atitude de Jesus em relação
a estas pessoas iníquas.

Jesus
tratava aqueles iníquos como se eles fossem pessoas valiosas.

Será
que havia algum erro em Jesus??

Toda
aquela geração atribuía baixos valores para
aqueles iníquos, logo, se afastavam de tais iníquos.

No
entanto, Jesus fazia o oposto.

Óbvio
que passaram a questionar Jesus por suas ações. Como um
homem de Deus podia não se afastar de pessoas iníquas??

(Lucas
15:2-10)
2
Conseqüentemente,
tanto os fariseus como os escribas murmuravam, dizendo: “Este
homem acolhe pecadores e come com eles.”
3
Então
lhes contou a seguinte ilustração, dizendo:
4
Que
homem dentre vós, com cem ovelhas, perdendo uma delas, não
deixa as noventa e nove atrás no ermo e vai em busca da
perdida, até a achar?
5
E
quando a tiver achado, ele a põe sobre os seus ombros e se
alegra.
6
E,
ao chegar à casa, convoca seus amigos e seus vizinhos,
dizendo-lhes: ‘Alegrai-vos comigo, porque achei a minha ovelha
que estava perdida.’
7
Eu
vos digo que assim haverá mais alegria no céu por causa
de um pecador que se arrepende, do que por causa de noventa e nove
justos que não precisam de arrependimento.
8
Ou
que mulher, com dez moedas de dracma, se perder uma moeda de dracma,
não acende uma lâmpada e varre a sua casa, e procura
cuidadosamente até achá-la?
9
E
quando a tiver achado, convoca as mulheres que são suas amigas
e vizinhas, dizendo: ‘Alegrai-vos comigo, porque achei a moeda
de dracma que perdi.’
10
Assim,
eu vos digo, surge alegria entre os anjos de Deus por causa de um
pecador que se arrepende.”

 

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Lucas
15:2-10) 2
Os
fariseus e os escribas murmuravam: Este recebe pecadores e come com
eles.
3 Jesus
propôs-lhes esta parábola:
4
Qual
de vós é o homem que, possuindo cem ovelhas e tendo
perdido uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto, e
não vai em busca da que se havia perdido até achá-la?
5 Quando
a tiver achado, põe-na cheio de júbilo sobre os seus
ombros;
6 e
chegando à casa, reúne os seus amigos e vizinhos e
diz-lhes: Regozijai-vos comigo, porque achei a minha ovelha que se
havia perdido.
7
Digo-vos
que assim haverá maior júbilo no céu por um
pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos, que não
necessitam de arrependimento.
8
Ou
qual é a mulher que, tenho dez dracmas e perdendo uma, não
acende a candeia, não varre a casa e não a procura
diligentemente até achá-la?
9
Quando
a tiver achado, reúne as suas amigas e vizinhas, dizendo:
Regozijai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido.
10
Assim,
digo-vos, há júbilo na presença dos anjos de
Deus por um pecador que se arrepende.

Qual
é o valor do iníquo??

O
Pai deixa os noventa e nove justos e vai atrás do iníquo??

Ele
vai atrás do iníquo e se alegra ao encontrar o iníquo??

Insistindo
em esclarecer para aqueles humanos que desvalorizavam o iníquo,
qual era o real valor do iníquo para o Pai Jeová, Jesus
passou a lhes contar uma outra ilustração, na qual
Jesus mostrava claramente a alegria do Pai Jeová ao encontrar
o filho iníquo, contratando com o valor atribuído pelo
filho justo, isto é, aquele que permanecia na casa do Pai e
prestando serviços para o Pai.

Enquanto
o Pai Jeová se alegrava com o filho iníquo, agora na
condição de filho achado, convidando outros para uma
festa, no entanto, sentindo-se injustiçado, o filho justo
passou a reclamar que não havia sido dada uma festa por ele
permanecer na casa do Pai.

(Lucas
15:11-32)
11
Ele
disse então: “Certo homem tinha dois filhos.
12
E
o mais jovem deles disse a seu pai: ‘Pai, dá-me a parte
dos bens que me cabe.’ Dividiu então os seus meios de
vida entre eles.
13
Mais
tarde, não muitos dias depois, o filho mais jovem ajuntou
todas as coisas e viajou para fora, a um país distante, e ali
esbanjou os seus bens por levar uma vida devassa.
14
Quando
já tinha gasto tudo, ocorreu uma fome severa em todo aquele
país, e ele principiou a passar necessidade.
15
Ele
até mesmo foi e se agregou a um dos cidadãos daquele
país, e este o enviou aos seus campos para pastar porcos.
16
E
costumava desejar saciar-se das alfarrobas que os porcos comiam, e
ninguém lhe dava [nada].
17
Quando
caiu em si, disse: ‘Quantos empregados de meu pai têm
abundância de pão, enquanto eu pereço aqui de
fome!
18
Levantar-me-ei
e viajarei para meu pai e lhe direi: ‘Pai, pequei contra o céu
e contra ti.
19
Não
sou mais digno de ser chamado teu filho. Faze de mim um dos teus
empregados.”’
20
Levantou-se
assim e foi ter com seu pai. Enquanto ainda estava longe, seu pai o
avistou e teve pena, e correu e lançou-se-lhe ao pescoço
e o beijou ternamente.
21
O
filho disse-lhe então: ‘Pai, pequei contra o céu
e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho. Faze
de mim um dos teus empregados.’
22
Mas
o pai disse aos seus escravos: ‘Ligeiro! Trazei uma veste
comprida, a melhor, vesti-o com ela, e ponde-lhe um anel na mão
e sandálias nos pés.
23
E
trazei o novilho cevado e abatei-o, e comamos e alegremo-nos,
24
porque
este meu filho estava morto, e voltou a viver; estava perdido, mas
foi achado.’ E principiaram a regalar-se.

25
Ora,
o filho mais velho dele estava no campo; e quando chegou e se
aproximou da casa, ouviu um concerto de música e dança.
26
De
modo que chamou a si um dos servos e indagou o significado destas
coisas.
27
Este
lhe disse: ‘Chegou teu irmão, e teu pai abateu o novilho
cevado, porque o recebeu de volta em boa saúde.’
28
Mas
ele ficou furioso e não quis entrar. Saiu então seu pai
e começou a suplicar-lhe.
29
Em
resposta, ele disse ao seu pai:
Eis
que trabalhei tantos anos como escravo para ti, e nunca, nem uma
única vez, transgredi o teu mandamento, contudo, nunca, nem
uma única vez, me deste um cabritinho para alegrar-me com os
meus amigos.
30
Mas,
assim que chegou este teu filho, que consumiu com as meretrizes o teu
meio de vida, abates para ele o novilho cevado.

31
Disse-lhe
então: ‘Filho, tu sempre estiveste comigo e todas as
minhas coisas são tuas;
32
mas
nós simplesmente tivemos de nos regalar e alegrar, porque este
teu irmão estava morto, e voltou a viver, e estava perdido,
mas foi achado.’”

 

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Lucas 15:11-32) 11 Continuou:
Um homem tinha dois filhos.
12
Disse
o mais moço a seu pai: Meu pai, dá-me a parte dos bens
que me toca. Ele repartiu os seus haveres entre ambos.
13
Poucos
dias depois o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu,
partiu para um país longínquo, e lá dissipou
todos os seus bens, vivendo dissolutamente.
14
Depois
de ter consumido tudo, sobreveio àquele país uma grande
fome, e ele começou a passar necessidades.
15
Foi
encostar-se a um dos cidadãos daquele país, e este o
mandou para os seus campos guardar porcos.
16
Ali
desejava ele fartar-se das alfarrobas que os porcos comiam, mas
ninguém lhas dava.
17
Caindo,
porém, em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm
pão com fartura, e eu aqui estou morrendo de fome!
18
Levantar-me-ei,
irei a meu pai e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e diante
de ti:
19
não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos
teus jornaleiros.
20
Levantando-se,
foi para seu pai. Estando ele ainda longe, seu pai viu-o e teve
compaixão dele e, correndo, o abraçou e beijou.
21
Disse-lhe
o filho: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já
não sou digno de ser chamado teu filho.
22
O
pai, porém, disse aos seus servos:
Trazei-me
depressa a melhor roupa e vesti-lha, e ponde-lhe um anel no dedo e
sandálias nos pés;
23
trazei
também o novilho cevado, matai-o, comamos e regozijemo-nos,
24
porque
este meu filho era morto e reviveu, estava perdido e se achou. E
começaram a regozijar-se.

25
Seu
filho mais velho estava no campo; quando voltou e foi chegando à
casa, ouviu a música e a dança:
26
e
chamando um dos criados, perguntou-lhe que era aquilo.
27
Este
lhe respondeu: Chegou teu irmão, e teu pai mandou matar o
novilho cevado, porque o recuperou com saúde.
28
Ele
se indignou, e não queria entrar; e saindo seu pai, procurava
conciliá-lo.
29
Mas
ele respondeu a seu pai:

tantos anos que te sirvo, sem jamais transgredir uma ordem tua, e
nunca me deste um cabrito para eu me regozijar com os meus amigos;
30
mas
quando veio este teu filho, que gastou os teus bens com meretrizes,
tu mandaste matar para ele o novilho cevado
.
31 Replicou-lhe
o pai: Filho, tu sempre estás comigo, e tudo o que é
meu é teu;
32
entretanto
cumpria regozijarmo-nos e alegrarmo-nos, porque este teu irmão
era morto e reviveu, estava perdido e se achou.

As
palavras e as ações do irmão justo, aquele que
afirmou que não havia transgredido nenhuma ordem, sendo neste
caso justo, revelavam o real valor que ele atribuía a seu
iníquo irmão mais jovem.

O
Pai comprovou de forma prática que continuava tendo o seu
iníquo filho mais jovem em alta estima, mantendo o alto valor
de filho que este gozava quando vivia obedientemente na casa do seu
Pai.

De
forma oposta, o filho justo, aquele que continuava servindo na casa
do Pai, revelou o novo valor que ele atribuía a um filho
iníquo, revelando assim a sua baixa estima por seu iníquo
irmão.

Será
que somos tão justos quanto o irmão mais velho, tendo
os irmãos iníquos em baixa estima e atribuindo a eles
um baixo valor??

 

 

Topo
desta página


Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar