Expiação de todos os pecados de todos os pecadores. Porque??




EXPIAÇÃO
DE TODOS OS PECADOS

Criada
em 09 de setembro de 2011 – Última alteração em
09/09/11

DE
FORMA PRÁTICA, O CRIADOR MOSTRA AO HUMANO O QUE É
EXPIAÇÃO. DEVE O HUMANO IMITAR O CRIADOR??

EXPIAR
definição >> sentido
de pagar uma pena; sentido de limpar ou purificar; sentido de remir

expiar
[Do
lat.
expiare.]

Verbo

transitivo
direto.

1.
Remir
(a
culpa),
cumprindo
pena;
pagar.

2.
Sofrer
as
conseqüências
de:

“Cometi

um
erro,
e
devo
expiá-lo.”
(Machado
de
Assis,
Helena,
p. 279.)

3.
Sofrer,
padecer:

“Condenados

à
desordem
ou
à
conservação,
os
revolucionários
de
hoje
expiam
as
conseqüências
da
falta
de
um
critério
científico
na
organização
das
suas
idéias.”
(Oliveira
Martins,
Portugal
Contemporâneo,
I, p. XXVII.)

4.
Purificar
(um
local
sagrado)
de
profanação
ou
sacrilégio.

Verbo

pronominal.

5.
Purificar-se
(de
crimes
ou
pecados).
[Pres.
ind.:
expio,
expias,
expia,
etc. Cf.
espia,
do
v.
espiar
e
s.
f., esse
v.,
expiáveis,
do
v.
expiar,
e
espiáveis,
do
v.
espiar.]

EXPIAÇÃO
definição

expiação
[Do
lat.
expiatione.]

Substantivo

feminino.

1.
Ato
ou
efeito
de
expiar
(1);
castigo, penitência, cumprimento

de
pena.
~ V.
expiações.

Expiação
suprema.
1.
A
pena
capital.

REMIR
Esta é a definição
dada pelo dicionário Houaiss:

remir

v.
(sXIII)
1
t.d.
tornar
a obter, a conseguir
2
t.d.bit.
e pron.

livrar(-se),
libertar(-se), resgatar(-se)
<remiu
(do
cativeiro
)
o
povo oprimido
>
<remiu-se
do castigo graças aos seus próprios esforços
>
3
t.d.
libertar
da danação, da condenação ao inferno
<Cristo
morreu para r. os pecadores
>
4
t.d.
conceder
indenização a; compensar, ressarcir
5
t.d.
reparar
(falta, falha, crime etc.); expiar
6
pron.
obter
a reabilitação; recuperar-se
<remiu-se
de uma falta cometida no passado
>
¤
gram
v.
defectivo, us. unicamente nas formas em que o
i
se
segue ao radical
¤
etim
lat.
redìmo,is,émi,emptum
ou
emtum,imère
‘id.’
¤
sin/var
redimir

EXPIAÇÃO -
O
USO DADO
PELO CRIADOR
PARA ESTA
EXPRESSÃO.

Precisamos compreender
o uso dado
pelo Criador
para esta
expressão. O Criador
o fez de
forma prática.
O
sacerdote fazia
expiação
pelo pecador. Assim,
o
Criador estava
revelando a
sua disposição
constante de
perdoar. A expiação
estava diretamente
associada ao
perdão. Para haver
expiação, tem de
haver o
pecado. Cometeu-se o
pecado, e agora??
Bem, vamos
fazer expiação
pelo pecado. Qual
o único
resultado previsto
pelo Criador?? O
perdão. Tratava-se
de uma
CERIMÔNIA
de
perdão.

Tratava-se de
uma conscientização
do pecador
quanto ao seu
pecado, bem como
o reconhecimento
da existência
do pecado. O
pecador reconhece
sua culpa, reconhece
sua condição
pecaminosa. Ele reconhece
que ele é
o culpado
pelo seu
próprio pecado.
Daí
ele percebe
que o seu
caso é
um caso de
clemência. Chegando a
este ponto, ele
dirá: “Pai, seja clemente
comigo, pecador.

No uso feito por Jeová
para a expressão expiação, o resultado para o
pecador era o perdão do seu pecado. Quando o sacerdote fazia
expiação pelo pecador, o resultado era o pecador ser
perdoado do seu pecado. Neste caso, tratava-se de uma purificação,
tratava-se de uma ação de limpeza.

(Levítico
4:20)
20
E
terá de fazer com o novilho assim como fez com o outro novilho
da oferta pelo pecado. É assim que fará com ele; e o
sacerdote tem de
fazer
expiação
por
eles, e assim lhes tem de
SER
PERDOADO.

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Levítico 4:20) 20
Assim fará com o novilho; como fez com o novilho da oferta do
pecado, assim fará com este. O sacerdote
fará
expiação
por eles, e eles
SERÃO
PERDOADOS.

(Levítico
4:26)
26 E
fará fumegar toda a sua gordura sobre o altar, igual à
gordura do sacrifício de participação em comum;
e o sacerdote tem de
FAZER
EXPIAÇÃO
POR
ELE,
PELO

SEU
PECADO,
e assim lhe tem de ser perdoado.

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Levítico4:26) 26
Toda a gordura da oferta, queimá-la-á sobre o altar,
como a gordura do sacrifício das ofertas pacíficas; o
sacerdote
FARÁ
EXPIAÇÃO
POR
ELE
NO
TOCANTE
AO
SEU
PECADO,
E

ELE
SERÁ
PERDOADO.

O
humano confessava o seu pecado e levava até a presença
de Jeová uma oferta em face dos pecados confessados. Depois
disto, o sacerdote fazia uma expiação deste humano em
relação àquele pecado. No que consistia a
expiação?? Tratava-se de uma declaração
de limpeza.

(Levítico
5:5-6)
5
“‘E
tem de acontecer que, caso ele se torne culpado no que se refere a
uma destas coisas, então tem de confessar de que modo pecou.
6
E
tem de trazer a Jeová sua oferta pela culpa, pelo pecado que
cometeu, a saber, uma fêmea do rebanho, uma cordeira ou uma
cabritinha, como oferta pelo pecado; e o sacerdote tem de

FAZER
EXPIAÇÃO
POR
ELE,
PELO

SEU
PECADO.

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Levítico 5:5-6) 5
Quando for culpado numa destas coisas, confessará aquilo em
que há pecado.
6
Como sua oferta pela culpa, ele trará a Jeová pelo
pecado que cometeu, do gado miúdo, uma cordeira ou uma cabra,
como uma oferta pelo pecado;
E
O
SACERDOTE
FARÁ
EXPIAÇÃO
POR
ELE
NO
TOCANTE
AO
SEU
PECADO.

(Levítico
5:10)
10
E
o outro ele manejará como oferta queimada, segundo o
procedimento regular; e o sacerdote tem de
FAZER
EXPIAÇÃO
POR
ELE,
PELO

PECADO
QUE
COMETEU,
E

ASSIM
LHE
TEM
DE
SER
PERDOADO.

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Levítico 5:10) 10
Então oferecerá o segundo em holocausto, conforme a
ordenança; o sacerdote
FARÁ
EXPIAÇÃO
POR
ELE
NO
TOCANTE
AO
PECADO
QUE
COMETEU,
E

ELE
SERÁ
PERDOADO.

(Levítico
5:13)
13
E
o sacerdote tem de
fazer
expiação
por ele,
pelo
pecado
que
cometeu,
por qualquer um destes pecados,
e
assim lhe tem de ser perdoado;
e
ela tem de tornar-se do sacerdote, igual a uma oferta de cereais.’”

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Levítico
5:13) 13
O sacerdote FARÁ
EXPIAÇÃO
POR ELE
NO
TOCANTE
AO
PECADO
que cometeu em alguma destas coisas, e
ele será perdoado;
o restante pertencerá
ao sacerdote, como a oferta de cereais.

A
expiação sempre culminava com o perdão.

Será que a expiação representava um pagamento
pelo perdão dado pelo Pai?? Ou será que representava
uma purificação diante do Pai??

Um
outro momento em que era feita uma expiação.

Tratava-se
do momento em que fosse feita a contagem do povo. Esta era uma
ocasião em que Jeová pedia uma contribuição
que tinha como objetivo fazer expiação pelo pecado.
Tratava-se de uma contribuição simbólica
que seria dada por aqueles que tivessem de vinte anos para cima. Esta
contribuição representaria a limpeza deste pecado
perante Jeová. Será que estavam pagando para serem
considerados limpos??

Assim
se fez registrar:


(Êxodo
30:11-16)
11 E
Jeová prosseguiu falando a Moisés, dizendo:
12
Sempre
que fizeres a soma dos filhos de Israel como recenseamento deles,
então
cada um terá de dar a Jeová um resgate pela sua alma
quando se fizer o recenseamento deles
,
para que não venha sobre eles alguma praga ao se fazer o seu
recenseamento.
13 Isto
é o que darão todos os que passarem para os contados:
meio siclo segundo o siclo do lugar santo. Vinte geras são
iguais a um siclo. Meio siclo é a contribuição a
Jeová.
14 Todo
aquele que passar para os registrados, de vinte anos de idade e para
cima, dará a contribuição [pertencente a] Jeová.
15 O
rico não deve dar mais e o de condição humilde
não deve dar menos de meio siclo,
a
fim de dar a contribuição [pertencente a] Jeová
para se fazer expiação pelas vossas almas.

16 E
terás de tomar dos filhos de Israel o dinheiro de prata da
expiação e dá-lo em benefício do serviço
da tenda de reunião,
para
que deveras sirva de recordação perante Jeová

para os filhos de
Israel,
a
fim de se fazer expiação pelas vossas almas.”

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Êxodo
30:11-16) 11
Disse mais Jeová a Moisés: 12
Quando fizeres o alistamento dos filhos de Israel, de
acordo com o número deste alistamento, cada um deles dará
a Jeová o resgate de sua alma
, quando os
alistares; para que não haja entre eles praga alguma por
ocasião do alistamento. 13 Isto darão (cada um
que passa para o número daqueles que são alistados),
meio siclo segundo o siclo do santuário (o siclo tem vinte
obolos); oferecer-se-á a Jeová meio siclo. 14
Todo aquele que passa para o número dos que são
alistados de vinte anos para cima, pagará a oferta de Jeová.
15 O rico não dará mais, nem o pobre dará
menos, do que o meio siclo, quando
derem a oferta de Jeová, para fazerdes expiação
pelas vossas almas.
16 Dos filhos de Israel
tomarás o dinheiro da expiação, e designá-lo-ás
para o serviço da tenda da revelação; para
que sirva de memorial a favor dos filhos de Israel

diante de Jeová, a
fim de fazerdes expiação pelas vossas almas.

Jeová
apresentou dois motivos:

  • para que sirva
    de memorial a favor dos filhos de Israel; para que sirva de
    recordação perante Jeová.

  • A fim de
    fazerdes expiação pelas vossas almas; a fim de se
    fazer expiação pelas vossas almas.

A
expiação culminava sempre com o perdão, logo a
expiação tinha o sentido de limpeza, isto é, de
tornar a pessoa limpa diante de Jeová.

Será
que se tratava de uma compra da própria viva?? Tratava-se de
um valor simbólico. Objetivava
mostrar
que o humano estava sendo perdoado. Objetivava
lembrar
ao humano que ele estava sendo perdoado de um
pecado.

Um
outro momento em que foi feita uma expiação. Uma coisa
impura é declarada pura.

Tratava-se
de Josué o sumo sacerdote. Ele estava trajado de vestes
imundas. Simplesmente foi-lhe dito: “Vês, fostes vestido
com roupas limpas, logo, o teu pecado foi perdoado”.

(Zacarias
3:1-5)
3
E
ele passou a mostrar-me Josué, o sumo sacerdote, de pé
perante o anjo de Jeová, e Satanás de pé à
sua direita para se lhe opor.
2
[O
anjo de] Jeová disse então a Satanás: “Jeová
te censure, ó Satanás, sim, censure-te Jeová,
aquele que escolhe Jerusalém! Não é este um
tição arrancado do fogo?”
3
Ora,
quanto a Josué, aconteceu que estava vestido de vestes imundas
e estava de pé perante o anjo.
4
Então
ele respondeu e disse aos que estavam de pé perante ele:
“Removei dele as vestes imundas.” E prosseguiu,
dizendo-lhe: “Vê, fiz que passasse de ti o teu erro, e és
vestido de trajes de gala.”

5
Então
eu disse: “Ponha-se-lhe um turbante limpo na cabeça.”
E eles passaram a pôr-lhe o turbante limpo na cabeça e a
trajá-lo de vestes; e o anjo de Jeová estava de pé
ali.

Assim
verte a Tradução Brasileira:

(Zacarias
3:1-5) 1
Ele me mostrou o sumo sacerdote Josué que estava
diante do anjo de Jeová, e Satanás que estava à
mão direita dele para ser o seu adversário. 2
Jeová disse a Satanás: Que Jeová te repreenda, ó
Satanás; sim, repreenda-te Jeová que escolheu a
Jerusalém: acaso não é este um tição
tirado do fogo? 3 Ora
Josué estava vestido de hábitos sujos, e posto em pé
diante do anjo.
4
Este
começou a falar e disse aos que estavam diante dele: Tirai-lhe
estes hábitos sujos. A Josué disse: Eis que hei feito
passar de ti a tua iniqüidade, e te vestirei de ricos trajos.

5 Eu disse: Ponham-lhe sobre a cabeça uma mitra limpa.
Puseram-lhe, pois, sobre a cabeça uma mitra limpa, e
vestiram-no de vestidos; e o anjo de Jeová estava perto, de
pé.

Ele
foi simplesmente declarado limpo de seus pecados e comissionado a
atuar como sacerdote.

O
que ele ofereceu?? Nada. Confessou ele quais eram os seus pecados??
Não. No entanto, ele foi declarado limpo.

DIA
DA
EXPIAÇÃO
PARA
DECLARAR-VOS
LIMPOS,
DECLARAR-VOS
PURIFICADOS.

O
DIA DA
EXPIAÇÃOO
dia anual nacional
da expiação
era o dia
em que JEOVÁ
PURIFICAVA
todos os
habitantes do
país. Como??
Perdoando-os de
todos os seus
pecados. Neste dia,
Jeová
perdoava todos
os pecados de
todos os
habitantes do
país.

O
que eles
faziam para
merecer isto?? Nada.
O que Jeová exigia como pré-requisito antes de conceder
o Seu perdão?? Depois de dado o perdão, o que exigia
Jeová daquele que foi perdoado?? Absolutamente nada. A

maioria sequer
sabia de
quais pecados
estavam sendo
perdoados por
Jeová. Neste caso,
o
perdão mostrou
ser um ato
unilateral da
parte do
ofendido, Jeová, sem levar
em conta
qualquer merecimento
por parte dos
recebedores do
perdão, os humanos.

Neste
dia, Jeová
os
declarava
limpos
por
perdoar
toda e
qualquer dívida
e não
guardar qualquer
ressentimento dos
humanos perdoados.

(Levítico
16:29-31)
29
E
isso vos tem de servir de estatuto por tempo indefinido: No sétimo
mês, no décimo [dia] do mês, deveis atribular as
vossas almas, e não deveis fazer obra alguma, quer o natural
quer o residente forasteiro que reside no vosso meio.
30
Pois
neste dia
se
fará
expiação
por
vós,
PARA
DECLARAR-VOS
LIMPOS.
SEREIS
LIMPOS
DE
TODOS
OS
VOSSOS
PECADOS
PERANTE
JEOVÁ.
31
É
um sábado de completo repouso para vós, e tendes de
atribular as vossas almas. É um estatuto por tempo indefinido.

(Levítico 16:29-31)
29
Isso vos será por estatuto
perpétuo: no sétimo mês aos dez dias do mês
afligireis as vossas almas, e não fareis trabalho algum, nem o
natural, nem o estrangeiro que peregrina entre vós;
30
pois
nesse
dia
se
fará
expiação
por
vós,
PARA
VOS
PURIFICAR;
DE
TODOS
OS
VOSSOS
PECADOS
SEREIS
LIMPOS
DIANTE
DE
JEOVÁ.
31 É
sábado de descanso solene para vós, e afligireis as
vossas almas; é estatuto perpétuo.

(Levítico
16:34)
34
E
isto vos tem de servir de estatuto por tempo indefinido, a fim de se
fazer expiação pelos filhos de Israel,
uma
vez
por
ano,
com respeito a todos os seus pecados.”…

O
que acontecia neste dia anual da expiação??

Será que aqueles humanos confessavam os seus pecados e
deixavam de praticá-los?? Será que pagavam algo para
obterem este perdão de todos os pecados?? Tratava-se de um
povo escravocrata. Embora declarados limpos de todos os pecados, eles
não confessavam que serem escravocratas era um pecado, e
tampouco libertavam os seus escravos. Mesmo assim eles eram
declarados limpos de todos os seus pecados neste dia, muito embora
mantivessem seus escravos.

O sacerdote
colocava a mão na cabeça de um bode devidamente
escolhido e confessava os pecados do povo. Depois disto, este bode
não era morto. Ele era enviado ao deserto. No entanto, o
perdão era dado. Toda a nação era declarada
limpa de todos os seus pecados.

Neste
dia, todos os impuros eram declarados puros.


Eram
simplesmente declarados puros, embora continuassem com os seus mesmos
pecados.

Fazer
expiação
está
diretamente
relacionado
com
a
prática
do
perdão.
Este foi o
uso dado pelo
Criador para
esta expressão.

O que o humano devia fazer
neste dia?? Jeová afirma: “Neste dia deveis atribular as
vossas almas”.

Como deviam atribular as suas
almas?? Seria por causar sofrimentos físicos em si mesmos??
Não.

O que fazer?? Não está
sendo você perdoado de sua grande dívida?? Você
está pagando por isto?? Não, não está.
Você reconhece sua grande dívida?? Você sabe o que
merece qualquer pessoa que esteja nesta condição?? No
entanto, o que Jeová está fazendo por você neste
dia?? Você não se sente envergonhado não?? Você
deseja que este dia acabe logo, pensando em prosseguir cometendo os
mesmos pecados?? Bem, este era um dia destinado a uma análise
pessoal sobre como estou vivendo a minha vida. Que valor eu dou a
minha vida?? Certamente um valor bem inferior ao valor que Jeová
dá a ela. Parece que para mim, cometer certos pecados é
mais importante do que a minha própria vida.

Neste dia deveis atribular as
vossas almas, deveis envergonhar-vos de vossas ações.

Onde será que eu vou
chegar por atribular a minha alma??

Decerto, chegarei na cura para
aquele meu pecado.

OUTRO USO
DA EXPRESSÃO
PURIFICAR DE
PECADO

(Êxodo
29:36-37)
36
E
oferecerás diariamente o novilho da oferta pelo pecado como
expiação, e
terás
de
PURIFICAR
de
pecado
O
ALTAR
por
fazer
expiação
sobre
ele,
e terás de ungi-lo para o santificar.
37 Levarás
sete dias para fazer expiação sobre o altar e terás
de santificá-lo para que deveras se torne um altar santíssimo.
Todo aquele que tocar no altar deve ser santo.

(Êxodo
29:36-37) 36
Cada dia oferecerás para expiação
o novilho que se oferece como oferta pelo pecado. Purificarás
o altar, quando a favor dele fizeres expiação; e
ungirás o altar, para o santificar. 37 Por sete dias
farás expiação pelo altar, e o santificarás.
O altar será santíssimo; todo o que o tocar, será
santificado.

COMO FAZER
A EXPIAÇÃO

(Êxodo
30:10)
10
E
uma vez por ano Arão terá de fazer expiação
sobre os seus chifres.
Com
um pouco
de
sangue
da
oferta
pelo
pecado, da
expiação,
fará
expiação
por ele
uma vez por ano, nas
vossas gerações. É santíssimo para
Jeová.”

(Êxodo
30:10) 10
Uma vez no ano Arão fará expiação
sobre os chifres do altar; com o sangue da oferta pelo pecado, que é
oferecido pela expiação, uma vez no ano pelas vossas
gerações fará pelo altar expiação;
santíssimo é a Jeová.

(Levítico
8:14-15)
14
Então
trouxe
perto
o
novilho
da
oferta
pelo
pecado,
e
Arão
e
seus
filhos
puseram
as
mãos
sobre
a
cabeça
do
novilho
da
oferta
pelo
pecado.
15
E
Moisés
passou
a
abatê-lo
e
a
tomar
do
sangue,
e
foi
pô-lo
com
o
dedo
sobre
os
chifres
do
altar
ao
redor
e
PURIFICAR
de
pecado
o
altar,
mas
o
resto
do
sangue
ele
despejou
junto
à
base
do
altar,
a
fim
de
santificá-lo
para
fazer
expiação
sobre
ele.

(Levítico
8:14-15) 14
Então fez chegar o novilho da oferta pelo
pecado; e Arão e seus filhos puseram as mãos sobre a
cabeça do novilho da oferta pelo pecado. 15 Depois de
morto o novilho, Moisés tomou o sangue, e com o dedo pô-lo
sobre os chifres do altar ao redor, e PURIFICOU
o altar. Derramou o sangue ao pé do altar e o santificou, para
fazer expiação por ele.

(Levítico
17:11)
11
Pois
a alma da carne está no sangue,
e
eu
mesmo
o
pus
para
vós
sobre
o
altar
para
fazer
expiação
pelas
vossas
almas,
porque
É
O
SANGUE
QUE
FAZ
EXPIAÇÃO
pela
alma [nele].

(Levítico
17:11) 11
Porque a vida da carne
está no sangue. Eu vô-lo dei sobre o altar, para fazer
expiação pelas vossas almas; porquanto
É
O
SANGUE
QUE
FAZ
EXPIAÇÃO
em virtude da vida.

QUEM FAZIA
A EXPIAÇÃO

(Levítico
4:19-20) . . ..
20 E
terá de
fazer com o
novilho assim
como fez com
o outro novilho
da oferta pelo
pecado. É assim
que fará
com ele; e
o
sacerdote
tem de
fazer
expiação
por eles, e assim
lhes tem de
ser perdoado.

(Levítico 4:19-20)
19
Do novilho tirará toda a
gordura, e queimá-la-á sobre o altar.
20
Assim fará com o novilho; como fez com o novilho da oferta do
pecado, assim fará com este.
O
SACERDOTE
FARÁ
EXPIAÇÃO
por eles, e eles serão perdoados.

Derramar o sangue ao pé
do altar – este era o ato aqui chamado de expiação.

Fazer
expiação é também chamado o ato de
purificar, tornar puro.

Ao final da expiação,
se declara limpo o humano para o qual se fez a expiação.

Ao final, diz-se ao ofensor e
devedor: “Você esta
PERDOADO
da sua dívida”.

Como fazer uma coisa
considerada impura passar a ser uma coisa considerada pura??

O que fazia Jeová quando
vitimado de qualquer ofensa??

Jeová simplesmente
perdoava e esquecia, além de não cobrar nada.

O
PERDÃO DADO PELO CRIADOR NÃO ESTAVA CONDICIONADO A
NADA. Tratava-se de um ato de amor à vida do ofensor devedor.
Tratava-se de uma enorme valorização que Ele CONTINUA
dando à vida do ofensor. Na verdade, trata-se da enorme
valorização que Ele PERMANECE dando à vida de
cada filho.

Será que o novilho, o
cordeiro, a pomba ou os cereais levados pelo ofensor e devedor eram
os pagamentos que Jeová exigia e recebia pelo perdão
que Ele dava??

O que fazia o humano quando
vitimado??

Bem, o humano agia de outra
forma.

Que alternativas oferece o
humano aos que são vistos por ele como ofensores??

Como fazer de alguém que
me deve cem dólares, alguém que não me deve
coisa alguma??

Como fazer de alguém que
me deve mil dólares, alguém que não me deve
coisa alguma??

Como fazer de alguém que
me causou um dano físico, alguém que não me
causou nenhum dano físico??

Como fazer de alguém que
me causou um dano moral, alguém que não me causou
nenhum dano moral??

Como fazer alguém que
invadiu a minha casa e roubou as minhas coisas, alguém que não
invadiu minha casa e não me roubou nada??

Será que é por
fazê-la pagar a dívida??

Assim, aquele que me deve cem
dólares, só passará a ser alguém que não
me deve, quando ele me pagar, me devolver os cem dólares.

Assim, aquele que me deve mil
dólares, só passará a ser alguém que não
me deve, quando ele me pagar, me devolver os mil dólares.

Assim, aquele que me causou um
dano físico, só passará a ser alguém que
não me causou dano, quando eu tiver a minha vingança
(retribuir-lhe um mal, que pode ser “olho por olho” ou
acima disso).

Assim, aquele que me causou um
dano moral, só passará a ser alguém que não
me causou dano, quando eu o ver morto (hoje existe a reparação
material por danos morais).

Assim, aquele que invadiu minha
casa e roubou minhas coisas, só passará a ser alguém
que não me fez tais coisas, quando ele pagar pelo que me fez,
restituindo o que roubou, além de mais uma compensação
de um quinto.

Bem, estas eram
algumas das alternativas que o povo com o qual o Criador estava
residindo, ofereciam àqueles que aos seus olhos se tornavam
ofensores.

Bem,
O Criador, aquele que sempre dava o seu perdão para todos os
ofensores de forma imparcial, estava observando que Seus filhos não
queriam seguir o Seu exemplo. Os humanos com os quais o Criador
estava residindo, afirmavam que somente Deus é que perdoa
pecados. No entanto, retransmitindo as palavras do Pai, assim falou
Jesus:
(Mateus
6:14-15)
14 “Pois,
se perdoardes aos homens as suas falhas, também o vosso Pai
celestial vos perdoará;
15 ao
passo que, se não perdoardes aos homens as suas falhas,
tampouco o vosso Pai vos perdoará as vossas falhas.

Com estas palavras, o Pai deixa
bem claro que o PERDÃO é a regra para todos os filhos.
Com estas palavras, o Pai também deixa bem claro que aquele
filho que não perdoa o seu irmão está cometendo
um pecado.

O filho ofensor comete um
pecado, no entanto, o filho ofendido tem de perdoar o seu irmão
ofensor. O Pai
AMA
os dois filhos e não quer perder nenhum
dos filhos. Para que isto aconteça é necessário
que os filhos tenham entre si
o
mesmo tipo de amor
que o Pai
sente pelos dois filhos.

Neste
caso, o filho olhará para seu irmão e o que ele verá??
Ele verá o amado filho de seu Pai.
ELE
É MAIS DO QUE MEU IRMÃO.

Ele
é o amado filho do meu Pai.
Assim, ama-se ao
Pai acima de todas as coisas e ama-se ao próximo como a si
mesmo.

Topo
desta página


Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar